Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRI QUE MINHA ESPOSA É UMA PUTA

Olá, me chamo Paulo, minha esposa Andreia, o que vou contar aqui, aconteceu na ultima semana de julho2012, tenho 52 anos, ela 48, clara, 1,72alt, seios médios, budinha arrebitada, muito gostosa.rnEstava-mos de férias e resolvemos passar uma semana no sitio de um cunhado aqui práximo a BH, ele nos ofereceu e resolvemos ir, tenho um outro cunhado que tem outro sitio praticamente no mesmo terreno pois resolveram cercar sá a parte externa e deixar as duas casas como se fossem em apenas um lote.rnChegamos na sexta a noite, guardamos as compras e fomos direto para cama, estava-mos cansados e teriamos a semana toda para ficar.rnMeu cunhado havia me comunicado que dois pedreiros iriam lá para terminar de colocar umas pedras do lado externo da piscina, eu disse que não haveria problemas etc. No sábado levantamos cedo, fizemos uma caminhada pelos arredores, quando voltamos, os pedreiros já estavam começando o trabalho, nos apresentamos eles continuaram com os seus trabalhos,um que parecia ser o chefe, claro, coordenou a obra e foi embora, ficou um mulato de aproximadamente 1,80alt. aprox. 40 anos, vestia um short largo, tirou a camisa e fazia o seu trabalho, notei que Andreia o olhou com olhar diferente, mas pensei ser somente minha imaginação, uma vez eu disse que gostaria de ve-la com outro, isto quase me custou o casamento, de tanta raiva que ela ficou(ou fingiu ficar), como estava um dia bonito, muito sol, resolvemos ir para a piscina, ela sempre deu uma de puritana, me dizia que não gostava de usar biquini, sá maiô, assustei quando a vi em um minusculo biquini, amarelo, que deixava quase a mostra os seus seios e metade da sua linda bundinha, notei que o pedreiro(Fernando) vim a saber o seu nome depois, não tirava o olho da bunda de Andreia, resolvi arriscar, ela deitou em uma cadeira, eu fui para água e fiquei sá observando os dois, eu não sabia que ela era tão safada, quando ela notava que estava sendo observada, ela mudava a posição, sempre deixando o Fernando louco, ví quando um volume se formou dentro do seu short. Dei uma desculpa, que a água estava fria, que iria tomar um banho e talvez tirar um cochilo, ela ficou na piscina, ele puxou um assunto qualquer e ela correspondia, deitou com a bundinha para cima, aí senti que seria a hora, ele perguntou sobre a outra casa, ela explicou que era de um outro cunhado, etc. vi quando ela foi até o quarto onde eu estava, sei que foi conferir se eu realmente dormia, voltou e disse ao pedreiro que se ele quisesse, ela poderia mostrar a outra casa, pois poderia surgir um outro trabalho para ele, levantei sem ser visto, notei que Fernando já não escondia o seu pau duro dentro do short e ela não tirava o olho, enquanto eles caminhavam em direção a outra casa através de um campinho de futebol que tem, eu dei a volta pelo mato e me posicionei em um lugar estratégico, onde via toda a varanda(não tinha-mos a chave da outra casa)eu tremia, não sei se de raiva, ou de tesão, ela foi mostrando atravez da varanda os comodos, ele atrás dela não tirava o olho de sua bunda, a safada, simulou um escorregão e ele a segurou pela cintura, ela ainda de biquini, coberta somente na parte de baixo por uma canga, ela se jogou e escorou no ombro dele, foi quando ele a puxou e tentou beija-la, ela afastou o rosto, mas continuou colada nele, foi quando ele retirou a canga dela e começou a passar a mão na bundinha dela, quase saí de onde estava de tão puto que fiquei, mas meu pau já estava super duro, o tesão falou mais alto, ela começou a se contorcer, como que pedindo que ele não parasse, olhava a todo instante para os lados, dizia da preocupação se eu chegasse, mas veio o melhor, a puta sentindo o pau dele roçar por cima do biquini, pegou por cima do short, ele desceu o short e aí pude ver, talvez o maior cacete que já vi até hoje, deveria ter uns 22cm e super grosso,uma cabeçona meio roxeada, mais parecia um cogumelo gigante, ela olhou espantada, mas meteu a mão que mal fechava, nessa altura eu já estava com meu humilde pau na mão 15x6cm, batendo uma gostosa punheta e esperando o que iria rolar, a vagabunda não aguentando, abaixou e tentou chupar, mas o pau não cabia em sua boca, ela começou a passar a lingua na cabeça do pau dele, foi quando ele forrou o chão com duas redes que estavam penduradas, tirou a parte de cima do biquini e começou a chupar os peitinho dela, ela ia a loucura, acredito que nessa hora ela já nem preocupava mais se eu chegaria ou não, ele tirou a calcinha dela e começou a chupar a sua buceta que já escorria pelas pernas, chupava com tanta vontade que ela não aguentando gozou a primeira vez na boca dele, ela deitou sobre as redes no chão, já totalmente pelada, ele tirou o short e começou a tentar penetra-la, nesse momento quem não aguentou fui eu, gozei na minha punheta, pela primeira vez, eu duvidava que aquele choriço todo entraria na buceta dela, ela deu mais uma chupada, acho que para lubrificar, abriu as pernas e ele foi penetrando vagarosamente, ela sentindo cada cm, gemia alto, falava coisas desconexas, quando vi aquela tora sumir na buceta dela, não acreditei, ele começou o vai e vem lento, colocava e tirava até quase sair a cabeça da rola e colocava novamente, começou a fazer movimentos mais rápidos e vi quando ela gozou novamente, ele socava a buceta da minha putinha sem dá e ela tava adorando, ela gozou