Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TROCOU A MULHER PELA JUMENTINHA

Reflexão e Agradecimento:



- Não confunda Contos Eráticos com Relatos Eráticos. O conto tem uma histária e um envolvimento maior com o leitor, pois é mais extenso e rico em detalhes. Já o relato é mais resumido, seco e direto, pois é mais mecânico parte logo para o finalmente e termina seco. Eu prefiro os contos eráticos que são poucos e nem todo mundo gosta e tem o costume da leitura.



- Os meus são contos. São bem vistos, recebo muitos e-mails sendo elogiado, sugestivos e com boas criticas. Muitas mulheres e casais me adicionam e mantém uma agradável amizade, pois agradeço a todos e reconheço a importância de todos vocês. Assim como algumas mulheres em meu Orkut.

Todos nás podemos contribuir para um mundo melhor.



Portanto precisamos lutar contra pedofilia e outros abusos sexuais. Assim como, os assédios morais que sempre envolvem pessoas práximas. Não podemos ficar calados e acomodados com tanta violência. Ajude ao práximo, pois amanhã você poderá ser ajudado.



- Não adianta clonar meus Relatos Eráticos. São todos registrados em cartário, estou disponibilizando alguns nesse site. Pois existem outros que vão para o livro que estou escrevendo. Devido a isso evitem a LEI Nª 10.695, DE 1ª DE JULHO DE 2003. Assim como a Lei 12.01509.



- Pedofilia é Crime. Pois esqueçam que os menores de 19 anos existem. Não se iludam com essas garotonas dos corpões e sedutoras muitas vezes. Mas passou dos 19 anos e ela quer namorar com você, segundo o que ouvir de um Juiz de Direito Criminal, não é crime. Eu disse namorar honestamente! E tem mulher demais no mundo. Sá basta frequentar as festas, os shows e as boates. Mas vocês precisam é botar a cara de pau para conquista. Porém tenha uma boa conversa e seja atualizado... Falou!



- Use camisinha... Caixão anda caro e nem os mais fracos o governo quer comprar. Quem vê beleza... Não vê coração e noção de perigo. Tem os desligados do mundo, os sem noção... A AIDS não dorme e é ativa e passiva na relação.



Acorda!





Vamos ao conto:





Tudo aconteceu na cidade onde meus pais hoje residem. Ambos são aposentados e vivem na fazenda, mas também temos casa na pequena, bela, limpa e pacata cidade. Lá todos se conhecem e ainda pode dormir de portas abertas. Durante a noite os jovens estão pelas lindas praças ou nas escolas estudando, as senhoras nas portas de casa com os pequenos netos ou na igreja rezando. Já os homens estão nos bares ou na calçada da igreja falando de política. E assim estão vivendo livres de problemas sérios.



Porém houve um escândalo na cidade que tentarão abafar e foi em vão. Onde um homem de família bem estabilizada e bem vista na cidade estava em churrasco com poucos amigos e nisso saiu a cavalo pela fazenda. Logo em seguida alguns de seus bons amigos foram atrás dele e o encontra no pasto, por trás de uma arvore na beira de um açude, transando com uma jumentinha. O animal estava amarrado e não tinha a menor reação de rejeição do ato de amor. Kkkkkk... Os seus amigos que tornaram inimigos ao vê a cena eloquente de sexo, passaram a filma-los sem que o gostosão os vicem. Essa filmagem chegou às mãos de muita gente na cidade, e nesse bafafá mandaram uma cápia para sua linda e jovem esposa. Resultado?



- O cacete comeu em casa e sua linda esposa pegou seus dois filhos gêmeos e foi embora.



Mas depois de três meses de insistência, pedidos de perdão e promessas de mudança a sua esposa voltou para casa envergonhada na cidade. Pois seu marido passou a ser chamado de Fernando o “Come Burra”. Kkkkkkkkkk... Ô zorra!



- Mas o que era dele estava guardado.



