Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO A BUNDINHA NO DRIVE-IN

Olá! Meu nome é Hellen, tenho 25 anos e sou casada. Quero escrever sempre aqui no Contos Eráticos as minhas fantasias e aventuras. Este é o meu 2o conto.

Eu e meu marido fomos a um barzinho nos arredores da Vila Madalena - SP com amigos. Conversa vai, conversa vem, e muitas cervejas na cabeça, começamos a observar as supostas candidatas no bar a ficar com um amigo nosso que estava sozinho. Haviam duas moças interessantes nas mesas práximas. Uma loira do tipo gostosona, mas com um rosto comum e na outra mesa uma morena mais magrinha que a loira, mas também muito gostosa e com um rostinho mais interessante. Esse meu amigo enviou cervejas para as duas acompanhado de bilhetinhos. Ele era orgulhoso demais para chegar na moça, e esperava que alguma delas tomasse iniciativa de ir até ele (eu até avisei que mulher nenhuma ia fazer isso...). Com muitas cervejas na cabeça e a libido em alta, confesso que eu mesma me senti muita atraída pela morena. Sem pensar, sugeri ao meu marido que levasse nosso amigo até a mesa delas e ajudasse na cantada. Sei que ele seria bom nisso. Ele falou no meu ouvido: Eu não acho uma boa idéia. Eu gosto muuuiiito de mulher e posso fazer uma besteira e não quero chateá-la. Eu disse que tudo bem. Que conheço ele, nos amamos e não ia mudar por conta disso, e que eu não teria problema nenhum em ele fazer alguma coisa, desde que eu também pudesse. Ele disse que não faria porque me respeita e também tem muito ciúmes de mim. Enfim, a investida não rolou. Mas o clima do bar, as bebidas e esse fato nos acendeu. Deixamos nossos amigos em casa e seguimos a caminho de casa. Estavamos os dois bebados, mas eu estava melhor e vim dirigindo. No primeiro farol fechado quando estavamos sozinhos, meu marido começou a beijar minha boca de um jeito muito sexy, passando a lingua nos meus lábios e chupando minha língua. Eu retribuí animada. Quando o farol abriu, ele abriu a calça e colocou a minha mão dentro da sua cueca. Eu dirigia com uma mão e com a outra eu começava a tocá-lo. Ele me pediu para colocar a boca, mas não tinha condição, estavámos em uma avenida movimentada com o carro em movimento. Ele mandou que eu abaixasse a minha calça até o joelho, relutante, acabei cedendo. Ele pediu para eu abaixar a calcinha também. Enquanto eu dirigia, ele pediu para eu abrir as pernas e colocou as mãos em mim. Eu já estava molhada de tesão. Aquilo estava me deixando doida! Quando ele sentiu minha boceta molhada, pediu para eu enconstar o carro para ele me comer. Dei risada e continuei dirigindo, quando estávamos chegando perto de um drive-in ele pediu para entrarmos. Encostei o carro antes, para subir minhas calças que estavam nos joelhos e entramos. Arranquei minha calça, calcinha e sutiã. Ele pediu para eu abrir as pernas e apoiar sobre o painel do carro e caiu de boca na minha boceta ensopadinha. Ele dizia que a minha boceta era muito gostosa e perguntava porque estava tão molhadinha, e eu respondia: - Porque ela é uma safada. Ele sentou no banco do lado e me pediu para chupá-lo. Atendi imediatamente e chupei-o com gosto. Eu adoro chupar aquele pau duríssimo e grosso, fico com mais tesão ainda. E ele me dizia: - Gosta de chupar pica, né? Eu dizia que sim, que adoro. Eu estava de joelhos na frente dele e ele alcançava minha bucetinha para esfregar o dedinho no meu grelinho. Alternava para encher aos mãos no meu peitinho, dessa vez, pela primeira vez ele rasgou minha blusa e dava tapinhas nos meus seios. Nossa, como eu estava com tesão! Ele pediu para eu sentar em cima dele, mas com o cuzinho. Fazemos sexo anal as vezes, mas nunca nessa posição. E ficou insistinho que queria comer o meu cuzinho gostoso e pedia para eu sentar no pau dele. Não tive como resistir. Concordei e pedi para fazer devagarinho porque dái. Sentei bem devagarinho e sá de sentir a cabecinha antes de entrar já doía muito. Não estava conseguindo, estava com tesão, mas estava doendo, eu gemia de dor e ele me dizia que quanto mais eu falava, com mais tesão ele ficava e queria foder o meu cuzinho. Falei que ele gostava de judiar de mim, se ele queria arrombar o meu cuzinho. Ele dizia que queria me arrombar. Quando entrou a cabecinha, doeu muito, mas o tesão era maior. Até que sentei de vez e entrou tudo. Pela primeira vez ele me disse: Você é uma puta! É minha putinha particular. Gosta de tomar no cuzinho, né? Eu estava louca de tesão e e gostava dele me chamando daquele jeito. Era assim que eu queria me sentir, uma putinha!! Ele segurava nas minhas nádegas com força e levantava e descia para sentir o pau entrar todo no meu cú. Ele me comeu muito assim. Depois pediu para trocar de posição para comer a minha boceta. Antes de enfiar o pau em mim, ele me chupou novamente, enquanto passava a língua no meu grelinho, enfiava um dedo na boceta e outro no cuzinho. Quando eu estava bem apertada ele enfiou o pau com toda a força e socou gostoso. Ele socava com força e gozou dentro de mim. Fomos para casa, passamos mal por conta da bebedeira e não falamos mais a respeito. Mas estou ligada de tesão até agora. Foi delicioso!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