mais umas duas vezes e ele nada, ele a colocou de 4 e disse que iria comer o cuzinho dela, aí realmente fiquei puto, pois comi o cú dela em 24 anos de casado, somente tres vezes, ela sempre reclamava da dor, aí pensei, quero ver se essa puta vai aguentar essa tora toda no cú, ele deu uma cuspida na cabeça e começou a forçar o cuzinho dela, foi quando ela deu um grito, não sei se de dor ou prazer, ele tirou e tentou novamente, dava para ver a cabeçorra forçando aquele pequeno orificio, ela pediu para tentar novamente, ele foi mais forte, quase um estupro, mas não passou a cabeça, ele então, com ela ainda de 4 começou novamente a fuder aquela buceta, foi quando gozei novamente na minha punheta, mas meu pau continuava duro como pedra, ele forçou um pouco, entrou até com uma certa facilidade, pois ele já tinha fodido ela, começou a bombar desta vez com mais força, ela gozou novamente e pedia para ele meter mais forte, ele acelerou as estocadas, anunciou que iria gozar, a puta, safada ainda pediu para ele gozar na cara dela, ele começou a gozar e eu pela terceira vez tambem, eu nunca vi tanta porra em uma sá pessoa, melou todo o rosto dela e ainda os peitos, mas muita porra mesmo, nessa hora, acho que voltou a preocupação dela comigo, ela se vestiu, eu sai rapido de onde estava, voltei para a outra casa, me deitei como se nada tivesse acontecido, ela chegou no quarto, extasiada, perguntei o que tinha acontecido, ela disse que estava fazendo uma caminhada e que o sol a tinha deixado muito cansada, a noite quando fomos meter, vi que ela estava receiosa, a buceta dela estava toda arregaçada, meu pau, parecia que não fazia nem cosquinha, foi quando eu disse a ela, se ela tinha visto o pedreiro olhar para a bunda dela e ficar de pau duro, ela desconversou, tentou iniciar uma briga, dizendo que eu estava louco, que ela sempre me disse que jamais daria para outro, que isto não fazia parte do conceito dela, resolvi ficar na minha e curtir a minha de corno, mas ainda vou falar para ela em detalhes e ela não terá como negar, aí quem sabe as coisas mudam, e eu possa ver a minha puta dar na minha frente.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fomos pescar eu e minha esposa e cunhada e o conto eroticocontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemprimeira vez que comi meu amigocontos de esposa pagando aposta do marido pro cunhadocontos de sexo depilei minha bucetacontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco Contos eroticos cu da negra madantacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos incesto forcadacontos exitantes de sexo na marrra delicioso historias reaiscontos erótico estuprada po bardidoxvidiofodendo entisdacontos eroticos eu ea minha mulher gostamos de rolascontos de mototaxista e gaymeu cu agora so de papai e mamae sabe contos gaycontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhaproctologista me comeu gayiniciacao putaria bi conto eroticocontos eróticos sou casada loirinha com marquinha de fio dental dente com mendigo em casacontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismocontos minha tia humilhando meu tioagora sou viado dominado pelo machocontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cuContos eurotico tranzei com amigo do meu filhoTransando com cunhado na carrinha e meu marido nem percebeumasturbando pelo telefone contos eroticocontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheirarConto erotico tia no tremcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadamorena de seios gigantes e cintura fina fundendo com um homemcontos eróticos engravidei de um garotocontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra conto de sexo com casada com eletricistacontos eróticos gay irmãos machos se esfregandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadao cu rosinha de minha neta de 9 aninhossubindo na escada de saia para ajuda pintor pornoTudo q uma puta deve fazer na camaconto casada gostosa com negao limpando o jardimContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennomeninha fata zofolia buntuda sexoconto erótico ricoe mendigoContos eroticos estupradaxv leke dormindo .com madrstaeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaminha primeira traiçãohttp://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlcontos eroticos.de coroa.de 47anos.fudendo com gordinh.de.20videos porno minha mulher me satisfazendo na cama presente de aniversárioflagas de encesto com zoofolia contossobrinha de 9 contosporno zoo insesto e dominacao en contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos pornos mendingossexo gay contos me comeu quando eu era pequenocache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"Conto prima nunca viu pauconto erotico minha mulher nua na frente do paiDei a bucha pro meu sobrinho virgemContos eróticos teens troca trocaMinha mulher adora reparar na piroca dos machoscontos eróticos comi a família da minha mulher inteiraconto erotico viado vai pro baile funk e da o cu pro travesticonto erorico dando a buceta pro meu genro doenteconto erotico gay motoqueiro marrenticontos eroticos de casada pedindo ao marido outro homemContos eroticos com irmãs caçulas fodidascontogayporno funcionaria mostrou os seios conto pornocontos gays meu pai gozou na minha bocacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecariando minha sogra rabudacontos eroticos com afilhadascontoerotico quase corri negrinho caralhudo