Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TODOS COMERAM A IRMÃ.MENOS EU...

Muitos tem histárias para contar sobre irmã. Todos comeram e realizaram suas taras. Eu, pelo contrário, além de ser verdadeiro este conto, também é verdadeiro que nunca consegui comer a minha irmã. A minha tara pela irmã começou num belo dia quando mamãe ia trabalhar e minha irmã cuidava de mim. Eu na época tinha 19 anos e ela 15, apareceu o Luis e a Ruth, vizinhos nossos para brincar em casa. Fomos para o quarto dos meus pais e a brincadeira era de papai-e-mamãe. minha irmã pediu para entramos no armário, eu e o Luis. Elas na parte de fora. minha irmã falou que era para nás tirarmos a roupa e quando ela chamasse era para sairmos do armário. Tiramos a roupa e aí eu vi a pica do Luis, flácida era umas quatro vezes maior que a minha, minha irmã começou a dizer palavras que jamais pensaria, “vocês já estão peladinhos, prontos para comer suas mulherzinhas? Estamos prontinhas para deitar com vocês. Falando isso gritou, - podem sair agora. Quando nos preparamos para sair olhei a pica do Luis, tomei um susto, estava enorme, parecia um pau de tão duro, deveria medir uns 19 cms, enorme para idade dele, Quando saímos fiquei estático. ela estava nuazinha, e que corpo tinha minha irmã na plenitude dos seus 19 anos. Seios de pera e uma bundinha saliente, redondinha e roliça, que tesão, a imagem até hoje não me sai da cabeça. A Ruth estava de calcinha. Não perdi tempo pulei em cima da minha irmã e ela gritou que era para pegar a Ruth, pois ela era a mulher do Luis. Sai de cima dela e fui em direção a Ruth. Quando agarrei ela disse que não iria brincar e foi embora. Minha irmã bem que tentou mais não conseguiu a Ruth foi embora e eu fiquei sá. Ainda acompanhei ela tentendo fazer mudar de idéia, não consegui. Quando cheguei na porta do quarto o Luis estava deitado de costas e com a pica parecendo um mastro de bandeira, empurrava a cabeça da minha irmã para que chupasse a sua pica. Ela relutava e quando me viu disse para o Luis – Para, acabou a brincadeira. Ela pedia para parar porque eu estava olhando. O Luis parecia louco, pulou em cima dela e falou olhando para mim – Você chegou bem na hora de ver eu tirar o cabaçinho dela, que ela sempre o provocava e não ia deixar fugir a oportunidade. Numa última tentativa ela falou que eu estava vendo e poderia contar para os meus pais. O Luis olhou para mim e falou que se eu não falasse nada para meus pais e sai-se do quarto ele deixaria eu brincar no autorama que ela tinha (na época, década de 70 não era qualquer um que tinha) eu falei tudo bem. Saí e fui para outro quarto, ao lado, que estavam reformando e tinha um buraco e não resisti e fui olhar. O Luis estava com a pica bem na entrada da bucetinha dela, dava para ver o contraste, ela branca com a sua bucetinha vermelha e o Luis um negão com aquela lança bem preta, ele forçou e ela gritou – está doendo, você vai me machucar, sou virgem ainda. Ele tentava, forçava, e nada. Ela dizia pra ele que a sua pica era grande e não iria entrar, doía e poderia machucar. Então ele pediu para ela virar que iria colocar no cuzinho. Outra imagem que ainda marca em meu pensamento e até hoje me masturbo. Ela virou-se de bruços, empinhou a bundinha e falou para ele... – Vem meu neguinho, coloque esse seu pau gostoso no cuzinho da sua branquinha. Ele cuspiu na cabeça da sua pica, colocou na entrada e começou a empurrar bem devagarzinho. Eu ali espantado, como ela iria dar o cuzinho se não aguentou na bucetinha? Foi Luis que tirou a minha dúvida. Esse cabaçinho já tiraram né sua putinha, pra quem você deu a sua bundinha? Ele perguntava e enfia no rabo dela, cada vez mais forte. Ela falava que tinha perdido no Rio de Janeiro quando ia de férias e brincava na casa dos meus tios com os primos. A safada gostava mesmo de dar o cuzinho, pois nem chorou. A certa altura o Luis grunhia, gemia, urrava e já estava gozando, ela pediu para gozar nas costas e não dentro do cuzinho e foi aí que ele tirando rápido do rabinho dela virou-a e encostou no seu rosto e gozou em todo rosto dela, e como saia porra, parecia uma bica. – Bebe o leitinho do seu neguinho, bebe... Ela não se fez de arrogada, colocou a cabeça na boca e chupava que fazia gosto. – Vêem meu neguinho, jorra todo leite pra sua branquinha... Ele levantou olhou para ela e disse: -quem vai tirar esse cabaçinho dessa bucetinha vai ser eu não é minha branca? Ela respondeu – É meu neguinho, vai ser essa pica gostosa mais deixa eu me preparar. Então Luis foi embora e eu entrei (vocês se lembram no começo da histária não menti, bem que tentei) estava com a minha piquinha ainda durinha da visão e fui em direção a ela que estava deitada, chequei perto dela em tentei subir, ela me cortou e disse que ia tomar um banho e que não poderia fazer comigo, pois eu era seu irmão e foi embora...

