Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CUNHADA GRELUDA SAIU COM O CU ARROMBADO

Meu nome é Flavio, tenho 28 anos, sou negro alto de 1,86cm um membro de dar inveja a muito marmanjo (nasci honrando a cor). Sou casado a mais ou menos 5 anos ultimamente, minha esposa começou a trazer umas roupinhas para esquentar a relação dizendo que era da minha cunhadinha Anie. Bom minha esposa é linda morena de 1,65 peitos fartos cabelos compridos e lisos uma mulher que faz de tudo para satisfazer um homem. Já minha cunhadinha tem um biátipo diferente é 2 anos mais nova, uma cinturinha sexy, cabelos lisos. Mais ou menos 1,68, levemente mais alta que minha esposa, em fim toda gostosa com uma bunda arrebitada e grande que foi modelada pelos deuses do amor.

Minha cuida ultimamente estava com problemas em seu casamento, o seu marido estava traindo aquela pobre gostosa, e ela estava triste e querendo terminar a relação em todo caso não esse fato não estava sendo contado a mim e sim a minha esposa e eu na moita. Mas como sempre sobra pro coitado do Flavio os elogios suaram a mim que eu era um marido fiel, companheiro, e talz. Sempre fui um marido fiel e não deixava a peteca cair nunca, so que ver minha cunhada daquele jeito foi me despertando cada dia mais desejo, dias depois minha esposa, minha cunhada, e amigas começaram a comentar sobre sexo anal, do quarto da minha filha dava pra escutar o comentário fiquei de pau duro sá de escutar. Minha esposa não gosta muito faz por fazer mais sempre que pode evita, já pelos comentários da minha cunhadinha é o que mais ela gosta. Os dias passaram e um belo dia, vi minha cunhadinha no PC, iniciei uma conversa e talz começamos a conversar sobre sexo e talz ela sá de escutar meus contos de quando era moleque ficava excitada dava para perceber nitidamente, aos poucos fui me aproximando e encurralei na parede botei a Mao naquela xoxota e dei um beijo naquela boca maravilhosa ficamos uns 19 minutos naquela brincadeira, do nada ela saiu e foi embora me empurrou contra a parede me chamando de safado, fiquei bolado pensando que ela iria falar algo sobre aquele dia para minha esposa, mais ela não disse. Dias depois minha cunhadinha estava lá em casa e eu iria passar o dia na casa da minha mãe, sá que minha esposa pediu para eu levar minha cunhadinha em casa antes de ir a casa da minha mãe, pois eu estava de carro, minha cunhada relutou mas minha esposa insistiu. No meio do caminho nada foi dito, estava no meio de um engarrafamento e na minha cabeça sá vinha merda e meu pau ficou duro sá de pensar. E então não aguentei, puxei minha cunhada pelo pescoço e dei um beijo gostoso, fui e abaixei minha calça e coloquei a mão dela e ela começou a bater aquela punheta gostosa. O trânsito então começou a andar peguei ela pela cabeça em direção ao meu pênis e ela começou a fazer um boquete gostoso, no primeiro motel que vi e paramos, na entrada ela falou que estava com medo de algo ser descoberto. Falei para ela fica calma e relaxar naquele momento. Não precisei nem falar mais nada, no motel ela começou a mamar gostoso, me falando que queria ser socada com força com aquela pirocona que ela escutava dizer da sua Irma. Quando ia botar aquela safada no colo para cavalgar, ela balançou a cabeça dizendo que não e foi em direção ao banheiro, fui junto e ela fechou a porta dizendo para eu aguardar na cama que ela iria-me da um chá de cu inesquecível. Fiquei maluco naquele momento o meu pau latejava de tanto tesão. Quando ela saiu do banheiro me deparei com aquela visão maravilhosa, minha cunhadinha vestida de medica, caralho meu pau começou a ficar melado so de olhar, peguei minha cunhadinha no colo e á joguei na cama, comei a lamber aquele corpinho sexy quando tirei a calcinha daquela safada, tive aquela surpresa, aquela garota quietinha, da igreja e talz tinha um grelo que puta que pariu me deixou paralisada, era muito grande, foi um bak atrais do outro. Então comecei a lamber e chupar aquele grelo a mulher jorrava porra na minha cara fiquei maluco da forma que aquela piranha gozava na minha boca, ao lamber aquela buceta dedava aquele rabo de tal forma que não sabia se ela gritava de desejo ou se era pelo fato de ter dois dedos enfiados em seu rabo. Não aguentei peguei aquela safada com vontade e botei-a para cavalgar na minha tora, a cada cavalgada deixava meu colo literalmente molhado de porra sentia que ela estava gostando mais e mais daquela situação. Foi então que ela falou agora quero que você coloque no meu cú, porem com cuidado, pois nunca na minha vida colocaram um piroca dessas no meu rabo. Não pensei duas vezes coloquei a safada de quatro e fui colocando pouco a pouco minha piroca naquele rabo, ela começou a gritar de dor, fui massageando o grelo daquela safada afim de bombar com força aquele rabo, não deu outra ao sentir que ela estava tendo o auge do tesão comecei a bombar com força aquele rabo gostoso ela pegou meu braço e enfiou suas unhas com vontade deixando marcas, referente aquela situação gozei e gozei muito, porem tive um pequeno probleminha, meu pau continuou duro, ela ficou ainda mais maluca tirou minha piroca do rabo e começou a bater uma espanhola naquele peito duríssimo e médio me deixando ainda mais maluco, comecei a beijar aqueles mamilos e ela foi gemendo mais e mais pedindo para tomar porrada na cara, não resisti e comecei a dar na cara dela sem pensar e no fervor do momento ela pediu para dar pirocada com vontade na cara dela, fiquei ainda mais excitado ainda dando longas pirocadas naquele rostinho de anjo me fazendo delirar de prazer, foi então que botei minha cunhada de ladinho e comecei a bombar com vontade aquela xoxota, ela gritava e gemia referente a penetração forçada da posição, foi então quando coloquei as pernas dela em meu ombro abri aquela rabo e coloquei minha piroca, ela ficou literalmente maluca, ela segurou a cortina do motel puxou contra a boca pedindo para ser machucada de verdade, bombei com vontade durante uns 20 minutos, o rabo dela saiu vermelho, a lençol do motel misturou suor e gozo a safada havia tido orgasmo múltiplos foi uma verdadeira putaria, novamente ela havia gozado varias vezes sem eu ao menos perceber, ao final de todo seu gozo ela foi pedindo pelo amor de deus para parar de socar o cú dela foi então que coloquei minha piroca na boca dela e ela começou a chupar gostoso tentando me fazer gozar, mais infelizmente não consegui gozar, queria era novamente gozar naquele rabo, então pedi para ela ficar de quatro para mim novamente, foi então que comecei a colocar com vontade e ela pedido para colocar devagar, infelizmente não pude atender ao seu pedido estava com muito prazer, então percebi que ela estava chorando e gritando de dor, foi me dando ainda mais prazer de arrebentar aquele rabo, ela não resistiu e deitou na cama e eu atrais dela colocando com vontade naquele rabão gostoso foi então que levantei segurei ela pelo cabelo com vontade, referente a tal situação ela ficou com tesão novamente e pediu para colocar na bucetinha, pois ela queria gozar novamente na minha piroca, atendi a tal pedido e comecei a colocar naquela xoxota gostosa, foi então que novamente ela gozou e então rapidamente enfiei naquele rabão que já estava todo surrado e arrombado, socava mais e mais a cada socada mais ela pedia para poder parar percebi que estava sangrando e não aguentei foi meu limitei. Tirei minha piroca do rabo dela enfiei na boca ela prontamente mamou e engoliu todo meu gozo. Saímos do motel, mais íntimos e quando fui deixá-la em casa acabou acontecendo uma situação inusitada ela não conseguia andar direito de dor, e o corno do seu marido fez uma brincadeira meio que babaca.

-Ué mulher ta com do no rabo por quê?

Ela respondeu:

-Ta vendo o negão no carro? Não queira comparar sua miséria, com luxo daqueles.

Bom, sei que foi nossa primeira vez juntos, mais com certeza estou esperando mais de muitas.

O pobre cunhadinho ficou sem graça sem saber o que fazer pra ele nada daquilo era verdade, pois quem diria que iria comer minha cunhada, logo a Irma da minha esposa.

Não, não, belos leitores ele não acreditou e nem vai acreditar que ate hoje anda arrombando mais e mais aquele rabo cada dia que passa.

Porem meu desejo sexual anda se aproximando de uma mulher nova que se quer conheço mais se conseguir tal excito vcs serão os primeiros, a saber.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


arrombando o c* de modeladasporno doido zoofilia fetiche cachorro lambendo a bucetacontos eroticos gays romance primoContos eroticos esposa crent chupando rola na frent do maridoconto erotico gay ceguinho da minha ruameu sobrinho menor conto eróticoJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo tácontos eróticos de casados fudendo o cu das cunhadascomo alisar minha mae para conseguir transarcontos entalei ela no meu pauconto erotico esposa pede socorroele comeu o meu cu e gosol na minha boca contos de novinhascontos lesbica fui sedusida banheiro boatymeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianasContos o cu do gayscontos eróticos massagemporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtirconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninasconto erotico briococontos eroticos minha priminhacontos eroticos atrizes chupando pau recebercontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntas analconto erotico vizinha casada e velho pirocudocontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paicontos porno chantagiando a cunhadacontos eróticos no 110 ano sendo tio no banheiroContos eróticos foda maravilhosa tiocarlão socando ate as bolas no cu da vadiacontos estuprosAmigos metem em espoza enquanto corno ve futebol contos  Quando tinha 22 anos, adorava comer lekes mais novos. Uma das minhas aventuras mais excitantes foi quando descobri que meu primo Tiago , que morava na mesma rua , esta liberando geral nas brinacediras de pique-escondi da rua.Até então já havia tra  contos eroticos arrombando a gordacontos eroticos minha mulher subjugada. e curradacontos eróticos cunhado retardadoeu confesso incestosarinha contos eróticos numero de telefonerelatos eroticosde portuguesas de noVinhas contos eroticos gay ele bem novinho ja usava calcinha e dormia de camisolaContos eróticos d homem com éguasera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videoContos eroticos mae e filho chuva dourada gozei sem camisinhacontos eróticos estupradacontoseroticos curraram minhas filhasContos eróticos fériascontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridocontos fui criada na pica do vizinhovideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubaconto erótico viadinho usa shortinho de lycra e calcinhaCONTOSPORNO.sapecaContos euroticos amiguimha novinha da minha filha.cu gulosocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos eroticos comi toda a familiafilha minha femea contovamos a mulher Helena chupando sua filha com mulher mulher mulher mulher mulher mulher com mulher chupacomendo a mulher em frente ao marido contoconto gay aloprado gostoso virei putaminha mulher fudeu com o parceiro da quadrilha contoContos gay fazendo a barbaconto gay aloprado gostoso virei putacontoseroticosentiadamulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos eoroticos sobre enfermeiras de montes claros mgvidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delacontos eroticos sbcconto trepou cornocontos eroticos mulher carinhosacontos eróticos cheirando a bunda de minha sogracontos erotico eu minha esposa gostosa e meu sobrinhocontos namoradas q dao a buceta por dinheirowww.cu da minha mae contos