Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI A NAMORADA VIRGEM

Quando tinha meus dezoito anos comecei a namorar uma menina do prédio

uma morena de cabelos compridos e lisos, um corpo lindo. Peitinhos medios

bem empinados, umas coxas deliciosas, uma bunda bem empinada tbém e um

rosto lindo.

Seu nome era Caroline. Morena linda e ainda por cima virgem. Aí que estava o maior

problema. No começo ficavamos nos beijando pelos cantos do prédio, principalmente

a noite que era mais vazio.

Aí semanas se passando e os beijos foram esquentando um pouco. Carol deixava eu ficar encoxando ela,

se virava de costas pra mim e a gente ficava se esfregando e eu passava a mão por cima da roupa nos

seus peitos.

Depois desses esfregas as brincadeiras foram cada vez ficando melhores.

Ela começou a deixar chupar seus seios, ela batia uma punheta pra mim, eu passava a mão na sua bucetinha

virgem. Que delicia. Mas dar ela ainda não dava.

Depois de uns dois meses que estávamos juntos, um amigo meu do predio (Carlos) me contou que a Carol

estava me enganando com um outro cara lá do predio, um tal de Pedro.

Me falou que viu ela aos beijos com ele no salão de festas que estava tudo escuro numa noite.

Ela não tinha visto ele, meu amigo falou que tinha ficado escondido vendo que que ela ia fazer.

Carlos me contou que eles estavam no maior amasso, aí ficou esperando mais. Aí Carol ficou com

os seios de fora, o cara chupando os seios dela e ela gemendo. Depois ele tirou o pau pra fora

Carol ficou de joelhos de frente pra ele e começou a fazer uma chupeta fenomenal pro cara.

Chupou, chupou e o cara gemendo e falando pra ela chupar gostoso que ela era uma safada.

Ela olhava pra ele com cara de safada mesmo, lambendo e chupando o pau dele.

Carlos falou que ficou até de pau duro vendo a cena. Carol ficou chupando ele até ele gozar.

Aí eu falei pro Carlos que fazia algumas coisas com ela sá que ela sá batia uma punheta

pra mim ainda não tinha me chupado. E pra outro cara ela chupava e ainda deixava o cara gozar na boca dela.

Isso era demais. Fiquei doido da vida.

Foi aí que arquitetei um plano...

Falei pro meu amigo ficar de olho nela e um dia desses esperar ela sair do encontro com o tal do Pedro,

falar que viu tudo e chantageá-la. Sá pra ver o que ela iria fazer a vagabunda.

E foi o que Carlos fez... de novo viu ela no salão de festas fazendo tudo aquilo que ele já tinha visto

sá que dessa vez ela estava de vestido e viu uma cena única, Carol deliciosa com as alcinhas

do vestido caídas aparecendo os deliciosos peitos com as pernas abertas e o cara chupando sua

bucetinha virgem. E Carol se retesando toda falando que aquilo era bom demais que o cara chupava

uma buceta como ninguém que ela ia acabar dando a buceta pra ele. Que não estava aguentando mais

segurar e que seu namorado ia dançar. E gemia falando que queria dar, que queria experimentar

um pau bem gostoso na sua buceta. Depois ela chupou o pau dele até receber um monte de porra

no rosto. E caia porra na sua língua aberta pedindo pra ele gozar.

Ela gemendo gostoso...mas não passou disso ela não deu.

Eu e meu amigo ficamos vendo tudo aquela cena de sexo oral.

Aí esperamos tudo aquilo de pau duro. O cara saiu primeiro do salão, me escondi e vi que ele foi embora.

Depois vi que Carol foi no banheiro se limpar. Foi quando ela saiu do banheiro que meu amigo pegou ela

no flagra. Ela tomou um bruta susto. Aí ele falou que tinha visto tudo. ela desconversou falando que

não tinha visto nada.

Aí ele apertou mais e ela com medo de que eu descobrisse tudo perguntou que que ele queria com

tal chantagem. Carlos olhou pra Carol com cara de safado deixando bem a mostra seu pau duro por baixo da calça.

