Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ANDREA: BAIXINHO PRA NAO ACORDAR OS OUTROS

Oi, como vai você? Aqui é o César, também conhecido como Cesinha para as íntimas. Tenho 25 anos, vivo no interior de SP. Tenho 1,75m, peso 85kg, cabelos pretos bem curtos, olhos verdes, não sou bombado mas tenho aparência forte devido a academia. Também não tenho um pau monstruoso, são 17cm e dão conta do recado. Sou formado em Letras e trabalho com atendimento ao cliente em uma multinacional.

Em 2006, quando eu tinha 20 anos, eu e uns amigos fomos comemorar o aniversario de uma amiga nossa que estava de licenca apos um acidente de moto. Era aniversario dela, entao levamos bolo, hot dog, cerveja e smirnoff ice. Ela havia quebrado a perna em varios lugares e ficara impossibilitada de trabalhar por um tempo e morava com a namorada numa casa de fundos. Nem ela nem a namorada eram muito bonitas, mas mulher com mulher é sempre bonito de se ver.

Ao fim da festa, ficamos em 5 na casa e havia apenas 3 colchoes. No de casal, ficava Juliana, que nao podia dividir a cama. Mara, sua namorada, ficou na cama com um amigo meu que também nao estava em condições de dirigir. Eu e Andrea, outra amiga nossa, continuamos bebendo. Entre uma smirnoff e outra, começamos a nos abraçar e rir demais, mas até então sem intenção alguma. Ela era 19 anos mais velha do que eu, morena, seios médios, coxas grossas, bumbum razoavel, cabelo curto e na chapinha. O problema era o rosto dela, nao era muito bonito. Nariz e boca grandes demais. Porém, eu vou pela política de aproveitar cada oportunidade. Afinal, é o que tem pra hoje.

Ela acabou me levando pro ultimo colchão e deitou comigo, tirou meu tenis e minha bermuda e me cobriu. Ela, por sua vez, tirou as sandalias de salto alto e o agasalho que usava, revelando um top. E aí deitou do meu lado, me deu um selinho. Senti o gosto e cheiro de vodca em seus lábios e me excitei. Tudo escuro, povo roncando, Andrea tambem aparentemente desfalecida. Com a fraca luz da lua que vinha da janela, fiquei a observar seu rosto. Nao era belo, mas ali estavamos nás deitados juntos, eu com o pau duro, ela ali indefesa. Eu precisava tentar alguma coisa.

Passei a mao de leve em sua coxa de pelinhos loiros e ela se mexeu. Insisti e continuei apalpando e ela deixou. Nem sei mais o quao consciente estava. Se acordasse e nao gostasse, bastava eu dizer que estava bebado.

Meus labios tocaram os dela e ela reagiu ao beijo. Nossas linguas se entrelaçaram e se massagearam. Ousei e enchi minha mao com sua bunda. Ela me beijou com mais força. Ficamos assim por um bom tempo, ate que encostei meu pau entre suas pernas. Ela parou de me beijar e pediu silencio com o dedo nos labios. Virou-se ao contrario e puxou minha cueca pra baixo. Eu olhei por baixo do cobertor, nao dava pra ver muita coisa, mas ela colocou meu pau em sua boca. E que boca! Me masturbava e me engolia inteiro com gosto, enchia sua boca com meu pau e eu tapava minha boca. Até então, tinha tomado poucos boquetes, mas o de Andrea foi inesquecivel. Quando senti que ia gozar, dei uns tapinhas em sua bunda avisando-a. Ela ignorou e recebeu meus jatos no fundo da garganta, 3, 4, 5 vezes. Chupou meu pau até a última gota e engoliu.

Quando voltou pra diante do meu rosto, perguntou se eu queria comer ela de ladinho. Beijei sua boca em resposta e senti o gosto da minha porra em sua lingua. Nao sei se era so a vodka, mas a tontura e o tesao me tomaram por completo. Ela se virou pra mim e comecei a encoxa-la, enfiando o pau entre suas pernas e beijando seu pescoço. Levantei a saia jeans que ela usava e puxei sua calcinha, fio dental pelo que pude sentir. Ela gemeu um pouco alto e tapei sua boca. Juliana se mexeu na cama, alguem roncou no colchao do outro lado do quarto. Andrea acenou com a cabeça e pediu pra eu meter logo.

