Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDENDO O CABACINHO DO CU NO APARTAMENTO. PARTE 1

Olá meu nome é nando sou fãn de contos eráticos, sou casado e tenho 26 anos, tenho muitas fantasias, principalmente de ver outro homem comendo minha mulher, mas ela não aceita essas coisas, então eu fico fantasiano lendo os contos, eu andava lendo muitos contos de homem que tinha experimentado da o cú, e me e citava muito, pensando que poderia ser comigo, mas mal eu sabia que ia acontecer logo, mês passado eu estava de férias e meu pai me chamou para terminar um serviço de pintura para ele em um apartamento no recreio dos bandeirantes, ele estava em outro serviço, falei para ele que ia sim, era sá um quarto, isso foi na segunda, na tersa levantei sedo e cheguei lá umas 7horas, o apartamento estava vazio sá com alguns moves e a família tinha viajado, troquei de roupa e comecei, meu pai me ligou a visando que a arquiteta tinha mandado um cara para me ajudar, não precisava mas eu sabia que era sá para superfaturar a reforma, logo tocou o interfone, o porteiro falou que tinha um cara pedindo para subir, eu falei que podia, o cara bateu na porta quando abri, eu um cara de boa aparência, cabelos grisalios e eu porte físico bom para a idade dele que de via ter ums 40. nos apresentamos e ele foi logo trocando de roupa, botou um chortinho tipo de dormir e uma blusa, comessamos a trabalhar e trocar ideia, perguntei quantos anos ele tinha, ele falou 45, falei que ele estava inteirao, ele me perguntou, e a sua, respondi 26, ele falou vamos acabar logo, para i em bora logo, já estavamos quase acabando quando eu que estava abaixado pintando me desiquilibrei e ia cai de bunda, tentei me segurar nele que estava em pé do meu lado, meti a mão entre a coxa e a virilha dele e senti que tinha apertado o pau dele junto, na hora eu sem graça falei, foi mal, ele sá sorriu para mim, eu pensei, porra que pau é esse, ele estava sem sunga e ate então eu não tinha reparado, sá pensando em terminar o serviço, mas depois dessa eu sá ficava olhando de rabo de olho, aquela porra balançando no chorte dele, terminamos e fomos tomar banho, era a chance perfeita para eu ver o tamanho do pau dele, o banheiro era enorme mas sá tinha um chuveiro, eu não ia entrar junto com ele, ele iria acha oque, ai ele tirou a roupa e foi primeiro eu fiquei na pia tirando a tinta da mão, disfarçadamente eu dei aquela olhadinha, era enorme com maior cabeçao vermelho, parecia um cogumelo, eu continuei a lavar as mãos ai ele falou, não vai tomar banho não, eu respondi vou to esperando vc, ele falou vc esta co medo de entrar aqui, ele não morde vc sabe, vc meteu a mão, e riu num tom de brincadeira, eu sorri todo sem graça e fiquei meio tensso com a situação, ai ele bora cara vem, eu fui meio tímido, mas não era para menos o cara era bem maior, ele me deu lugar no chuveiro, eu fiquei me em saboando de cabeça baixa, ele perguntou se eu depilava a bunda, eu fiquei tenso e não sabia oque responder, se eu respondesse que sim ele iria acha que eu depilava para dar o cú, mas não dava para falar que não porque dava para ver que eu depilava, respondi que sim mas era por igiene, com aquele frio na barriga sabendo que ele já estava de mau dade com aminha bunda, eu queri sai logo dali, mas parecia que da cintura para cima queria sai, e da cintura para baixo queria ficar, ai ele falou, ai esta cheio de pingo de tinta na suas costas, eu muito do inocente falei serio, ele é ai, eu não conseguia ver, ele falou calmai, começou a esfregar a unha fingindo esta tirando, ai ele aproveitou e esfregou o pau dele na minha bunda, estava muito duro, meu corpo estava cheio de sabão inclusive a bunda, o pau dele escorregou fácil entre as bandas da minha bunda, de cima para baixo batendo lá na portinha, eu gelei me deu um frio na barria e quando bateu na portinha eu travei minha bunda, apertando o pau dele, meti a mão na barriga dele para tirar e ele falou calma deixa eu terminar de tirar a tinta, eu fiquei travado eu não conseguia falar nada de tão nervoso eu não conseguia me mexer, a cabeça estava sertinha na minha portinha, ele começou a forçar e eu com a mão na barriga dele tentava evitar, eu ficava piscando para ele não entrar ele forçou mas, ai dei a aquela piscada longa mas não da para segura a piscada por muito tempo quando começou a relaxar de novo, eu comecei a sentir a portinha se abrindo, foi entrando devagarinho e eu comecei a gemer baixinho, a cabeça era muito grande eu sentia a beirada do meu anel se abrindo senti quando a cabeça entrou toda, porque ela deu tipo uma pulada para dentro dele, e ele parecia que tinha engolido uma bola, eu ficava gemeno baixinho, tirei a mão da barriga dele e fale comigo, já era já esta dentro, ai o pau dele começou a escurregar para dentro de mim, de vaga rinho eu sentia o pau dele preenchendo os espaços ladetro, eu gemendo mas alto, sentia que não tinha mas para onde meu anel alargar, ele parou e começou a mexer, eu já gemendo de dor ele chegou no pe do meu ouvido e falou, esta gostando putinha, a quilo mexeu comigo de tal forma que eu sá suspirei fundo e balansei a cabeça