Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NÃO RESISTI E SENTEI NA VARA

Certa noite, entrei num barzinho tranquilo em outro bairro, para não ser reconhecido. Eis que estava lá exatamente o cara da mesma academia que eu, branquinho, topete rebelde, bebericando. Não esperava por isto, mas ele acenou me chamando para sua mesa, tal como sempre sonhei.

Daí a pouco nossas pernas roçavam e o clima esquentou. Meu pau tava duro, louco para pular naquela boquinha deliciosa. Fomos ao apartamento dele, ali bem perto. Bem não entramos, ele baixou minhas calças, lambeu minhas virilhas, abocanhou-me a pistola e mamou como bezerro faminto. Fazia barulho com a boca cheia, mastigava a cabeça da piça, mordiscava com prazer, atolava tudo até a garganta.

Era nossa primeira vez. Tive receio de que ele me perguntasse idade, o que ele fez na mosca. Respondi que não diria, para não afugentar a presa. Ele então me deu um beijo de língua, resmungando que adora homens maduros que oferecem amor tranquilo e confiança a um cara casado como ele, que permanece no armário. Meti-lhe o dedo na bunda e ele pedia mais, sempre mais. Depois veio sentou na minha pistola sedenta de um rabo empinado e macio. Foi sentando, falando coisas, choramingando, até que atolei a pistola inteira no rabo dele. Aí a festa ficou uma delícia, porque ele sentou de frente. Espetado, rebolava gostoso, beijava, chorava pedindo mais, até que esguichei porra quente lá no fundo e gozamos num beijo longo, profundo, demorado.

Depois ele voltou a mamar. Chupava até o cabo, vinha mordiscar a cabeça da pica, babava meu saco, até que resolveu me enrabar. Esta foi a segunda vez que um macho encanou de comer minha bunda. Fiquei supercabreiro, mas ele insistiu e, como da primeira vez, por mais que eu fizesse cu doce, ele não desistiu.

Meteu a língua no meu cu e me fazia ver estrelas. Depois fez massagem com o dedão bem na orla do meu anelzinho, até perceber que eu já estava tranquilo e meteu a pistola dura para abrir o caminho. De frango assado, ele fazia vaivém para lubrificar ainda mais, pressionando e atolou a jeba até o cabo me fazendo urrar de dor, sobressalto e prazer.

Com a linguiça toda no cu, bem comido como estava, não tinha como me fazer de rogado: batia a mão espalmada na bunda dele, para o esquentar ainda mais e ele respondia com fúria me comendo e me dando um tipo de prazer que jamais imaginei que outro macho pudesse me dar.

Gozamos como dois cavalos enlouquecidos, gritando, urrando, esporrando. Ele foi ultragentil, deixando lá dentro o pau que ia amolecendo enquanto ele me beijava tranquilo, me fazia carinhos, me lambia o rosto, a boca, as orelhas.



Quando a tarde chegava, já transcorridas três ou quatro horas, tomamos um vinho por despedida. Eu imaginava que tudo havia acabado, mas ele abriu-me a braguilha, retirou meu pau e começou aquilo que eu seria a última mamada da tarde. Abocanhou, gemeu como sempre, sorvendo meu nervo duro agradecendo nosso momento de amor. Pediu-me para deitar de costas sobre o tapete da sala e veio sentar novamente na minha marran dura e vermelha. Fechou os olhos e foi sentando, gemendo e suspirando fundo como se tudo começasse naquele momento. De repente deu um urro e falou: filha da puta, me come gostoso que eu quero gozar espetado na tua vara. Meti-lhe tapas na cara e ordenei: porra, você vai gozar na minha vara, mas tenha respeito pelo teu macho, seu viado. Além de rola dura no rabo dele, esquentei-lhe tapas na bunda e, sentindo a porra quente que esguichava lá dentro, ele entrou em transe, num gozo profundo. Abraçadinhos, entre beijos e carinhos leves, fomos nos despedindo, porque a noite chegava e eu teria compromisso com minha mulher.

Moramos no mesmo bairro, mas, para não dar bandeira, somente saímos quando tudo conspira a favor. Desejo mensagens de machos entre quarenta e setenta anos, preferencialmente casados, mas não descarto nenhum amigo. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos trai meu marido com eletricista coroa safadacontos eroticos nas prostitutas com mendigosmeu marido me flagrou fodendo contostravesti dotadu no rncontos mulher da p o sobrinho do pau grande e marido veFamília contos eróticoscomtos bdsmcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentea mulher do pasteleiro contoVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandenovinha safadinha relata como aprendeu da pro poneConto eroticos corno liberal safadocontos de coroa com novinhoContos eroticos cegocontos erotico com deficientedividi minha mulher com outro comto eroticocontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frentecontos eroticos irmao fodendo irma novinhapediu pra ver a buçeta da aniginhamedica seduzidapor lesbica historiassobiu no cu delacontos amor gaycontos eróticos vi minha vizinha dando pro meu cãoconto titia e eu no banhochupar em tetas impinadascontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra poi ve a folha fundedo com o primo dentro de casaminha esposa na chacara contosVídeo lendo contos com vibrador na bucetajaponesas babys fazendo zoofilacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha esposa pediu para levar o amigoconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadeamigo tenta estrupar amigo bebadohumilhada contos eroticosAi tira tira, aguenta sua cadela so vou parar quando eu quiser e quando eu tiver satisfeito piranhaBaixou minha calcinha e meteu contosFábio chupou o pau de Sáviotravesti e sua avó conto eróticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteporn conto com a gerenteContos filha de 7 com papaicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cumarido corno nao ve mulher paasa a mao no pau d outrocontos sobrinho moreno loiracontos eroticos patrcinhas enrabadas por muitos homensconto praia de nudismo com a esposa continuaconto erotico pivetecontos gozei no papaititiatezudaVídeo lendo contos com vibrador na bucetaZoolofia cominha cadela ler istoriaputinha desde novinha sacaneadaconto meu amigo comer minha esposacontos erotico fui fudida no banheiro do posto de gasolina pelo tarado roludoContos eroticos em onibuscontos chupei um pintaoa velha e o pedreiro contos eroticosContos eroticos trans cunhadaconto tia segurou sobrinho para ele dar gay contos depois de 30 anos de casado pede a minha mulher para ser cornovidio muher trasa com homen com pido pequenocomendo e falando sacanageme gozando contosvê seu pau foi a gota d'agua "contos eroticos gay"relato erotico calcinha fio dental da madrinhacontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primacontos porno casadas o negrinho safadocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosconto erotico minha namorada dançando com outro na baladacontos eroticos fui comida na fazendacontos eroticos a minha primeira fodacontos brasil cunhadaGozou na minha buceta contos eroticosmeu cao meu machocontos eroticos arrombando a gordaconto coroa boazudaincesto contos da cunhadinha