Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ROTINA

Rotina.





Estou na minha rotina do dia a dia e são agora a hora de eu ir ao trabalho com sempre faço todos os dias, do ponto de ônibus até ele chegar vou até o terminal e entro em outro e continuo até chega ao centro de minha cidade e isso dá em torno de 30 minutos se caso eu não me atrasar, tudo certo tudo corriqueiro, mas nesse dia apareceu uma mulher de em torno de uns 30 anos, cabelos negros na altura dos ombros, rosto bonito sem marcas de expressão, olhos redondos e pequenos, nariz de na proporção do rosto pequeno e delicado, lábios carnudos iguais a um morango cortado ao meio saborosos e vermelhos, vestida com uma calça de tecido de cor escura colada que denunciava as formas de seu quadril, o tecido tinha um efeito brilhante do linho acho que era esse tecido ....até a cintura a calça terminava e a blusa deixava um lindo umbigo a mostra...pequeno e delicado com pele morena coberta com uma blusa clara com botões que mal seguravam o volume dos seios, grandes e redondos como eu estava atento a cada detalhe, mesmo o ônibus em movimento com bastante pessoas eu consegui ver com precisão . Sentia que sempre a mesma viajem de todos os dias ficou agradável de estar sentindo o perfume daquela mulher fresco, doce levemente cítrico e eu adoro, fiquei ainda mais curioso, atraído em estar mais perto dela pelo menos sentir o perfume, sentir a presença pois sabia que logo ela desceria e quem sabe não a veria mais. Aos poucos fui chegando perto...mais perto até que fiquei do lado e realmente meus olhos me diziam, meu olfato também concordou com meus olhos ela era muito linda, mas minha boca também queria concorda com ou outros sentidos .....logo meu tato tratou de segurar perto das mãos dela, do lado onde ela segurava no ônibus, senti um a cabeça dela virar, seus olhos acompanharam, deu-me um gelo ! Senti um arrepio e hesitei em continuar minha investida, senti os olhos dela me vasculharem dos pés a cabeça discretamente olhei devagar nos olhos dela e saiu um sorriso daqueles lábios lindo e continuamos a nossa viajem que a cada parada entrava mais gente e eu aproveitei e fui chegando mais perto e mais perto com minha coxa perto dela tão perto que senti os tecido de nossas roupas se tocarem, comecei a tremer por dentro de excitação e medo que alguém percebe as más inteções que estavam passando por minha cabeça, o ônibus balançava e vez ou outra nos dois nos tocávamos e isso ia aumentando minha vontade de querer aquela mulher, olhava em volta, a boca ficou seca e não conseguia mais não encostar nela estava com bastante gente e finalmente eu quase que fiquei colado no quadril dela, pedi desculpa por esbarrar nela e ela apenas deu um sorriso pequeno no canto dos lábios abaixou a cabeça olhando pelo canto ro rosto meio encoberto pelos cabelos, isso durou alguns segundo mas eu percebi que ela mordeu os lábios, olhou pra mim e falou que não tinha problema algum que o ponto dela estava chegando. Desse momento até a descida dela ficamos colados mesmo com as pessoas se acomodando não consegui sair de trás apenas me afastei um pouco pra não dar nas vista, e disse a ela : - Agora esta mais vazio ! ela concordou e sorriu outra vez e com esses diálogo resumido entre algumas olhadas e sorrisos criamos um contato ....- Ela se ajeitou e virou-se olhou pra mim e me disse que era o práximo ponto o dela . Não falei nada apenas concordei com os meus lábios um pouco ressecados, ela era linda e meu pênis de tão duro estava a mostra na minha calça e acho que ela percebeu pois deu outro sorrisinho e saiu...desceu do ônibus e ficou parada olhando ate que fui perdendo ela de..desaparecendo nomeio dos carros, mas eu sabia que estávamos olhando um pro outro . Pensei se a veria outra vez...talvez não talvez sim e soltei um sorriso largo e o dia foi passando e voltei pra casa pensando naquela mulher esperando que sonhasse com ela. Fiz meu ritual antes de dormir fui ao banheiro tomei um banho e me masturbei com lembrando do perigo da situação que tinha passado, o que foi muito prazeroso, tocando uma masturbação lenta, segurando todo meu pênis com os olhos fechando lembrando do perfume me envolvendo, lembrando dos cabelos negros nos ombros ainda molhados do banho matinal dela, pensando no corpo dela saindo do banho perfumado e fresco, na pele dela morena que estava apenas alguns centímetros de meus lábios, nas curvas do corpo delineadas pelo tecido da calça, cada curva do busto imaginando o sabor de estar deliciando-os sentindo cada vez mais forte a pressão de minha mão no meu pênis duro, pulsando, erguendo meu rosto e soltando um gemido tímido e solitário, fiquei alguns instantes sentindo a contração do meu pênis relaxei e tomei um banho bem relaxado....Finalmente estava dormindo e esperando por uma provável ou a sorte de outra vez encontrar entre a multidão.

