Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MÃE DEIXOU DE SER PUTA PRA VIRAR MINHA FÊMEA



Oi pessoal, primeiramente eu queria dizer que meu nome é Paulo, tenho 25 anos e minha mãe se chama Carla e tem 56 anos. Eu decidi contar esse fato pois não aguentava mais guardar isso sá pra mim, e como o site me oferece uma total discrição, decidi por meio deste que era a melhor maneira de eu desabafar. Bom, a histária é a seguinte, descobri acidentalmente há mais ou menos 3 anos atrás que minha mãe trabalhava como prostituta, mas pra vocês entenderem melhor a histária vamos partir do principio.

Desde que meu pai abandonou minha mãe por uma garota que tinha idade pra ser filha dele, as coisas começaram a ficar um pouco diferentes em casa, e pra ser mais exato, envolviam minha mãe. Ela que era uma pessoa de poucos amigos e não recebia telefonema algum, apás o acontecimento com meu pai começou a receber dezenas de telefonemas, e o que achei estranho na época é que os telefonemas eram todos de homens. O tempo foi passando e minha mãe que era uma pessoa caseira, daquelas mulheres tradicionais que são estimuladas pelos pais para serem donas de casa, agora saía praticamente todos os dias e voltava quase sempre as 6 da manhã ou as vezes chegava em casa sá de tarde. Sempre que eu questionava ela quanto a isso ela me dizia que era para se esquecer do que meu pai havia feito com ela e depois desconversava e ía durmir sem me dar mais satisfações.

Bom, o tempo passou e eu tive que acabar me acostumando com os novos horários de minha mãe, e como eu comecei a trabalhar desde cedo eu consegui fazer meu pé-de-meia bem rápido, desde jovem sempre fui muito independente e devido as promoções que obtive eu recebia um átimo salário. Assim como minha mãe, eu nunca fui um rapaz de muitos amigos. Estava quase no dia do meu aniversário e eu não tinha com quem comemorar porque minha mãe com essas saidinhas não se lembrava e como disse não tinha amigos. Estava meio depressivo aquela noite e decidi entrar na net para passar o tempo e me distrair, estava eu lá olhando sites eráticos quando cliquei em um link que me levou diretamente à um site de uma casa noturna que trabalhava com garotas de programa e aquilo me chamou a atenção. Começei olhar e percebi que lá existia uma parte para garotas de programa acima de 40 anos e como eu sempre senti uma atração por mulheres mais velhas resolvi entrar pra conferir o material, quando abri a página me deparei com a foto de 5 mulheres e percebi que uma delas parecia muito com minha mãe, nisso resolvi entrar pra ter certeza e mesmo não acreditando no que via eu acabei tendo certeza de que era a minha mãe.

Na página referente a ela existiam varias fotos dela em diferentes poses e oque mais me assustou por assim dizer foi sua descrição:



-Morena, cabelo curto, seios fartos, bunda gostosa e boquinha gulosa.

-Tenho um cúzinho guloso que adora ser fodido, seios fartos para te proporcionar uma incrível espanhola, faço também fetiche, podolatria e sou uma mamãe carinhosa, mais quem mama sou eu, adoro chupar um pau e deixo que gozem na minha boca.



Quando li isso fiquei com uma raiva indescritivel e decidi esperar minha mãe chegar para ter uma conversa com ela sobre aquilo, mais como estava cansado acabei não resistindo e dormi, quando acordei a primeira coisa que veio a minha cabeça foram as fotos de minha mãe naquele site e sem que eu me desse conta estava com meu pau na mão me masturbando de uma situação que até então havia me deixado nervoso. Não conseguia acreditar que estava de pau duro pela minha mãe, acabei com aquela situação e fui ao quarto dela tomar satisfações, quando entrei vi ela dormindo de bruços e usando apenas uma calcinha, aquilo me deixou muito excitado e resolvi sair do quarto sem falar nada.

Nos dias que se seguiram não conseguia absorver a idéia de que minha mãe era uma puta e com a chegada do meu aniversário aquilo tinha sido a pior decepção que eu poderia ter tido. Até que pensei direito em tudo que havia acontecido desde que meu pai havia ido embora e percebi ali o momento perfeito para dar uma lição em minha mãe. Preparei tudo e no dia do meu aniversário me hospedei em um Motel e liguei para o número do site, que por sinal era o mesmo número da minha casa, quando minha mãe atendeu eu disfarcei a voz e marquei um programa com ela, mandei um taxi ir buscá-la enquanto me preparava psicolágicamente para lhe dar o flagra.

Um tempo depois o taxi chegou trazendo a puta da minha mãe que seguindo as instruções do motorista veio até o quarto que ele indicou, fiquei trancado no banheiro e disfarçando a minha voz eu conversava com ela.

-Como é seu nome?

-Carla e o seu?

-Para que ela não soubesse que era eu,respondi:

-O meu é Marcos, eu li no site que você curte bancar a mamãe! Isso é verdade?

-É sim.

-Por que?

