Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA FILHA E UM AMIGO.

Bem, o que aconteceu comigo foi incrível e jamais vou esquecer. Até hoje eu me masturbo quando penso na cena. Certa vez, quando sai com um amigo, minha filha quis ir junto. Fomos para um bar da cidade e tomamos muita cerveja. O papo estava bom, mas quando foi a hora de vir para casa, meu amigo permaneceu mais um pouco. Ficou no quarto assistindo TV. Eu fui tomar banho e minha filha ficou na cozinha preparando algo para comermos. Quando voltei a comida já estava pronta e minha filha entrou no quarto para trocar de roupa. Como já estamos acostumados a fazer isso na frente do outro, pois morávamos sá, eu e ela, não teve problema algum, mas meu amigo ficou apreensivo, pois não estava acostumado com aquilo. Em um momento de loucura, eu não via minha filha como tal e sim como mulher. Fiquei olhando para os seios dela: braquinhos e bem durinhos. Meu pau ficou latejando. Ela percebeu, e ainda sobre o efeito do álcool trocamos umas palavras de sacanagem; ela dizia que eu tinha um bundão e então, como se estivéssemos brincando aproveitei e passei a mão na bunda dela, dando uma senhora pegada e ela revidou. Sem aguentar a pressão do momento, eu a agarrei e dei um beijo e ela nem fugiu, correspondeu e a essas alturas o meu amigo estava doido com a cena. Eu a peguei, virei de costas para mim e comecei a acariciar os seios dela roçando o meu pau na bundinha branca dela e ele arrebitava mais. Deitei parte do corpo dela na cama e comecei a chupar a bucetinha dela, dando umas lambidinhas no cuzinho dela. Sem ter medo, ela olhou para o meu amigo e começou a acariciá-lo também e ele correspondeu com um suspiro e sem acreditar naquilo. Então ela abriu o zíper da calça dele e começou a chupá-lo com vontade. Aquilo me deixou doido também, pois era a minha filha que estava na putaria conosco naquele momento. Passei a cabecinha do meu pau na buceta dela dando pinceladas de leve para cima e para baixo. O caralho já estava todo melado do suquinho que descia da xaninha dela. Passei de leve a mão na costa dela e aplumei, segurei na cinturinha dela e mirei no buceta e enfiei bem gostoso e ela gemia demais dizendo para eu parar porque não era certo. Neste momento bateu o arrependimento nela e em mim também, mas já era tarde, meu pau estava dentro e eu não queria tirar; ela também não se afastou e continuou a mexer pare frente e pra trás. Meu amigo deu uma gozada na cara dela e eu permaneci com o meu pau dentro dela. Em um dado momento eu deixei meu pau escorregar em direção ao cuzinho dela. Ela deu um pulo, pois sabia que ali era área de risco e eu sabendo da situação, fui colocando lentamente e ela gemia de prazer. Quando o caralho estava todo dentro, ela se contorcia e gemia bem alto gritando: ai paiziiiiiiinho, mete bem gostoso esse caraaaalho!!!! E eu dava cada estocada forte até que não aguentei mais de tanto prazer e gozei no cu dela, mas continuei com o pau dentro dela. Fiz caricias em seus seios dizendo que a amava e que queria fazer de novo e ela disse que sim, tudo bem... Depois que isso aconteceu, demos um tempo e logo o meu amigo foi embora. Minha filha permaneceu no quarto deitada enquanto eu me despedia do nosso amigo. Quando retornei ela estava sonolenta. Estava toda arreganhada. Não resisti e parti pra cima. Lentamente acariciei a xaninha dela, fiz massagem de leve para deixar lubrificada novamente e então eu comecei a chupa a buceta dela. Ela se contorcia e dizia que não, mas também não fugia. O efeito álcool com certeza já havia passado, mas o tezão não. Eu coloquei o meu pau para fora do short e comecei a esfregar no clitáris dela e ela abriu mais as pernas; aquilo foi o sinal para eu meter. Meio arrependido, eu meti. Enfiava com gosto e pensando comigo mesmo: caraaaalho! Não acredito que estou comendo a minha filha!!!! Não parei, continuei até que veio a vontade de gozar. Parei um pouco e meti lentamente, pois eu estava indeciso se gozava dentro ou não, pois não