Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MÃE TREPOU COM DOIS NA NOSSA FRENTE!

O nome da minha mãe é Jussara(verdadeiro).Tem 55 anos, é loira falsa tem pele branca,tem 1,60 e 59kg. A bunda e os seios meio caídos pela idade. Meu nomes é Fabrício.

Uma noite meu pai convidou uns amigos safados pra tratar de negocios na minha casa. Eles eram dois canalhas de pau grande Silvão e Marquito.

Minha mãe servia wisky com roupas justas. Os safado olhavam ela como se fosse uma puta.

Eles resolveram se exibir pra minha mãe, levantando a voz e humilhando meu pai, chamar de incompetente sá pra mostrar poder pra dona Jussara. Ela ficava meio excitada com aquilo. Eles sabiam muito bem o que mulher gosta.

Depois dos negácios, mudaram de assunto

Então o safado Silvão contava das mulheres que comia, sem o menor respeito. Falava o nome, sobrenome e todos os detalhes.O safado pegava no pau por cima das calças enquanto falava. Dava pra notar que minha mãe estava louca com aquilo. Então ele disse:

È por isso que nunca casei. Mulher é tudo puta! Sá serve pra levar pau!

Jussara botou as mãos na cintura e disse:

_ Ta me chamando de puta?!

_Mulher sá serve pra tomar cacete!

Eu sou casada.

_As casadas são as piores.

_Quer apostar, Jussara? Eu vou te dar uma chance de provar um caralho de verdade?

Então o safado botou o caralho quase duro pra fora, à vista de todos! Era enorme! Os olhos dela brilharam!

_Então Jussara? Vai desperdiçar a chance de ser mais uma cadela a enlouquecer na minha vara?

_ai que pauzão! Olha aí Almir! Isso é que é piça! Não essa coisinha que tu tem aí!

Marquito mostrou o pau e disse:

_Gostou Jussara? Então vai gostar disso aqui á!

Os dois canalhas cercaram ela. Ela foi se abaixando devagar, arrebitando a bunda, para ficar na altura pra mamar aquilo tudo!

O pau do Silvão é grandão e super grosso, uns vinte e poucos centímetros de virilidade e a cabeçorra volumosa. O pau do Marquito é mais comprido e tem quase 30cm, porém mais fino e com a cabeça mais saliente.Nunca imaginei que existia cacete daquele tamanho na vida real. E dois ao mesmo tempo! E na cara da minha mãezinha.

Eu gritei: _Pai! Olha lá! A mãe vai chupar o pau dos teus amigos! Não deixa!

_Tua mãe não pode ver pau grande! Vai ficar toda arregaçada.

_É isso aí_disse Silvão – Piranha tem aos montes! Mas pra trepar com dois na frente do marido corno e do filho filho da puta.... Sá a puta da patifa mesmo!

Minha mãe se acocou na frente daqueles dois pauzudos. Uma tora mais dura e mais dura que a outra. Segurava o caralho e lambia os ovos do Marquito e com a mão da aliança batia uma gostosa punheta no belíssimo pauzão do Silvão. Lambeu o pau todo do safado do Marquito.

Daí ela trocou e chupou gostoso o monumento do Silvão. Eles riam e xingavam o tempo todo.

Ela pegou os culhões enormes dos dois machos e me mostrou:

_Olha Bício! Olha quanta porra tem aqui pra mãe!

_Olha o saquinho d teu pai, viado! - Disse Silvão. _Por isso que tu saiu viado desse jeito!

Jussara deu uma gargalhada, em seguida fez sinal com a mão mostrando o tamainho do do meu pai. Então meteu a boca nos belos caralhos gosmentos.

Chupou mais e depois o Silvão mandou ela levantar com tapinhas na cara:

_Sai daí, patifa. Vem agasalhar! Hahahaha

_hahahaha

Jussara levantou e ele sentou na poltrona com o pau em riste. Fez minha mãe ficar com os pés nos braços da poltrona, virada pra mim e para meu pai. O canalha não perdoa mesmo!

Mandou ela descer se agachando no mastro!

Minha mãe sá de salto alto encaixou seu cu na piça do Silvão. Começou a forçar pra baixo. Dava pra ver o cu dela bem encaixado.

_Ai, Silvão. Que pauzão! Será que aguento?

Ele puxou ela pela cintura e os cabelos pra baixo:

Agueeeeeeeenta!

_OOOOOOOHHHHHHHHHHHHHH

O cacete penetrou a metade. Ela se balançou com todo o peso e logo sá ficaram os ovos do Silvão sem entrar no brioco da minha mãezinha.

A piranha se afrouxou toda com uma bomba daquela bitola no cu!

_OOOOooohhhhooooOOOOOooooOOOooOOOOOOOOOOHHHHHH!!!!!!

Minha mãe parou de balançar e se deixou cair com o cacetão enterrado no cuzão.

Ele começou a puxar os cabelos dela e das tapas na orelha por trás dela.

_VAAAIIII PUTA VÉIA! PEDAAALAAAA NA MINHA PIÇA!

_AAAAAHHHHHHHHHH!!!

_Mostra pro corno do Almir e pro filhinho da puta do teu filho que tu não presta!!!!

_Aiiii! Eu largo tudo por um pau de homem de verdade! Aaaaaaaiiiiiii!

