Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMIGA DO CU VIRGEM LEVOU UMA ENRABADA E TANTO!

Quando tinha 19 anos, trabalhava do lado de uma video locadora e como eu atendia clientes na rua sempre que voltava pra minha loja batia um papo rápido ou fazia alguma brincadeira com a menina que trabalhava na locadora, era uma loira bem magra, 19 anos, +- 1.70m de altura, mas lindíssima de rosto, vou chama-lá aqui de Marina... Enfim, não lembro como tudo começou, mas ela começou com um papo que estava com saudades sempre quando eu voltava da rua, e a coisa se desenvolveu até o ponto que quando eu chegava ela me abraçava e me dava um beijo na bochecha vez ou outra, porem nunca tive segundas intenções, claro que eu gostava de toda aquela atenção, mas já namorava serio a 2 anos e gostava muito da minha namorada... Marina tentou umas jogadas mais pesadas, mas nunca rolou nada... Ela acabou arrumando um trabalho melhor e saiu da locadora, pouco depois disso minha namorada acabou nosso namoro, o motivo não teve nada haver com Marina... Fiquei na merda claro...



Outra menina começou a trabalhar na locadora, vou chama-lá de Roberta, tinha +- 1.75m de altura, 20 anos, pele morena, cabelos cacheados, corpo delicioso, um parzão de tetas grandes bem redondas, bundinha pequena (comparando com tamanha fartura de suas tetas) mas redondinha e com duas covinhas na base das costas... Não era bonita de rosto como Marina (também não era feia não, não fui o que quis dizer), mas de corpo era 1000x melhor...



Como estava na merda, nem falava muito com Berta, tinha me apresentado tudo, falava oi, bom dia, etc etc... mas não trocava idéia nem nada...

A mulher do meu chefe que e uma tremenda fofoqueira já foi contando todas as fofocas da área pra Berta, inclusive que eu tinha tomado pé na bunda e que a menina que trabalhava antes dela era cheia de carinhos comigo...



Certo dia voltei da rua meio cabisbaixo, Berta brincou comigo, e perguntou se eu estava daquele jeito porque estava sentindo falta dos abraços da outra... Minha primeira reação foi "Nossa! Como você sabe disso?" e ela respondeu com ar brincalhão "Sei de toda sua vida já, cuidado hein!" e continuou "mas á, pode ficar tranquilo que sou boazinha, se precisar de abraço eu ajudo!". O jeito como ela me recebeu ali me alegrou um pouco e acabei contando pra ela que minha ex tinha ligado e queria que eu fosse pegar minhas coisas na casa dela, o que me deixou triste, pois era mais um sinal que ela não queria mais nada comigo... Berta ainda na brincadeira fingiu estar super comovida e falou "oww! Acho que você merece um abraço!", e saiu de trás do balcão e me abraçou bem apertado por uns segundos e me soltou perguntando se estava melhor, acabei entrando na onda e disse brincando que ela tinha me curado e logo voltei pro trabalho...



Os dias foram passando e a gente foi se conhecendo mais e mais, ela era bem brincalhona e super engraçada, adorava me sacanear de qualquer forma que podia, ficamos nessa por um bom tempo, até que um dia Berta me chamou pra ir num show, não era uma banda que gostava, mas acabei indo de qualquer maneira pra distrair...

Marcamos de nos encontrar na portaria do show... 



Quando cheguei ela já estava lá com umas amigas, Berta estava linda, estava usando um decote ainda maior que os que ela usava na locadora... fui ate elas e pra minha surpresa Berta me sacanea pesado, me apresenta pras amigas dela (que eram super bonitas também) dizendo que eu era gay, fiquei morto de vergonha e falei que era mentira, mas Berta insistia que quem estava mentindo era eu, as meninas claro tiraram maior sarro... 

Enfim, show começou, as meninas começaram a dançar e eu fiquei pela área meio sem o que fazer, sá tomando uns drinks... Estava chovendo homem nas meninas, todo mundo tentando xavecar... Uma hora Berta veio até mim reclamar que não aguentava mais tanto xaveco furado e pediu se podia ficar abraçada comigo pra fingir que estava acompanhada... Falei que não tinha erro... Ficamos ali abraçados, ela estava super agarrada comigo, como namorada mesmo, e a gente ficava falando um no ouvido do outro, o cheiro dela estava delicioso e estava me deixando louco, não sei porque mas começamos a trocar uns olhares e acabamos nos agarrando pra valer... Que beijo delicioso o dela... Ficamos nos pegando ate o fim do show, quando as amigas dela nos viram e ficaram espantadas, realmente acharam que eu era gay, mas Berta explicou que falou aquilo sá pra não ter competição... Safada!



No dia seguinte, não lembro se chegamos a conversar sobre nosso "amasso", mas lembro que ficamos numa boa, não ficou clima estranho ou aquela pressão pra sairficar novamente...

