Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA EXPERIENCIA COM MULHER ¨FOI COM NIS

MINHA PRIMEIRA EXPERIENCIA COM MULHER ¨ FOI COM NISEI¨



Meu nome é Paula, sou uma mulher bem resolvida, bem casada nunca tive tendências homossexuais, hoje com trinta e cinco anos, (na época cerca de 30 anos), bonita, seios bonitos, pernas grossas e lindas, olhos castanhos cabelos castanhos escuros e bumbum que faz inveja a muitas garotinhas na rua, ou na praia, tenho uma filha.



Eu sempre fui uma mulher séria e trabalhadeira, trabalhava em um escritário de contabilidade, e um dia levei uns documentos ao escritário de uma empresa que prestávamos serviço e La encontrei a nova encarregada à filha do dono da firma, que estava assumindo o controle da firma.



Era uma garota linda, 19 anos mais jovem que eu, uma linda descendente de japoneses com toda a exuberância de sua idade, morena com os olhos repuxados característica de sua raça, tinha 1,68 de altura, seios lindos proporcional a seu corpo, cintura fina e deliciosa, e muito exigente com o trabalho, e ficou achando defeitos em tudo que eu mostrava, até que não aguentando mais joguei tudo em cima de mesa e me virei para sair, dizendo não presto mais serviços a sua empresa.



Ela ficou sem fala se chama Solange, me disse calma vamos conversar, fechando a porta abriu o frízer da sala pegou dois copos, serviu água e sentou-se a meu lado, dizendo não é bem assim, estou nervosa, pois tive de assumir a empresa sem estar bem preparada e gostaria que vc me ajudasse em algumas coisas, dizendo isso me abraçou e senti o perfume delicioso que ela usava e fiquei meio sem saber o que fazer com aquele abraço.



Peço paciência comigo no inicio eu disse explique o que quer já bem seca, ela então disse que seu pai não era bem controlado, e porisso estavam com algumas dificuldades, e eu com certeza poderia ajudar, apás todas as explicações ela ofereceu um emprego em sua firma para eu administrar toda a parte contábil.



Fiquei de pensar e responderia no dia seguinte: à noite no banho fiquei pensando em Solange, e lembrei-me de seu perfume de seus seios pequenos deliciosos, suas pernas lindas sobre o salto alto, não sei bem porque, mas me senti molhadinha de tesão.



Ao me deitar não conseguia dormir Solange não me saia do pensamento, e me virei à noite toda não conseguindo pegar no sono, no outro dia apás acertar com meus ex-patrões e meu marido, fui à empresa de Solange e aceitei o emprego.



Ela no mesmo momento que disse que aceitava pulou em meu pescoço e me beijou o rosto bem de leve, mas fiquei toda arrepiada, e procurei logo me inteirar dos problemas da empresa.



Tentava me concentrar Solange, ficou em sua mesa ao lado da minha para melhor me expor os problemas, e eu não conseguia me controlar e ficava admirando sua silhueta, linda andando de La para cá.



Na hora do almoço fomos almoçar juntas e ela contou tudo sobre sua vida e me encheu de perguntas sobre minha vida meu casamento, e no final tocou no assunto sexo, e abertamente, disse, eu estava agressiva ontem com vc porque vc mexeu comigo, fiquei excitada com vc e achei melhor tirar vc de perto de mim, mas depois me arrependi e eis-me aqui a seu lado almoçando e eu te admirando inteira.



Na hora fiquei sem palavras e engoli a comida sem mesmo saber que paladar tinha, fiquei olhando para o prato e ela sorrindo me disse, não fique assim, eu sei que vc tambem gosta tanto quanto eu me levantei e disse menina vc esta louca, ela disse vamos ao escritário e falamos melhor de uma vez por todas e fomos.



Ao entrar no escritário ela entrou na frente e eu atrás pronta para jogar todo o serviço na cara dela, quando ela foi virar para fechar a porta demos de frente uma para outra e não sei como ela me abraçou e enfiando a boca na minha boca nos beijamos eu fui me entregando em seus braços ela me acariciando, fechou a porta sem parar de me abraçar e enfiou a lingua na minha boca, fui cedendo, cedendo e quando dei por mim ela estava com uma Mão acariciando meus seios, e eu acariciando suas costas sem tirar minha boca da dela.



Quando parou de me beijar sentamos no sofá da tal sala e ela iniciou um discurso mais ou menos assim, vc não sabia vc tambem se apaixonou por mim assim que me viu e eu fiquei louca por vc, agora sá tem um jeito ou nos entregamos a este amor e somos felizes ou vc pega suas coisas e vai embora, escondendo seus sentimentos para o resto da vida. Escolha?



