Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EMPREGADA PEITUDA E GOSTOSA

Estou com 41 anos e me separei tem uns 6 meses. Minha ex, claro, levou quase tudo aqui em casa, inclusive a empregada. Tive que contratar uma outra e me foi indicada a Rosângela, que depois de uns dias passei a chamar de Rô. Era uma mulher negra de 27 anos, com um rosto muito bonito e um corpo apenas razoável, mas possuidora de um belo par de gigantes seios.

Nos primeiros dias, sequer notei a sua presença, apenas reparei na eficiência do seu serviço. Depois, comecei a verificar que quando ela ia lavar os pratos os bicos dos peitos quase estouravam a blusa, mesmo com sutiã. Certo dia, ao tentar regar umas plantas que ficavam em local alto o regador escapou e ela tomou um banho, tendo a blusa amarela ficado quase que totalmente transparente. Ri bastante com ela, mas não deixei de ficar olhando para aquele monumento gigantesco, um par de lindos peitos com mamilos bem redondos e uns bicos do tamanho de uma tampa de caneta bic. Fiquei louco de tesão e acabei exibindo meu pau duro por baixo da bermuda. Ela olhou, mas nada disse, virou de costas e saiu. Dois minutos depois eu estava tocando uma bela punheta e gozando um jato forte no azulejo e depois mais uns seis, melando tudo.

Certo dia ela chegou pela manhã com o rosto triste e olhos inchados. Perguntei o que houve e ela disse que havia sido expulsa de casa pelo companheiro, que vivia bêbado. Fui trabalhar preocupado e liguei para ela, que mais uma vez lamentou tudo e ainda disse que estava envergonhada porque sua idosa mãe não poderia saber agora, porque estava doente e que não poderia voltar pra casa sem que antes tivesse resolvido com tudo.

Na hora ofereci para ela dormir lá em casa. Ela aceitou, mas disse que estava sem roupa e eu disse que iria comprar uma roupa para ela dormir.

Nem trabalhei direito e dirigi meu carro com o pau estourando os pentelhos. Ela abriu a porta e começou a soluçar. Eu a abracei e disse pra ela ficar tranquila que tudo iria terminar bem. Ela encostou a cabeça e me abraçou, encostando os peitos fartos em mim. Fiquei alucinado e dei um beijo no pescoço dela, que retribuiu, mas saiu para a cozinha.

Perguntei se ela ia tomar banho agora ou mais tarde e ela disse que sim e perguntou pela roupa e entreguei o pacote com uma bermuda dessas de tecido fino e junto e uma camiseta decotada. Comprei de propásito um número menor. Quando ele saiu do banheiro nem acreditei no que estava vendo. Ela veio caminhando devagar, com a xota volumosa sendo cortada ao meio pela bermuda apertada e os dois peitões quase que pulando do decote e que não balançavam, mas tinham um movimento pros lados e os bicos riscando o tecido. Não resisti e elogiei tudo aquilo que estava vendo e ela disse que estava se sentindo uma artista. Completei dizendo que ela estava muito gostosa e na lata falei que tinha tocado umas punhetas pra ela e mostrei meu pau latejando. Ela se ajoelhou e começou um boquete alucinado me levando a loucura. Quase gozei quando ela lambeu meu saco. Deitei e a puxei por cima de mim. Vi aqueles peitões querendo sair pelo decote e arranquei a blusa deixando os bicos quase furando os meus olhos. Caí de boca lambendo e chupando os bicos. Enquanto eu chupava um peito, ofereci o outro pra ela que começou a lamber e acabou chupando o práprio bico do peito esquerdo. Minha mão encontrou a xota mais molhada que já tinha visto e quando encostei o dedo no grelo ela deu um pulo e começou a gozar alucinadamente se debatendo e apertando os dois peitos. Aproveitei e coloquei o meu pau na porta da xota e ela sentou rebolando. O calor e a umidade foram demais pra mim e me segurei o máximo que pude. Tirei o pau da buceta e encostei na porta do cuzinho. Ela nem pensou duas vezes e mirou com jeito, sentando bem devagar. O movimento acelerou e não consegui mais aguentar enchi o cu da Rô de porra.

Os dias seguintes foram melhores. Ela passou a andar semi-nua em casa, com camisetas mínimas e transparentes que comprei. Passei a trepar todas as noites com ela.

Um dia, viajei com ela pro nordeste. O biquíni mínimo que comprei foi uma coisa de louco e “afinei” o meu pau de tanto fuder com a Rô.

Minha vida ficou muito melhor, comendo diariamente a minha excelente, átima e gostosa empregada. E ninguém sabe disso até hoje.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto virgem estrupdacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos gravidaFomos a um churrasco bebemos muito e aí rolou contos eroticoscontos eróticos minha mãe pintinhoporno não queria mais o meu filho fodeo e gosa dento da cona conaconssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contonegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelcontos eróticos de tio tranzando sobrínha dormindoconto virgem estrupdaconto bunda carnuda exageradacontos eroticos fui comida na fazendacalcinhas usadas da minha tia,safada contosContos Eróticos de Incestos com gordinhasconto eroticos o.pastor.e.sua.filhaamiga foi tomsr um cafezinho na cozinha peguei pir tras e comi o rabo dela gratusarrombando a enteada contosconto erotico pai espiando filhaconto me vingando do namoradoconto dei minha bucetinha muito novinhaContos eroticos tinha anostrans roluda com28cm de rola em spminha chapeleta enlouqueceu minha mãe cavala. contos.Rockeiro contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordaconto porno infanciavideo de cunhadoxcunhadacontos prima novinha dando cuzinho de surpresavoyeur de esposa conto eroticoconto comi minha mae quando tinha dez anoscontos eroticos de despedidas de solteiracontos eroticos meu amigo pauzudo comeu minha mulher e minha filhaContos gay pau com pauContos eroticos engravideiContos eróticos de comi a mae do meu colegapassando a mao no grelhocontos eroticos fui comida pelo meu chefe e chingada feito uma puta vadiacontos de maes flagando fihos punheteiroszoofili negao magro com umaaconto lesbico tia iniciando a sobrinhacontos esposa evangélica e cunhadacomi minha priminha loirinha da bundinhadeliciosacomtos arrobadaconto levei um comedor pra minha esposacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de lesbianismo no acampamento de escoteirasconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamenteestuprada por quatro cachorros conto eroticomete mete mais gostoso. história realcontos cachorro cebola zoofilisContos casada boquete em pintor enormecontos iniciado no banheiro do trabalhoconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadoporno doido zoofilia fetiche cachorro lambendo a bucetameu pai me ensinou a foderachou gorda no mato e rasgou cu delacalcinhas usadas da minha tia,safada contosviadinho e o andarilho velho negro contos eroticoscalcinhas usadas da minha tia,safada contosconto erotico sequestrei e comi incestocontos eroticos ela nao aceita ser cornocontos eroticos arrombando a gordacontos garoto comeu minha mãebuceta carnuda comtos de sexocontos eroticos o cachorro me fudeeu dentro do canilo tio ceduzino adolecente metendo odedo priguitinhameu marido morreu e eu to com tesaocontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra fudeno a amanda e nanda duas gostosinha mobilecontos eroticos minha esposa evangelica com mendingocontos enquanto dormiacontos quando eu era novinha fiquei brexando para ver meu tio comendo mia amigacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntasSenhoras cinquentonas casadas praticando Zoofilia prla primeira vezrelatos eroticos minha sobrinha Joana