Porem depois disso ficamos bem íntimos e começamos a conversar muito sobre sexo... Berta até me disse que apesar de nunca ter deixado ninguém comer seu cú, ela morria de vontade de experimentar, mas não faria com qualquer pessoa.



Eu comecei a ficar louco de tesão com aquelas conversas e, especialmente depois que ela me contou que depilava  toda a buceta e cú (o que eu achava o máximo do máximo na época) não me aguentei e comecei a falar abertamente que queria comer ela... Berta sá retrucava dizendo que eu estava brincando com fogo e não ia dar conta de comer ela direito... nessa ficamos...



Numa sexta-feira, sai dar um role ver como estava a noite e me encontrar com meus amigos, mas quando paro pra abastecer dou de cara com Berta e suas amigas abastecendo o carro também... Acabamos parando na conveniência do posto pra conversar... Papo vai papo vem, e as amigas de Berta (as mesmas que estavam no show) começaram a nos pressionar pra beijar,  ficaram falando falando ate que nos beijamos, sá faltou elas aplaudirem, falavam que éramos um par perfeito, isso e aquilo... Depois de uns minutos as amigas avisaram que iam embora pra dar privacidade pra gente, e uma delas descaradamente me avisou "vê se apaga logo o fogo da Berta que ela esta impossível", eu achei que fosse brincadeira e sá respondi "pode deixar que de hoje não passa!"... E então elas se foram...



Assim que suas amigas saíram Berta me perguntou "você vai apagar meu fogo mesmo ou erra brincadeira?", foi aí que me liguei que suas amigas não estavam de sacanagem... Não pensei duas vezes, puxei ela pro carro e corri pro motel...



No caminho pro motel fomos conversando sá putaria, já fui dizendo tudo oq queria fazer e falei que estava afim de tirar a virgindade do cú dela, mas ela falava que não ia liberar fácil assim, que ia pensar se eu merecia, sá me enrolando...



Assim que entramos no quarto do motel já fui logo agarrando Berta, não queria perder tempo, queria deixar ela louca de tesão e ganhar aquele cuzinho... deitei ela na cama, e como ela estava usando um vestidinho curto, já abri aquelas pernas lindas, puxei a calcinha pro lado e cai de boca naquele bucetao gostoso, toda depilada, estava fervendo e já toda molhada, chupei ela toda, enfiava a língua bem fundo, ela gemia gostoso e pedia pra nao parar, já aproveitei e fui preparando o cuzinho, pois hoje ele ia engolir minha rola, enquanto chupava gostoso o grilo dela, enfiei um dedo na buceta e um no cu, ela nao reclamou, e começou a gemer mais ainda quando comecei fode-lá com os dedos, continuei chupando loucamente e fui revezando entre cu e buceta, ate q resolvi colocar dois dedos em cada buraco, ela foi a loucura, quase arrancou meus cabelos, em pouco tempo ela gozou um monte, se contorceu toda, foi uma delicia, sentia o cuzinho e a bucetona dela piscando sem parar e apertando meus dedos que deixei atolados nela até ela se aquietar... Ela soltou um suspiro de alivio e me puxou pra deitar com ela... Aproveitei antes de deitar e arranquei toda nossa roupa, que corpo maravilhoso o dela, e que par de tetas era aquilo, perfeitas...

Deitei com Berta e ela me agarrou, me encheu de beijos, disse q nunca tinha gozado com tanta intensidade, ela  continuo com os beijos e foi descendo ate chegar no meu pau, me ajeitei e puxei Berta pra cima de mim, queria continuar abusando daquela bucetona e cuzinho enquanto ela me chupava, não precisei nem pedir e ela já foi engolindo quase ate o talo dos meus 18cm de pau, ficamos fazendo um 69 delicioso, ela chupava com muita vontade e ficava tentando engolir o pau todo, eu continuei chupando aquela bucetona saborosa e penetrando o cuzinho com 2 dedos, que piscava como louco, já estava amaciado, quando enfiei o terceiro dedo Berta nem percebeu, o cuzinho estava pronto pra levar pau... 