Não sabia o que fazer, aquela menina me deixou louca e estava completamente transtornada de excitação, coisa que nunca tinha sentido na vida nem com meu marido era uma coisa diferente louca, desesperada, o que fazer, continuei sentada, ela se se encostou a meu ombro e ficou quietinha, acariciando minhas mãos e beijando-as e acariciando, pediu olhando meus olhos me beija, sem dizer nada eu a beijei loucamente, enfiando a lingua na boca dela, acariciando seus seios deliciosos e ela desesperada acariciava os meus sem tirar a boca da minha.



Foi uma coisa deliciosa e eu comecei a tentar beijar seus seios ela tambem beijava os meus foi uma loucura de duas mulheres apaixonadas.



Ate que nos lembramos que estávamos no trabalho e paramos para nos recompor com a promessa que no final do expediente falaríamos, e iríamos esclarecer tudo e assim fizemos.



Não conseguia me concentrar no que teria de fazer, e chegando as 18h00 todos os funcionários saíram e Solange veio a minha mesa sentou-se, e disse vamos resolver como ficamos eu pedi para falar e não queria ser interrompida.



Disse Solange, não sei o que aconteceu comigo, nunca tive qualquer contato com mulheres, nunca pensei que isso de fato existisse, e acho que vc esta interpretando mal minha reação deu-se de uma forma inconsciente, portanto, vamos parar por aqui e iniciaremos a partir de amanhã um trabalho, onde seremos apenas amigas e tudo ficará bem.



Solange pediu para falar e disse Paula eu também não sabia desta existência de sexo entre mulheres, mas assim que conheci vc fiquei passada e senti algo muito forte a ponto de lhe agredir com palavras, ai caiu a ficha e convidei vc para trabalhar aqui, pensando isso vai passar, mas tal não aconteceu e estou tão louca por vc como vc esta por mim.



Nos não procuramos esta situação aconteceu, sei que tem marido e filha, mas quero fazer a parte boa da sua vida, quero vc e quero ser sua.



Portanto, resolva se tiver coragem saia de minha vida e saio da sua e vamos ver como ficamos, se vamos sofrer mais ou não do que ficando juntas e nos entregamos a este sentimento lindo e nobre que aconteceu entre-nos.



Realmente eu não tinha o que dizer, pois estava completamente louca por aquela menina, pois eu já tinha trinta anos e ela apenas vinte, e não sabia o que fazer, pois realmente estava louca por ela, não tinha coragem de fugir da situação e peguei nas mãos dela, pois estava sentada diante de mim, com olhos lindos cheios de lagrimas e imediatamente ela beijou minhas mãos.



Sem pensar muito, demos a volta na mesa, ficando as duas de pé, e a abracei e beijei-a com toda a excitação que estava, e ela gemendo se aconchegou em meus braços, correspondendo as minhas caricias.



Fui tirando a minha camisa, olhando-a nos olhos ela tirou a sua camiseta, sempre nos admirando e soltei o soutiens e ela também soltou o dela, tirei a saia ela tirou a calça jeans, e ficamos apenas de calcinha as duas, ai num abraço louco, senti seus seios apertados pelos meus e com bastante tesão continuamos a brigar com nossas línguas uma dentro da outra, parecia que iríamos nos devorar.



Iniciei a chupar seus seios lindos, deliciosos, enquanto ela me acariciava inteira, nos deitamos e eu comecei a beijar seu corpo todo, inclusive a sua barriga seu umbigo, fui descendo e iniciei uma lambida em sua bucetinha, fui enfiando minha língua dentro de sua bucetinha e ela fazia o mesmo com a minha, ficamos completamente loucas e as duas gemíamos e gritando fui beijando seu grelinho, e ele mordiscava os meus e nunca orgasmo louco, gozamos as duas completamente realizadas e satisfeitas, nos aproximamos uma da outra e ficamos nos beijando, com nossas bocas cheirando nosso sabor de sexo.



Foi a primeira vez que estive com uma mulher e nunca em minha vida vou esquecer-me da delicia que foi amar minha primeira mulher.



A seguir nos beijamos nos vestimos e cada uma foi para sua casa, prometendo que no dia seguinte trabalharíamos sem pensar nisso, sá nos encontraríamos na nossa sala a noite para falar e amar de novo.



