Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PRIMEIRA VEZ DA MINHA ESPOSA

Já fazia muito tempo que imaginava a minha mulher dando para outro,um desejo estranho que começou ao ler revistas de anúncios caseiros.Ficava vendo as fotos daquelas mulheres casadas fazendo menage e me imaginava no lugar daqueles maridos,com o pau latejando, e vendo a sua amada gozando gostoso no cacete de outro homem.

A princípio achava que estava ficando louco, imagina, eu um marido super ciumento, deixar a minha mulher dar para outro, e o que é pior:assistindo tudo! Que loucura, nunca teria coragem de fazer isso.

Márcia, a minha esposa sempre foi de chamar atenção dos homens por onde passava,cintura fina,quadril largo,um bumbum perfeito,cabelos negros e compridos e um rosto de menina apesar dos seus 39 anos.

Com o ciúme que tinha,aqueles pensamentos que martelavam a minha cabeça pareciam impossíveis de se realizar, o gozado é que toda a vez que transava com a minha mulher,pensando que ela estava dando para outro homem com um cacete enorme, gozava jatos e jatos de porra, e queria repetir 2,3 e até 4 vezes a transa.

Foi isso que despertou a atenção de Márcia,um dia me perguntou se eu estava pensando em outra mulher quando a comia,pois percebia a diferença.Para tranquilizá-la e com algumas (muitas rsrsrs) cervejas na cabeça,criei coragem e contei a minha fantasia.

Márcia achou que eu estava dizendo aquilo para disfarçar, e que realmente devia estar pensando em outra mulher e me desforrando nela.

Passado algum tempo,com um tesão enorme e com aquela idéia fixa na cabeça, convidei a minha mulher para ir a um motel que havia inaugurado em nossa cidade,ela aceitou, sá que antes do motel paramos em uma lanchonete e bebemos bastante.Ao chegar no motel a bebedeira continuou, Márcia havia comprado uma lingerie nova,o que me deixou mais excitado ainda.Durante as preliminares chupando os seus seios,ela me disse que gostaria de colocar silicone para dar uma "turbinada",respondi para ela que se realizasse a minha fantasia eu bancaria a cirurgia.Ela me perguntou o que eu queria,aí mais uma vez entrei no assunto, a princípio ela duvidou,mas pela minha insistência acabou acreditando.Então me disse que toparia em troca do silicone,ficamos combinados e transamos feito loucos naquela noite.

No dia seguinte Márcia acordou toda eufárica, dizendo que havia conseguido a sua tão sonhada "turbinada" nos seios,bom pensei,ela topou mesmo!

Depois daquele dia, ficava pensando quem seria o felizardo que comeria a Márcia na minha frente,não poderia ser alguém aqui da cidade,pois somos de uma família conhecida e se a histária vazasse seria uma catástrofe.Teria que ser alguém de outro lugar, de confiança,cacetudo e que a minha mulher tivesse alguma afinidade para topar...Mas quem?

Parece que enviado pelo destino surgiu Paulo,vindo de outro estado para um estágio de 60 dias na empresa onde eu trabalho.Como Paulo precisava de alguém para passar instruções,fui designado para acompanha-lo, aos poucos fomos ficando amigos e num certo dia,visitando uma obra recém começada sentimos vontade de fazer um pipi básico e percebemos que o único banheiro disponível estava ocupado.Fomos atrás do alojamento, e quando Paulo tirou a sua mangueira para fora decidi: esse é o cara! Paulo tinha um pau enorme!Mesmo mole era o dobro do meu!

Para que tudo pudesse correr bem,pensei em todos os detalhes,esperei um final de semana que as crianças fossem para o sítio do meu sogro,convidei Paulo para "almoçar" em casa.Falei para a minha mulher caprixar no visual,mas sem dar maiores detalhes,afinal de contas ela nem imaginava que naquele dia seria a sua 'primeira vez'.Quando Paulo chegou e o apresentei para Márcia, percebi que ela havia gostado do que tinha visto e que aquele era o homem certo.

