Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NEGAO ME FEZ SAMBAR NO SEU CARALHO

Mês passado fui ao ensaio de uma escola de samba do grupo de acesso, e lá fiquei no bar, bebendo e curtindo o som da bateria e o pessoal sambando. Um cara chegou, pediu sua cerveja e ficou do meu lado. Inevitável uma observação de um e de outro até que o papo rolou. Ele é um negro alto mais ou menos 1m85 de altura, nem magro nem gordo. Cada vez que passava um deslumbrado, rebolando, ele sorria mostrando que não tinha preconceito algum com os rapazes. Chegou a observar, uma ou duas vezes, a bunda bem feita de um e de outro. Entendi como seu gosto pela fruta e, mentalmente, me inclui no páreo no caso de ele abrir alguma concorrência. Depois das suas observações com relação a este assunto, tentei imaginar o que ele poderia guardar na cueca. Comecei a olhar indiscretamente na direçao da sua virilha, certo de que ele sacaria meu interesse. Como as pessoas volta e meia se aproximavam para apanhar bebidas, isso nos obrigava a sair do lugar em que estávamos para facilitar o atendimento, e com isso um acabava esbarrando noutro. Teve um momento, que um grupo maior chegou fazendo algazarra e me pressionou contra o corpo do negro e pude sentir o volume de sua masculinidade.



Finalmente chegou a hora de ir embora, fui andando beirando a rua espreitando um táxi, quando vi um carro se aproximando vagarosamente e fiquei com um pouco de receio, mais logo o medo se tornou tesão quando o vidro abaixou e vi que era o negro do bar com uma bichinha no banco do carona, que sem perguntar pra onde eu ia, mandou eu entrar no seu chevette bem conservado.



Ele me disse, olhando pelo retrovisor, que veio atrás de mim, pois eu não ia embora depois de ter provocado ele a noite toda. Fiz um replay das últimas horas, e sá me lembrei das vezes que o povão me colocou contra seu corpo e ele me encoxou... pra mim, tinha sido acidentalmente, embora tivéssemos idenfiticado que nossas preferências se completavam. Embora meu perfil - koroa (50tão), baixinha (1m50), fofinha (81kg), bunduda (93cm de quadris) com um bumbum lisinho, empinado e guloso, - nas caças virtuais não surtam tanto efeito, nos contatos pessoais ao vivo sempre acabo amamentada e comida por meus escolhidos.



Percebi que a bicha que estava no carona, se assanhou e começou a alisar seu pau sobre as calças por alguns minutos, e quando eu me distrai e voltei a dar atenção ao cara, a bicha já tinha tirado o pau dele pra fora e estava punhetando meu negao. Não tenho ciúmes de mulher, e dou a maior força para que meus machos tenham sempre uma cona ou duas para fuder e para eu ser seu putinha absoluto. Fiquei meio enciumada, porque detesto dividir meus machos com outra bicha...Mas, no caso, eu é que fui introduzido na histária. De repente, o carro parou e o negro disse pra bicha trocar de lugar comigo. Fiquei meio desconcertada, ao mesmo tempo me sentido, a rainha do deserto. Ele pegou minha mão e colocou no seu pau enquanto dirigia vagarosamente. Procurou meu ouvido, mordiscou minha orelha e ordenou "quero ver se vc sabe mamar melhor que "ela" (referindo-se logicamente a bicha que estava conosco. Eu disse que ali não, por que passava muito carro ele então ele entrou direto no primeiro motel. Mal, nás três chegamos no quarto, ficamos totalmente nus. Seu karalho estava estava duro e era enorme. Tinha mais ou menos uns 23 cm. me ajoelhei diante daquele monumento ao amor sexual e comecei a passar a lingua na cabeçorra e devagarzinho fui abocanhando até engolir quase ele todo. Meu negão pegou nos meus cabelo e começou a conduzir um vai e vem... gemia e exclamava ...isso, é assim que se faz sua puta, vadia....Chupei, mas chupei muito, como uma bezerra faminta... ai eu fiquei louca.... as vezes ele retirava o pau da minha boca e batia com aquele baita karalho na minha cara e dizia "mama sua cadela...se não mamar gostoso não vai levar pirocada nesse cuzinho,.....sei que esse cuzinho tá querendo levar pica.... enfiava todinho seu cacetao na minha garganta, me sufocando, de tesão e prazer.....depois de alguma tempo me amamentando com seu caralho, jorrou seu leite gostoso e ordenou.... "engole tudo,,,se perder uma gota não vai levar pau nesse cu assanhado...seu viado de merda!" ... seu jeito autoritário de falar me deixava mais inquieta, ansiosa e com tesão...e ele sabia bem disso e continua me incitando e excitando...me puxou pelos cabelos até que eu ficasse em pé, a bicha que estava conosco assistia da cama, deitada de lado, se sustentando no antebraço numa pose de espera... Sugeriu que ele devia fotografar aquela foda que também estava deixando ela excitada... Quando fiquei em pé, o negão procurou meus mamilos que estavam estourando de inchados...tamanho o tesão que seu sentia pelo meu novo macho...Sugou um e outro mamilo, e falou assim que gosto que mame meu pau..."Aprendeu?!",, confirmei com um gesto de cabeça e gemendo com sua boca nos meus mamilos..., em seguida me empurrou pra cama e mandou eu ficar de quatro. Então botou a camisinha, arreganhou minhas nádegas, expos meu cuzinho, encostou a cabeçorra do pau e enfiou de uma vez sá na minha cucetitnha...Uau! delíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiicia!!! sentir aquele enorme caralho de macho socando forte na minha cucetinha como se fosse uma buceta...gozei igual uma puta que realmente sou...subi pelas paredes de felicidade...rebolei sob seu comando, dando palmadas no meu bumbum....seu pau não estava todo dentro...e ele resolveu dar uma estocada definitiva....uiiiiiuiiiiiiiiiiiiiiiii, ai..ai..ai...gemi e tive um breve desmaio....



