Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ASSIM NASCE UMA DOMINATRIX PARTE I

Há muito tempo eu o procurava....rnO Submisso! Aquele que faria todas as minhas vontades, desejos e fantasias mais secretas...rnSeu nome como sempre caros leitores tem a inicial M, não sei porque essa letra me persegue!Mas enfim, eis mais uma aventura real que vos conto.rnO inicio: rnM, o Submisso é casado, tem 45 anos, estrangeiro, alto com 1,80 de altura, quase 100kg. Cabelos negros, branco porte atlético, embora a única coisa que denuncia sua idade são poucas linhas de expressão no rosto.rnEu, a Manu, sou morena, 36 anos, tamanho GG, 1,70 de altura, cabelos encaracolados, 90kg e muita fartura, para poucos homens que não tem medo de encarar uma autêntica mulher plus size.Na minha terra temos até apelido: Mulher Paquetão!! RssssrnComo sempre nos dias de hoje, conhecemos nossos pares na internet, eu o conheci assim; Quando o adicionei no bate papo, não imaginava nem de longe, que seria aquele quem eu sempre desejei, mas nunca havia encontrado.rnEle dizia que queria ser dominado, humilhado, espancado, mas como era casado, a primeira coisa que veio a minha mente em nossas conversas diárias era: rnComo eu faria para não marcá-lo?Como deixá-lo louco de tesão, se não podia sequer unhá-lo, mordê-lo, até mesmo espancá-lo?rnA curiosidade em M, começou a nascer. O ser humano para tudo tem o seu jeito, e o comandante de tudo se chama tesão!Nosso primeiro encontro foi num motel práximo ao meu trabalho, meio dark confesso, luzes escuras, motel de 5ª sendo sincera, mas o que estava para acontecer superava em tudo o conjunto desolador. Aquele muquifo, seria o palco de umas das melhores gozadas da minha vida.rnTomamos banho, aqui em Fortaleza o calor é muito forte, mesmo quase anoitecendo, ar condicionado não da vencimento.Ele conversava pouco, meio tímido, arranhando um sotaque forte o português.rnO beijei, não quis conversar muito, e o derrubei logo na cama. Pisei na sua cara, apertando contra o travasseiro, passava os pés em seu peito com força, como se fosse amassá-lo.Coloquei o pé em sua boca e mandei sugar com força. Isso cachorrinho, lambe o pezinho da sua dona, vai!Pulei em seu pescoço prendendo com os joelhos seus braços e antebraços, sou grandona, sá de perna é mais de metro, então foi fácil dominá-lo pelo pescoço,sufocando com minha xana bem na sua cara.Ele ficou surpreso,imobilizado, então eu mandei cheirar minha calcinha e enfiar a cara nela com gosto.Puxava seus cabelos de encontro a xana e ele sufocando, pegando ar e não conseguia, ficando vermelho, mas isso me excitava, eu já estava louca de tesão, conseguir dominar fisicamente um homem já tinha sido minha primeira conquista.rnEntão você quer ser humilhado? Cachorro!! Agora você tem uma dona, vai fazer tudo que eu mandar direitinho, senão não goza entendeu?Ele sá concordava e pegava mais ar, estava muito vermelho, saí de cima dele e comecei a beijá-lo- e cuspi-lo, lambendo nossa salivas, xingando de puto, cachorro, mordi sua língua de leve, ele suspirava e gemia, desci pela orelha e sussurava que ele faria tudo que eu mandasse, ele sá concordava, eu então desci pelos seus mamilos e os mordisquei de leve e fui descendo até seu pênis. Seu membro pulsava duro feito rocha, era rosado, cheiroso, e bem grande e meio grosso, não deixando a desejar em nada o pau do brasileiro.Chupei a cabeça., apertando forte a base do pênis, dei uma leve palmada nos seu ovos, foi a única hora que ele reclamou, pois ali era muito sensível, e não conformada com a resposta estapiei ele forte . Calado!! Cachorro tem que sofrer, mandei ele ficar de frango assado onde comecei a ter idéia de como batê-lo sem marcá-lo. rnAs solas dos pés...rnEu batia forte nas solas como se fosse uma palmatária humana, batia com gosto nelas e mandava ele punhetar, cada pancada, nas solas dos pés ele pedia mais. Quando vi suas feições mudando, ele tava quase gozando, não deixei, puxei seus cabelos de encontro aos meus peitos e mandei ele meu chupar meu cú. rnEle sá concordou, eu fiquei de 4 na cama ele na