Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O TIO DA NET E MINHA AMIGUINHA DA ESCOLA

Depois q o tiozinho tarado da net tirou meu cabacinho, comecei a frequentar uma escola d informática, pois tinha ainda muito pouco conhecimento sobre informática. Logo no começo já fiz uma amiguinha, o nome dela é Fernanda, mas todos a chamam d Nandinha devido ao seu tamanho, ela é apenas uma pouco mais jovem q eu, mas parece uma menininha, deve ter 1,5m d altura, morena clara, cabelos castanhos lisos e longos, ela é magrinha, mas tem um corpinho bem definido, cintura fina e um bumbum empinadinho. Ela é bem atiradinha, diferente d mim, pois sou muito tímida. Logo me senti à vontade p contar a ela minha histária c o tio da net, ela então me revelou q apesar d ser mais desinibida ainda era cabacinho. Combinamos um dia d matar aula p ir ao centro, enquanto eu iria ver o tio da net, ela iria dar uns beijos num gatinho q ela tava ficando. Eu tava lokinha p dar p meu tiozinho, nem bem cheguei no quarto do hotel e já comecei a chupar o pau dele, quando de repente meu celular tocou, era a Nandinha, levou um bolo do gatinho e não tinha nem dinheiro p pegar o ônibus, falei q emprestava algum p ela, mas q viesse logo p não atrapalhar a minha trepadinha. Quando desliguei o celular, o tiozinho me falou:

-Convida ela p participar da nossa festinha.

-Fikou louco, ela ainda é cabacinho.

Ele não ensistiu, mas acho q isso deixou ele ainda mais excitado.

Quando ela chegou, apresentei um ao outro e percebi q o coroa não tirava o olho dos peitinhos da Nandinha, ela estava d saia e c uma bluzinha branca d alcinha, dava p ver o bico dos seus seios bem durinhos, estava sem sutiam. Ele nem disfarçava, dava p ver o volume na sua calça, parecia q seu pau queria saltar p fora. Quando de repente, num gesto inusitado, ele colocou o dedo bem no bico do peitinho dela e disse brincando:

-Nossa! Que durinho, nem parece d verdade.

Eu fikei sem graça, não podia acreditar q ele tinha feito aquilo na minha frente, fingi q não vi a cena, disfarcei e fui no banheiro pegar a minha bolsa p dar o dinheiro a ela, mas fiquei sondando a reação dela. Ela riu p ele e perguntou:

-O tio gosta?

-Gosto, mas ergue rapidinho a bluza p eu dar sá uma olhadinha.

Ela ergueu a bluza, o coroa safado não pensou duas vezes e caiu d boka nos peitinhos dela. Nossa, aquela cena me excitava. Quando voltei, eles nem fizeram questão d parar, o tio ainda disse:

-Olha q peitinhos durinhos tua amiguinha tem, experimenta.

Nunca pensei fazer isso, mas chupei aqueles peitinhos c tanta vontade, eu chupava um e ele o outro, depois chupávamos o mesmo. Enquanto eu mamava nos peitinhos da Nandinha ele começou a dar um beijo d lingua nela, levantei e quis participar do beijo, nossas três línguas se entrelaçavam, então ele deixou q nás duas nos beijássemos enquanto ele tirava nossa roupa. Enquanto enfiava minha lingua na sua boka, sentia nossos peitinhos se tocando e nossas bucetinhas se esfregando uma na outra. Olhamos p o lado e vimos o tiozinho tocando uma c a mão enquanto apreciava a cena, demos uma risadinha d safadas, empurramos ele na cama e caimos d boka naquele pau, parecíamos duas garotinhas brigando por um picolé. Nandinha foi mais rápida e abocanhou aquela pica com tanto apetite, me deixando chupar apenas as bolas, depois chupamos juntas, uma d cada lado, d uma maneira q meus lábios se encontravam c os dela, e começamos um vai e vem q ia da cabeça até as bolas. Nás estávamos d quatro, com a bunda p o lado do tiozinho, Nandinha quase esfregava a bucetinha na cara do coroa, ele não aguentava ver aquela bucetinha se arreganhando na sua cara, depois d examiná-la e ver q era mesmo cabacinho, meteu a língua no seu grelinho molhado, ela se contorcia d tesão. Os dois fizeram um 69 daqueles, ela ficava cada vz mais putinha, sugava aquela pica c tanta vontade e arreganhava cada vez mais aquela bucetinha, sempre rebolando e esfregando na cara do coroa. Depois colocamos a Nandinha deitada, era a minha vez d conferir seu cabacinho. Que delícia ver minha amiguinha delirando na minha língua, o tio se aproveitou q eu estava d quatro, grudou na minha cintura e enterrou na minha xaninha q tava encharcadinha, minha língua fodia ela no mesmo rítimo em q o tio me comia, quanto mais fundo ele metia, mais fundo ia minha língua, tive orgasmos múltiplos. Minha amiga implorou p sentir apenas a cabeça daquele pau na entrada da sua xaninha, não queria perder o cabacinho. Então eu abri sua xaninha, dei mais umas linguadas, lambuzei bem o pau do tiozinho c minha saliva e fui encaixando na sua bucetinha. Ela tava muito molhada. O coroa não resistiu, o tesão dele era tanto em ver aquele cabacinho se rompendo na sua vara q ele logo empurrou tudo p dentro, nem deu bola quando ela mandou parar. Segurou seu pau lá dentro p ela se acostumar com o tamanho e deixou q ela rebolasse até gozar. O tiozinho não conseguiu segurar mais, tirou o pau d dentro e gozou na nossa cara, nunca vi tanta porra, lambuzou nossos rostos e escorria pelos nossos peitinhos. Depois tomamos um banho, os três juntos, mas antes q o tiozinho se empolgasse novamente, tivemos q ir embora, pois nem vimos o tempo passar naquela tarde maravilhosa. Esse foi sá o começo d tudo o q nás ainda iríamos aprontar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


olhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeuWww.xoxotinhanovinha.comConto erotico Comendo minha madrinha na casa de praiacontos eroticos realizei meu sonho comi minha cunhada novinhaContos eroticos tirei o cabaço da minha prima e da sua amigacontos eroticos sou uma coroa safada adoro pica de adolecentecotos heroticos gay neguinho me comeumoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticoscontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadecontos herotivos com cacalo e muhercontos eroticos gay mulherzinhaConto erótico incesto pai comendo cu da filhabucetiha tihoa mendiga gostosa na chuva contos eroticoscontos minha sogra me vendeu seu cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentever contos eroticos dando o cu no onibusfoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelaconto comeu afamilha todaEu morava sozinho minha aluna do cursinho ela veio morar comigo ela agora ela e minha mulher conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenage masculino realcontoarrombado cu contoscobto eróticos. chupei cu do meu maridoContos eroticos da esposa safada com o marido deficientecontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balacontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhoConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhaconto erotico sogro na piscinacontos titiocontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemconto erotico vendo minha filha e meu genro gozei sozinhacontos eroticos de casadas d rio grande do nortecontos erotico traindo maridocontos eroticos comendo uma carcereiradoido pra brincar na bundinha da sobrinha novinha inocente gratiscontos casada sendo fodida para marido vercontos eróticos "peladinho" sobrinhocontos não resisti ao cacetaocontos eroticos irmao fodendo irma novinhaconto erotico trepei com meu primo engravideicontos eroticos arrombando a gordacalcinha ate joelhos contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecasada rabuda se exinbindo de fio pra amigos amigos contoscantos eróticas adoro da o cucontos esposa nua frente familiaMulher quadril fino buçeta arreganhada notei que na hora que falei maridinho ficou de pau duroContos recebido de sainha sem calcinha clienteAdoro ser cdzinhaconto erotico meu filho meu machofilhinha de papai tirando a camisola e fica nuaconto porno gravidapega.pau.hendai.comtos.eroticosconto erotico comendo mulher do irmao mas novo na marrasentada no balcao do armazem mostrando so o fio dentalcontos/piroca grossa/dp/Contos erotico amigas devendocontos eroticos bebadaconto deixei minha esposa foder com varios homem na minha frenteconto erotico minha namorada cuidado de mimcontos eroticos adoro sentir o gosto do amante delafoi chantageada pelo meu colega de trabalhocontos eroticos de sogras velhasquadrinho porno do fredi e barne rubolcondos erodicos vizinho lindocontos minha mulher olhando o volume do caraconto erótico na despedida de solteiro do meu cunhado novinha transa com elep*** da bunda grande deixando seu c* todo arrombado com peito bem grandenovinha desmaia de tanto gosa conto eroticocontos eroticos me ferrei no chat tive de dar a forçaela pediu pra parar mas continuei empurrando na puta