Pedi pra ela deixar meu pau todo cheio de baba e a coloquei deitada na cama, cai de boca mais uma vez pra deixar aquele cuzinho bem lubrificado e mandei bala, posicionei a cabeçona do meu pau na entradinha do cu e fui apertando pau a dentro, fui devagar claro, mas entrou fácil e ela nao reclamou nem fez cara feia, perguntei se ela estava bem, ela disse que sim, que era diferente mas que ela estava gostando... Ela colocou as pernas ao redor da minha cintura e me puxou para um beijo... Ficamos ali nos beijado com meu pau atolado naquele seu cuzinho delicioso, mexia bem devagar pra ir acostumando bem com o tamanho... Comecei a chupar aquelas tetonas divinas e a beijava deliciosamente enquanto penetrava seu cuzinho ate que ela deu sinal verde e ordenou "fode meu cu gostoso, me arromba!". Nossa, quase gozei sá ouvindo aquilo, mas cumpri a ordem e comecei a foder aquele cuzinho gostoso, ela ate perdia o fôlego gemendo... Estava delicioso, cuzinho dela estava pegando fogo e engolia meu pau todo, nem piscava mais... Perguntei no ouvido dela se ela queria tomar no cu de quatro, e ela sem hesitar falou que queria... Assim que tirei meu pau daquele cuzinho, ele ficou todo aberto, já estava completamente arrombado, tinha removido qualquer traço de que aquele cu era virgem apenas minutos atras... Berta estava adorando ser enrabada daquele maneira e não perdeu tempo, ficou logo de quatro me implorando pra levar mais pica, ficava rebolando e se masturbando pra me atiçar mais ainda, não teve perdão, entupi aquele rabo com meu pau, segurei ela pela cintura e puxava forte contra meu pau, ela continuava a se masturbar, seu cu levava pau sem reclamar, ela gemia como louca... Fui com tanta sede ao pote que não pude segurar meu tesão, enchi o cu dela de porra, gozei muito gostoso dentro daquele cuzinho, quase perdi todas as minhas forças sá naquela gozada... Quando tirei o pau ate escorreu porra pra fora daquele cuzinho todo arrombado... 

Berta não queria parar por ali, me mandou deitar e logo montou em cima do meu cacete mandando-o cu a dentro, começou a cavalgar como louca enquanto me enchia de beijos e falava que já estava quase gozando de novo... Ela cavalgou e rebolou na minha pica até gozar, e como gozou, se tremia toda, parecia que estava totalmente sem ar e ficou com a boca super gelada... Foi uma delicia, depois ficamos ali deitados juntos relaxando e trocando carinhos, Berta parecia estar com febre de tão quente que sua pele estava... 



Acabamos indo tomar uma ducha pra refrescar, brincamos mais um pouco ali no chuveiro mesmo e aproveitei pra comer a bucetona deliciosa dela... 

Repetimos a dose no sábado e no domingo... 



Até hoje ainda somos super amigos, e sempre que volto pro Brasil a gente se encontra pra matar as saudades e gozar gostoso!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


bia cadela contosCU arrombado ABERTO madrasta contocontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motovoyeur de esposa conto eroticoBucetas grandes fog lp icontos eroticos incestos eu e a mamae no acampamentoso ft das mulers.de bucetao rncadoscontos eróticos da quarta-feira de Cinzasconto erotico fui no pagode e comi um travesticonto dei minha buceta pro mendigocontos eroticos sou casada minha irma deixou meu sobrinho em casaconto erótico viadinho que adora apanhar e ser humilhadoConto erotico entalouContos gays de cinta liga e fio dentalcontos de cdzinhas orientaisconto esposa chantagemcontos eroticos cornosmoranade bct Grande batendo um pra amiga conto erotico a filhinha do meu tioConto eróticos de novinhas 2006cache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html fui dominado por uma mulher mais velha conto eroticoporn ocomeno a bebaConto erotico comi a coroa negra amiga da minha maeContos eroticos minha esposa e o estrangeirovovozinhas esfreca buceta com buceta uma na outraminha filha veridicomeu cao meu machoJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo tácontos eróticosgaysmeu primo de menorContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelconto gay.zoofilia.abusadocontos a mulher do meu amigo queria um pau grandemeus dois professores contos eróticosconto erotico velhosaiiao taradoesposa safada. contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteria gosa pra min okinawan gélico pornôContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do ParáPornodoido passistasconto erótico meu filho pediu uma espanholaconto erotico meu professor me encoxou para senti seu paucontos eroticosirmazinhacontos eroticos com enteadacontos de sogras casadas dandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetoramdo o cu da esposa novinha conto realContos eroticos.filhos com penis grande grosso.e mamae carentescomi o padreconto tia gostosa de microcalcinhaconto eróticos engravidei minha irmã e minha mãecontos eroticos deixei o meu cunhado gozar na minha bocacontos eroticos espermaa minha primeira vez com sexo canino contosporno contos eroticos filhinhas enrabadascontos eroticos troca de esposasConto cm foto d esposa putinhacontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridocontos eroticos manicure e minha mulher safadalesbica estrupa mulher na brisao pornoconto porn insetuosocontos quando eu era pequeno meu colega me comeucontos gay puta obedienteColocou dentro contos eroticoscontos negra cavala casada fudendo com negaoConto erotico 25cm na minha tia magrinhaesposa gorda contos eróticoscontos eroticos bebadosinseseto commforcacontos eroticos bostacontos eroticos sou casada mais adoro dar a buceta para meu genro porque ele tem um pintao bem grandePorno conto evangelicacontos eroticos de pastores cadetudoContos eroticos seios belicadoPutinha casada conto