Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PAPAI ME COMEU POR CIUME

Bom gente na verdade essa historia não é minha, é de uma amiga ela me contou achei interessante e pedi pra ela pra postar aqui, como a primeira de muitas. Espero que gostem.



Meu nome é Aline, eu tinha uns 19 a 19 anos por ai, época de colégio aquelas descobertas e adorava atiçar os meninos no colégio, procurava sempre ir de saiinha ou de short curto. Sempre voltávamos da escola eu e mais duas amigas, chegava num certo ponto a gente se separava e cada uma seguia seu rumo. Quando eu chegava na rua da minha casa sempre tinha um vizinho que ficava me olhando, no portão da casa dele parecia que ele me esperava pra me ver passar todo dia. Já estava bem corpulenta, tinha seios médios, bicos bem empinadinhos, típica de uma baixinha com um bumbum pequeno mas arredondado, pernas torneadas, sempre dancei tinha um corpo que chamava atenção. Cabelos lisos castanho escuro, olhos castanhos e boca vermelha. Era uma menina com charme de mulher. Eu percebia que ele ficava excitado em me ver passar, que mordia o lábio e me falava um oi bem discreto. Eu ficava tímida, mas logo fazia questão de mexer mais os quadris, pois na minha cabeça passava um filme, imaginando ele me pegando e empurrando pra dentro da casa dele e me pegando de jeito. Ia pra casa com muita vontade, chegava cantarolando e rindo atoa, todos os dias era assim, como ficava sozinha no período da tarde procura me masturbar, e logo dormia.

Meu pai entrou de férias, e as vezes ficava me esperando chegar do colégio, a gente almoçava ele me obrigava fazer logo as tarefas e depois víamos sempre um filme. Eu ficava sempre vestida de pijaminha transparente sem sutien e sem calçinha. Assim era todos os dias, até que um dia meu pai perguntou sobre meus namorados, eu dizia sem graça que nao tinha. Mas que tinha um vizinho nosso que ficava todo dia me olhando passar quando eu vinha do colégio, falei que ele me chamava atenção que eu achava ele bonito. Quando comentei isso logo ele ficou espantado, achava que eu era ainda aquela menina inocente e não estava pensando em homens. No outro cheguei do colégio meu pai estava na porta me esperando no portão, e vendo que realmente era verdade o que eu tinha falado sobre o vizinho, quando entrei ele logo me mandou fazer as tarefas, coloquei meu materiais na mesa, e fui pro meu quarto me trocar, quando voltei meu pai estava sentado na mesa me esperando pra almoçarmos, peguei meu prato e fui me servir, quando me aproximei do fogão ele veio por trás de mim e me encostou sua rola que estava latejando de tão dura, pegou nos meios seios e falou no meio ouvido: Entao a menininha do papai quer ser comida pelo vizinho? _ eu assustei mas confesso que adorei a encaixada, e respondi bem baixinho com tom medonho: simmm... papai me virou com força e disse: antes disso o papai que vai te ensinar o que é bom, o que você vai amar levar todo dia. Me pegou no colo, colocou sobe a mesa, levantou minha blusa e começou chupar meus seios, passando sua mão grande na minha bucetinha quente e que já estava latejando de vontade de sentir a pica dele, ele continuou acariciando minha bundinha com a Mao e a outra enfiava na minha boca ensinuando pra eu chupar seu pau gostoso, de repente ele me pegou no colo, me levou ate a sala sentou-se no sofá e mandou eu tirar a blusa, pro papai examinar os seios, logo em seguida me colocou de quatro e começou a passar o pau dele na minha bundinha que ficou toda empinadinha pra ele, qdo ele fez isso ele puxou de lado meu short e notou que eu estava sem calcinha, eu pode ouvir o suspiro de contentamento que ele deu, arrancou meu short com muita força, como se estivesse faminto, me colocou de frente com ele e começou lamber minha xaninha como se fosse a coisa mais deliciosa que ele já tivesse visto na vida dele, passava a língua deliciosamente no meu grelinho e sentia ele pulsar, dizendo que era dele, que o vizinho podia ver, mas que ele ia me chupar ate eu gozar pra ele, ao menos a primeira vez, quando de repente enfiou sua língua no meu buraquinho que por sinal era ainda selado, ele espantou mas continuou metendo a língua e me perguntou se eu estava gostando, eu respondi que sim, que tava gostoso, mas não entendia pq ele tava fazendo aquilo, ele respondeu, porque você é a menininha do papai e eu vou te fuder bem gostoso pra vc aprender. Ele começou enfiando o dedo, e viu quanto era apertada, mas mesmo assim continuou com muito carinho, enfiava cada vez mais fundo, enquanto eu me sentia cada vez mais melecada e gemia feito uma cadelinha. Dizia pra ele que era deliciosa a língua dele, que achava que ia gozar, e ele dizia goza na boca do papai nenê, goza, goza me da seu melzin, Eu não aguentava mais sentir o quanto ele me chupava gostoso e enfiava os dedos em mim, passava o dedo na portinha do meu rabinho e dizia que seria também dele, que ninguém ia comer, somente ele. Ate que eu implorei pra ele parar, ele disse não jamais nenê do papai, agora que estou começando, me colocou de quatro novamente, veio chegando perto de mim e eu senti a pica quente dele me esfregando, começou pincelar na minha bucetinha que por sinal parecia um ima, implorando pra ele enfiar nela, socar tudo dentro, quando eu senti ele segurando meu quadril e enfiando forte o seu enorme e grosso pau nela socou com força e eu gemi alto, ele disse pra eu ficar caladinha se não alguém poderia ouvir, e foi enfiando gostoso, dizendo que a menininha do papai sempre seria dele, que o vizinho so ia ficar na vontade, que ele queria comer ela todo dia e foder ate meu cuzinho, que imaginava o vizinho me comendo por isso ficou com tanto tesao, me apertava forte, pegava meus seios apertava-os e ouvia meus gemidos, pedia pra eu não parar que ele estava me fodendo gostoso, imaginando o vizinho me comendo depois, qdo mais ele falava no vizinho mais eu sentia o pau dele latejar dentro de mim, com mais força ele me pegava, parecia que na mente dele, ele saber que o vizinho tinha desejo em mim, fazia ele ficar mais louco, quando ele pediu pra eu mamar o pau dele todo melado da minha bucetinha, ele enfiava na minha boca como se estivesse comendo minha xana, me virou bruscamente dinovo me botou de quatro e disse que ia enfiar no meu rabo, que meu rabo era lindo, o mais lindo que ele já tinha visto e foi colocando, quando eu senti tudo entrar, e me rasgar feito uma puta enfiou e eu gemia de dor, ao mesmo tempo achava aquilo maravilhoso, enquanto ele mexia no meu clitáris, me masturbando, eu gozei logo em seguida sentindo escorrer pelas pernas, melecando todo sofá, e ele gemendo e metendo feito um cavalo, ate que não aguentou mais, enfiou mais fundo e gozou, eu senti toda porra dentro de mim me enchendo, e aquele pau me fudendo latejando. Me senti realizada, toda ardida, mas deliciosamente fudida. Ele se deitou e me abraçou, pediu pra manter segredo e disse que depois ia conversar com o vizinho sobre mim. .... ai já é outra historia!

