Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O INICIO DE TUDO.

Olá, sou Suellen, 35 anos, casada com um homem bem mais maduro que eu (52), morena de cabelo cacheado, gosto de relatar aqui minhas aventuras, pois assim posso passar para os outros o que acontece em minha trajetoria de vida. Sou casada ha mais de 19 anos, tenho um lindo filho,apesar de amar muito meu marido, adoro ter aventuras extra conjugais mas gostaria aqui de revelar como tudo começou, na minha infancia. Eu com 19 anos, ja morando em Curitiba juntamente com minha mae viuva de meu pai desde que era bebe, minha irma e irmão mais novos ficaram com nossos avos, mamae muito bonita, na época com apenas 20 anos, nao quis se casar novamente, mas sempre teve seus namoradinhos, minha ela viveu bem a sua maneira, as vezes esquecia na minha existencia. Eu sempre fui ma menina solta, levada e muito assanhada pela idade que tinha, na escola, minha preferencia era bricar com os meninos e sempre mais velho que eu como até hoje, sempre havia uma mao boba pra me alisar e eu gostava disso, no condominio que morava à noite ficava no pátio até tarde, minha mae até gostava assim ficava mais a vontade pra namorar, por varia vezes entrava em casa e a via acompanhada, certo dia, ao entrar em casa, minha mae estava no quarto com o namorado esqueceu-se de fechar a porta e la eles transavam, ao ver aquela cena senti um calor subir pelo meu corpo, assisti por algum tempo, ouvindo seus gemidos de prazer; isso foi demais pra minha cabeça infantil, sai sem ser notada e fui brincar com um coleguinha que sempre me levava a um canto escuro pra brincarmos de marido e mulher, ele então tirou seu penis pra fora pedindo que eu pegasse, me livrei de minha calcinha tbem ficando apenas de vestido, ele passava a mao na minha bucetinha e eu brincava com seu pintinho, ficamos nisso até ouvir minha mae me chamar. Gostei tanto da brincadeira que repetimos varias vezes inclusive com outros meninos, so que nunca houve penetração, pela inexperiencia deles, não conseguiam, apesar de nao haver resistencia de minha parte. Minha primeira experiencia com adulto, foi aos 19 anos, meu primo, Antonio veio de outra cidade pra morar conosco para estudar em Curitiba, ele então com 19 anos e ja com experiencia, certa vez ficamos a sos e começamos a brincar na sala, sem pérceber ja estava sentada em seu colo, sentindo seu membro duro me tocar por baixo, fiquei maluca de vontade de toca-lo mas esperei que ele tomasse iniciativa, Antonio então colocou-me deitada no sofá, eu usava apenas blusa e saia, foi me mordendo de leve, começando pelo pescosso, descendo pela minha barriga com as maos acariciava meus seios ainda pequeninos, eu gemia baixinho, ansiosa pra saber onde ele ia chegar, devagarinho, levantou minha saia, baixando minha calcinha, ficando a mostra minha vulva quase sem pelos ainda, passava sua lingua provocando-me calafrios, meu corpo foi todo explorado por suas maos e sua boca sugava meu liquido que descia com abundancia, eu delirava, nunca antes havia sentido tanto prazer assim, passei minha mao em seu penis, senti sua dureza equal nao foi minha surpresa, acostumada a ver os pintinhos dos meninos, ver aquele mastro exposto, duro e grande, tinha aprox. 19 cm, ele com muito carinho me puxou pela cabeça efez-me aproximar daquela maravilha, levou até minha boca e sem jeito comecei a lamber, minha inexperiencia foi banida com a juda de meu primo, com jeitinho fez com que eu colocasse aquela tora em minha boca, num vai e vem muito louco ele gozou soltando aquele liquido branco e pastoso, quase me esgasguei, nao transamos naquele dia, continuei virgem, mas sempre que minha mae saia nos repetiamos a brincadeira cada vez mais alucinante, tbem ja nao procurava mais os meninos do condominio, esperando a hora que meu primo me possuisse de verdade, minha espera nao demorou muito, um belo e inesquecivel dia aconteceu, porem ainda continuaria virgem por mais algum tempo, pois com medo de me engravidar, optamos por transar sem penetração vaginal, foi ai que conheci o sexo anal, fez-me ficar