Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MENINA SEDUTORA

Minha mãe faleceu quando eu ainda era criança. Eu e meu pai passamos a morar sozinhos.

Quando eu estava com 19 anos mais ou menos, recebemos em casa um grupo de pessoas para comemorar o noivado do meu pai.

Eu, 19 anos, hormônios a milhão, percebo que um amigo do meu pai me olhava com interesse. Fiquei excitada com aquele olhar. Me excitava mais ainda o fato dele estar ao lado da esposa dele, me olhando com cobiça. Não pude deixar de aproveitar aquele momento. Comecei a provocá-lo. Sentei-me na frente dele e não poupei cruzadas de pernas, puxadas na blusa para mostrar os seios e tudo mais que eu pudesse fazer, sem chamar atenção de ninguém, principalmente de meu pai. Em determinado momento, ele foi até a cozinha pegar bebidas e eu fui atrás, escorei-me na pia e passei as mãos no meu corpo, num convite mudo para um amasso. Ele encostou em mim, senti seu pau duro nas minhas coxas, mas não passou disso.

No dia seguinte, era um tal de entrega cadeiras aqui, vasilhames ali e som? Adivinhem de quem era? Dele. O amigo gostoso do meu pai.

Eu estava saindo pro colégio e pedi pro meu pai me levar pq eu estava atrasada. Meu pai não pensou duas vezes e falou pro amigo dele que já que ele passaria no colégio, se não se importava em me dar uma carona.

Entrei no carro dele, joguei minha mochila no banco de trás e sentei a vontade ao seu lado.

Ele me falou que eu estava muito bonita na noite anterior e que era uma pena eu ser filha do amigo dele. Eu respondi: amigos, amigos, filhas a parte. Ele colocou a mão na minha coxa e eu me movimentei, empinando os seios, fazendo ele entender que eu estava gostando.

Ele parou o carro e me beijou, eu retribui com muito desejo. Em seguida ele ligou o carro e saiu, era perigoso. Se meu pai percebesse alguma coisa, a encrenca seria grande.

Tomei a iniciativa e continuei pegando ele. Soltei o cinto de segurança pra poder chegar mais perto. Ele disse que eu estava enlouquecendo-o e me convidou pra passar a tarde com ele num lugar onde ninguém nos visse. Eu disse a ele que era virgem e que queria continuar sendo. E desviamos o caminho do colégio e fomos para um motel.

Entramos no quarto e ele foi me pegando, me abraçava forte e parecia que queria engolir minha boca. Eu estava louca por ver um homem nu, por saber como é fazer sexo, mas já conhecia o prazer das minhas masturbações e até já tinha gozado uma vez que deixei um menino por a mão dentro da minha calcinha e me masturbar.

Ele tirou minha blusa e começou a chupar meus seios, primeiro um, depois o outro. Eu estava completamente molhada, doida de tesão. Ajoelhado aos meus pés, abriu minha calça, abaixou, admirou minha calcinha e a tirou juntamente com minha calça jeans que estava no meio das coxas. Me carregou no colo até a cama, me deitou suavemente, se posicionou ao meu lado e começou a chupar meus seios de novo. Eu pedi que parasse, ele me olhou surpreso e eu disse que queria vê-lo nu. Pedi que tirasse a roupa pra mim. Levantou-se e tirou toda a roupa rapidamente. Fiquei encantada em ver aquele pau duro e grosso, ao vivo e a cores, inteirinho pra mim. Antes que ele deitasse, deitei atravessada na cama, de barriga pra cima, com meu corpo completamente exposto, me sentindo uma vadia, adorando me exibir e deixei a cabeça cair pra fora da cama. Ele entendeu o que eu queria e não me deixou esperar. Encostou o pau na minha boca. Eu lambi a cabeça, exatamente como eu via nos milhares de filmes pornôs que eu assistia. Enfiei a cabeça entre as pernas dele e lambi as bolas, ele gemia. Voltei para a cabecinha do pau, lambi e comecei a sugar. Ele parou de ter cuidado e enfiou o pau inteiro na minha boca. Eu pedi pra ele: fode minha boca. Fode que eu to adorando. Ele se posicionou de maneira que pudesse me fuder com vontade na boca e apertar meus seios. Não demorou muito, ele jorrou leite quente nos meios seios. Eu passei as mãos e esfreguei a porra dele pela minha barriga e seios. Ele sentou na cama e eu continuei deitada de barriga pra cima e comecei a me masturbar, eu não tinha gozado. Ele deitou ao meu lado, tirou meu dedinho da minha xota, lambeu e me disse que hoje eu não gozaria no dedo, sá fosse no dele. Abriu minhas pernas e passou a língua na minha xota inundada. O que eu senti foi tão forte que sem querer saiu um grito da minha garganta. Quando ele pegou meu grelinho entre os dentes e chupou com vontade, não gritei pq não saiu a voz. Eu sabia essas coisas, já tinha visto em filme, mas sentir, meu Deus, não há nada melhor.

