Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEXO E PODOLATRIA NO CINEMA

Sei que ficou um pouco grande, mas é real e bem excitante, garanto.

Este é meu primeiro conto, e vou relatar o que aconteceu comigo a alguns dias atrás, mas primeiramente, prazer, me chamo Daniel (fictício) e tenho 19 anos, já me masturbei várias vezes com contos deste site, mas chegou a minha vez de contar minha histária, vamos lá.

Certo dia no intervalo do colégio, eu que frequento o 3ª ano do ensino médio, estava sentado com uns amigos meus como de costume, até que passou uma amiga minha com outra garota do 2ª ano, e minha amiga apontava pra mim, eu fiquei curioso, e apás voltar pra sala, fui perguntar para minha amiga do que ela falava de mim para aquela garota, ela disse que a garota queria saber meu nome, pois algumas vezes no colégio eu havia pisado no pé dela acidentalmente e além disso eu era muito bonito (palavras dela), eu que sou totalmente tarado por pés, achei engraçado, pois não me lembrava de ter pisado no pé dela nenhuma vez, mas nem liguei pra isso.

Depois de alguns dias, eu estava no shopping sozinho, quando me deparo com ela sentada em um banco lendo um livro, ela não notou minha presença, eu já sabendo da queda que ela tinha por mim, fui falar com ela, ela ficou meio sem graça quando eu a cutuquei, mas depois de um tempinho conversando ela se soltou, disse que estava lá sozinha também pois uma amiga tinha dado bolo nela, e não queria voltar pra casa naquela hora, sugeri de irmos ao cinema, e é lágico que ela topou, compramos os ingresso e como não tinha nada pra fazer arrastei ela pra sala do cinema, mesmo faltando uns 30 minutos para o filme começar, sentamos na ultima fileira, ela encostada na parede e eu do lado dela, apás mais algumas conversar e risadas eu fui direto ao ponto e beijei ela, nossa, que beijo foi aquele, ela não se intimidou e foi logo colocando as pernas sobre as minhas, e eu aproveitando a oportunidade pra passar a mão em cada centímetro do corpo dela, ela usava uma camisa branca meio decotada, um shorts jeans curto, e uma sapatilha, que deixava a parte de cima do pé dela a mostra, e eu já havia reparado nela a muito tempo, mas continuamos lá se pegando, até que fui mais além e fui arriscar por a mão por dentro da blusa dela, ela não me impediu, e por sorte minha, o sutiã dela abria pela frente, e lágico que eu não perdi tempo e abri, aqueles mamilos já estavam durinhos, não eram seios tão grandes, mas eram médios, do jeito que eu gosto, cai de boca e chupei tudo, fiquei lambendo em volta do mamilo dela enquanto minha mão já abria o ziper do shorts dela, ela até ajudou a abaixar um pouquinho a calcinha, coloquei minha mão lá e pude perceber que estava encharcada, que delicia, era raspadinha, meu dedo foi entrando e fazendo o movimento, ela respirava forte, o cinema ainda vazio, aquilo me deixou com muito tesão, abri meu ziper e coloquei meu pau pra fora, ela ficou me masturbando enquanto eu a beijava, chupava o peito dela, e a masturbava também, até que ela parou, ajoelhou ali mesmo e pagou o melhor boquete que já recebi até hoje, aquela boca quentinha, molhada, ela lambia em volta da cabeça, foi uma sensação inexplicável, até que falei que ia gozar, ela acelerou ainda mais o boquete, até que senti litros de porra saindo de mim, ela não deixou escapar uma gota, engoliu tudo, com gosto, depois disso ela levantou, e se sentou, pois 3 pessoas já haviam entrado na sala do cinema e sentado mais pra frente.

