Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO A BUNDINHA PARA O MARIDO NO DRIVE

Olá! Meu nome é Hellen, tenho 25 anos e sou casada. Quero escrever sempre aqui no Contos Eráticos as minhas fantasias e aventuras. Este é o meu 2o conto.



Eu e meu marido fomos a um barzinho nos arredores da Vila Madalena - SP com amigos. Conversa vai, conversa vem, e muitas cervejas na cabeça, começamos a observar as supostas candidatas no bar a ficar com um amigo nosso que estava sozinho. Haviam duas moças interessantes nas mesas práximas. Uma loira do tipo gostosona, mas com um rosto comum e na outra mesa uma morena mais magrinha que a loira, mas também muito gostosa e com um rostinho mais interessante. Esse meu amigo enviou cervejas para as duas acompanhado de bilhetinhos. Ele era orgulhoso demais para chegar na moça, e esperava que alguma delas tomasse iniciativa de ir até ele (eu até avisei que mulher nenhuma ia fazer isso...). Com muitas cervejas na cabeça e a libido em alta, confesso que eu mesma me senti muita atraída pela morena. Sem pensar, sugeri ao meu marido que levasse nosso amigo até a mesa delas e ajudasse na cantada. Sei que ele seria bom nisso. Ele falou no meu ouvido: Eu não acho uma boa idéia. Eu gosto muuuiiito de mulher e posso fazer uma besteira e não quero chateá-la. Eu disse que tudo bem. Que conheço ele, nos amamos e não ia mudar por conta disso, e que eu não teria problema nenhum em ele fazer alguma coisa, desde que eu também pudesse. Ele disse que não faria porque me respeita e também tem muito ciúmes de mim. Enfim, a investida não rolou. Mas o clima do bar, as bebidas e esse fato nos acendeu. Deixamos nossos amigos em casa e seguimos a caminho de casa. Estavamos os dois bebados, mas eu estava melhor e vim dirigindo. No primeiro farol fechado quando estavamos sozinhos, meu marido começou a beijar minha boca de um jeito muito sexy, passando a lingua nos meus lábios e chupando minha língua. Eu retribuí animada. Quando o farol abriu, ele abriu a calça e colocou a minha mão dentro da sua cueca. Eu dirigia com uma mão e com a outra eu começava a tocá-lo. Ele me pediu para colocar a boca, mas não tinha condição, estavámos em uma avenida movimentada com o carro em movimento. Ele mandou que eu abaixasse a minha calça até o joelho, relutante, acabei cedendo. Ele pediu para eu abaixar a calcinha também. Enquanto eu dirigia, ele pediu para eu abrir as pernas e colocou as mãos em mim. Eu já estava molhada de tesão. Aquilo estava me deixando doida! Quando ele sentiu minha boceta molhada, pediu para eu enconstar o carro para ele me comer. Dei risada e continuei dirigindo, quando estávamos chegando perto de um drive-in ele pediu para entrarmos. Encostei o carro antes, para subir minhas calças que estavam nos joelhos e entramos. Arranquei minha calça, calcinha e sutiã. Ele pediu para eu abrir as pernas e apoiar sobre o painel do carro e caiu de boca na minha boceta ensopadinha. Ele dizia que a minha boceta era muito gostosa e perguntava porque estava tão molhadinha, e eu respondia: - Porque ela é uma safada. Ele sentou no banco do lado e me pediu para chupá-lo. Atendi imediatamente e chupei-o com gosto. Eu adoro chupar aquele pau duríssimo e grosso, fico com mais tesão ainda. E ele me dizia: - Gosta de chupar pica, né? Eu dizia que sim, que adoro. Eu estava de joelhos na frente dele e ele alcançava minha bucetinha para esfregar o dedinho no meu grelinho. Alternava para encher aos mãos no meu peitinho, dessa vez, pela primeira vez ele rasgou minha blusa e dava tapinhas nos meus seios. Nossa, como eu estava com tesão! Ele pediu para eu sentar em cima dele, mas com o cuzinho. Fazemos sexo anal as vezes, mas nunca nessa posição. E ficou insistinho que queria comer o meu cuzinho gostoso e pedia para eu sentar no pau dele. Não tive como resistir. Concordei e pedi para fazer devagarinho porque dái. Sentei bem devagarinho e sá de sentir a cabecinha antes de entrar já doía muito. Não estava conseguindo, estava com tesão, mas estava doendo, eu gemia de dor e ele me dizia que quanto mais eu falava, com mais tesão ele ficava e queria foder o meu cuzinho. Falei que