-A maioria dos caras ficam louquinhos com essa fantasia.

-E você tem filhos?

-Tenho um.

-E o que ele diz de você transar com outros caras?

-Ele não sabe e nem precisa ficar sabendo, o que eu faço entre quatro paredes não é da conta dele.



Nesse momento eu disse para ela que a havia chamado ali porque queria comemorar meu aniversário e exigi a ela que fizesse um serviço completo e que eu estaria disposto a pagar até o triplo do que ela receberia eventualmente. Então ela me disse que eu teria a melhor trepada da minha vida e logo depois me perguntou: Por que você não comemora o seu aniversário com seu amigos e sua familia?

Depois dessa pergunta, abri a porta e diante da cara assustada de minha mãe lhe disse que iria comemorar meu aniversário com uma puta pois não tinha amigos e minha propria mãe tinha esquecido do meu aniversário. Com lágrimas nos olhos ela pegou as coisas olhou pra mim, pediu desculpas e foi saindo do quarto. Eu puxei ela, tranquei a porta, e disse: Você é uma puta e eu te contratei, agora você não sai daqui até terminar o serviço!

Coloquei ela sentada na cama e de frente pra ela tirei meu pau pra fora, enquanto chorava e balançava a cabeça de uma forma negativa ela olhava para o meu pau e dizia que não faria aquilo pois era a minha mãe e aquilo era errado. Segurei ela pelos cabelos, peguei meu pau e comecei a esfregar em sua boca enquanto ficava dizendo à ela: ME CHUPA SUA PIRANHA! DEU O CÚ PRA CIDADE INTEIRA E AGORA VAI FICAR AÍ COM FRESCURA! PARA DE CHORAR QUE EU SÓ VOU DEIXAR VOCÊ SAIR DAQUI DEPOIS DE ME MOSTRAR TODO O SEU POTENCIAL COMO PUTA!

Depois de muita insistencia e chorando sem parar eu consegui enfiar meu pau na boca dela, ela me chupava a contra gosto mais mesmo assim eu insistia e as vezes eu tirava meu pau da boca dela e sá de pirraça eu enxugava as lágrimas dela com ele e depois colocava de novo em sua boca para que continuasse a chupar. Com toda aquela situação meu pau começou a ficar muito duro e me permitia meter na boca de minha mãe como se fosse uma boceta, e ela engolia tudo bem fácil mais como estava chorando as vezes não controlava o ar e se engasgava com meu pau. Sentei na cama e mandei ela se ajoelhar no chão e me fazer uma espanhola, como ela resistiu eu a coloquei a força na posição, fiz ela segurar os peitos, envolver meu pau com eles e iniciei o movimento pra ela deixando-a continuar no embalo logo depois. As vezes para provocá-la eu dizia: VAI PUTA! CAPRICHA AÍ! FAZ COM BASTANTE CARINHO COMO SEU EU FOSSE SEU FILHO! EU QUERO QUE ME FAÇA BEM FELIZ NO DIA DO MEU ANIVERSÁRIO!

Eu já tava ficando louco em ver meu pau no meio das tetas que me alimentaram e em ver minha prápria mãe me satisfazendo sexualmente, começei a tirar a roupa dela enquanto ela lutava me dizendo que não, depois que consegui eu a joguei na cama e contra a vontade dela eu fui por cima e enquanto segurava os braços dela eu tentava enfiar meu pau dentro de sua boceta. Quando senti que tinha acertado a mira, enfiei meu pau com uma sá estocada fazendo com que ela desse um gritinho de dor, comecei a bombar sem dá naquela boceta durante um bom tempo, então abracei ela e a puxei para cima de mim. Com as mãos em sua cintura incentivando o movimento de cavalgada eu delirava com a boceta dela em meu pau, e mesmo com ela chorando eu a beijava na boca e mandava ver com meu cacete naquela boceta carnuda. Apás um tempo eu pedi a ela que saisse de cima de mim e ficasse de quatro, pois estava louco pra meter em seu cúzinho, para minha surpresa ela atendeu prontamente saindo de cima de mim e ficando de quatro com o cú bem empinado.

Coloquei a cabeça do meu pau na portinha do cú dela e fui enfiando direto, foi quando ela virou pra mim ainda chorando e disse: FILHO, COLOCA DEVAGAR NO MEU CÚZINHO PRA NÃO ME MACHUCAR PORQUE O SEU PAU É MUITO GRANDE E MUITO GROSSO!!!!!

Foi quando eu disse pra ela : PODE DEIXAR, MAMÃE! SEU FILHINHO VAI COMER ESSE CÚZINHO COM TODO O CARINHO QUE UM FILHO POSSA TER PELA SUA MÃE! EU TE AMO MUITO!

