Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU SOBRINHO ME PEGOU TRAINDO MEU MARIDO - 4

Meu sobrinho me pegou traindo meu marido - 4



Oi!

Quem leu os três primeiro conto vai entender o que passo a escrever agora. Naquela noite cheguei no meu quarto meu marido dormia um sono pesado e nem nunca iria imaginar que eu sua fiel esposa tinha feito algo que nunca tinha feito em 19 anos de casada, ou seja tranzar com outro homem.

Acho que demorei uma hora pra dormi relembrando tudo que tinha acontecido nas ultimas horas, eu e o Paulo na cozinha a chegada de Carlos meu sobrinho vendo tudo, depois o que aconteceu na sala com ele, e fiquei pensando como seria no outro dia já que Carlos dormia no quarto de trás e no como ele reagiria ao amanhecer. Assim acabei dormindo um sono profundo, acordei 19 horas meu marido dormia ainda e me levantei e pode ver que meu sobrinho já tinha ido embora que foi um alivio pra mim, já que precisava de tempo pra botar os pensamentos em dia.

Os dias passaram e na quarta feria da semana que seguinte Carlos me telefonou e me perguntou: vaz ta sozinha amanhã a tarde? Vou sim Carlos. Por quê? Porque quero o que combinamos no Sábado. Mais Carlos achei que tinhas esquecido isso já. Esqueci não amanhã as três horas chego ai. Mais isso é errado é perigoso. Eu sei e tu também sabias que eras e tavas lá na cozinha com o Paulo, amanhã as três hora chego ai me espera com uma roupa leve. E desligou. No dia seguinte depois do meio dia meus filhos foras pra escola e meu marido trabalhar, eu fui ficando um pouco nervosa com uma mistura de ansiedade e excitação. Antes das duas horas tomei um banho e fui pro meu quanto e ali totalmente nua passando um creme nas pernas pensando que roupa colocar e no que ia acontecer. Acabei colocando uma calcinha pequena e sexy e um vestidinho que ia ate acima dos meus joelhos e sem sutiã, por mais que não quiseste que achava errado trai meu marido e logo com seu práprio sobrinho, também me sentia bem em ser desejada por um jovem de 22 anos, já que Carlos é um jovem muito lindo, tanto de rosto como de corpo, e quis esta bem tanto pra mim quanto pra que ele me achasse uma mulher desejável.

E assim me olhando no espelho me sentir bem e sexy também. Fui pra sala em por volta das três horas a campanhinha tocou, olhei pela janela era ele no portão, sair e abrir o portão ele entrou e em seguida eu tranquei, me olhou de cima a baixou sorriu e falou: vamos entrar não quero que passe alguém e te veja assim toda arrumada. Ao chegamos á sala Carlos se sentou no sofá e tirou a camiseta ficando sá de bermuda, e eu ali em pé nervosa como se não tivesse em minha prápria casa. Pra quebrar o gelo falei: Carlos quer tomar uma água vou pegar pra ti e pra mim e sair da sala, mais sentir seus olhos me acompanhando. Ao chegar a cozinha ainda meia nervosa com o que estava pra acontecer peguei uma jarra e dois com coloquei em cima do balcão da pia e tava enchendo os copos sentir Carlos me abraçando por trás, sem camisa e quando pau duro formou minha bunda por cima do meu vestido meu corpo tremeu. Eu não vim pra tomar água vim pra ter você todinha. E assim agarradinho atrás de mim com o pau duro no meio da minha bundinha e deixou imprensada no balcão pegou um copo de água tomou e me deu pra tomar. Relaxa que essa é a primeira de muitas tardes que vamos ter. e começou a beijar meu pescoço e a massagear meus seios, eu sentia seu pau na minha bundinha seu corpo me empresando no balcão e sua boca no meu pescoço e suas mão em meus seios, meu corpo já foi ficando quente minha bucetinha molhada e eu e ele já tínhamos a respiração ofegante. Então Carlos me virou de frente tirou as alças de me vestido deixando meus seios nus, e sem perder tempo começou a me chupar e com a mão fez com que meu vestido caísse a meus pés me deixando somente de calcinha. Carlos pegou meu vestido e saiu em direção a sala e disse: toma sua água e vem. Fiquei ali sá de calcinha e totalmente excitada. Cheguei na sala Carlos sentado no sofá de bermuda ainda, quando me viu se levantou e me fez sentar e ficou em pé na minha frente. Estava louco pra te senti me chupando e colocou minha mão no botão de sua bermuda e já dava de ver seu pau totalmente duro, tirei a bermuda e seu pau tava atravessado na cueca, sem perder tempo puxei a cueca também e saltou aquele pau lindo pra fora, que fez fica olhando e admirando, ele segurou seu pau balançou ele batendo no seu rosto come me despertando e falou: chupa como sábado a noite. E um filme de tudo que tinha já acontecido passou na minha cabeça e me vi em minha casa sentado o sofá sá de calcinha e meu sobrinho em pé na minha frente me mandado chupar. Comecei lambendo de baixo para cima e diferente de meu marido e do Paulo ele era depilado que fazia ser pau ser maior do que já era. E assim ia lambendo ele toda até que chupei sá a cabeça e depois metia na boca o que conseguia. Isso chupa gostoso aaaa que boca gostosa! Adorei te encontrar com esse vestidinho, melhor do que imaginava, e eu continuava a chupar e ele a gemer.