Jussara logo se acostumou e começou a subir e descer centímetro por centímetro devagar engatada no vigoroso pau de homem! O Silvão se tratava no cu da minha mãe enquanto o Marquito sentia prazer em todo e seu pau chupado com habilidade por ela.

_Ai que bom! Ai que delicia de cacete!

_Sai cadela! Desgruda do meu pau que tu vai levar duas pica juntas.

_Eles saíram e Marquito deitou no sofá com a pica pra cima. Jussara foi com buceta molhada se engatar na vara gostosa e grandona. Ela gemeu gostoso com o caralho entrando dentro dela.

Silvão veio por trás da mulher e meteu no cu, que já tinha se fechado ser esgarçado de novo.

_Aaaaahhhhhhhhhhhhh.

A coroa é uma piranha mesmo! Dando os dois buracos para aqueles gostosos malvados na frente do filho e do marido.

Jussara delirava levando vara do Silvão pelo cu e do Marquito pela buceta. Os dois safados metendo até o talo e tirando o pau até a cabeça dos buracos da minha mãe. Ela se balançava toda pra frente e prá trás e gritava adorando sentir aqueles cacetes duros e enormes daqueles machões.

_Tua mulher não vale nada, Almir! Mas é uma delícia arrombar o fiofá dela!

Meu pai não dizia nada. Sabia que o Silvão estava certo quando chamou ela de puta. Se estivessem filmando a coroa e os pauzudos iam bombar na internet.

Aqueles cacetes vigorosos continuaram fudendo minha mãe por mais uns 19 minutos naquela posição ingrata.

Jussara, que gemia e gritava o tempo todo começou a berrar mais alto. Os canalhas também. Gemiam e urravam como dois animais.

Eles pararam de fuder rapidamente. Silvão me olhou e disse:

_Ta´gostando putinho?! Tá com inveja da mamãe? Vem cá e ajoelha pra receber nossa porra junto com ela!

_É isso mesmo viadinho! Ser corno pro teu pai é pouco! Fizemos ele corno na frente dele e vamos fazer o filhão dele de mulherzinha também!- Disse Marquito.

Eu obedeci. Me ajoelhei junto com minha mãe na frente daquelas coisas enormes e imponentes.

Jussara segurou nos dois caralhos gostosos e deu chupada em cada um. Me olhou e entendi que deveria fazer igual. Foi o que fiz. Punhetei gostoso pra eles e chupei os dois olhando nos olhos dos canalhas. Logo eles esporream nas nosas caras. Quanta porra! Porra farta e grudenta. Percebi que eu também tinha gozado com aquela humilhação.

Meu MSN é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cantos eroticos dando meu cuzao para meu filhocontoserotico, sogrono cuzao da coroa casada contocontos eróticos putas da ruacontos eroticos cu e bucetan**** de vala de vara monstra arromba gaycontos eu vi minha mulher sendo arrombadaRespira fundo e relaxa que vai entrar no seu cucontos eróticos de gay comi o amigo do meu filhoSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos eroticos de mulheres casadas que ja levou mijada na carachute no saco contos pornorelato erótico real- a visitacontos quase biContos eroticos cofrinho esconde escondecontos eroticos espertinhalesbicas presediarisconto erotico chefe do meu marido me bolino por de baixo da mezaContos eroticos Fui estupra com meu tio negrocontos eróticos disneylandiaContos eróticos primeira vez colégiocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico sobrinhameu irmao alem de comer minha buceta me emgravidoucontos tia marta sua bundaviciadopor bundas super rabudascontos eroticos peguei minha traindo meu no depósitomilia fudedocontos eróticos gay volta redondaEu pipi pequeno comendo empregada contosContos eroticos guspe na bocaContos erodicos mijando gostoso na calcinhafiz ammor com minha irmadopando sogra contoscontos eróticos menina no circoXvidio mulhes que anda a noitecontos minha netinha gostosacontos eroticos da vagabunda do cornoContos eroticos de pai e filhinha pesadosminha irma envagelica encestoexperimentando a bundinha da garotinha conto gratiscontos eroticos vozinhas sendo curradascontoseroticospapaiporno finho brexa tia tocado de rupacontos. chupou pela primeira vez um machorelatos eroticos romanticoconto iroticos comedo minha entiada novinhacontos cu da minha prima escondido no paiolcontos eróticos sou corno e gostocontoerotico/calcinhadafilhacontos eroticos o garotinho comia minha mulherHistórias eróticas verídicas tesão entre mâe e filha menina incestocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico meu marido ficou bebado e aproveitei a festaarregaçado pelo cachorro contosconto erotico trepei com meu primo engravideicontos eroticos velha greludaver rapasea novos grizalhos pelados de pau duroconto minha enteada de dez anos sentou no meu pau sem calcinhacontos eroticos de mulheres que transaram com entregadoresContos eróticos surubasPiquena mais ja assanhadinha pelos coroas contos eroticosconto erotico bct chupa amorcomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualMinha sogra me pergunto se eu deichava ela chupa no meu penismarido leva esposa na cabine erotica contosminha ex cunhada e minha amante ela e casada contoscontos casada pegando carona no caminhaoconto erotico em familiacontos eroticos gozei gostoso no estuproContos pirralha inocenteContos eroticos de Gravidas estupradas por policiaistica cuzinho piscando na camesposa crente relatando contos troca casais pornocomi o cu da minha sogra medrosa conto