quando voltei a mim, a bicha estava sentada na cama, com aquela cara de puta mamando o pau do nosso homem...ele percebeu alguma coisa em mim (embora não pudesse reclamar de nada, porque a outra já estava com ele quando nos juntamos) e falou que eu não me preocupasse que ele tinha energia para detonar o cuzinho das duas...e ainda tinha leitinho para matar a nossa sede...então não me fiz de rogada e fui ajudar a bicha a mamar o pau do nosso macho... colocou a camisinha, a bicha ficou de quatro e ela muito safada disse mete logo, e ele enrabou aquela safada bombando com força o cu daquela puta.. Ela gemia igual uma cadela com meu negão que anunciou o gozo. Tirou a camisinha e gozou na cara da bicha. Aproveitei e abocalhei o caralho do meu negro para deixá-lo limpinho...Uma máquina de fuder, o negro mandou eu deitar de costas...dobrou minhas pernas, pressionando contra as coxas, que fiquei na posição de um galetinho com a bumbum totalmente exposto... Cuspiu no meu cu comecou a pincelar com certa mestria que seu caralho recuperou-se ficando novamente como uma rocha...senti meu cuzinho piscar, tentando segurar a cabeçorra do caralho do meu macho...eu estava de olhos fechados, quando meu negão deu a primeira estocadas....ahhhhhhhhhhhhhhh...gemia como uma fêmea...entrou um pouco mais da metade...e ele esperou eu acabar de suspirar e enterrou o resto até o talo....senti meu cuzinho desabrochar e se arregaçando totalmente... meu cuzinho agasallhou integralmente aquele caralho majestoso, como se protegesse um tesouro... um tesouro que veio ao encontro do seu cofrinho...(descarto virtual, versáteis e totalflex. Ativaços dotados interessados é sá mandar mensagem [email protected] - ñ uso msn, nem posto foto).

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos mais loucos sexoler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tioduas munhe vai calvaga i da pra a cavalo fude ate goza zoolsexo gay titio okinawa ufa contoscontos porno filho do amigo secretocontos eroticos cheiro de calcinhacontos garoto comeu minha mãexvidiominha pica é maio doque a do seu maridocontos eroticos dono de mercearia comendo a casadamenininha conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos uma menina virou putinhaconto de corninhoContos no cu da tiacontos eroticos com subrinhasmulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandobuceta carnuda comtos de sexoprimeira vez em fraldas tesãocomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulheres novinhas com peitinhos pequenos arrebitado inchados econtos no cu da vizinha marrentacontos primeira surubacontos marido cornocontos eróticos me bater castigomulher enfia calcinha lentamente pornodoiddoesfreguei a minha pila na bunda da minha tiahomem rasga cu de garotinho contosenrabado no campingcontos porno miudas e velhos relato erótico real- a visitamulher forçada com homem colocado garrafa na buceta delaconto erotico cheirando calcinhaconto erotico trepei com meu primo engravideicontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhacontos totalmente arregaçada meu marido vai perceberContos eroticos de negros dotadoscomi minha filha virgem contoswww.xvideos zoofilia.con.br corno ispiacontos eroticos tive que dar pro homem da funerariaconto eróticos comi minha prima mae solteira carentesocar pasta de dente na vagina aperta.contos bunda cu bebadacontos de mae na ciriricacontos gays mamando no mamilocontos tia preferidagay cabaço conto erotico estuproConto erotico so a cabecinhacontos marido cornocontos eróticos meu filhocontosesposasnapraiacontos eroticos casada fui subjugadacontos esposa loira recatadaSogra da buceta apertada amiga contosmeteno grandes obigetos redondo na buçetaconto+fui+arebentada+negro+meu+maido+adorouSinto tesão quando escuto os vizinhoscurtos relatos eróticos de estupro fortisobrinho dopa sua tia historia eroticaestou comendo a donaminha esposa e sua namoradinha contoConto porno gozado na rona do meu avo tomou calmante e tomou no cu contoconto erotico esposa sozinhacontos eróticos ele colocou o vibrador na potência máxima na minha bucetaconto de meu irmão comeu meu cu com uma grande pica e eu não aguentei de dorcontos eróticos de patrão com secretária recentesvidae-mãe finha fazer sexo ela etei u cuzaneu estou transando com a minha primacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de velhos gayminha namorada e putinha do meu pai contosFotos de gostosas de vestidinho colado dirigindo carro