Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA ESPOSA, INVERSÃO DE PAPÉIS E UM TRAVESTI

Eu e minha mulher somos muito liberais e criativos entre quatro paredes, não temos segredos e compartilhamos inúmeras fantasias, posso dizer, que não temos limites e damos vazão a todos nossos desejos, por mais bizarros que sejam.



Eu tenho 44 e ela 42 anos com corpinho que muita mulher de 20 anos não tem, estamos juntos a quase 3 anos e desde que nos conhecemos nossa vida sexual melhora a cada dia, somos insaciáveis e sempre buscamos mais e mais sensações e prazeres, ela é uma verdadeira puta na cama, é a mulher que sempre sonhei ter a meu lado.



Muito bem, um ano apás nos conhecermos, já cansados do sexo total do dia a dia, juntos descobrimos a prática da inversão de papéis, para quem não sabe, é a prática sexual onde a mulher assume o papel de homem, passando a penetrá-lo, como uma putinha, ela passa a ser ativa e ele passivo. Foi uma grata descoberta, ela ao penetrar-me com um dos vários consolos e cintas que temos, sente-se um verdadeiro macho, e sempre goza quando está me fodendo e eu descobri como é gostoso dar o cuzinho, uma sensação que sá sabe como é prazerosa, quem já provou, é simplesmente viciante.



Desde que descobrimos a prática da inversão de papéis, fazemos acontecer na maioria de nossas transas que chegam a durar a madrugada enquanto fodiamos, ela me dizia que eu deveria experimentar um pau de verdade, quente latejante no cú.



Eu sempre manifestei vontade, porém, por não ter atração e tesão por homens, ela sempre respeitou e não insistiu, no entanto numa de nossas fodas, enquanto ela me comia o cú, cogitou que poderiamos foder um travesti, que era uma “mulher” com um pau e serviria aos dois, a idéia me encantou e passamos a fantasiar a possibilidade.



Apesar da fantasia, nunca tinhamos fodido com uma terceira pessoa, e ainda nos assustava a possibilidade de contrairmos doenças, mas tomamos decisão que iriamos foder com um travesti e ponto final.



No início de setembro, durante o decorrer da semana, ficamos trocando e-mails com muita putaria e disse a ela que queria servi-lá, como bem entendesse, que faria tudo que ela determinasse. Quando chegou na sexta feira, ela de forma direta escreveu, determinando que queria me ver sendo fodido e ela também ser fodida por um travesti. Meu coração foi a mil e não via a hora do sábado chegar.



O tão esperado sábado chegou, dispensamos as crianças, e ficamos com a casa sá para nás, compramos vinhos, incenso e petiscos e na cama bebendo, enquanto trocavamos carícias, falavamos a respeito do travesti.



Apás algumas taças de vinho, ela colocou um vestidinho de malha fina, sem nada por baixo, pegamos o carro e nos dirigimos até a avenida Indianápolis, aqui em São Paulo, em busca de nossa boneca perfeita, no caminho discutiamos como “ela” deveria ser, eu sugeri que deveria ter um pau grande, pois como o meu é de médio a pequeno, 19 cm, gostaria de vê-la sendo fodida por uma rola grande, ela indagou se eu aguentaria e eu respondi que sim, pois ela já haviamme fodido com consolos grandes.



E nossa seleção começou, rodamos por mais de 1 hora, até avistarmos uma boneca de 1,60, uns 55 kg, cabelos negros, rosto delicado e muito feminina, enfim, uma princesinha.



Encostamos o carro e ela sentada do lado direito, chamou e boneca e perguntou o nome e se fazia programa com casal, e ela delicadamente respondeu que sim e que adorava trepar com casais, debruçada no vidro enquanto conversavamos, a boneca, colocou a mão dentro do carro e por baixo do vestido de minha mulher e disse, nossa que bucetinha depilada macia e molhada, e ela delirando de tesão, perguntou ao travesti sobre seu dote, o travesti por sua vez, levantou a saia afastou a calcinha e mostrou sua rola, era um pau maravilhoso, cons uns 19 cm, porém grosso e com uma cabeça grande o rosada que mais parecia uma maçã, fomos ao delírio e pedimos que entrasse no carro, nos dirigimos até nossa casa.



Tão logo chegamos, fomos para a cama como cães no cio, abrimos um vinho e começamos as carícias, minha esposa passou a beijar Melissa e aos poucos a despiu, libertando aquele pau maravilhoso, ela tb ficou toda nua e pediu que eu me despisse, em seguida ela tomou aquele caralho na mão, meus olhos brilhavam vendo aquela cena, e passou a chupá-lo, ficou rijo como Madeira.