Outro dia e outra vez estou no mesmo ponto de ônibus indo ao trabalho entrei na condução estava com meu mp3 no ouvido me distraindo olhando ao acaso quando senti um perfume que invadiu e senti um arrepio tive medo de olhar, era ela estava vindo em minha direção olhei cada passo dela, olhei cada pedaço daquela mulher estava parado tempo em volta de mim sá ela se mexia andando em minha direção sorrindo timidamente. Do meu lado tinha espaço e ali ficou, nos cumprimentamos e sá isso foi dito, estava tocando uma musica que não lembro da letra apenas ouvia o redimo acelerado que contagiava meu coração, outra vez ela esta de calça de jeans colada a seu corpo marcando sua formas e como o jeans era mais claro tive a real extensão do corpo, dos quadris arredondados descendo por suas coxas sendo na mesma proporção suculentas e grossas iguais a suas nádegas redondas empinadas como se fossem esculpidas em mármore de tão rígida e perfeita, realmente a mulher era muito bonita e perfumada o que mais me deixava embriagado e como uma atração irresistível fui chegando devagar sentindo meu coração bater, sorvendo o aroma daquela pele ....Aproximando-me, sentindo o pescoço desnudo pelo cabelo preso num rabo de cavalo perfeito, firme sem algum fio de cabelo sem estar preso e brilhante, estava outra vez somente algum centímetro. Não estava me importando com as outras pessoas apenas indo a direção do perfume de estar práximo o bastante, sentir o corpo dela junto do meu hesitando por segundo e olhando em volta até que o ônibus fez uma curva acentuada fomos arremessados um contra o outro segurei em cima de sua mão por causa da inércia quando o susto passou, ela olho por trás dos ombros e soltou um sorriso de aprovação correspondi com outro sorriso, nossos corpos estavam colados minha mão segurando por cima da mão dela e dali e senti que estava mesmo sonhando acordado, sentindo a mulher o corpo o perfume que pedi aos deuses pra sonha e estava em mim e juntos seguimos um mesmo redimo com aquela bunda macia e farta em meu quadril sentindo ela encaixar com perfeição em meu pênis sentindo ela rebolar devagar em mim com discretamente..Devagar...Balançando os cabelos em meu rosto, mordendo os lábios, forçando sua bunda, roçando ela maravilhosamente lasciva e gostosa derepente ouvi a voz dela misturada a respiração meio gemendo....- esta gostando dela? Apenas ouvi não tive reação olhei em seus olhos na sua boca molhada com a ponta da língua no cantinho dos lábios fui ao delírio e gozei ao ouvir ela...Ela percebeu meu corpo tremer, soltando um gemido da minha boca baixo, apertando sua mão esfregando ainda mais aquela bunda maravilhosa...- de imediato eu falei pertinho do ouvido dela...- me fez gozar! Ela sorriu meio gargalhando...- vamos descer no práximo? Sá concordei calado meio sem graça e descemos na práxima parada, como era cedo ainda não tinha muita gente na rua e sem nos falarmos nos beijamos calorosamente, abraçados com força minhas mãos estavam perdida nas formas do corpo dela minha boca meus lábios tocando os dela, tocando o pescoço esticado por minha mão apertando o cabelo fazendo ela gemer colancando a língua nos lábios roçando como se eles estivessem doces, beijava, mordia cada centímetro de pele que podia descendo por seu colo chegando aos seios de duros estavam com os mamilos mostrando a silhueta, eram lindos e estavam apontando roçando no tecido da blusa e nas minhas mãos por dentro da roupa dela...Abrindo os botões ela se conteve e deixou apenas um ser aberto, foi o suficiente a meus lábios tocarem nos seios maravilhoso e extremamente suculentos ambos estávamos num frisson fora de nossos horários, fora nossos corpos, mas a razão foi entregue pelas pessoas passando.Então paramos olhando para os lados soltando risos ainda abraçado sugeri um taxí até minha casa que estava não muito longe, mas ao que eu imaginava ser não foi ela deu-me mais um beijo abriu a bolsa entregando um cartão com o telefone ...- Olho eu te notei há dois dias atrás sabem que você também me percebeu. Vamos deixar que o sabor gostoso da sua boca que eu quero provar seja todinha minha.