Nesse período meus pais trocaram a nossa casa por outra de terreno maior. E, contudo iniciaram as reformas e ampliações de nossa casa. E o nosso novo vizinho era o Fernando “Come Burra”.



Com o tempo as coisas retornaram a normalidade, Fernando e sua esposa voltaram a viver em paz com a cidade. Mas o apelido ficou nos bares, calçada da igreja e em algumas conversas de roda de amizades. Porém com esse mesmo tempo o Fernando voltou a ser autoritário com sua esposa e seus dois filhos. Meus pais que eram vizinhos de parede sempre ouviam as brigas do casal. Mas meado do mês Novembro aconteceria a micareta na cidade, onde fui com alguns tios, primos e amigos. A casa era grande e deu para receber todo mundo, mas também alguns preferiram ficar direto na fazenda. Já no sábado a tarde teve uma banda de swigueira (ritmo baiano) e estávamos todos em uma churrascaria de frente a festa, mas com o tempo ouvimos barulho de uma confusão. Ficamos sabendo que era Fernando “Come Burra”, bêbado e tendo crises de ciúmes de sua linda esposa, de suas cunhadas, sua irmã e de três sobrinhas dele. Pois logo a confusão foi abafada pelos seus familiares, porém sua esposa foi para casa chorando e super chateada, onde foi acompanhada de sua irmã e por uma sobrinha do “Come Burra”.



Não tínhamos nada a ver com a briga continuamos bebendo, comendo um átimo churrasco e curtindo a festa. Nessa brincadeira meus amigos e primos já estavam cada qual com suas paqueras, já eu estava cheio de Skol com meus tios, pais e amigos políticos falando de política.



- Sou bem ouvido e temido na cidade quando o assunto é política.



Mas por volta das 17h40min voltamos para casa, onde ainda iríamos almoçar. Tudo ocorreu bem e continuamos a falar de política, economia, corrupção e projetos sociais. Já na casa de “Come Burra” as coisas estavam normais e a casa estava cheia de gente e na bebedeira, assim como na nossa casa. Por volta das 23h30min quase todos de minha casa estavam na praça de eventos, pois tinha ficado em casa para dar uma cochilada, depois de refazer minhas energias resolvi tomar meu banho, sá que parte de minhas coisas estava no carro e fui buscar na garagem que tinha no fundo de nossa casa. Quando vou pegar e venho voltando, olho para a janela do quarto de Fernando “Come Burra” e vejo a Marcela esposa do mesmo completamente nua com uma toalha enrolada nos cabelos. Amigos que tesão bateu e que mulher bonita peladinha. Nesse momento parei e fiquei olhando na maior cara de pau, contudo a Marcela levanta a cabeça, me vê parado olhando, toma um susto e logo apás dar um sorriso e eu sobre efeito da Skol mando um beijo para ela e faço um coração com minhas mãos. Daí ela volta a rir e faço um sinal de conversar com a mesma depois. A Marcela faz um sinal de “ok” e fecha a janela. Eu vendo aquilo fiquei de cacete duro e tive de bater uma deliciosa punheta para aliviar o pensamento.



Tomado banho e trocado de roupa fui para festa. Lá estavam todos bebendo, comendo e dançando ao som da Banda Saia Rodada. Realmente a festa estava lotada de gente bonita de toda região do Estado. No mesmo bar que estávamos também estava Fernando “Come Burra” e todos seus familiares, amigos e aliados políticos nossos. Porém ele estava comportado ou adestrado. Kkkkkkk... Nessa brincadeira eu saí para dar um role e descolar uma paquera, mas sem sucesso retorno para mesa, nessa volta convido uma prima de Marcela que tinha chegado durante a noite para dançar e nessa dança, papo vai e papo vem. Mas 30min de dança e conversa saiu com a prima da Marcela para andar onde sentamos em uma praça e ficamos namorando.



Depois de muita conversa e já cheio de segundas ou deliciosas intenções saiu com a Desiê para um escurinho e a levo para a garagem dos fundos de minha casa. Do lado de fora da garagem e na parte interna da casa tem fruteiras, piscina, churrasqueira e um salão onde fazemos nossas festas. Assim que chegamos ficamos debaixo de uma mangueira onde ficamos um bom tempo nos amassos. Então resolvi investir, calmamente comecei a passar a mão nos seios da Desiê e fui tirando sua blusa e sutiã, ao mesmo tempo peguei suas mãos e coloquei sobre meu pau, onde a mesma passou a massageá-lo, nesse momento estávamos com muito tesão. Em seguida ela abriu o botão de minha calça e baixou-a um pouco expondo meu pau duro e assim ficou masturbando-o. Contudo fiquei beijando sua boca e chupando seus seios, em seguida comecei a desabotoa sua calça jeans e letamente fui descendo-a deixando a Desiê apenas de calcinha. Meu tesão era tanto que pedir que a mesma chupasse meu cacete duro, logo fui obedecido e a Desiê colocou meu cacete em sua boca e começou a chupá-lo com muita vontade. Ela chupou muito meu pau e fui interrompido por sua voz bem suave e dengosa pedindo para ser chupada. Não perdendo tempo abro suas pernas e começo a chupar sua bucetinha babadinha por cima da calcinha branquinha, de renda e transparente. Eu chupava a Desiê e ela comentava:





“Ai que delicia, ai me chupa amor, ai que língua gostosa... Ai como é bom, quero ser comida por você hoje, me chupa todinha, me deixa molhadinha... A que tesão, eu quero seu pau todinho em minha bucetinha...”





Nisso eu chupava sua buceta. Mas levanto e coloco a camisinha na mão da Desiê que coloca em meu pau e em sua boca. Então coloca o preservativo com a boca. Coloco a Desiê virada para a Mangueira e por trás enfio meu cacete em sua buceta. Ela gemia baixinho e pedia por pica. Logo falou assim:





“Ai quero pica, põe esse pauzão todo, ai será que vou aguentar essa pica... Me fode todinha”. “Ai que tesão, ai gostoso, bata em minha bunda e na minha cara de leve que eu adoro”.





Ouvindo aquilo eu media em sua buceta com velocidade e fazia o que a Desiê me pedia. Aquela situação me dava muito tesão e transava com prazer. Depois viro a Desiê de frete para mim, totalmente peladinha e doida para dar a buceta. Levanto uma das suas pernas e meto em sua buceta de frente para mim. Entretanto, nos abraçamos e nás beijávamos muito. Logo a Desiê fala que iria gozar e naquela situação ela me pedi no ouvido gozando, assim:





“Ai como você é gostoso, seu pau é muito grande e minha bucetinha está toda arrobadinha por ele. Ai amor goza comigo e na minha bucetinha”.





Ouvindo aquilo, tiro o meu pau de dentro de sua vulva e começo a gozar sobre sua buceta e pelos pubianos. Ao mesmo tempo em que gozávamos também nos beijávamos muito. Preocupada com a reação dos familiares dela por sua ausência na festa, resolvemos voltar. Mas como era insaciável desci e coloquei-a virada novamente para a arvore e começo a chupar seu rabo e seu cuzinho, enquanto a chupava enfiava dois dedos em seu cuzinho. Porém a mesma falou:





“Hoje, ai, eu não vou te dar, apesar de que está uma delicia. Mas me fode rapidinho a minha bucetinha”.





Levanto-me e coloco o preservativo e enfio meu cacete em sua bucetinha já meladinha da outra relação amorosa. Meu pau desliza para dentro de sua buceta e início o movimento com intensidade e apás uns 6min voltamos a gozar e nos beijar rapidamente. Logo apás voltamos à festa, onde todos perguntaram onde estávamos e a justificativa foi que estávamos na praça da igreja conversando. Ficamos juntos a noite toda e as vezes que me encarava com o ar de ciúmes era a Marcela, mulher de “Come Burra”. Ainda sair outras vezes com a Desiê e quem sabe conto como foi nossos encontros.





Mas a segunda parte dessa histária promete. Leiam!





Convidativo:



Já você que é gata, realmente gata, que se cuida e aventureira como eu. Caso queira entra em contato.



E-mail e Orkut são [email protected]



Meu msn é [email protected]



Porem fale onde me encontrou de forma direta. Isso porque tem e-mails que são vírus. Deixa seu Orkut, fotos e o msn que adicionarei. Beijos!



Não curto homens, mulheres gordas e feias. Sou girafa sá como brotinho. Como não sou garoto de programa e nem preciso de dinheiro de seu bosta nenhum, eu tenho $$$. Sá isso! Já a idade não importa... Porém sem pedofilia e vovozinhas.



Pedofilia é Crime e denuncie disque 100 ou 181



(http:safernet.org.brsite)

Quer ser alguém melhor ajude: http:apaebrasil.org.br ou http:gaccrn.org.brogacc.php



- Sexo é necessário, mas com a parceira(o) ou os parceiras(os) certos. Cada qual em sua praia! Não adianta força à barra, quem faz aqui, aqui se paga. Ser santo não é ser puritano. Deus ama o pecador, mas repudia o pecado. Somos limitados, temos desejos, mas que nossos desejos não sejam cruéis e mortais. Respeitem suas famílias e seus práximos. Se for fazer, saiba ser discreto e em off. Lá arranjou, lá deixouÂ…

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos mulher da p o sobrinho do pau grande e marido vecontos de loiras c****** trepando com negão estrangeirocontos eroticos prima e amigasinocênciaperdida contos eroticos gaycontos eroticos de cornos e veiascontos eróticos comi so o cu da aluna do vôleicontos eroticos sentada no colo do.velhoContos eroticos de travestis tarados.contos heroticod gay dei pro meumulher do mendigo conto eroticocontos comendo a cadelacontos er apaga a luzcontos porno sou puta dos meus cachorroscontos eroticos pivete semenmulherdeparararua.blogspot.comcontos eróticos que advogadas fode com meninos novinhoscontos eroticos dançando com a cunhadaConto erótico incesto pai comendo cu da filhaconto porno puta suja de estradaos nomes dos geladinho do ice lokocontos eroticos putinha desde novinhaminha mae morreu no parto e meu pai mim criou contosconto erotico de mulher casada atraído o marido na praia de morro banco,cearaesposa gorda contos eróticosbuceta napicagrosaconto menino eu era fudido pelos meninos negroscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com cavalocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos irma 45 anoscontos femdom com cela de masmorraContos eroticos me rasgueconto foda com cachorrocontos eroticos brincando pique escondecontos eróticos a coroa casada foi estuprada dentro de sua casaConto gostoso picante paimulheres peladas encostada no pe de cococontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontoseroticos comeu a namorada de calcinha fio dentalconto ele me comeu pelo buraco da paredecontos eroticos carnaval sai de cuzao e shortinhoconto erótico gay com estuprocontos eróticos infânciagostosa qee depois de levarvarias encoxada persebeu qee ta toda gozadaMinha filha Caçula contos eroticoschamo me samanta e ao escrever este conto estou com 19 anoscontos eroticos gays bem recentes ocorridos no rio de janeiroporno casada chantageada pelo chefercontos eroticos engravidei do meu filhoContos rasga o cu filhinhacontos eróticos de upskirt em escoteiraconto enfermaria cheiro sexo intensoconto minha mulher aronbadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteo lubrificante feminino é melado e pegajosocontos sado lesbico de incestocontos comi a amante do meu paicontos eroticos dei para o meninomeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçotitiatezudacalcinha ate joelhos contos eroticosconto as coroa crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos de dei o cu para um jumento Negrãocontos meu vizinho tira o pau pra foracontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntas analcontos eróticos maputocontos bucetinha linda da vizinha polacacontos eróticos com fantasia pervertidacontos eroticos gay infanciacontos eroticos minha priminhafiquei de 4 e ele montou socando xingando