Chegando a casa não consegui falar com meu marido e nem com filha, fui logo me deitar sob o pretexto de uma forte dor de cabeça, me tranquei em meu quarto e lá fiquei pensando no que tinha acontecido em minha vida, não sabia bem e tentei fazer um balanço da situação, mas tudo me levava a acreditar que eu estava errada e que teria de tomar uma posição urgente e abandonar Solange, mas não conseguia nem pensar nisso, pois estava enfeitiçada por ela pelo nosso sexo, pelo seu cheiro, pelos seus carinhos, pela maciez de sua pele, O que fazer?



No dia seguinte logo que chequei para o trabalho, Solange toda feliz, correu em minha direção, encostando a porta me deu um selinho em minha boca que me deixou morrendo de tesão por ela novamente.

Iniciei o trabalho com afinco ela também, de vez em quando olhava para ela que me olhava e sorrindo mandava beijinhos e se dedicou ao trabalho, eu também adiantei bem o serviço, chegamos à conclusão que alguém teria que procurar o principal fornecedor de matéria prima, uma indústria do Rio de Janeiro, para tentar um parcelamento da divida para com eles e tentar manter o fornecimento da matéria prima dali pra frente.



Solange chegou à conclusão que teríamos de ir as duas, pois eu tinha mais experiência em negociação e ela por ser muito jovem não seria levada a serio, então marcamos com o fornecedor uma visita para a práxima quinta feira e sexta, pois iríamos aproveitar e conhecer as novas e modernas instalações da indústria.



Reservamos hotel no rio de janeiro para nos duas, pois iríamos na quarta feira à tarde dormindo lá e logo pela manha o gerente de vendas do fornecedor nos apanharia no hotel e iríamos conhecer a empresa onde faríamos à negociação, devendo voltar a São Paulo somente no sábado.



Chegando ao hotel Solange me abrançando pendurou-se no meu pescoço e me beijando disse meu amor esta será nossa lua de mel, vamos ficar três noites aqui, e vamos fazer de uma maneira que nos duas nunca vamos esquecer desta deliciosa lua de mel, sorri e concordei com ela.



Começamos a nos beijar nos acariciar e quando percebi estávamos as duas nuazinhas rolando pelo chão do apto de hotel, onde fizemos de tudo que duas mulheres podem fazer para a outra ficar feliz, beijei seus lábios, chupei seus seios, ela beijava os meus e acariciava meu corpo todo.



Colocando a boca na sua Bucetinha, comecei a passar língua por fora dela, fazendo-a delirar de prazer com minha língua, ai fui enfiando cada vez mais a língua, e somente ai descobri que ela era completamente virgem, e ela pediu-me continue tente tirar minha virgindade com a língua ou com seus dedos e eu fui em frente enfiava a língua nela ela chorava de tanto prazer, mas não conseguir romper o himem, ai enfiei um dedo, depois outro e o mesmo se rompeu, saindo sangue e ela gritando de felicidades me beijava e sorria, pois agora era mulher e não uma menina.

Fizemos sexo de todas as formas à noite toda, e no outro dia fomos ao fornecedor com olheiras e com cara de sono, mas felizes, nos olhávamos e sorriamos uma para outra o gerente nem imaginava o motivo de nossa felicidade, à noite fomos convidadas para jantar com os empresários, fomos, mas não víamos a hora de voltar para nosso apto. e nos amarmos novamente.



Chegando no apto. ela colocou um lindo baby-doll branco e eu coloquei um azul marinho de tecido brilhante acho que ficamos as duas mulheres mais tesudas que já vi e namoramos nos beijamos acaloradamente e eu iniciei uma chupada nela em todo seu corpo, ela gemia e se contorcia de tanto tesão, e eu chegando a sua gruta de amor, enfiei a língua naquela bucetinha a quem eu tinha desvirginado, na véspera e iniciei uma chupada monumental, ela chorava de tanto prazer, fiquei passando a língua onde antes existia um himem, e ela disse não doer mais, e pediu para eu continuar com o dedinho foi o que fiz, ela gozou varias vezes com minha língua e meus carinhos.



Assim que ela descansou, pediu para fazer o mesmo comigo e eu deixei ela se deliciou com as chupadas em meus seios, em minha barriga e foi descendo até chegar a minha gruta do amor, lá chegando ela chupou enfiou os dedos um, dois, três e eu gemia e gozava em sua boca e em seus dedos, ela continuava a chupar e foi com muito jeito enfiando um dedinho no meu cuzinho eu não aquentei e gozei feito louca, saia rios de mel de dentro de mim que ela engolia tudo, logo apás dormimos desfalecidas, de tanto prazer.



No dia seguinte cumprimos mais um ritual de trabalho, acertamos todos os detalhes, os homens nos olhavam com olhares de cobiça, mas fingíamos não notar, acabamos resolvendo os problemas da empresa, que garantiram o fornecimento e desmembraram as dividas para serem pagar em 19 meses, a ficamos felicíssimas.



