Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O REENCONTRO

Olá novamente, venho através desse conto lhes proporcionar minha excitação que tive e espero que estejam gostando e votando nos meus contos que estou publicando. Para os marinheiros de primeira viagem, me chamo Jéssica, sou morena clara, tenho 23 anos, 1.73cm, um pouco magrinha, cabelos pretos lisos que vão ate a metade das costas, meus seios são médios com volume do tipo pêra e meu bumbum é médio arredondado com marquinha de sol e minha pele é bem lisinha por cuidar muito dela.

No começo do meu sonho, acordei adiantada para buscar Fernando no aeroporto, com pretexto de me visitar minha cidade onde resido atualmente, porem meio que de surpresa, o acomodei em casa, no quarto de visitas. Saímos para mostrar todas as belezas que se encontram aqui, mas o que mais adorou mesmo foi me rever me deixando sem graça com suas gentilezas. No shopping, na área de alimentação sentamos lado-a-lado e beijos intensos foram acontecendo, parecíamos dois casais de namorados no meio do movimento das pessoas que conversavam, esperavam seu lanche ou passavam por ali. Fomos para area verde do shopping onde sentamos num dos vários bancos localizados e voltando aos beijos, Nando pegou minha perna colocando em seu colo, ficamos mais pertinhos e nossos lábios pareciam que havia um imã que não mais queríamos nos desgrudar.

Naquela agradável tarde de sábado, fomos embora para minha casa, onde Fernando conhecera meus pais e ficaram conversando quando preparava suco e petiscos para ficarmos mais a vontade. Depois de uma longa conversa que parecia uma eternidade, mostrei meu quarto que ao entrar minha cama ficava no canto oposto adjacente a porta repleto de ursinhos. meu computador ao lado e o guarda roupa que ficava ao lado da porta. A noite, quando meus pais saíram para uma festa do seu serviço, dei a desculpa que iríamos sair com amigos para um barzinho ou mesmo uma balada. Ficamos nos dois ali sozinhos e pegando em sua mão, e puxando-o para meu quarto, ficamos sentamos na cama nos beijando ardentemente ate que a chama do prazer tomou nossos corpos, ajoelhando-nos na cama, sentia suas mãos percorrerem todo meu corpo, nessa hora suspirava de prazer segurando em seu pescoço.

Ficou atrás de mim e chupando meu ouvido, sentia suas mãos entrarem por baixo da minha camiseta e para minha excitação alisar toda minha barriga e algumas vezes rebolava para sentir o volume dos seu mastro de 19x6cm que se desenvolvia dentro de sua calça. Começou beijando meu pescoço e retirando botão por botão da minha camiseta, sua respiração ofegante me deixava com mais prazer. Segurando meus seios que estavam sobre o sutiã roxo de renda com bojo e os apalpava sentindo o volume novamente, retirou minha camiseta e sentia o ar frio que tocava meu corpo me fazendo arrepiar-me por inteira e Fernando me abraçou fortemente e sua respiração no meu pescoço me fazia ir nas nuvens.

Retirando meu sutiã, vendo meus seios que não mudara nada, acariciou os bicos me fazendo ir nas alturas e beijando meu pescoço, descendo para meus seios que já duros de excitação me faziam começar a gemer. Foi no seio esquerdo e o beijou, fazendo-me virar os olhos de tesão do tanto que estava maravilhoso. Já toda arrepiada, estava entregue ao prazer com aquele homem, mirou no seio direito e começou beijando-o e por fim sugando para dentro retomando ao de prazer que sentia antes no outro seio. Agora já bem excitada e bagunçando seus cabelos, Fernando segurava meus seios e alternando entre chupadas em ambos me fazendo minha xaninha ficar toda molhadinha.

Já na minha barriga, a beijou por inteira e alisando me fazendo quase ter meu primeiro orgasmo segurando no lençol da cama com todas minhas forças. Retirou minha calça de malha vendo minha calcinha roxa com uma manchinha de molhado, começou a suga-la ainda no meu corpo para meu delírio e a começar a gemer um pouco alto, desceu para minhas coxas lambendo-as e depois as mordia e me contorcia entre segurar nas bordas da minha cama e no lençol todo suado ou em seus cabelos. Fernando alisava minhas coxas e bunda, colocou suas mãos por debaixo das alças da calcinha e puxando-as ate a canela e vendo minha xaninha apetitosa, não resistiu e a chupou como se fosse a ultima do mundo, e meus gemidos se tornaram mais intensos e querendo me contorcer na cama pelo tamanho prazer proporcionado por aquele homem, que sensação tão gostosa.

Queria gemer bem alto para que todos pudessem escutar, porem me contive e sentindo abrir meus lábios e salivando bem para a penetração que aconteceria. De tantas chupadas quanto línguadas dentro da minha xaninha que pegava fogo, acabei gozando num gemido continuo de puro prazer que me fez perder as forças por instantes. Voltando a nos beijar ardentemente, tirei minha calcinha colocando em sua boca, e o deitei na cama e com as mãos explorando aquele peitoral definido, fui beijando e descendo para suas coxas. Sua respiração começou a ficar ainda mais ofegante me fazendo ficar ainda mais excitada e descendo mais um pouco e chegando naquele membro ereto, tirei a cueca começando a masturba-lo.

