Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI A BUNDA PARA OS PEDREIROS.



Meu nome é Marcos. Tenho 30 anos hoje, sou moreno bem clarinho, 1,70 cabelos pretos, e 70 kilos.



Eu vou contar algo que aconteceu comigo quando tinha meus 19 anos . Meu pai era mestre de obras e tinha pedido para uns pedreiros que erm amigos dele fazerem uma reforma em nossa casa.



Até aí, tudo bem . Meu pai combinou com eles e no domingo de folga eles vieram fazer o trabalho em casa.



Minha casa é um sobrado caido para os fundos, descendo escada da garagem chega a um salão onde fica tambem uma cozinha e um quartinho e um banheiro.



Eu acordei nesse dia e desci para o quintal pela parte de trás da casa porcurando por bola que eu tinha, para poder jogar com meus amigos.



Enquanto procurva vi que os pedreiros trabalhando na garagem, e alguma vez desciam até o salão para pegar alguma coisa.



Vieram trê pedreiros . Um deles era um senhor de mais ou menos 50 anos, outro deveria ter uns 35 e o mais jovem tinha uns 19 anos, um moreno bem queimado do sol e bem forte.



Quando esse moreno me viu, me comprimentou e ficou me olhando. Eu logo o comprimentei mas não achei nada estranho na hora.



Continuei procurando por minha bola, até que uma hora me abaixei e fiquei de quatro pra ver se ela estava debaixo de uma escada que fica nos fundo.



De repente, olho para trás e vejo aquel moreno me olhando, melhor olhando para minha bunda.



Eu estava usando uma calça de abrigo de escola e dava pra ver bem minha bunda.



Ele viu que eu o peguei olhando e nen ligou, continuo encarando minha bunda e ainda coçou o pau pra eu ver.



Me levantei na hora e não falei nada.



Na verdade aquilo me chamo atênção e comecei a pensa nisso que ele fez.



Quando me dei por mim fiquei todo excitado com aquilo tudo.



Entrei na cozinha e coloquei meu pau pra fora pois tinha começado a ficar duro. e ao mesmo tempo tinha piscado meu cuzinho naquela hora,....hehehe.



Eu já tinha feito troca troca com um amigo meu da minha rua uns 2 anos antes, mas nem chegou a mete tudo.



Naquela hora me veio uma vontade louca de da a bunda de novomas dá de verdade...hehehe.



Já tinha começado a pensar como ia dá pra aquele cara, mas tinha os outros pedreiros e meu pau já estava durissímo.



E se doesse, o cara era forte, devia ter um pica grande, e agora.E outra coisa tinha que se rapido pois meus pais estavam em casa e tinha os outro pedreiros. fiquei pensando e tive uma idéia louca na hora, vou passa margarina no meu cu e quando o bigode mete vai entra logo e não doe tanto.



Daí dá pra ele bomba forte até goza . nem pensei 2 vezes e corri pra geladeira, peguei a margarina entrei no banheiro e passei bastante no meu cuzinho, enfiando o dedo pra já ir dando uma alargadinha....hehehe.



Agora era vê se o cara era tarado mesmo.



Sá de lembra fico com tesão. Sai pelo qintal e fiquei esperando o cara desce de novo. quando ele desceu, ficou me olhando. Então eu fiz queprocurava algo de novo e me abaixei deixando minha bunda arrebitada, olhei e não é que o bigode olhou de novo, e não tirava os olhos e coçava o saco de novo.



Me levantei e falei com ele. Ele ficou meio sem graça e respondeu.



E falei pra ele: "viu, voc~e pode me ajuda aqui dentro um minuto?".



Ele atendeu e desceu a escada até onde eu estava.







eu disse se podia e ajuda a pegar uma coisa pesada e levar lá pra cima. Ele concordou e disse para o outro pedreiro: "Ô Chicão, eu dá uma força aqui pro filho do Mestre tá bom?". O pedreiro respondeu que tudo bem, e meu cú começou a pisca mais ainda e meu pau fico mais duro . O bigode reparou na minha calça e eu acho que ele percebeu o que eu queria, porque deu uma risada safada pra mim e começou a me encarar e já foi me empurrando pra dentro da cozinha. Ele fecho a porta e já foi pra cima de mim. ´



Eu disse: "Peraí cara, vamo ali no banheiro ".



