Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRA ME CONHECER MELHOR

Ola,rnComecei a minha vida sexual com meu primo.rnNelson, era mais velho e com um bom papo conseguiu me comer.rnConfesso que me sentia diferente dos demais amigos e quando via uma revista de putaria, notava mais os homens e as rolas do que as mulheres, mas meu primo realmente me fez gostar de transar com outro homem. Me sentia uma menina com ele e até hoje não esqueço da primeira vez que ele me comeu.rnVoltando da escola encontrei uns amigos que estavam indo para a logoa que ficava uns 3 km de caminhada dentro de uma mata.rnMinha mãe era muito protetora e quase não deixava eu sair de casa, mas naquele dia ela estava de bom humor e liberou de boa.rnSaimos de casa no meio da tarde e tinhamos que voltar antes de escurecer.rnQuando chegamos na lagoa fiquei sá de cueca e caí na agua.rnA maioria nadava bem, sá eu que mal sabia boiar, mas ficava pulando na beira e zuando com o peesoal.rnMeu primo chegou logo depois veio falar comigo, Nelson éra o comedor da vila e todos eram meio sismados com ele.rnApesar de não ter muito contato sentia uma certa atração por ele, até porque todos falavam que ele vivia xavecando um o outro e se vacilasse ele passava a rola.rnTinha um carinha da turma que dava pro Nelson direto, desconfiavamos, mas ele desmentia, falava que meu primo era seu amigo e que não tinha nada à ver.rnEu ficava pensando que deveria ser bom e que se o carinha não reclamava é porque gostava.rnVoltando, Nelson chegou perto e começamos a conversar. Perguntou se eu não sabia nadar e respondi que não.rnProntamente ele disse que iria me ensinar. No começo foi direitinho, mas logo começou a sobrar uns esbarrões na minha bunda, umas encostadas por tras e percebi que isso ia longe.rnFui fingindo não entender e ele começou a investir um pouco mais, até que fiquei de costas e ele passou a mão na minha bunda debaixo da agua pra ninguem ver, então Nelson percebeu que eu estava afim.rnDiscretamente ele me chamou para irmos num lugar que conhecia e que queria me mostrar, respondi que já estava tarde e que teria que ser rápido.rnEle disse que seria bem rápido, pois era no caminho pra casa então inventei que tinha que ir embora, mas meus amigos estavam tão intertidos que sai quase desapercebido.rnAndamos durante uns 19 minutos sem falar nada um com o outro até que chegamos numa trilha diferente do caminho de casa e ele disse:rnBruninho vamos entrar aqui que é logo ali na frente.rnAndamos mais uns 500 metros e chegamos num barranco, onde logo abaixo tinha uma cabana. Com certeza ele comia as carinhas ali.rnDescemos e quando fui descer escorreguei e caí de joelhos, nisso ele veio me socorrer, me ajudou a levantar e aproveitou para passar a mão na minhas coxas e depois foi subindo e começou apertar minha bunda.rnMe virou de costas e começou a me encoxar e disse com uma voz de puto no meu ouvido:rnVou te comer gostoso e você vai adorarrnEu: Não vai doer?rnEle: No começo doi um pouquinho, mas depois você não vai querer parar mais.rnEu: Você não vai falar pra ninguem?rnEle: Claro que não.rnEu: Então tá.rnNelson abaixou meu shortes, tirou o pinto pra fora que já estava duro, lambusou de cuspe, depois me pediu pra ficar de quatro no chão, veio por tras e foi forçando.rnDoia muito e comecei a ficar com medo, mas ele forçou novamente e desta vez entrou.rnEu: Para que tá doendo, aaaiiiiiirnEle: Deixa ficar um pouco paradinho que vai acostumar.rnEu: Tá bom, mas não põe mais senão vou embora.hummmmmm.....rnEle: Faz o seguinte, vai forçando pra tras que vai entrando e você não vai sentir tanto.rnFiz o que ele disse, mas doia muito até que Nelson forçou e entrou tudo.rnGemi de dor e ele segurou minha cintura não dixando eu ir pra frente.rnEu: Para que tá doendo, hummmmm, aiiiiiirnEle: Espera que o pior já passou, logo vc acostuma.rnEu: Mas tá doendo muito. aiiiiiiii, huuuuummmmrnEle: Vou tirar um pouquinho.rnAi deu uma aliviada, mas logo forçou novamente e entrou tudo.rnA dor continuava, mas não piorava com o vai e vem, ao contrario comecei a sentir um tezão e meu pinto ficou duro.rnNelson já tinha experiencia no assunto e foi bombando devagar.rnAté que perguntou:rnE aí parou de doer?rnEu: Agora tá melhor. ufaaaarnEle: Então vou bombar mais rápido e voce vai gostar.rnEu: Tá bom, mas não força muito. hummmrnAi foi cada vez doendo menos e o tezão foi ficando maior até que ele deu aquela estocada e gozou dentro de mim.rnSenti um tezão tão grande que gozei sem coclocar a mão no pinto.rnEle: Gostou bruninhornEu: Muito bom, mas tô todo doidornEle: É assim mesmo, você vai gostar ainda mais da proxima vez.rnEu: Então deixa eu me limpar que está escurecendo.rnNos limpamos e fomos embora rapidinho.rnrnAbs à todos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos puta que ama ser putacontos eróticos vendadairmã transformassem roupa vídeos pornô doidocontos comendo a bucetinha da titiavideo porno 80 cm de rola na negra bebadaContos eroticos gays perna quebradaporno com tio acorda subrimha pra fufet com elecontos eróticos infânciamae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornocontos erotico com a crente do rabo alopradocontos eroticos vizinhas camaradascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos vizinha de camizola curtinhacontos eróticos casal e amigasContos com espermacorno chupa rola contoscontos erotico eu minha esposa gostosa e meu sobrinhopuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestocontos eroticos fudendo meninas de dez anoso gordinho e o tio contosminha filha me seduziufui sodomizado por varios travestis conto eroticocontos sexo meu marido rebolou na pistolacontos inocênciagostosa e muito branca maz mete muitoleke comendo a casada contoConto de puta presa e estuprada diariamente por muitos machosContos casal toplessconto erótico sou casada gostosacontos eu era enrabada toda noite pelo taradocomo fuder com banana verdeespiando a comadre tomar banho contos eróticospeitinho solto embaixo da blusaContos eróticos de pau duro na piscinarelato de gêmeos que acabou torando sua sograbaixinha de 1m 60 porno boa fodamenina da buceta pequena entrando na piroca duracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico a caminhadacontos eroticos arrombando a gordacontos cuidando da minha irma casadacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestizoofilia tesouracontos eróticos pai sabe o k faz incestocontos incesto com a mae rabuda eu e meu pai na praia de nudismoA amiga da minha filha contos pornosexo porno safada do sitiotudo no cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos me fuderam atraves de chantagenscontos eróticos de estupro concedido de estudantesConto erótico Sempre fui mas ele descobriucontos eroticos da infância incestocontos coroas barrigudoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraoputa incotrado afuder cm amante vidiofui encoxada a forçabia cadela contoscontos eróticosolha como tá duroContos eroticos de mae e filhoscontos eroticos minha mulher piranhacontos eroticos gatinhasmulher tem fetiche tama pirocada de travesticontos/ morena com rabo fogosocontos eroticos arrombando a gordaconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogroos bêbados mais lindas gostosas de todos os tempos pelados mostrando o paucontos eróticos gay meu primo cumeu meu cu no sofacontoseróticosdei de mamarContos homem fudendo a vizinha lesbicacontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadocomo fica a bucetaalargada com garrafa?Contos eróticos à força de negros brutoscontos eróticos trai meu marido numa rapidinhacontos comi minha tia biologicaconto erotico mendiga cuvideos porno meninas da buceta inchada dando para o cachorro emgatar o no na sua buceta inchadacontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalha