Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU SERVENTE DE PEDREIRO HETERO

Conto estranho

Sou engenheiro elétrico e trabalho em diversas obras, certo dia fui apresentado a um servente novo que começaria a trabalhar numa das minhas obras.Se chamava Soares era magro e alto de pele morena e cabelos negros cortado bem curto tinha um semblante indígena meio mameluco com algumas tatuagens no braço que sem cerimônia peguei para observar melhor os desenhos aproveitei para mostrar minha tatuagem e assim notadamente um tesão percorreu meu corpo desejando aquele homem bruto e tão receptivo.Logo depois tentei me desviar daquele sentimento sacana, pois não costumo misturar meu trabalho com sexo além do mais era velho conhecido dos outros operários que nada sabiam dos meus desejos .Fui até outro setor da obra averiguar o trabalho e depois foi até uma pequena copa da obra tomar um gole de água, pois o dia era muito quente.Chegando lá ao me servir percebi o novo servente entrando coma desculpa de tomar água também, foi logo me dizendo que era casado mas que a mulher não ligava quando não dormia em casa e que a alguns anos costumava dormir no apartamento de um amigo no centro da cidade e que gostava bastante destas saídas,a princípio não acreditei no que estava pretendendo revelar mas desconfiei que era uma cantada, muito constrangido pedi licença e me dirigi direto ao meu carro pois estava explodindo de tesão e medo sem saber ao certo qual atitude tomar pois estava querendo aquele homem mas não o conhecia e temia cair numa armadilha .A caminho de casa recebi um telefonema era o Soares que consegui meu numero na agenda do telefone do mestre de obras e me convidou para tomar uma cerveja no final da tarde sem nenhum constrangimento. Disse-lhe que não poderia, mas quem sabe no sábado pudéssemos tomar uma cerveja e bater um papo ainda não sabia o verdadeiro interesse por mais que desejasse aquele homem loucamente.No sábado a tarde liguei e disse que estava ido até minha casa de campo fazer um serviço urgente e o convidei a me acompanhar e me ajudar no serviço pelo qual pagaria o preço de uma diária, ele concordou e fui até seu bairro de periferia buscá-lo.No nosso caminho de ida sá conversamos sobre trabalho e por uns instantes achei que tudo não passava de uma viajem da minha cabeça, pois me falou da mulher dos filhos e na metade do caminho pediu para comprar umas cervejas o que fiz no primeiro bar que encontrei aberto na esperança de quebrar o gelo e quem sabe sentir enfim aquele macho sobre mim.Ao chegarmos na chácara mostrei-lhe o trabalho a ser feito e ele então pediu uma bermuda emprestada para não sujar sua roupa, subimos até a sede e entreguei-lhe uma bermuda que sem se importar com a minha presença vestiu vagarosamente como que deixando que eu apreciasse aquele volume por baixo da zorba azul escura. Depois de vestir-se, sentou-se numa poltrona ao meu lado e começou a coçar o saco e me olhar com cara de safado disse então: Pode pegar não é isso que você quer ? E tirou aquele membro escuro e cheio de pelos de dentro da bermuda me convidando a tocá-lo.Não consegui me segurar e caí de boca naquela vara que aos poucos foi endurecendo entre meus lábios e tomando uma dimensão que me amedrontou a princípio, chegou uma hora que sá a cabeça preenchia minha boca me deixando de pernas bambas de tesão e medo daquela rola . Enquanto eu o mamava ele dizia :chupa pra ver o tamanho da jeba isso chupa gostoso, que boquinha quentinha parece uma bucetinha molhada, chupa mais vai enfia tudo na boca .Então mandou eu ficar de quatro que queria me encoxar e sentir meu rabinho guloso, deu uma cuspida na cabeça do pau e colocou de primeira na portinha do meu cú que não estava acostumado co aquilo tudo, implorei para que fosse de vagar e fui atendido ele sá começou a bombar depois de ter enterrado tudo dentro de mim.Foi demais sentir aquela tora dentro e ele falando um monte de putarias no meu ouvido: vou trabalhar nada vou ficar te comendo o dia inteiro,meu viadinho vou deixar esse cuzinho do tamanho do meu pau pra te comer sempre, é assim que você gosta então leva nesse cuzinho tudo pra você e assim por diante...depois de gozar um gozo grosso em golfadas dentro de mim ele se trocou e disse que precisava ir para a casa dele e outro dia poderíamos marcar para repetir a brincadeira,fez-me jurar que não abriria minha boca sobre o assunto e nem mesmo pediu o dinheiro da diária que nem chegou a realizar.A partir daquele dia sá consigo me masturbar pensando nele e em sua postura de macho predador me subjulgando e me possuindo .





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos eroticos romanticocontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realconto+foi+arebentado+grupo+travestesdesfilado de calcinha por dinhero contos eroticoempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetamamae linda e brava/contosconto vovó e sua anacondacontos eroticos eu e meu filhoso deixo chupa minha bucetacontos eroticos eu ea minha mulher gostamos de rolasporno contos eroticos filhinhas enrabadasmarido leva esposa na cabine erotica contoscontos eroticos brincando pique escondeconto esposa negra e puta cornoContos casal topless praia desertamamãe ficou tarada na minha chapeleta.contos.contos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludoporni contos mae da namorada na picinacontos eroticos comi a noiva do visinhocontos com fotos tia e sobrinho baixinho realcontos eroticos casada e o farmaceitico negaocontos eroticos fetiche trans branquinhamulher dando pra piazada contos erpticodcontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos decoroas gaycontos eroticos meu amigo comeu minha familiacontos eroticos arrombando a gordacasada recebe proposta indecente contoscontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primacontos eróticos eposa e amigogozando no colo do papai contoscontos eróticos na plantaçãoconto dei minha buceta pro mendigoesposa gorda contos eróticosconto de sexo com casada com eletricistaler contos pornô de i****** pistola gostosa do meu filhominha filha fudendo com nosso impregados contosmulher tranzndo com ponei realContos eroticos c imagens meus dois chefes me comeram por dinheirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de mulher que se masturbacontos de vizinhasela me chamou de puta e me bateu conto empregada negracontos eroticos gays com gesseirosmeu me comeu aos anoscontos erotico comendo trans no onibusdepois anos de casado aventura contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos amigo dorme em casa esposatransei com amigo da minha filharelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentecontos eróticos gay marombascontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolassexo gay contos titio okinawa ufaconto gozei nos pés pezinhocomtos de vagabundas que gostão de fuderdona redonda arreganhado o cuzaocamiseta sem calcinha. contos de casada.contos eróticos com mulher q usa vestido coladocontos de cornos asumidos 2005Contos sogra medindo o tamanho do paucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos comendo o sgt de dia no quartelvi ele comer ela/contocontos de sexo com novinhas trepando com advogadosEmpregada Triscando no meu pau contogoza nuoutro egravidanovinhaquinzeanoscontos comendo o cuzinho da molecaporn contos eroticos escrava sexual no barTransei com meu sogro contoContos eróticos gay comi o pai do meu amigocoletania foto engatada caomulher entrando na chapeleta do pônei