liliane sabe quero seu cucontos eroticos goza no cuconto comi.uma coroaContos eroticos de mae e filhosconto gay fodi o namorado da minha irmaminha cunhadinha e virgens peguei a forcameu pai e meu filho me comen contosse um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhaconto fui abusado pelo tio da van gayconto erotico putinha desde novinhaContos eroticos comido por um caocontos dei pro meu genroContos eroticos com cavalosContos eroticls de quem é esaa bucetaDona Florinda chupando a rola de Seu Madrugaconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhapapai mim comeu contosContos eroticos roludo comendo a bundinha da loirinha gostosinhasamba porno buceta com sujeiras brancascontos. chupou pela primeira vez um machoComendo a tiA PROXIMA CONTOSpegando hetero casado conto gaysexo gay contos titio okinawa ufacontos eróticos prazer extremocontos erotico d minha empregada e travesti negra linda virou minha putinhaengravidaram minha mulher contos pornocontos de coroa com novinhoContos de sexo en onibusconto ela apostou o cuzinho e perdeuescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetacontos eróticos surpresa travestiContos eroticos peguei meu pai com uma novinhacontos o comedor falou o cu da sua mulher é muito gostoso.contos eroticos o traficante comedor de casadascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos peguei carona e meu chefe me comeu na cama da mulher deleseduzida por uma lesbica contoele arreganhava minha bucetacontos eroticos arrombando a gordaporno quente doido cara lasca buceta com cucontos eroticos casada dormindo chovendocontostesudosContos currada 28cmcantos erótico só dei do Forró BombadoArrombei o cuzinho da baba-Relatos eroticosirmar ver irmazinho pauzinho darconto erotico facilitei para fuderem minha mulherContos eroticos saia rodada e fio dentalcontos eroticos meu amigo comeu minha familiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomedo a aluna no motel contopaguei para fuder minha tia contoscontos eroticos casada e o farmaceitico negaocontos eroticos enrabei minha irma gostoza e casadaConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do PrazerContos eróticos de tio sopinhasIncesto com meu irmao casado eu confessosou branca e sempre quis da aum mulato mas sou casada contos o home infinando a rola na bumda da molecontos minha cunhada e minha namoradaesfreguei a minha pila na bunda da minha tiacontos de tirador de cabaçoeu sou casada e amo zoofiliacontoseróticos comendo a família inteiracontos erótico me rasgaram mo acampamentoconto tio queria agarrar a moçaContos vovó no banhoMulheres se jutao para fazer xexo contosvou andar sem calcinhaContos eroticos dei minha munher pro negãoConto o zelador e meninoComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculohome afuder mulher com penis mais grandemulhe chupa caserte do jeguedei para um mendigo conto erotico