Na squência ela me disse, amor segura esse pau e sente como é gostoso, e peguei pela primeira vez num pinto que não era o meu e muito maior, aquilo foi maravilhoso, como era quente, cheio de veias, ai ela mandou que eu chupasse e eu sem pestanejar, cai de boca, mamando naquele pau como se fosse o último do mundo, que tesão que foi, em seguida ela passou a chupá-lo também, disputando-o comigo com sua boquinha.



Com o travesti ainda deitado, ela colocou uma camisinha no pau dele e sentou em cima, a visão daquela cabeçorra arrobando sua buceta foi um delírio, equanto ela cavalgava no travesti, eu lambia o saco dele que era grande e balançava muito, depois e trocou de posição e pediu para eu foder o cú dela enquanto a boneca fodia sua buceta, ela delirou com dupla penetração e eu sentindo o pau do travesti junto com o meu, na parede do reto dela.



Em seguida ela mandou que eu ficasse de quatro, posicionou o travesti atrás de mim e pegando na pica dele, começou a pincelar meu cú, passou lubricante e aos poucos foi me enterrando aquela cabeçorra, doia, mas o prazer era maior, indescritível, depois que o pau entrou todo, ela passou a me beijar na boca sussurando, vai minha putinha rebolha pro seu macho, o tesão dela era tão grande que sua secreção vaginal, escorria pela perna.



Depois de muito me foder, senti que o pau da boneca começou a inchar e latejar, quando senti os espasmos e a camisinha enchendo de porra, minha mulher ao me ver gozar já com um consolo grande enterrado na buceta, também chegou a climax, gozando como nunca, eu gozei com aquee cacete enterrado no meu cú. Foi uma madrugada maravilhosa e amamos aquela boneca cujo nome era Melissa.



Este conto é real e não uma criação, esperamos que tenham gostado, agora estamos buscando uma mulher, uma amiga de verdade uma “namoradinha” para nás, para compartilhar todas a fantasias acima relatadas e outras que juntos venhamos a descobrir, ela é bi iniciante, mas decidida, caso alguma leitora de São Paulo e região, ou que esteja de passagem pela cidade e tenha interesse, nos escreva, temos fotos do corpo e seremos francos e objetivos, nosso e-mail: [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comtos mae fodida pelo filho e sobrinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetransei com meu melhor amigo contos me chamo saraconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primaPica de jumento com veiascache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php dei o cu quando eu era pequeno contosdespedida de solteira com noiva pegando no pau dos stripsenfiando a escova de lavar banheira todina na buvetaver história de putaria entre famíliacontos eroticos q bocA e essa desse baianocontos erótico buceta pequenasvidios novinhas dos mamilps diros pontudosconto minha noraTransei Com Minha Primacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadaconto erotico eu meu cunhado r minha simconto gay cdzinha puta dos homenscontos crente casada vira p*** DVDcontos tirar leite eróticosclube dos cornos contos eróticosconto mulher casada rabuda dei pedreirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentebobadinho condo o priminho gaycontos eroticos da infância incestocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto gay lycravô arrobando o neto contocontos eroticos tia que foi para a fazendo e sobrinhocontos metendo na tiaconto trocando as filhasConto de vadia de quatro no bar metendo com muitos machoscontos eróticos com mulher deficientemoça vai a fazenda trepar com capataz bem dotadorelatos arrombei a amiga da minha irmacontos eroticos cadeiave porno com viadinho reganhado escorreno porraIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaVelho picudo.conto eroticocontoscontos eroticos que saudade da lingua dela na minha ba minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos paus gigantesler conto pornô de i****** ajudando minha filhaconto erotico minha prima que considero irmãcontos de sexo entre conhados gayBusca por contos de esposa reais, que vai para balada e deixa o marido transtornado quando ela demora no banheiro e pega ela transando no estacionamentopequenina conto eroticocontos xoxota peluda da minha maeecontrei um pirocafui criado para ser gay Contoscontos eroticos no terreno com a donaconto erotico fraldario do mercadoconto minha tia me chamou no banhocontos eróticos coroas lindascontos eroticos com vovôsokinawa ufa gay contos titiodelirei com a pica entrando no meu cuzinhocontos de esposa arrombada dormindoler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gayconto erotco mendigomeu vizinho fica me olhando de shortcontos eróticos irmãos paicontoseroticosnamoradavirgemfilh mamando contos eroticoschantagem com irma contoscontos gay favelacontos metendo na tiacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos erotico ensinando o meninodeixei temperei site logo vou chegar no DPcontos eroticos enteadacontos eroticos com fotos de mulheres com pelos loiros no corpocontos eróticos teen apostaeu e minha cunhada apos a festa conto erotico