ele gostava de judiar de mim, se ele queria arrombar o meu cuzinho. Ele dizia que queria me arrombar. Quando entrou a cabecinha, doeu muito, mas o tesão era maior. Até que sentei de vez e entrou tudo. Pela primeira vez ele me disse: Você é uma puta! É minha putinha particular. Gosta de tomar no cuzinho, né? Eu estava louca de tesão e e gostava dele me chamando daquele jeito. Era assim que eu queria me sentir, uma putinha!! Ele segurava nas minhas nádegas com força e levantava e descia para sentir o pau entrar todo no meu cú. Ele me comeu muito assim. Depois pediu para trocar de posição para comer a minha boceta. Antes de enfiar o pau em mim, ele me chupou novamente, enquanto passava a língua no meu grelinho, enfiava um dedo na boceta e outro no cuzinho. Quando eu estava bem apertada ele enfiou o pau com toda a força e socou gostoso. Ele socava com força e gozou dentro de mim. Fomos para casa, passamos mal por conta da bebedeira e não falamos mais a respeito. Mas estou ligada de tesão até agora. Foi delicioso!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos mulher carinhosacontos eroticos filha novinha da empregadaconto erotico de bucetas folozadacontos eroticos quando era novinhaconto erotico novinha acabando com o vovôdei a bunda no escuro contosminha tesudinhadormindo ao lado conto eróticoo cu mais largo do mundo contosvizinha crente eroticocontos eroticos gay comi um novinho pequenino sem remorsoContos eroticos minha esposa e o estrangeiroquase matei amiga da minha mae contosContos Eróticos abusada todos os dias por estranhosfrancisca coroa ruiva contos eroticoscontos erotico meninas dorfanatocontos eroticos familia rentMeu primo gay que ve meu pauconto gay teenmulheres adoram ficar peladas cheio de manteiga no cufilha gostosa contolesbica conto professora fisicavirges bundudas contos eroticosContos amigos voier do marido buceta goza po 19minutocontos eroticos arrombando a gordacomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiacontos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavamcontos meu marido ajudou amigo dele me comercontos eroticos travesti me comeucomparando paus contoscontos punheta publico cinema onibus videodei minha bucetao mestruada e ingravidei contoscontos porno espiei minha mulher com um negro e me apavorei com o tamanho do peniscontos eroticos comendo mae do amicontos meu irmão e eu betinha vendo pornô grátis cunhada de calcinha fio-dental para vocalcontos eroticos gay problemas mentaisveio ate meu quarto pelada e me agsrrouÇonto casada dado iii raboconvidei minha irmã para tomar cerveja e acabamos indo pra um motel contos eróticospai.trepa.duas.filhas.gemiascontos eroticos incesto sutiarelatos comi o traveco na marraVem amor segure a rola dele para eu sentar em cima, vem meu corninhocontos de coroa com novinhomamilo vazando contoseu e minha tia no banheiroconto erótico mulher gostosa peituda dando de mamar para os macho para fêmeacasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocacontos porno me chupou dormindoporno gay interracial com macaquinho gulosocontos eroticos arrombando a gordaContos inserto com as subriasa cunhada mais nova pede para o seu cunhado gozar em sua boca tem RNA tomar galaConto enteada nao aguentou tudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de sexo com rabuda asquerosoporndoido ruivas cabelos enroladosVideosputas fz boquete de na linguaver contos eroticos dando o cu no onibuscontos eroticos casadas com zeladores velhoswww.ver contos eroticos de mulheres de 29 anos tranzando com os seus vizinhos de 18 anos.comContos eroticos- meu pai me xingando no sexofui cagar gostoso mulher contos eroticosconto real tia se masturbando socontos dei p meu irmaoLer uma istoria erotica de sexo de cumadre dando o cu pro cunpadresubmissa e corna contosver contos porno anal no onibos de escurcaoviajando de calça leg contos eroticosconto de sexo com rabuda asquerosoconto na praia mae e filha de fio dentalnapraiaconto erotico incesto baba pervertidasacampamento comnovinho conto eroticotarado.tira.vigidadi.da.entidas.novinhas.come.o.cu.elas.gritaconto erorico dando a buceta pro meu genro doente