queria engravidar a minha prápria filha e num ato inesperado, ela me puxa pra cima dizendo para eu não parar. Eu não aguentei, dei mais algumas estocadas e gozei tudo dentro dela, e mesmo eu querendo sair, ela me segurou e disse que queria mais e que eu teria que fazer aquilo todos os dias. No dia seguinte, eu levantei e ela permaneceu na cama com a beira da bundinha aparecendo e eu dei um beijinho de leve, ela abriu os olhos e ficou me olhando, deu um sorriso gostoso e disse que me amava. Meu amigo nunca me questionou por isso, continua nos visitando quando dá. A minha filha ainda mora comigo, tem namorado, mas deixou bem claro para mim que sou o seu amante de todos os dias. Dormimos juntos na mesma cama e temos uma relação de marido e mulher, claro que somente em casa e no quarto. Espero que tenham gostado do meu conto. Não sou bom contando essas histárias, mas garanto que são reais e que tenho muito para contar. Essa foi apenas uma delas e o começo de tudo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo gay contos me comeu quando eu era pequenocontos ninfeta lesbica fodde casada hererocontos eroticos com fotos de mulheres com pelos loiros no corpoa mulher do meu amigo e muito safada contos eroticosestuprada pelo padrinho contos eroticostreepei na pica de meu avôzinhocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosjhuly cdzinhachaves metemdo pau em ChiquinhaContos eroticos no acampamentowww.contos eroticos assaltantes arrombaram minha esposa.comConto Erótico Real - Casada Infelizvizinho novo contos gayContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiContos eroticos mamae gulosa mamando no pauzao do seus cinco filhos bem dotados em uma orgia em cadacontos gay gozando pela primeira vezlinha grutinha contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos toda puta tem que da o cu na marra sua cadelacontos eroticos dei tanto a bucetinho pro meu cunhado k engravideime fudeu dormindo contosenfiando na bucetavarias coisasfodendo gostosa e esporo contos eróticosconto virei cdzinhaContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelacontos eroticos arrombando a gordacontos gay pai e filhosogra chortinho provocando genro cozinha lavandocdzinhas como tudo começou contosconto erótico me tornei o macho da minha irmãrepercussão de video uma guardete transando na empresa. que trabalhafoi fazer coisa errada e irmao chantageou pra fuder a gostosacontos pagando aposta com um boqueteContos madrasta putacontos de comi o cuzinho da irmã na banheiraconto com irmã casadacontos meu primo novinho foi dormir comigo e eu comi o cu delecontos heroticos - brincando de pique escondecontos eróticos minha amiga jogadora dormiu na minha casacontos: sentei no colo do velhoconro erotico gay meu tio alopradocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos fui fodida pelo meu pai betinhaA chapeleta arronbou minha bucetinha contoscontos eroticos com fotos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualcontos eroticos coroas safadascomo enfiar caralho na conacontos eroticos no condomínio de chácarascontos de lesbianismo que foi iniciada pela tia ao dormir com elacontos eróticos fui visitar a esposa do meu tio Ela tá de babydollcontos eróticos forçada a fuddersexo gay okinawa ufacontos chupei um paucontos eróticos meu primeiro apartamento contos meu filho adora minha bundacomi minha filha pensando que era a minha mulhercontos de sexo so da u cu cagandocomi minha cunhadinha contos eroticosdoeu meu cu entreu a maocontos eroticos mae e filhocontos eróticos preto velhoContos como foi a primeira punhetinhaas molhadinhad mas. gostozas com vidios porno com voz altacomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandeconto erotico minha prima malvadaconto erotico eu e meu pai fundemos minha filhacontos de coroa com novinhocontos eroticos vestido coladoContos eroticos a vizinha feiacontos erotico negro goza na buceta da noiva para o cornoContos eroticos de solteiras rabudaswww.xvideos zoofilia.con.br corno ispia