que sim, ai ele falou, agora vou botar tudo, eu pensei, queisso ainda tem mas para fora, olhei e ainda tinha um pedaço para entrar, ele estava mexendo sá para relaxar o meu cuzinho e botar o resto, ele ficou socando de vagarinho e cada vez mas meu cu ia engolindo um pedaço, ate que senti o saco dele encosta na minha bunda, eu estava com as duas mãos na parede e na ponta dos pés gemendo de dor, ele falava geme putinha geme, e começou a socar sem pena, e falou acabou o amor, eu sentia o pau dele todo lá dentro e não acreditava que meu cuzinho estava engolindo a quilo tudo, eu gemia muito, com uma voz meia de choro eu falava, ai, ai, ai,ai meu cuzinho, aí que ele botava mas, estava sentindo dor mas não pedia pra parar, estava submiço a ele, eu ficava penssando tem um cara arregaçando o meu cuzinho e eu não faço nada, pelo contrario eu mesmo sentindo dor empino mas ainda minha bundinha, ele falou pra mim olha pra trás putinha olha meu pau entrando na sua bundinha, ele tirava tudo e depois aquilo tudo sumia pra dentro da minha bunda, ele falou empina mas, veio no pé do meu ouvido e falou sente meu pau enchendo seu cuzinho de porra, eu me derreti e me entreguei por completo, forcei minha bunda no pau dele e gemendo comecei a falar bota tudo, ele começou a gemer no meu ouvido, ele forçava pra dentro e eu forçava pra entra mas ainda, ai ele falou to gozando, eu gemendo falei goza, goza no meu cu, eu forçava a bunda pra trás e ainda pegava na bunda dele forçando mais ainda o pau dele dentro de mim, ele gemeu mas alto e gozou, sentia o pau dele latejando lá dentro, ele falou gostou, eu respondi, quero mas, se vc socase mas um pouco eu gozava, ele ficou de costa na parede de pau duro ainda e falou vem gozar, eu pegue a quele pau enorme e em cachei na minha bunda de novo e era eu agora que socava a bunda no pau dele e ficava me punhetando, ele falou rebola com tudo dentro eu comecei a rebolar com aquilo tudo dentro de mim e não a guentei, gozei. Senti muita dor mas foi muito gostoso. Continua no conto parte 2

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto zofilia me atrasei pro trabalho contos gostoso prima tiaporno doido costureiro medindo os seiosconto casa de praia estouro cabaçocontos eroticos sou uma coroa vagabunda levei o muleke na minha casa e fiz ele comer meu cu e minha bucetaContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalConto mete gostoso ui uiContos eroticos de mae e filhoscontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos eróticos casal e amigascumi a prostituta na esquina contos eroticoscontos lesbica fui sedusida banheiro boatycontos eroticos de virgemContoseroticosjogadoracontos enrabada no trabalhadoconto erotico homens castradoscontos perdendo a virgindade dormindoviadinho japones dei pro negao do caminhão contos eróticoscontos lesbico meus pais viajaramcasadas safadas e o marido sabe q ela da para os outroscontosescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetacontos eroticos syrubasConto de incesto de pai filha e tiorelatos eroticos minha sobrinha Joanafoda gostosa com amigos contos conto de não aguentei a pica grande no meu cuzinhocontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadoContos eróticos estuprada no ónibuscontos eroticos traindo marido na Sala ao ladocontos eroticos arrombando a gordaMuleques aprendedo a bate puheita na ruaviciei em chupar contoscu cona mijo enfioucontos/ morena com rabo fogosomulheres gosta de abri todo bucetaoconto de estrupando a velhacontos de metendo em uma peluda ruivacomendo a carlinha casa dos contoscasa dos contos eroticos de coroascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomendo a família toda contos eroticoscontos eróticos tia chegando da festa bebadaminha mulher enlouqueceu com a piroca enorme do negaocoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandecontos eroticos enteadaContos visitou o culhado na cadeiaContos eroticos novinha deu a bundinha a força pro roludocontos de.sexo com tiameti o pau todo sem ela aguenta mas entrou parte1se um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhacontos eroticos no escuroagarrou e forçou de bruçoscontos eróticos meu tio pauzudosocando fundo no rabo da sogra chifreiracontos virgem encoxada no buscomigo a mulher do meu irmão transando sexo prima irmã titicontos com priminha safadinhas de dez aninhosConto erotico tia no tremmeladas e nuas todas meladas de margarinascontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemcomto erotico. novos com nifetinhas esetomeu marido adora me ver toda gozadaContos o caminhoneiro me chupou inteiranegoes com casadas-gozando dentro/contos e fotoscontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandoNoiva de salto contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos comendo traficantecontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escuroela pediu pra parar mas continuei empurrando na putacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenamorado enfiando a mao na buchete da namorada safadapapai me comeu contos eróticosComi a josi da bocaconto erotico minha irmã casadaconto erotico liberei minha mae pro meu amigo