No meu criado mudo a minha esquerda, peguei uma camisinha de morango e vendo que saia o liquido transparente no topo, dei aquela lambida naquele morango para o estremecer do corpo de Fernando. Colocando a camisinha na boca, comecei descendo ajeitando-a ate acabar, voltei chupando aquele mastro maravilhoso que me deixava ainda mais sedenta por mais, aquele sabor de morango com afrodisíacos elevava minha excitação e descia ate onde conseguia, segurava e engolia a glande passando a língua em toda sua extremidade para urros de Fernando que segurava meus cabelos me fazendo virar e começamos um 69 ali na minha cama que nunca havia transando antes. Poucos minutos e paramos para podermos apreciar a transa. Deitando na cama, Fernando segurou minhas pernas me fez sentar e sentindo o deslizar do meu mastro dentro de mim. Abrindo passagem, sentia dores no começo da penetração que me fez diminuir. Ficamos alguns minutos nos beijando, percebendo que minha xaninha acostumava com a circunferência do seu instrumento, continuava descendo.

Começamos com a cavalgada, sentindo aquele mastro dentro de mim, dava gemidos de prazer enquanto segurava suas mãos e outras vezes suas pernas. Que tesão era esse homem, me dava prazer e me fazia gemer como eu gosto. Mudamos de posição ficando de frango assado e começou a me comer. Nossa que sensação deliciosa: nossas línguas entrelaçando-se, as chupadas dos lábios e os sons que o sexo provocava naquele quarto escuro, iluminado pela lua cheia. Nossas respirações ofegantes e o som da nossa transa formavam sons prazerosos que nos dava mais vontade de continuar, mudamos para de ladinho onde Fernando atrás de mim, acariciando meus seios e sentia o atrito do seu mastro entre minhas nádegas me levando a loucura. Sua respiração ficava ainda mais ofegante e os beijos na orelha me fazendo arrepiar-me inteira, mudamos para de quatro onde ele teve a visão do paraíso (ele que diz) da minha bunda e começou dando beijos, enfiando seus dedos dentro de minha xaninha me fazendo rebolar e a gemer intensamente naqueles dedos, e quando parou, pincelou seu mastro na entradinha da minha xaninha me fazendo ir as alturas, que tesão e quando menos esperava, enterrou grande parte do seu mastro em minha xaninha que me fez dar um pulo de susto e empinando mais a bunda, fiquei com a cara no lençol, e babava de tanto prazer e ele me segurava pela cintura alternando entre rápido e moderado suas idas-e-vindas deslizando dentro de mim.

Gemendo como uma vadia, Fernando aumentada suas estocadas que me viravam os olhos, em poucos minutos sentia meu segundo gozo e empinando minha bunda mais e mais, ele pegou pelos cabelos e levantando minha cabeça e metia com vigor dentro de mim e tirou seu mastro dentro e virei rapidamente punhetando aquela tora e mamava ate sentir seus urros de tesão despejando seu leite na minha cara e escorria pelos seios. Sentia aquele liquido quente descendo pela face, dava algumas provadas quando Fernando pincelava seu mastro entre os meus lábios e passava no seu gozo me dando para chupar, nossa como é gostoso sentir um gozo com pênis.

Espero que tenham gostado desse como os demais e votem em todos, ok? Sá assim saberei se vocês estão gostando de minhas aventuras sexuais. E-mail? [email protected] e tenham uma átima excitação..

bjus

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico fis boauetes nos amigs de meu marido e ele nem sabeso um pouquinho contos eroticosminha enteada pediu para fudela contosa filha da minha empregada vive me provocando contosConto sogra idosa sexo genrocontos eróticos o pai da minha amigacontos erotico viagem trans com gaycontos eróticos bem depravado de bem picanteonto de encesto meu filho mora sosinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mae morreu no parto e meu pai mim criou contoscontos de cornostomando leite de peito conto eroticoscontos eróticos de prima e irmãcontos eroticos seios com leitecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteporno mulheris con a perna meia canbotacasaei com uma safada contoscontos de coroa com novinhocontos mae segura filha para homem comer na marraWww loira casada gosta de negro dotado na casa dos contosputinha desde de novinha cristine contos eroticoscontos com amiga baixinha e gordinhaQuero o pau do meu filho no meu cuMães chupando filho contoseroticoscontos er¨®tica lesbicoscontos de coroa com novinhoContos erotico comi minha irmã cadeirantecontos eroticos gays com vaqueirosconto praia de nudismo com a esposa continuavideos porno sobrinha branquinha fugindo dos tios negoesBucetas virgemdas das adolecentes doidomeu pai me chupoi dormindocontos eroticos crechesoquei na enteadachupei o grelo da minha amante contos eroticoscontos de coroa com novinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedando bobeira de baby doll em dentro de casacontos eróticos e********** humilhando c****isso papai me fode vai mete com força contos eróticofomos pescar eu e minha esposa e cunhada e o conto eroticorelatos reais ciumento casado corno aconteceu na praiapivete de penes de fora e tocando puietacontos eróticos seduzindoconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos eróticos mamãe deu o cu eu viContos eróticos genrocontos eroticos traindo marido na viajandocontos de esposa arrombada dormindocontos a empregada de minha sogramamando no genro contosfotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetacontos eróticos filhinha bobinhaEu e minha Mãe Cabaço contosVideo Homem esfrega pênis na camacontos gay proctologistacontos eroticos no terreno com a dona festa junina conto eróticocontos eroticos em portugalminha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripaComi minha tia historia veridicamae desfilando de calcinha fio dentalcontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbboa f*** travesti orgiaconto erotico incesto baba pervertidasminha filha me seduziuchantageei e comi a secretarialoira casada e filho conto erotocolésbicas se ralando incerta com bucetacontos eróticos com a menininha em tambaba