A noite foi mais um ritual de amor e sexo entre nos duas nos amamos de todas as maneiras, mas Solange me pediu que queria também perder o cabaço do cuzinho, pois não queria continuar virgem de nada, queria que eu a iniciasse em tudo inclusive me entregando seu cuzinho.



Assim me deliciei em possuir seu cuzinho apás a fazer gozar com minha boca de todas as maneiras e ela me fazer gozar inúmeras vezes, também, comecei com jeito antes enfiando a língua no seu cu e fui enfiando cada vez um dedinho que tirava e punha, tirava e punha, depois enfiei dois, e depois três, ela gozou como nunca vi uma pessoa gozar antes, chegou a desfalecer de tanto prazer, e mais uma vez dormimos abraçadinhas.



Na volta a São Paulo, durante a viajem eu falei com ela que não sabia como fazer, pois tinha uma filha e um marido maravilhoso, e não estava em condições de deixar deles ela me disse, pois continuamos assim eu disse não fica bem, acho melhor nos afastarmos assim que regularizar sua empresa, ela disse se vc não ficar comigo, vou embora para o Japão fazer uma especialização em administração de empresas.



Disse que na segunda feira eu daria minha resposta, sofri muito, mas tive de dizer que não poderia deixar minha família, ela não teve duvidas pediu para acertar seu passaporte e foi embora para o Japão eu ainda trabalho na empresa, mas nunca me mandou nem carta, nem e-mail, nem qualquer parente dela disse nada sobre ela, portanto vivo minha vidinha de esposa, mãe e profissional, com uma frustração dentro de mim, pois adorei amar mulher, mas há cinco anos, estou sem ninguém apenas vegetando como mãe de família.



Caso alguém queira falar sobre isso, pode me escrever, pois é horrível depois que se conhece o lado mulher x mulher, viver sozinha.



Meu e-mail é: [email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


ver contos com fotos excitantes no onibus.contos erótico meus tios com minha namora na roça Contos gay banheirotomando banho de rio com titio contos gaycontos erotico brasileiro irma ve irmao masturbano e ajuda eleconto safadoFui penetrado com violênciachupava a noite inteira ele amarradodou para o meu irmao contosesposa grupal com 18 aninhos contosconto erótico garota hetero dominadaver rapasea novos grizalhos pelados de pau durocontos erotico mimha filha e minha netacontos eroticos brincadeira nudista em familiacontos casada negaocontos eroticos eu e meu filhovideo de sexo c langerricontos eróticos gay tio me comeucontos eróticos no busaofrancisca coroa ruiva contos eroticossou uma safada/contosanão transando com jamaisdesvirginando irmazinha pequenaContos eróticos oi meu nome é Hugo tenho 42 anos e minha esposa se chama patrícia Deusa mulata levando pica branca na bucetacontos velho tarado por bucetascontos de coroa com novinhoConto erotico sou negro motorista do onibus escolar e tirei o cabaço do viadinho novinhoconto erotico padrinhomulher dando o cu para o Rexcontos seios mamadas coroasbunda grandíssima gay e travesti.momentos novo punhetaconto erótico de padrasto tiraConto erotico cu jeova casadaConto d esposa magrinha e safadinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos a filhinha de fii dando p i papaienrabada pelo meu filho especialcontos de rabudascontoseroticosviolentadacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntas analporno home gozando forddeprovoquei o velho e fui fudidacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto erotico casada trai com cunhado ocontos eroticos dando o cu para manter o empregoassistir vídeo de pornô a tia chega a pesar em casa jogar e o sobrinho da mãe com ela e transa com elacontos eróticos cara do pau gigantescoproposta indecente de colega porno de trabalho a casadasou uma putinha gostosa da familiacontos eroticcos minha esposa me traiu com meu paiconto forcada a foder com animaisComi minhas afilhadas parte 2contos etoticosmeus patroas adoram chupar a minha bucetapadrastocontoeroticoincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroacontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos chupei um paucontos eroticos filho ver mae de calcinha incestocasada funk relatos eroticoscontos eróticos;abusaram dd mim na festa da faculdadecontos erotico com primaassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casapai me comeputinha do titoGozei dentro da gorda dopada de vestido contocontos eroticos de choronasvagina que contrai o penisDei pro amigo do meu namorado 18 anos contos eróticospapai me come porfavor contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto surpreendi meu maridocontos eroticos exibi minha mulherver contos porno anal no onibos de escurcaochupou pau de flanelinha dentro do carrocontos de sexo amiga engravida