Foi aí que comecei ao exercício maravilhoso da punheta, até hoje... Quando lembro dessa cenas e de outras quando ela perdeu o cabaçinho. E não foi com o Luiz não. Ele descobriu e .... depois eu conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


traficante contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordaContos euroticos amiguimha novinha da minha filha.cu gulosocontos comi a minha norinha apertadinhacontos viciada em dar o cuContos eroticos como perdi meu cabaço com meu vizinhohttp://okinawa-ufa.ru/conto_25883_matei-minha-vontade-com-uma-travesti-linda.htmlcontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comendo a menina no carnavalContos minha irmã e minha putaconto erótico meu sogro bem dotadotias coroas em festa despedida de solteiravoyeur de esposa conto eroticoconto erotico meu marido ficou bebado e aproveitei a festaConto erotico dei pro meu papai e tiofilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dormeladas e nuas todas meladas de margarinashttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/m/conto_15870_passando-as-ferias.html&ei=bgqnDUSn&lc=pt-BR&s=1&m=438&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Cherei+cocaina+e+dei+o+cu&ts=1487814662&sig=AJsQQ1Bemzq3_O_w9-hLtHRrssFP6FcBcQconto erótico enteada querendo dar po padrastoacampamento com aluninhas 2 contos eroticosmulher entrando na chapeleta do pôneiminhasobrinhae sua amigacontoscontos porno casada abusada no assalto no acampamentover uma mulhervelha arreganhando a priquita com os dedoscontos relatos sexuais primeira vez da filhacontos erotico pirocaoconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eróticos com senhor de idade com rapazconto gozei nos pés pezinhocontos minha esposa chupa como nimguemduas irmas gozando juntas conto eroticoMinha esposa obesa dormiu bebada e gozou dentro contoFudendo com vovo contoseroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico sou gordinha adoro gozazoofilia tesouraContos eroticos de zoofilia ninfetas com jeguescontos o avô do meu marido me arrombouporno brasileiro tia pasando u pano na casa e pega sobrinho na punhetaVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos eroticos d novinhas q pegan carona e fodem cm os caminhoneirosconto erotico esposa e mendigoconto o sarado e a gordinhaconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteputinha desde novinha contos eroticosconto zoofilia na casa da vovómarido chama primo pra tranzar com sua espozaxvideos inceto 8 o prazer da carnecontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimcontos eroticos fui comida na fazendacontos eroticos de mulheres casada de manausteen comendo enpregada marra contoscontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhoos amigos do marido contos eróticosbotando o pau devagarinho na xaninha da menina contosContos adoro vermeu cachorro tem pau gostosocontos eroticos vozinhas sendo curradascontos eroticos, meu sogro come minha esposarelatos eroticos prostitutaContos de incesto quando eu era pequena era putinha"voce e muito corno"meu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaContos o negão dormiu na minha casacontos erotico fis boauetes nos amigs de meu marido e ele nem sabeContos de transas com dotados