Ela deu uma risadinha e falou, quer que eu faça tudo o que vc viu eu fazendo com ele né...safado.

Aì Carol beijou Carlos depois falou tá certo, mas me faça gozar como o outro me fez.

E eu escondido sabendo que ia ver mais cenas de sexo com minha namorada. Tirei o pau pra fora

e comecei a bater uma punheta. Não sei porque mas estava gostando da brincadeira.

Por um momento estava esquecendo que era minha namoradinha virgem e torcendo pro meu amigo comer

a Carol. Queria ver uma rola entrando nela.

Ela já deixou seus seios a mostra ele chupou gostoso. Depois rolou mais uns beijos.

Aí Carol abrindo as pernas e levantando o vestido deixou sua calcinha toda molhada a mostra.

e pediu para o meu amigo tirar. Ele tirou na hora, se abaixou e começou a chupar sua buceta.

Ela gemia muito. Falava que estava uma delícia. Até que ela gozou.

E eu vendo aquilo e batendo uma punheta adorando a cena.

Depois Carlos sentou no sofá e ela abaixou as calças dele tirando o pau

duro pra fora da calça. Abocanhou o pau dele e fez uma tremenda chupeta.

Se deliciando com o pau dele. Dava pra ver ela lambendo a cabeça do pau,

descendo e chupando o saco depois voltava a chupar. Aí ela de repente parou, se levantou

tirou todo o vestido de vez ficou peladinha. Pediu para o meu amigo se deitar no sofá,

aí se colocou em cima do meu amigo numa posição de 69, pedindo pra ele continuar chupando a buceta

dela que ele chupava muito gostoso. E ficaram no 69 até ele gozar tudo na sua boquinha.

Quando vi ele gozar tudo na boca dela comecei a gozar tbém.

No outro dia nos amassos ficava imaginando que ela já tinha chupado dois paus.

Aí pedi pra ela chupar meu pau tbém. Ela chupou gostoso na maior cara de pau

aí fui chupar a buceta dela ela não deixou. Me falou que sá deixava eu passar

a mão que uma vez antes de me namorar ela tinha deixado um cara chupar e ela tinha

quase dado a buceta por causa disso e ela falou que ainda ia continuar virgem.

Aí passaram umas duas semanas e Carol na mesma fazendo várias coisas com o outro cara

do prédio e meu amigo chantagendao ela e fazendo o mesmo. E eu vendo tudo escondido.

Ela tava ficando com 3 caras ao mesmo tempo...até que Carlos um dia

trouxe um outro amigo dele que ia de vez equando lá no prédio

que naquela noite ele ia dormir lá. Aí ele quiz mostrar a Carol pra ele sá pra ele

ver. Fomos os 3 ficar olhando a Carol fazer sexo oral. O moleque se empolgou com a cena toda

e quiz tbém. Aí Carlos chantagedor chegou nela com o outro e pediu para que ela fizesse

nele tbém... ela relutou um pouco por ser dois mas acabou aceitando com a condição de que

ninguém iria enfiar a rola na buceta dela.

Aí enquanto um chupava sua buceta ela chupava o pau de outro.

Teve até uma hora que ela ficou chupando os dois, revezando hora um hora outro.

O moleque até tentou comer ela, uma hora que ela estava de 4, chegou a roçar na buceta dela com

a cabeça do pau, aí ela deu um pulo pra frente e nao deixou.

Aí ele insistiu falando que ela era muito gostosa que tinha que dar pra ele.

Que o pau dele não era grande que não ia doer nem nada. Realmente era pequeno mesmo.

Aí ela ficou olhando praquele pausinho duro e fino com cara de safada.

Pediu para ele sentar no sofá, aí ela veio por cima de costas pra ele.

Sentou na sua barriga e desceu um pouco esfregando sua buceta melada no pau

dele. Ela ficou fazendo um vai e vem bem gostoso esfregando a parte de cima do pau dele

na buceta. Sem deixar que ele enfiasse. Mas ficava falando pra provocar...ai que vontade

de meter....que vontade de enfiar seu pau aqui na minha buceta

Aì ele falva pra ela enfiar então...ela falava que tinha namorado, não podia.