Pediu que eu me joelhasse sobre sua cabeça e esfregasse a minha bucetinha peladinha na boca dele. Eu não sabia se teria forças pra ficar de joelhos, minhas pernas estavam bambas, mas não podia deixar de me esfregar naquela boca tão gostosa. Assim que sentei na cara dele, vi que o pau estava, novamente, duro como uma rocha. Não tive dúvidas, deitei em cima dele e caí de boca. Fizemos um 69, maravilhoso. O gozo foi chegando pra mim. Larguei o pau dele e voltei a ficar sentada na cara dele pra gozar me esfregando numa boca que estava ali pra mim. Pela primeira vez eu ia gozar com um homem. Outra vez eu gritei. Gozei na língua dele, gritando. Caí exausta para o lado e em seguida, recebi mais um jato de porra, desta vez nos meus cabelos e rosto. Essa foi minha primeira chupada. Minha primeira gozada acompanhada. Ainda naquela tarde, tive muitas outras. Não houve penetração naquele dia, mas tempos depois, foi ele que tirou meu cabacinho. Mas isso é outra histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos hot festa no iatecontos eroticos cornoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos com teens sentando na ro do pri com doze anoscontos perdendo a virgindade dormindocontos eroticos policial forçasentando na rola do meu pai contos. eróticospeguei um menino pra comer minha buceta velha contosEu já não era mas virgem quando meu pai me comeuminha sogra perfeita na cama contos eróticoscontos mulher casada da o cu pro cãoconto agarrada no onibuscontos de danadinhas com homens casadosler conto pornô de i****** ajudando minha filhameu genro me comeu o cu contoscontos eróticos forçada a fuddercontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primacontos com fotos no carnaval levei chifredesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cuconto de mulher transando com meninos novinhoscontos nascendo pelinhosNo cuzinho desde pequenaMe Faz um Cafuné conto gayChantageei minha tia escrava lesbica contoque bucetao da neguinha novinha baba di meu filho contoscontos eróticos que advogadas fode com meninos novinhoscomtos arrobadacontos de mulheres dando a bocetacontos iniciado no banheiro do trabalhomeu coninho deixou nosso filho mim fode gostoso contoeu quero ver anaconda chupando leite da mãevídeo pornô pica da cabeça enrolada redondadaconto de noiva putinha do papaiContos eróticos mãe com os negrões e papai vendoContos bdsm sequestradacontos eroticos so no cuzinhos das meninascontos eroticos gay vigilantesminha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façocontos viciada em analContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos depois de velha fui arrombadaminha primeira traiçãoconto erotico evolvendo mae filho e a vizinha rabudaWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contoscontos eroticos namorado e amigo mesma camacontos suruba inesperada com a esposa e travestimoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leiteConto erotico botei minha pica nao aguentoucontos eroticos iniciação/lesbicacontos ,minha noiva nao deu mas chupou ate gozarcontos eroticos dono de mercearia comendo a casadaContoe d orgias cadelinha e seu donosogra contando como chorou na pica do genro contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertaconto erotico de tutorContos eroticos comi o cu do meu irmão dormindoContos espiando a sogra lesbicacomendo a bundinha da menina contos eroticoscontos eróticos comi minha tiacontos de sexo entre conhados gayMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,fui consola a cunhada contosconto enterrando a ate o talo no cu da mamaecontos eroticos o porteirocontos eroticos enteadacontos eroticos confissões fAmiliarescontos esposa bunduda so traz problemasContos eróticos família liberal.2,comvidando e comendo amiga de sua mãeTRAVESTI PICAS CONPRIDAS GOZANDO EM BUCETAS ROZINHAS E CARNUDAcontos eroticos de roçabatendo uma punhenta para o marido sem calcinhacontos eróticos minha tia de baby dollcontos de filhos chera causinhascomtos bdsmme arrombaram contos eróticosconto erotico pelo buraco da fechaduraporno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredesIncesto com meu irmao casado eu confesso