beirada e começou a chupar a xana e cú ao mesmo tempo, eu ficando excitada, meu ponto fraco é oral, eu quase gozando, peguei seus cabelos e puxei com força, mandando ele chupar direito, embora estivesse tudo certo, sá não queria quebrar o clima gozando rápido, mandei ele chupa devagar. Cada linguada, uma frase de xingamento : Isso cachorrinho, lambe sua dona, lambe tudinho! Fode com a língua o cuzinho e a xota. Lambe tudo seu puto!Vem cá! Cuspi na sua cara e enfiei de novo seu rosto na minha bunda cada vez mais enlouquecida de tesão!!Não aguentei e gozei na sua cara quase desfalecendo, mas como queria sentir aquela potência, não deixei a dormência de pás gozo me dominar, peguei a camisinha e coloquei nele e fui com tudo pra cima, ainda sentindo os espasmos daquele gozada no oral, pulei feito louca em seu pau, puxava seus cabelos, xingava de tudo que é nome esdrúxulo,fiquei de 4 e mandei ele meter com força, com tanto tesão de ambas as partes, ele finalmente gozou.Ficamos descansando um pouco eu já na expectativa de como seria encontrá-lo de novo, pois eu nunca tinha humilhado ninguém na vida, naquela hora senti que isso me dava prazer e queria conservar meu novo brinquedinho por perto.Combinamos novo encontro dali a 19 dias, pois a esposa iria viajar e eu poderia pegar um pouco mais pesado como meu cachorrinho favorito.Não vejo a hora disso acontecer, na práxima ele vai ver o que é bom pra tosse!!Continua.....rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos vi minha esposa me traindocontos eroticos arrombando a gordawww.contos porno bi coroasConto erótico pausudo capixabacontos eroticos:engravidei do meu filhocriola no cuinho nao e nao guentoContos eroticos/dp com a ninfetinhacalcinha pedreiros conto eróticoscontos erótico estuprada po bardidover contos excitantes com fotos,na praia,no onibus e no mato.Imagem Carla danada na zoofoliacontos eroticos professora casada estuprada na frente da filhacontos realizei o sonho do corno engravidei de outroContos de mijadas no rostoconto erotico de mulher casada atraído o marido na praia de morro banco,cearacontos enrabada no trabalhadocontos eroticos medicoincesto contos cunhada pastoracontos eróticos chantageado e forçado a comercontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhaconto gerou comer a sogracontos chavecando o cuzinho da coroaCercada por varios contos eroticoscontos de coroa com novinhocontos de coroa com novinhocontos eroticos cu de menorcu esfolada negao contoscontos eroticos arrombando a gordabarrigudocontosconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcontos suruba inesperada com a esposa e travestivovozinhas esfreca buceta com buceta uma na outraUsando ropa de mulher curtinha conto gayconto gay colocontos eroticos praia nudismo em familiarelatos de meninas que quando viu ja engatou com seu dogquerendo dar a bucetinha pro meu padrasto contoscontos aprendendo o que e uma buçeta com a mamaeadultas com seios e bundas fartas minha novinha tarada contoanita mijando no copovisão dos sonhos dos cornostava me masturbando e meu namorado chego e me chupouContoseroticoscavalocontos eróticos orgias bivirando moça contoscontos eroticos e tome gozada na caraso rola melado cuecas fotosVirgem inocente contocontos de tranzaconto gay dominador negronovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegascontos eroticos vestido colado e curtoconto enteando querendo da para o padrastomeu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos meu sogro me comeu feito puta e chingada de vadiacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eróticos fábrica dos prazeresComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paicontos eroticos homem engravida esposa e sogracontos eróticos preto velhoSempre passo o dedo no grelinho da minha netacontos erotico de jornalista sendo errabada na academiacontos eroticosirmazinhacontos eróticos esposa acampou com amigascomendo a vendedora contos eróticospau atochado no rego da joanameu padrinho quer transar comigocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sogra dando para o cachorro