Encaixei meu pau na entrada de sua buceta, muito umida e cheirando forte por sinal. E devagarinho fui enfiando enquanto Andrea abria sua boca por inteiro. Resolvi deixar minha mao em sua boca pra abafar o som e ela começou a chupar meus dedos. Com calma, fui fudendo sua buceta, molhada, quente e dava pra ouvir o barulho dos liquidos sendo espremidos entre nossos sexos. Comi ela bem devagar, aproveitando que havia gozado em sua boca e fudendo-a por bastante tempo. Naquela epoca, eu tinha problema de ejaculação precoce e ja havia confidenciado com ela antes. Deve ter sido por isso que ela me chupou ate gozar.

O tesão era tanto que mandei um foda-se pra quem pudesse nos ver ou ouvir: tirei o pau de dentro dela e me deitei entre suas pernas. Comecei a bombar e olha-la nos olhos. Ela gemia baixinho, abria e fechava a boca, mordia os labios e falava 'vem, vem, vem'. O gozo começou a vir. Ela disse 'nao, cesinha, sai, nao goza em mim, nao goza em mim, seu viado, pára'... mas ja era tarde e ela sabia disso também. Gozei com gosto dentro da buceta dela, gozei e achei bom, gozei dentro mesmo e foda-se as consequencias. Ela saiu de baixo de mim e correu pro banheiro. Peguei a calcinha que ela esqueceu no colchão e guardei como troféu.

Resolvi ir atras dela pra pedir desculpas e a peguei no chuveiro lavando a buceta com o chuveirinho. "Nem fodendo, cesinha, era so o que me faltava ter um filho seu". Eu dei risada e ate esqueci de pedir desculpas. Entrei com ela no chuveiro e a raiva dela pareceu passar. Encostei-a na parede, ela se ergueu na ponta dos pés e empinou a bunda: encaixei e continuei a comendo. Dessa vez, gozei em suas costas.

Na manhã seguinte, descobrimos que todo mundo tinha visto ou ouvido, apesar de acharem que era efeito da bebida. Demos muita risada do ocorrido mas mantivemos esse segredo entre nos. Na epoca, eu estava num namoro enrolado, Andrea também. Hoje ela ainda ta solteira, mas nao mantemos contato. Mas eu adoraria repetir a experiencia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de gay comi o amigo do meu filhoconto ru e minhas filhassou cachorra de meu sobrinho casa do contoPutinhas mamando contoseroticosSiririca contosconto prima choro com meu pau no cuevy kethyn istinto ativoavantajosa gosou dentroconto esposa transa com marido se exibe pra molecada  entao fiquei sozinha com o meu pai , no primeiro dia vi ele tomar banho e vi o  contos de coroa com novinhocontos meu tio pauzudo fodeu minha mulher e filhameu marido e meu cunhado conto realconto senhora safadacontos eroticos comendo cu da tia com primo e tiocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eróticos surpresa travesticontos eróticos minha amiga jogadora dormiu na minha casaconto estagiaria virgemhistoria porno gay, paguei boquete no amigo carloscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico fui pozar na casa da minha irma casada e comi seu cuzinhocontos erótico me rasgaram mo acampamento subo em cima do teu paudestruidor de cu contoscom perdi minha virgindade com um policial contocontos sado lesbico de incestoConto erotico tudo por meu filhomeu cao meu machocontos eroticos espiei minha tiaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos porno mãe biquínicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemurhler.abusada.estrupradoContos reais de marido corno arependido em deixar esposa trepar.contos eróticos aposta q terminou em surubacontos eróticos de mulher encarando um pau gigante e não aguentaeu confesso incestoconto porno vingança perversachupada por mendingo e seu cachorrocontos de iniciação no swingchegou em casa e irma tava pelada na casacontos comiminha primacontos eroticos forçada a foder cavaloele era cheirosinho conto gayVidio de bucetas emchadas napica grosacontos porno encoxando mulheres amigos onibuscontos sexuais titia e esposoVideos travestis ativos sado contosdesejo sexual pelo sobrinho contosconto erotico minha namorada dançando com outro na baladacontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu pauxvedio nerga da cu pertaconto só uso fio dental sou gaúchatravesti jhuly hillsfiz sexo com meu cachorrocontos erótico encoxada gay e gozadacontos eróticos de gay Fui dormir na casa do meu cunhadocontos comi a sobrinha novinha da minha mulhercontos comi um vizinho novinhocaipirinha conto eroticoabusada contoconto erotico meu marido e viciado no meu cuminha esposa gordinha de toalha andando dentro de casa no pé da pia da cozinha de baby dollpequenina conto eroticocontos eróticos bumbum grande no ônibuswww meucontoerotico.br delisiososcontos eroticos peguei carona e meu chefe me comeu na cama da mulher delecontos porno chupando cona cheia de porraContos erotico minha tia coroa gostuma anda nua em casa