Depois que disse isso ela que já chorava desabou a chorar de vez, mais aquilo me excitava ainda mais, pois aquilo não era apenas a realização de uma fantasia, mas sim, uma lição que queria ensinar a minha mãe e aquelas lágrimas me mostravam que ela estava aprendendo. Fui bombando cada vez mais forte no cú de minha, e enquanto eu bombava no cú dela e apertava suas tetas eu pedia: PEDE PRA EU COMER SEU CÚ MAMÃE! FALA PRA MIM QUE VOCÊ TÁ GOSTANDO DE TER SEU FILHINHO COM A JEBA ENFIADA BEM NO MEIO DO SEU RABO!

E ainda que chorando ela respondia prontamente: COME A MAMÃE FILHINHO, FODE ESSE CÚZINHO QUE É TODO SEU! EU QUERO A SUA ROLA ENFIADA ATÉ AS BOLAS NO MEU RABO!!!!!

Quando o tesão chegou eu saí do cú dela, sentei na cama e com meu pau apontando pro teto eu disse: VEM MAMÃE! EU JÁ MAMEI MUITO EM VOCÊ, AGORA É HORA DA SENHORA MAMAR NA MINHA MAMADEIRA E TOMAR TODO O MEU LEITINHO QUENTINHO! VEM MAMÃE, SE VOCÊ ME AMA DE VERDADE ME SATISFAZ COM A TUA BOCA E ME FAZ GOZAR GOSTOSO!

Meio desconsolada ela levou a cabeça na direção do meu pau e começou a mamá-lo com vontade, diferente de quando começamos, parecia que mesmo desesperada com aquela situação de certa forma ela tinha perdido um pouco a timidez e havia acordado o seu lado de puta profissional. Não resistindo mais a aquela situação, gozei muito na boquinha de minha mãe que engoliu toda a minha porra da exata maneira que mandei, e quando ameaçou se levantar par ir embora eu a peguei e a fiz deitar ao meu lado, abraçando-a para evitar uma possível fuga.

Ficamos a noite inteira conversando sobre aquela situação e aproveitei para confessar sobre a atração sexual que comecei a sentir por ela depois de vê-la no site, depois eu a levei pra casa onde tomamos banho juntos e durante uma longa conversa embaixo do chuveiro consegui convence-la a me fazer um boquete, mas desta vez foi diferente, depois da conversa que tivemos ainda na cama do Motel ela ficou mais tranquila e o boquete foi sensacional. Hoje ela não faz mais programas, mas trepa comigo todos os dias, eu e ela vivemos como marido e mulher, e no fundo eu acho que era disso que ela estava precisando. Ela voltou a ser aquela mulher de sempre, eu chego do trabalho, como a comida quentinha que ela me prepara e depois nás vamos pro quarto onde eu meto nela da maneira que eu bem entendo. Embora nás vivamos como marido e mulher, fizemos um acordo que até hoje é honrado, quando trepamos ela me chama de "FILHINHO QUERIDO" e eu chamo ela de "MAMÃEZINHA GULOSA".





FIM

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de velhoscontoseróticos tímida . dormindocontos incestos dividindo o filhocontos eroticos atrizes chupando pau receberContos porno minha namorada mi engañocontos baixinha casadaconto prima choro com meu pau no cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos solteira vendidaContos eroticos filha rabudacontos eroticos comi uma desviadacontos/ morena com rabo fogosocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos paus gigantesconto noiva cabaço cu 5contos eróticos sobre prima bucetudacorno esposa dedo no cu conto erotico crossdressercontos eróticos genroDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãocontos virei femea na republica gayconto chantagem afilhada"contos eroticos" filha massagembundonas de30anos no cuContos eróticos de lésbicas gemeas sarrando a bundaconto esposa negra e puta cornocontos esposa branquinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteBoqueteirá contoseroticosloira casada e filho conto erotocoSexo contos visinhos virgindadecontos pornos estuprada no assaltoLóira safada narra conto metendo na coberturacontos eroticos arrombando a gordacontos comendo o cuzinho da fazendeirafilhinha de papai tirando a camisola e fica nuaengravidei minha irmã contosTravest litoral contoscontos.de.velha.crente.taradadesemho porno ai papai gozo dentro viuaprendi dar o cu com meu genro contosContos eroticos no cinema bolinadacontoseroticos negaoConto erótico marcinho enteadoContos pornos-esporrei na comida da cegacontos de atiivo x passivo fodendocontos eróticos de gay sendo comido pelo sobrinhoContos eroticos peguei meu pai nao aguentou e chupou minha bucetaeu confesso mijocontos eroticos cunhada e sogrAcontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosContos eroticos eu e minha familiamulheres casadas de shortihno bunbumgrandeContos eroticos cinemasexo gay okinawa ufa papai e titiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos real sexo cm 13 aninhoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos gosto de estupro seioscontoseroticoscomendo a baba e minha sograso mulheres escravas de seus maridos contos eroticoscontos eroticos de padrasto de rola grande e grossacontos de sexo depilei minha bucetacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbconto erótico chantagem putinha pobre cu colosiririquei contocontos gay sentou no colopuzeram esposa dar pra todosconto eroticos comi minha tia com a calcinha na mãocontos eróticos vi minha vizinha dando pro meu cãocontos eróticos com meu querido irmão