Ele: "Nada diso vai ser aqui mesmo."



"Mas se meu pai aparece ou o pedreiro, vai estraga tudo, e eu quero dá bastante meu cú"



Tá bom . vamo logo"- disse ele.



Entramos no banheiro, ele fecho a porta, nem tranco de tanto tesão, abaixo a calça e veio em minha direção com aquele puta pintão.



Eu já fui abaixando a calça do abrigo porque ele tinha que goza dentro de mim antes que alguem chegasse.



Ele veio pra trás de mim com o pau já duro e deu uma cuspida no pau. Eu falei que não precisava pois tinha passado margarina no cu. Que dava pra entra tudo.



O bigode fico doido quando falei isso e já foi me pegando pela cintura e direcionado o pau no meu cu.



Senti a cabeça da rola nele na entrada do meu cuzinho e disse : " Aí, Aí, mete cara, mete caramba".



"Võ mete caralho, abre bem as pernas". O bigode enfiuo a rola no meu cu.



E quando viu que escorrego gostoso e que tinha entrado tudo, o filho da puta meteu sem dá.Dava cada bombadana minha bunda que fazia barulho.



Sentia aquela rola na minha bunda enquanto eu batia uma punheta. Que puta tesão.



"Abre mais essa bunda porra que eu quero te come, caralho". ele falava.



" Me come, porra. Me come, caralho. Mete cara, come minha bunda', eu falava .



Ele me comia que nem um doido, que até fazia barulho quando ele batia com as coxas na minha bunda. De repente do nada, entra o outro pedreiro, era o senhor de 50 anos, e vê eu com as mãos me apoiando na privada de bunda pra cima, e o ajudante dele, mandando ver na minha bunda. Na hora gelei. o moreno parou de mete, mas não tirou o pau da minha bunda e olhou pro pedreiro.



Ele tinha ido dá uma mijada, e foi entrando no banheiro já abaixando as calças. Pensei que o bigode ia fala pro meu pai, mas não.



Ele não me disse nada, sá me olhou com cara de safado e foi chegando por trás de mim e falou pro ajudante dexa ele um pouco.



O ajudante tirou aquela pica da minha bunda e o pedreiro já foi me encochando e metendo sem dá na minha bunda. Gelei e ao mesmo tempo fiquei com o maior tesão. Ele dexou de mija pra me come.



Ele começo a mete e perguntou se tava gostoso, e eu disse que sim.



"Mete mais forte, mete tudo ", eu falava .



O tiozinhogostou que eu falei isso e meteu com mais força. fazia muito barulho.



Sentia muito calor, aqueles dois me comendo.O ajudante sá na punheta esperando sua vez de novo.



Eu falei;" Goza na minha bunda."



"Eu vo dá minha mijada primeiro". falou aquele puto dando uma risada.Ele deu uma parada e fico eperando com seu pau na minha bunda e deu aquela mijada no meu cu. depois tirou a rola da minha bunda escorreu seu mijo nas minhas pernas. O ajudante nem quiz saber ja´foi metendo de novo.



Eu não aguentei de tanto tesão e gozei muito nessa hora. Ele disse que era eu espera agora queria goza tambem.



" Tá cara, come minha bunda caralho, goza lá dentro hein, porra "falei pra ele.



Ele metia com vontade.



O pedreiro falo que queria goza tambem, eu fiz que tudo bem, mas falei pra ele fica olhando se não vinha ninguen .



ela fico olhando se ninguem descia a escada e o ajudante me fudia pra caralho.



Meteu, meteu, meteu, aí falô que ia goza meteu comais força e gozou muito dentro do meu cu. Senti meu cu cheinho de porra. Que tesão! Comecei a bate outra punheta.



ele mal tiro o pinto do meu cú e o tiozinho já foi me enrrabando com o pau já todo duro, no meu cu cheio de porra.