Gostaram? Espero que sim!

Bjos a todos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de mulheres q se masturbammulher gostosa arrumando biquini em um decka menina a forçacontos eroticosrelatos reais eróticos - saciada em casacontos de zoofilia sobre eguas e jumentascontos eroticos gay meu padrasto de vinte e quatro anos me enrabou dormindo quando eu tinha nove anoscontos eroticos no escurocontos eroticos de menininhascontos de sexo picantes filhas se acabando nas pirocas. groças. e grandes do papai taradaoconto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com elamadrasta e seu consoloconto erotico velha no cio dando buceta pro cachorropassei de fio dental na frente do meu cunhado:contoconto minha mostroucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos esposa branquinhatreinando a cadela para zoofiliacontos eroticos de faxineiras coroas safadasvideos putas chupando e achado q a pica e poucagostosa e muito branca maz mete muitocontos eroticos sogra pega genro peladoConto herotico lesbica entre mãe e filhinhavizinho casado comeu minha buceta/contovídeo pornô de sobrinho pega tia de baby doll calcinha na cozinhawwwvideossexoselvagemconto gay colocontos eroticos supositorio na filhacilindro meloso gostosocontos eroticos entre tias e sobrinhas e enpregadasconto eroticos minha irma de vestido rosacontos dentistas safadacontos eroticos na frente do cornocontos eróticos frio chuvacontos de vizinhasvelha cavala virando olhoamiga da filha conto eroticomarido corno nao ve mulher paasa a mao no pau d outroesposa depilando no banho contosprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretocontos eroticos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualcontos erotico minha mae me ensinou a se putaler contos eroticos fortescontos eroticos so de calcinhacontos de coroa com novinhoconto eroticos minha irma de vestido rosacontos meu chefe me comeu e minha filhaconto erótico duas bucetas brigando mel esfregar tesouraaventuras com travesti Portugal contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenoivinha com meu pai conto de cornoComendo cu de mulher dormindo conto eroticocontos verdadeiro meu sogro insaciavelContos eróticos mãe com os negrões e papai vendocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos infânciacontos eroticos de crentemarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomcontos gay bichinha boqueteira da escolarossou em mim contosfilho delicia contoconto erotico encesto.meu pequeno entiado mim comendo enquanto eu dormiaEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticoscomi a familia todameu cachorro taradocontos eroticos de travestis fudendo o tioamiga da minha vo conto eroticoo ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anosmulher sentada e retando calcinha para homen ver sua bucetamamando no genro contoscontos eroticos de muleque dando o cugostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladacontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhohomen dotado arronba cu rapaz de programa