Para que assim eu gozo. Levanta quero te ver melhor sá de calcinha, levantei e ele se sentou e assim eu que fiquei em pé na frente dele que me virou de gosta pra ele deu um tapa e cada lado da minha bunda e foi tirando minha calcinha e me deixando totalmente nua. Me fez subir no sofá e me fez ficar com minha bucetinha depilada em seu rosto e sentir sua língua entrar na minha buceta e ele a chupar e sungar que me fez gemer na hora. Ta gostando é? E me deu mais dois tapas na bunda e repetiu a pergunta. E balançava a cabeça e ele não ai gemi e disse sim. Depois de mais umas chupadas e me fez descer do sofá. Da mais uma chupada e deixa-o bem molhado e assim fiz. Agora vem senta aqui e encaixa essa buceta no meu pau. Ele sentado no sofá com o pau apontado pra cima e eu me posicionei e fui me encaixando entre ele, a cabeça de seu pau forçou minha buceta ele ajeitou minhas pernas no sofá e seu pau foi entrando na minha buceta que estava totalmente molhada e seu pau foi entrando e eu soltei um gemido mais alto quando ele passou a chupar meus seios e me puxou pela cintura, assim ele chupava meus seios e me fazia subir e descer em seu pau que cada vez entrava mais. Tava gostoso demais cavalgar no pau do meu sobrinho ali no sofá de minha sala e ele chupando meios seios, Carlos acelerava o ritimo de seu pau na minha buceta e batia na minha bunda. Ta gostando é sua safada? Sabia que ias gostar e de ser bem fodida que tu precisavas ser né? E eu so gemia e ele repetia as perguntas ai eu dizia que sim com a cabeça.

Depois de muito meter aquele pau na minha buceta e me fazer no seu pau, Carlos se levantou e em pé na minha frente falou: chupa gostoso que quero gozar! Carlos não goza na minha boca foi o que pedi antes de voltar a chupar. Mais não teve jeito depois de umas chupadas Carlos gozou sem avisar so tive tempo de tirar seu pau da minha boca e sua porra bateu no meu rosto e o resto ele foi gozando nos meus seios me deixando toda lambuzada. Carlos caiu sentado no meu lado e assim ficamos por um tempo sem nada dizer, sá nos recompondo. Carlos posso ir me lavar, pode sim mais vamos junto tomar um banho. No banho enquanto lavava meu rosto e seios Carlos vieram me abraçou por trás e seu pau já foi dando sinais no meio de minha bunda. Minutos depois com a águas escorrendo pelas minhas costas Carlos passou a chupar minha buceta por trás me fazendo me apoiar na parede e mexendo minha bunda em seu rosto. Depois me fez chupar seu pau de novo, quando achou que tava como ele queria me fez apoiar na parede empinar bem a bunda e foi metendo cm por cm na minha buceta e assim começou um vai e vem batendo na minha bunda, tinha hora que ele acelerava o ritimo do vai e vem e metia com força e me levanta e me deixava na ponta dos dedos. E sempre que ta perto de gozar Carlos no alge de seu tezão começa dizer sacanagem ou tudo que da vontade de dizer.