Nen quiz saber e já meteu forte.



Eu batia uma punheta já doido de tesão.



"Mete caralho, mete essa rola caralho", eu falva . E o tiozinho metia sem dá.



Já tava quase gozando de novo e o véio gozou na minha bunda.



Eu falava que ia goza de novo, então, ele disse que dexa o pau no meu cu até eu goza.



Fiquei doido e gozei pra caralho de novo. Puta que o pariu . Dei a bunda gostoso aquele dia.



Ai o pedreiro levantou a calça e saiu e chamo o ajudante.



Eu já ia levanto minha calça de abrigo. o ajudante foi por tras de mim de novo e já foi colocando a rola no minha bunda .



"Ô cara, chega né, você já me comeu bastante"



"Não, quero te come mais caralho."



"E o pedreiro"



"Ele espera, vo goza rapido"



"Então, vai caralho mete rapido, mas espera aí, dexa por mais um pouco de margarina. Tá ardendo pra caralho meu cu"



E o ajundante me comeu de novo e não que o cara tinha mais porra. Gozou de novo . Tava com o cu cheio de porra daqueles filhos da puta....hehehe.



ele saiu, eu fui pro quarto e fiquei passando a mão na minha bunda e vendo quanta porra eles tinham me enchido. Sá de lembra disso tô batendo uma punheta. Caralho . Que vontade de dá bunda.



Espero que tenham gostado.



Se quiserem fala alguma sacanagem pra eu goza .





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha prima malcriada contobucetinha virgem bem pequenininho viscosaContos dei para meu filho roludocontos flagrei minha irmã e seu filhoconto eroticos.chupContos eroticos comi meu primo na frente da minha tiahistoria erotica de tio taradaopunheta com amigo infanciaContos eroticos meninas x gorilascontos de corno acampandoContos eroticos esposa 60 anosminha mulher deixou a calcinha suja de porra no banheiro contos eroticoshoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmcontos eróticos estupradafudendo cavala durante assaltocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiafilhada carente contoconto virei cdzinhanamoradalesbicaContos erotic minha mulher me amarrava e tortura comen amiga minha muherusando uma calcinha pequena e morrendo de tesaicontos eróticos novinha bundudamacho subjugado a chupar buceaConto minha filha dorminda so de fio dentalhistorias de sexo de mulheres casadas que gosta de ver o marido emrrabadocontos porno velhos e meninasesposa surpreende marido com casal para fazerem swingComi uma velha deficiente contoscontos mamae e filharelatos hetero casado que deu o cuConto erótico pausudo capixabaconto erótico sou casada flagrei um menino batendo punhetaChupando o peito da priminha gostosa:*contos euroticos porno tia luciacontos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gayscontos picante eu dando o cu pro meu tio gayscontos eróticos aninhosDeixando a novinha laceadaconto erótico duas bucetas brigando mel esfregar tesouraesposa grupal com 18 aninhos contostomou viagra e meteu na esposacontos eroticos arrombando a gordacontos gravidacontos com fotos tia e sobrinho baixinho realmeu primo e minha amiga contos eróticoseu sei que ele quer um pau, contoscontos sexuais de jessica no carroarmei para comer minha vizinha contos eróticoscontos casada traindo maridocomo virei escravinha gayfilhinha tezudinha contosTrepando gostoso na xana conto eroticovi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticosconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadomasagista se marturbando no meio do espediente porcontos eroticos de vendas passei gelo no corpo delemeu grelo est louco de tesaoFodendo com mamae bunduda contoscontos eroticos incesto na infanciabati muita punheta depois de casada. conto de mulher casadaconto erotico sou uma mulher casada adoro ver filme porno ver cavalo comendo mulhervelha peituda cheia de celulites contocontos eroticos de marido melher cunhadinha e a primaconto "cacete na boca" casadaVelho picudo.conto eroticocomvidando e comendo amiga de sua mãeconto de como come meu maridocontos eroticos com mendingoscontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eróticos dei o troco na minha mulherhistorias eroticas das peitudascontos eroticos de casada no hospitalcontos gays gemeos