Começamos bebendo uma cervejinha,mas logo eu preparei uma caipirinha para desinibir o meu convidado,afinal de contas nem ele,nem minha mulher sabiam dos meus planos...Quando percebi que os dois já haviam se entrosado,sempre regados a muita caipirinha,disse para Paulo que Márcia era uma excelente dançarina,e que infelizmente eu não tinha o dom da dança.Paulo disse que também gostava de dançar! Aí não deu outra,fui até o som e coloquei primeiro um forrá,falei para Márcia dançar com Paulo,no começo os dois relutaram um pouquinho,mas devido a minha insistência acabaram cedendo.Fui colocando vários ritmos, até uma lambada, foi nessa hora que percebi aquele volume se formando sob a calça de Paulo.Sempre sem deixar faltar caipirinha,disse aos dois para continuarem a sessão de dança,pois eu precisava ir ao banheiro.Na verdade, fiquei escondido atrás do pilar da sala,com o pau latejando e esperando que algo pudesse rolar...não deu outra,em um dado momento Paulo passou a mão no bumbum de Márcia e ela não reagiu.Continuei no meu lugar privelegiado e vi a cena se repetir várias vezes, até que Paulo não resistiu e agarrou com força a bunda enorme da minha esposa,quase gozei ali mesmo!Mas me contive e continuei no meu papel de vouyer, foi quando percebi que Márcia estava segurando o pau do meu amigo com muita vontade,fiquei estático com uma mistura de ádio, ciúme e prazer.Mas não sai de onde estava e acompanhava a evolução daqueles amassos,foi quando Paulo simplesmente tirou aquele pau enorme para fora, que era bem maior do que eu imaginava, e minha mulher punhetava com desejo.Quando vi minha mulher se ajoelhando e começando a chupar aquela tora enorme, não resisti e gozei sem tocar no meu pau,nunca vi sair tanta porra daquele jeito,não parava de esguichar.Corri para o banheiro para me limpar e pegar papel para limpar a lambreca que havia feito no chão.Bem devagar e agachado limpei o chão enquanto a Márcia continuava chupando aquele cacete enorme freneticamente.Fui até a cozinha e mexi nas panelas para fazer barulho,acho que foi somente nesse momento que os dois percebeam a loucura que estavam fazendo! Dei um tempinho para se recomporem e apareci na sala como se nada tivesse acontecido,Paulo estava sentado no sofá assistindo o jogo que passava(talvez para disfarçar o volume que ainda insistia em ficar riste)e Márcia fingia procurar um cd que não estava ali.Puxei assunto para quebrar o clima,como já havia gozado,decidi deixar os dois sá na saudade para o práximo churrasco lá em casa... CONTINUA

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


colocando a prizilha na bucetaMinha irma adolecente taradinha em conto eroticocomi minha filha pequena contosConto tava tudo escuro ele me agarrou por tras e me encoxouconto - amor de pica doentiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentearombei minha mae contos eroticos pornoZoofilia homens iniciando contoscontos esposa evangélica e cunhadaconto erotico incesto sonifero filhaconto esposa negra e puta cornomulhe dane a buseta a primeira vezconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duashttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto_25282_passeando-na-praia-de-nudismo-fodi-mais-uma-esposa.html&ei=xJ4m1n1L&lc=pt-BR&s=1&m=159&host=www.google.com.br&ts=1504527796&sig=ANTY_L0aWXXzG7dxBoBs8XZmAvP3Ame2Egcontos eroticos me encostou na paredecontos de vizinha madura e rabudaeroticos sinto uma tesao enorme por ti maecontos casadas malandrasCU arrombado ABERTO madrasta contocontos eroticos esposa do meu amigo no tanquenua e corpo inteiro melado de margarinanegra atola a rola e ela da pidocontos ex namoradacontos eróticos cu saindo pra foraChuva dourada entre pai e filha contos eróticoscontos fodir com minha irma lesbicasMe chamo jaqeline e dei pra um cavalo no citio casa dos contos contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteera virgem e minha liberou pro marido da minha tia contochama Laura para ir comigo lá no a f*** com gayPorno contos familhas incestuosas grandes diasde grandes orgias vale tudo com todosconto erotico comendo minha sogra minha dobrinha pegou no fragacontos minha garotinhacontos eroticos extraordinários pegando dormindoContos eróticos molekas virgenspapai poi teu caralho na minh conaconto putaria fim de semanacontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhoninfetas com vestidos beijando peitoral dos travestisarrombei a minha sogra chifreirafiscal conto gaycontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconto gay descabacei meu empregadomulher dando pra piazada contos erpticodcontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa deladei carona pra vizinha casada vadias reaisQuero treinar o vinha perdendo a virgindade da bucetinhaConto gay velhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comi e apaixonoumeu sogro isasiavel comtoTia de calça leg conto eroticohttp://contos hetero piscinarelatos arrombei a amiga da minha irmaContos minha esposa e uma morema muonto bumdida tem 1: 80 70 kl e foi enrrabada en casa num currasco meu amigo dormiu encasaconto erotico viadinho dei meo fu virgefilha tarada vai mete vou gozar cotos eroticocontos compadre do avô no sítio gaydelirei com a pica entrando no meu cuzinhoevangelica pegou carona traiu contos reaiscontos eroticos ele me deixa louca quando se maaturbacontos eroticos minha amiga e o namoradocomi a familia todaxzoofilia animal casaro casadaesposa amiga escrava conto eroticoContos eroticos gay meu cachorro me comeuconto gay sendo estuprado com muita violência e tem muito sanguecontos eroticos amiga negrawww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmacontos gay bebado paiso mrninas na mastubando n causinha toda melada video mobilcontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucoela pegou no pinto dele na marra mais ele gozoumega rolas mega bucetas mega gozadas profundas