E eu olhando aquela cena de pau duro e batendo uma punheta falando em pensamento

pra ela dar a buceta para os dois que eu queria mesmo é ver sexo, rola entrando na buceta.

Carol falava: eu quero dar pra vcs dois seus fdp. Me come gostoso me come...vcs dois.

Tira meu cabacinho tira que eu quero essas duas rolas em mim...aí que tesão...

Faz isso faz...o corno do meu namorado que se foda....to com vontade de dar.

Vai seus fdp...me fode gostoso...

Nessa hora o moleque gozou tudo nas coxas dela e na barriga.

Aí meu amigo que estava sendo chupado enquanto ela se esfregava no outro gozou tudo na boca dela.

A Carol tava virando a putinha do prédio. E eu batia várias punhetas.

Depois de mais uma semana nessa putaria toda. Fiquei sabendo que ela acabou dando pro tal do Pedro.

Meu amigo num outro dia que encontrou com ela e Carol falou que tinha uma surpresa, a surpresa é que

ela tinha perdido o cabaço e deu pra ele tbém.

E como pra mim ela era virgem terminou comigo como se ela ainda

fosse virgem pra não pegar mal.

No final eu não comi e meus amigos se deram bem comendo ela direto.

Aquela morena gostosíssima.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico casada arrependida na noite de carnavalcontos erotico patricinha debaixo do edredomcontos eróticos de minha esposa bêbadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu primo gay que ve meu pauConto erotico contando minhas tranzas para meu pai e acabou me comendocontos eroticos papai 40 amigas i eu arrumacontos eroticos traindo marido na Sala ao ladoahora que paugozacontos eroticos toma putofodendo com desconhecido no motel contoscontos punheta na calcinha sobrinhacontos dei pro mulequinho de ruacomo o cheiro da maça contos buceta de cajaracontos de coroa com novinhocontos eroticos dançando com a cunhadamulhe se matrupado com amiga pono doidoputa incotrado afuder cm amante vidiocontos realizei o sonho do corno engravidei de outrocontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anosEla adora leitinho contosCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESvoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos carro lotado e minha mãe de saia no meu colohistoria erotica irmão dopa irmãcontos eroticos cadtigando o cucontos gay sou submisso ao meu irmão mais velhocontos eroticosnegao dotadoCorno viadinho conto eroticocontos esposa bunduda so traz problemascontos sogra punhetavideo fui brinca de lutonha acabei gosandocontos eróticos meu marido eu e meu alazãoContos erroticos com fotos eu e minha loirinha e um negro 32cm parte 2amo cheirar a boceta da minha esposa pela calçaconto: enrabado e mamando outrocontos de mae fudendo com o próprio filhomeu cuzinho desvirginadocontos eróticos comi so o cu da aluna do vôleicontos eroticos medicoconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viucontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbmulher madura em casa fazendo faxina bem à vontade sem roupa ou com roupa calcinha transparentecomi uma egua na roca contohomens com pau instigantecontos eroticos tio e sobrinha novinhavi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticoscontos eroticos medicoprimeira vez em fraldas tesãocontos eróticos gay lambendo rabo peludo de machocontos eróticos de pequenininhos dando para grandõescontos eroticos de sexo com madrinhasporque eles bunduda gostosaputa entra em desepero ao gozar esegerada mentecontos ela me descobriuum careca inesquecivel contoscontos titioporno.pai.padado.jeu.nabuseta.dafilihaamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/eleritio adora meu cu3negros-_contos eróticosconto ele me comeu pelo buraco da paredecontos erótico me rasgaram mo acampamentocontos rola gigante na bucetinha da esposaContos gay banheirofoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelacontos eroticos arrombando a gordaconto er seios quadril glandevídeo pornô dois cara comendo a mulher do cara do homem assaltando a por lágrima é como o c* do homemConto erotico botei minha pica nao aguentou