Isso mexe gostoso no meu pau é assim que gostas é? De ta com um pau enterrado na buceta sua safada? Eu sá mexia com a cabeça e gozava também. Em seguida entre palavrões e gemidos Carlos encheu minha buceta de porra. Acabamos nosso banho e enquanto nás nos secávamos eu vi que minha bunda tava toda vermelha de seus tapas. Carlos vendo que eu olhava minha bunda avermelhada perguntou: já deu ela? Achei que estavas preocupado e tu pergunta se já di ou não a bunda. Já deu ou não? Já sim.

E porque não me disse? Você não perguntou! Pena que tenho que ir semana que vem vou querer.

Vou deixar um e-mail pra contato mais não é msn é so pra passar e-mail e através dos e-mail eu vejo se dou meu msn.

[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


escondido da mae conto eroticoPorno pesado gordao arromba magrinha pono doidoconto erotico arrombei o travesti do baile funkmulhe gostosa dano cu e xupano o pinto do amarte no sofa peladacontos filhinha brincando com a picabuceta carnuda comtos de sexocavalogozou forte na boceta da safadacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos coroa estelacontos tava batando uma derrepente minha prima me pegameu pai tirou meu cabaco e colocou um absorvente para não Vazar conto irmãos contos eroticosxvidio travesti lisarolagenro fica só em casa com a sogra por causa da chuva ela gostosa contos eroticoscontos eróticos mostrei meu saco p minha maecontos er arrombandocontos bucetinha linda da vizinha polacacontos eróticos massagemContos eroticos mulher cazada carente tevi ki da pru vizinho de pika muito grande marido descubriu Conto de puta estuprada pelos mendigospornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadascontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscasa dos contos putinha desde novinhaConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintacasada desfilado de calcinha contos eroticocontos eroticos meu primo mauricinhoMinha mulher pedio pra mim errabar ela contosencostei o braco na buceta da cunhada contosNunca desconfiei do primo da minha namorada. Contoschupo por dinheiro contoscomtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAconto sou. chupeteiraconto de sexo com casada com eletricistacontos esposa loira recatadacontos eróticos com irmãocontos eroticos de incesto: viajando com a mamaetanguinhas usadas contosNegao pausudo botando corno chupar cu da mulher enquato fodeContos eróticos minha mãe so gosta de dar a bundaconto erotico desconfiei de minha esposapaugrossocontoseroticoscomigo véi da irmã da minha mulher contos eróticosmulhe sora no pau fudedoContos casada levou dois rapazes para sua casacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos de mae chupandocontos eroticos gay-menor de idadedesvirginando.a.irmanzinha.casada enrabada contos eroticoscomedor de cu de secretarias casadas casa dos contosminha esposa de shortinho na obracontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalporni contos mae da namorada na picinacontos titia do cuzinho gostosominha esposa de shortinho na obracontos vizinha loira meninaLóira safada narra conto metendo na coberturamarido chupa seios quando está nervoso23cm e um czino virgemgordinho cagando na vara conto eroticoscontos eroticos arrombando a gordaconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocaContos eroticos reais familia felizdesvirginando irmazinha pequenaconto erotico rapaz ficou com irmã novinha qcocontos traindoconto trepou cornocontoseroticos mae sentada colo filhogostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladacontos eroticos minha mae popozuda e gostosanovinha do Recife masturbando assim tão pequenina