- Eu tenho que realmente ir trabalhar, mas quero que me ligue e pense que, (pegou minha mão e chegou pertinho de mim a colocou no meio das pernas dela) o sabor dela é mais doce do que minha boca.

Entrou num táxi e foi embora fiquei ali atordoado e com o cartão dela nas minhas mãos olhando cada número, sorrindo tentando entender o que aconteceu.

Mas eu iria atrás dela com certeza que vou.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos, minha esposa putacontos minha esposa ainda resisteconto na praia mae e filha de fio dentalnapraiaContos eróticos foda maravilhosa tiocontos eroticos vizinha de camizola curtinhacontos eroticos comi minha prima no rodeiogozei nas coxas da filha contosContos eroticos meu pai tirou minha virgindadecontos eróticos esposa disfarçadoContos eroticos de filhas.assediando papai.quando esta sozinhaPorno tesao na zoofilia relatosContos.eroticos traindo marido na.sala ao ladocontos porno pedreiro pica jumentomotoboy gay contoSebastião, o vaqueiro que gostava de cavalgar 2contos eroticos pagamentocontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadacontos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissovoyeur de esposa conto eroticocomi minha colega casada contos eróticosdoce nanda contos eroticoscontos eroticos com caescontos de coroas casadas comendo as e amigas com pinto de borrchas cinta lesbicascabei comendo a cliente quando ia vender o apto porno brasilmulhe dane a buseta a primeira vezsou bi gostei quando um amigo de minha esposa me deu um sarrofode a mulher do irmao para provar que ela é uma putaconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigacontos eroticos chantagiei e gozei na boca da menininhahttp://okinawa-ufa.ru/conto_22456_ajudei-meu-amigo-comer-o-rabinho-da-minha-mulher.htmlamiga inseparavel chupa a bucete uma da outratravesti pito duro gozanoconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande delecontos comi a minha norinha apertadinhacontos comi a japonesa rabuda casadacantos eroticos com cavaloseu confesso encoxeiesposa de langerycontos eroticos esposas bundudascomtos de vagabundas que gostão de fudercontos eroticos encontrei a prima da minha mulher na academiacontis eroticos comendo meu amigo bebadochapeleta pegando a casadaContos eroticos sobre irma fazendo faxinacontos esposa branquinhacontos eroticos violentadas ao extremoContos porno.em ônibus de viagem com idosominha cunhada tinha coriosidade sobre o meu pau se enprecionoucontos de coroa com novinhocontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5sentei no colo do meu primo e perdi a vingidade com elecontos eroticos gay medicocontos eroticos gay-menor de idadeahora que paugozaEncoxador contosvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gayContos fuderam minha boquinhacontos eroticos arrombando a gordaporno putinha magrinha i e minha sobrinhacontos eróticos de cunhadas e subrinhaspai obriga a filha e a sobrinha a fazer sadomasoquismo com ele sem elas querercontos eroticos encoxada e gozadaContos erotico mulhrr casada dona de supermecadocontos eroticos comi minha prima no rodeiorabuda fudendo e adora contoscabritiha deliciaquero ver travesti transando no abdômenvirei amante de meu tio novinha contoscontos com fotos de zóofilia de casadas que curte sexo com animaismulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandocontos de coroa com novinhoTirei o c***** da minha enteada Camila e Ela gozou muito