Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ELETRICISTA QUE FICOU ELÉTRICO

O ELETRICISTA QUE FICOU ELÉTRICO.





ACONTECEU em uma cidade chamada Brejo Azul, onde por muito tempo trabalhei exercendo a função de eletricista para uma empresa terceirizada. Na localidade aqui mencionada sempre aparecia muitos problemas com energia elétrica onde constantemente tinha que substituir as lâmpadas que queimava nas ruas, muitas vezes quando chovia a energia ia embora etc...Eu, na ocasião era o único funcionário da cidade nessa área era obrigado a dar assistência e manutenção. CERTA vez, houve um blecaute em um bairro nobre da cidade, quando a energia foi embora e fui chamado para resolver o problema. Cheguei ao determinado local e no poste que tinha um transformador, parei com o carro, retirei a escada a colocando na posição certa para o meu trabalho. Dali eu tinha uma total visão do quintal da casa de um advogado o Dr. Alípio Mendes Filho, de forma que do quintal de sua casa, não dava para me ver em cima do poste, pois ali tinha um pé de manga muito alto, momentos em que presenciei a seguinte situação:

No quintal, estava a esposa do advogado que era mais conhecida como Mariza, uma bela loira, aparentando ter uns 35 anos de idade, com aproximadamente 1,80 um metro e oitenta, muito linda, desportista, pois jogava basquete no municipal e, quando ela saia nas ruas, trajando seu shortinho cavadinho e mostrando seus pêlinhos, com aquela bundona arrebitada, todos a olhava a comendo com os olhos, inclusive eu. Mas, voltando ao quintal, ela estava tomando banho de sol, era umas dez horas da manhã, e seu marido já tinha saído para seu escritário, ela estava deitada em cima de uma toalha, com aquela montanha de bunda pra cima e totalmente nua. Confesso, quase cai do poste, fiquei propenso a tomar um choque naqueles fios de alta tensão ou morrer eletrocutado. Tendo aquela visão, não tem quem não fique de pau duro. Demorei quase uma hora para terminar o serviço, no qual eu gastaria apenas vinte minutos, pois era somente colocar a canela que caiu e a energia voltaria normalmente.

ENTÃO, vendo tudo aquilo eu estava louco de tesão, lamentava apenas não ter naquele momento uma filmadora para registrar aquela cena a qual, jamais esquecerei. A Mariza totalmente nua levantou-se do local, espontaneamente, haja vistas que os muros da mansão era bem altos, adentrou-se em um determinado local na casa e retornou juntamente com um cachorro que mais parecia com um Urso, era um monstro de grande, branco e parecia que ele já era treinado para fazer aquilo.

A Mariza deitou-se e começou a acariciar aquele cão que de repente colocou para fora uma tromba semelhante à de um elefante. Era uma rola que causava inveja em qualquer um, a Mariza chupou aquilo com o maior prazer do mundo. Em seguida ficou de quatro pés e o bicho encarcou-lhe aquela rola e a reação dela parecia que mais chorava do que gemia, teve um momento em que o cachorro lhe acertou o fundo de sua buceta que ela o tirou de vez e gritou:

- Ai... Ai... Ui... Ui... Você me mata seu puto!

Onde de quatro pés ela não aguentou, chegando a bater com a cabeça na parede, na hora que ela saiu da pegada do cachorro. Naquele momento ela deu uma respirada e o cachorro continuava com a rola exposta e babando. A moça tomou coragem e pegou uma garrafa de bebida que estava ao seu lado, parecia mais com whisky e tomou uma golada bem significativa, ficando de quatro novamente e o bruto encarcou de novo e com suas patas, parecia ter travado a mulher, para ela não sair novamente e atolou o mastro até o fim e Mariza gritava:

- Ui... Ui... Aaaaaaaai! Aaaaaai! Mete... Mete... Me rasga filho da puta!

- Vou gozar... Vou gozar... Aaaaaaaaaaai!

Passado alguns minutos o cachorro arrancou o pau todo avermelhado e saiu correndo. Nisso a Mariza caída no chão toda arrombada, mal aguentou a se levantar e se dirigiu para a piscina, puxando das pernas, mancando e tonta, pegou um blusa no chão e passava em suas pernas que corria jatos de porra do cão e sua buceta estava inchada e arregaçada que de onde eu estava, dava para ver a situação que ficou a mulher. Em seguida, desci do poste, arranquei o carro, chegando no escritário, bati uma punheta como nunca tinha feito antes.

No práximo capitulo, farei outro relato que foi quando fui dar assistência técnica na casa da Mariza.



Braw.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos japonesacontos eróticos comendo cuzinho da gordinhacontos eroticos incesto sutiachantagem com irma contosConto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhacontos papai meu irmaozinho que vira mulher como o cusinho dele vaicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos professorasurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtoscontos eróticos irmãos paiConto erótico gay de um pai com filho da vizinhacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos eroticos a minha mae da bunda giganteai que lambida contoscontos eroticos de vendas passei gelo no corpo delequero so no cusou bunduda e trair o corno contosmeu patrao me comeu na base da chantagemcontos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhoscontos eroticos marido e esposacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erótico com enfermeiraesposa no motel com amigos contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenina você já passou o dedo no cu e cheirouconto minha estagiáriaComtos professoras casadas fodidas pelos alunos na aulacontos eroticos eu esposa e casal de amigoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos de comer cadelacontos de danadinhas com homens casadosmãe puta, contodei a xoxota para meu sobrinho contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticoirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delavi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticoscontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascasa dos contos tia 22cmcontoseroticosfuicornoconto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriaspaumonstruoso comeu cu aforcacontos eroticos prima 32nosContos erticos trouserao meu marido bebado pra casapagando conta cartonsex familiacu de bebado não tem dono contos eróticos gayContos Eróticos De Gay Comi.a Bundaincesto meu sobrinho contos eroticowww. indiando a rola na gostosa por baixo do vestidocontos inserto fatos reais gayContos eróticos malíciaContos eróticos curtos de cachorro lambendo a buceta da vócontos eroticos de incesto: manha mae me ensino a Transar 2contos/ morena com rabo fogosoContos e roticos com gemeos i denticosencesto contos de irmanzinja virgemContos eroticos fudi o cu de uma defiente mentalconto erotico incesto mais de 25 cmcontos eroticos humilhando podollatriacontos eroticos as amigas da minha filhacontos eroticos comi minha irman de 06anosvizinho novo contos gaytio chupando buceta contocache:LLg3rwatgfAJ:https://okinawa-ufa.ru/m/conto_26618_minha-transa-na-festa-com-um-menino-mais-novo.html a cunhada mais nova pede para o seu cunhado gozar em sua boca tem RNA tomar galameu padrasto meteu o piru na minha buceta em contosachou gorda no mato e rasgou cu delacontos casada sai feliz e volta arrombadacontos eroticos meu primo mauricinhoconto - ela ficou com/ o cuzinho doloridoConto fui fudida pelo mendigocontos incesto comendo minha Irma no parque.contos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadoconto eroticos.chupcontos de incestos posando na sograbucetao crupado