de quatro, untou um gel que eu nao conhecia, passou em seu pau e foi devagarinho me penetrando, eu sentia uma mistura de dor e prazer, a cada gemido meu ele parava e me fazia carinho nos cabelos e seios, foi uma experiencia alucinante, Antonio me iniciou ja aos 19 anos a transar somente oral e anal, ficamos assim por dois anos, quando ele se formou e foi embora, chorei muito, ele havia prometido me visitar sempre que pudesse. Algum tempo depois arrumei um namorado e com ele perdi minha virgindade vaginal, depois teve outros, mas sempre que meu primo vinha me visitar, era com ele que ficava, por conta disso perdi alguns namorados, mas isso nao importava, pois com Antonio as transas eram mais emocionantes, adorava meu cuzinho que sempre foi reservado pra ele, pois ate então, nenhum namorado havia conseguido. Casei-me com Luiz aos vinte anos, um ano de casada nunca havia traido meu marido até que numa viagem pra visitar meus irmaos, encontrei-me com Antonio, revivemos nosso passado com ardor e muito tesão. Hoje sei que meu marido me trai, mas não ligo, pois atravez de meus relatos, todos sabem que fidelidade não faz parte de meu vocabulario. Aguardem que tem muita coisa pra contar, isso em outras oportunidades.

Beijos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos corno compradacontos eroticos delicia de infancia com meus vizinhosrelatos eroticos forçadoComtos eroticos amiga curiosaponei arrombando morena com tesaoconto de mulher casada crente com filhocontos tia batendo sirica para o sobrinhocontos eróticos rola babonanovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadaencanador conto gayDei calmante para enfiar na vagina das gordas contotitia ficar mandando o sobrinho que está bem contos eróticoscontos eroticos presente para cunhadacomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandebanho com a tia velha contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteo cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos eroticos querendo uma rapidinhaCegonhas com rola muito grande e bem grossa no pornô doidoconto gay pirocudo da academiaesfreguei a minha pila na bunda da minha tiamarido chama primo pra tranzar com sua espozahistorias eroticas de onibus lotadoscontos eroticos de mulheres que aprotaram dos seus caseirosContos eroticos comi o cu do meu irmão dormindoescanxa na picacache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 contos/o cu da sogra era virgemContos e vidios eroticos marido tenta convese mulher a fazelo de cornocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos zoofilia a loira burra eo cachorro taradocontos eroticos escravizou minha namoradacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos estupro sai na rua e min estupraramcontos gay o menino que era um femea escondidocontos erotico gay quando mim focaraocontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos de incestos mae puta e filho espertocontos eroticos arrombando a gordacomtos eroticosgarotastesao em apanhar de havaianas contosconto erotico barzinho depois servicocontos esposa branquinhative dar para um dotadoCont erot de madrastarola gigante para meu maridoconto erotico com camionistacontos sogra ajudandoContos eroticos cofrinho onibuscontoseróticossobrinha menininhaconto minha enteada de sete anos sentava no meu colodominado e submisso contoscontos de incesto comendo a irma separadaEu pipi pequeno comendo empregada contoscontos punheta em calcinha da sobrinhaContos de zoo dei a buceta pro cavalocontos eróticos uma amiga vendeu a buceta da minha esposamae olhondo filho comtoscontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos eroticos mulher carinhosaeu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpaquad erotico a apostaContos nossas filhinhas safadasconto eroticos meu genrocontos heroticod gay dei pro meucontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeucontos de lesbianismo que foi iniciada pela tia ao dormir com elacontos erotico castiguei a buceta da vadiaconto erotico casada trai com cunhado omeu cu no formato da contosconto erotico. sobrinha mulatinha