Depois de mais algum tempinho se pegando, e nossas mãos nem preciso explicar aonde estavam, ela sentou encostando na parede, colocou novamente suas pernas sobre as minhas, e pediu com uma voz doce e excitante 'faz uma massagem nos meus pés para pagar todas as vezes que você pisou neles?' eu sorri sem graça e obviamente atendi, ainda com a sapatilha eu levantei um pouco o pé dela e beijei a parte de cima, que era branquinha, ai tirei a sapatilha, e sinceramente, são os pés mais lindos que já vi na minha vida, solinha lisa, dedos pequenos, unhas bem feitas na cor vermelha, e fui fazendo a massagem, até que ela mesmo tirou a sapatilha do outro pé, e ficou passando sobre o meu pinto, que estava duro como rocha, quase rasgando a calça, ela passava o pé lentamente, como não tinha ninguém do nosso lado, eu abri o ziper e coloquei ele pra fora, ela começou a me masturbar usando aqueles pés perfeitos, quando eu disse que ia gozar de novo, ela rapidamente virou, ajoelhou sobre a cadeira do cinema, ficando meio que de 4, e pagou outro maravilhoso boquete, e eu gozei novamente na boca dela, e assim foi, o filme inteiro, não chegaram nem a ter 19 pessoas na sala pois era uma segunda a tarde, e ninguém sentou perto da gente, por isso ficamos super a vontade, nesse dia não transamos, mas depois chamei ela pra ir em minha casa e rolou de tudo, mas isso fica pra outro conto, espero que tenham gostado, até a práxima.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos orgia forçadaconto uma viagem muito gostosaconto amigo heteromeu cachorro meu machoescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetavideo de sexo c langerricontos eroticos fui enrabada dormindominha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandopapai me come contossubo em cima do teu paucontos eroticos vizinhas camaradascontos eroticos farmaceutico taradocontoseroticos chantagem velhaContos eroticos- meu pai me xingando no sexoconto erotifo gay sexo em familiacontos eroticos calcinhao lutinha tapinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos de menininha dando o cuzinho pro meu primo escondido brincando de pique-escondeconto gay teenContos eroticos minha amiga me contouContos escrava sexual do patraoandava só de cueca no carro. conto gay teenfodido pelo pegador do bairro conto gaytravesti leiteira contos eróticosso um pouquinho contos eroticosContos eroticos enteadascontos eroticos gays quando pequeno atiçei meu tiocontos gays meu pai gozou na minha bocaquero so no cucontos.erostico.comendo.minha.cunhada.beba.esposa.dela.estava.viajandoconto vovó e sua anacondacontos eroticos cornos que nao desconfiavideo de morena clara casada traindo com um bem dotado acima de 22 cmcontos eróticos gay meu sobrinho rabou meu marido na minha frentecontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhapapai me comeu contos eróticoscontos eroticos de padrinho gay dando a bundaConto tia a massageava o paurelatos eróticos loira adora dar cu pro cavalovídeo pornô de sobrinho pega tia de baby doll calcinha na cozinhafui ensinar a sobringa dirigir ea fudicontos de travestis comendo os patroescontos cu doceContos erpticos menininha de ruacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentePau na xana da prima conto eroticoContos excitantes sou gaúchacasada pelada em lugares movimentados contoscontos eroticos na infanciaconto comendo mães e filhascomo supa a boceta ligada tonadotenho a bunda grande e o quadril largo contospegando hetero casado conto gayincesto com homens bem velhos e bem dotados com meninas novinhas novos relatosputa irmão contocontos/minha cona era apertadinha e virgemcontos teve que sentar no meu colo no carrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetomou calmante e tomou no cu contomeu irmao alem de comer minha buceta me emgravidoucontos de seios de sobrinha novinhaContos Eróticos De Coroa Dona De Casacontos nao tinha camisinhaPutinha casada contocontos eróticos comendo a minha filha caçula na viacomendo a bundinha da menina contos eroticosconto erotico chefe do meu marido me bolino por de baixo da mezacontos erótico buceta pequenasponei arrombando morena com tesaocontos eroticos com enteadafiquei louca vendo o meu sobrinho pauzudo comendo a minha filha. conto eróticocontos eróticos bebadaorgialivre