Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CASADO DE SALTO ALTO

Sou casado, discreto e curto muito uma mulher bem feminina, mas de vez em quando tenho um desejo que mantenho como segredo. Ser a putinha de um cara. Um noite dessas minha mulher estava viajando e eu entrei num chat com o pseudônimo de Hfemeazinha. Nada acontecia, sá moleques enchendo o saco. Estava quase desistindo quando um usuário me chamou. Seu nick era Maduro Ativo. Era do interior e estava na capital a negácios. Começamos a conversar quando ele me perguntou se eu colocaria um vestidinho e salto alto para ele. Disse que sim pois afinal fazia parte da minha fantasia. Me perguntou que nome de mulher eu gostaria de usar e eu disse que isso eu deixaria a cargo dele decidir. Ele disse que tinha o maior tesão em transformar um macho casado em sua putinha, com muito carinho e tesão. O papo foi esquentando quando finalmente resolvemos nos encontrar. Marcamos em um posto de gasolina. Quando ele chegou, era exatamente como havia descrevido. Grisalho, 1,83, 47 anos. Era bem mais alto do que eu que sou branco 1,74, 73 kilos e 40 anos. Entrei no seu carro e ele foi buscar uma cerveja. Na volta ficamos batendo papo a toa e ele perguntou se eu queria dar uma volta. Disse que sim e ele saiu dirigindo. No caminho, no meio do papo, ele me chamou de Roberta. Esse era o nome que ele tinha fantasiado. Entrei na brincadeira e era Roberta pra cá, Roberta pra lá. Ele brincava, fazia carinho na minha nuca, colocava a mão em minha perna, tudo muito tranquilo. Perguntou se eu era casada e eu disse que sim, e bem casada por sinal. De vez em quando, naturalmente retribuia o carinho e colocava a mão em cima da perna dele. Em determinado momento ele pegou na minha mão e disse:rn- Eu sei que você é uma mulher casada, mas você me deixa com muito tesão, olha como vc me deixarn... e colocou a minha mão em cima do pau dele. Ele com a mão por cima da minha, me fazia massagear o pau dele que eu sentia crescer por baixo da calça social. Foi aí que ele disse:rn- Roberta, confia em mim, seu marido nunca vai saber, sá se você contar. rnDei um sorriso e abri o zíper. Seu pau era lindo, cabeçudo, retinho, depiladinho, rosado, uns 19 cms. Seu carro tinha insulfim escuro, então me inclinei para o seu lado e começei a manuseá-lo. Alguns minutos depois ele estacionou numa sombra, debaixo de uma arvore em uma rua escura, desligou o carro e puxando a minha nuca carinhosamente disse:rn- Vem gatinha, eu quero sentir essa boquinha linda. rnComeçei lambendo seu pau de cima a baixo, passava a linguinha nas bolas, voltava a lambê-lo. Ele dizia coisa maravilhosas como;rn- Como vc chupa gostoso Robertinha, isso mama, paga um boquete pro teu macho paga, enquanto o corno do teu marido trabalha. rnFinalmente começei a engolir aquele pau, pagando um boquete bem molhadinho. Ele delirava. rn- Com essa cara de santinha, vc é bem putinha heim roberta, tá gostando de chupar esse pau tá ? rnE eu com o pau dele na boca sá falavarn- AhammmmrnEle esticou o braço, enfiando a mão por dentro da minha calça e começou a apertar a minha bunda. Alisava, me chamava de gostosa. Aquilo foi me dando um tesão incrível. Finalmente ele começou a massagear o meu cuzinho. A brincadeia começou a ficar quente e ele me perguntou se eu gostaria de ir a um lugar mais reservado, disse que sim. 19 minutos depois estávamos entrando em um Motel. Chegando no quarto ele me deu uma sacola e disse : Toma, coloca pra mim. Era um vestidinho curto e um salto alto. Me olhei no espelho e sinceramente tinha ficado bem esqusito kkkkkkk. Quando cheguei no quarto ele estava nú, de pé, servindo uma cerveja. Me deu a mão e me colocou de pé em frente ao espelho. Começou a me encoxar, me chamando de gostosa, beijava a minha nuca, enfiava a língua em minha orelha e eu através do vestidinho sentia o seu pau duro, roçando na minha bunda. Coloquei minha mão pra trás e começei a punhetar seu pau enquando ele alisava a minha bunda por baixo do vestido. Ele me perguntou se meu marido comia meu cuzinho e eu disse que não, que tinha medo de doer. Ele então disse que se eu confiasse nele, ele ia me comer todinha e eu ainda ia pedir mais. Não respondi nada, apenas empinei um pouco mais a bundinha e ele entendeu. Ajoelhou e pedindo pra eu abrir um pouco as pernas, subiu o meu vestido e me deu uma das melhores sensações que eu ainda não tinha experimentado, ter o cuzinho chupado. Ele abriu a minha bundinha e com delicadeza começou a passar a língua, aquilo me causava arrepios. Quase fui ao chão por causa do salto alto. Com o passar do tempo ele chupava mais ferozmente, dava palmadas na minha bunda, me chamava de piranha, mordia minha bunda. Me puxou pelo braço para a posição de 69. Enquanto eu chupava aquele pau delicioso, ele se acabava no meu cuzinho. Sentia meu cuzinho todo molhado. Quase meia hora nessa chupação e eu não aguentava mais. Queria dar para o meu macho. Ele disse que não, que meu cuzinho era muito apertado e que eu não estava pronto ainda. Mandou eu deitar de bruços, colocou um travesseiro, empinando a minha bunda pra cima e pegou um lubrificante. Ficou de joelhos ao meu lado e enquanto eu chupava aquele pau, ele massageava o meu cuzinho, sem pressa, depois colocou um dedinho, um tempo depois foram 2 e mais tarde 3. Aí ele falou agora sim Roberta, vou comer esse cuzinho que teu marido despreza ( tava quaser me sentindo mulher e casada mesmo ). Ele colocou uma camisinha e se posicionou atrás de mim. Começou a forçar a entrada, eu ví estrelas e mandei ele parar. Ele com muito jeito, parava, mandava eu relaxar, não forçava, falou pra eu ir pra trás que ele ficaria parado. Algum tempo depois, apás ver uma constelação inteira, e pau dele estava todo no meu cuzinho. Ficamos parados esperando ele se acostumar então ele começou bem devagarinho a me comer. Dizia que cuzinho gostoso Roberta, como é apertadinho. Me comia de todas as formas, me chamava de vadia, cachorra, pedia pra eu gemer que nem uma menininha e eu é claro, fazia. Quando estava pra gozar, perguntou aonde eu queria levar esporrada.rn- Quer aonde, quer na cara sua puta ?rne eu disse quero. rnEle se levantou, tirou a camisinha e eu tomei um banho. Aquele líquido quentinho escorria na minha cara. Outra sensação indescritível. Ele botou o pau na minha boca novamente e eu tratei de deixar ele limpinho. rnEle se deitou exausto e disse que fazia tempo que não gozava daquele jeito. Deitei de bruços pensando que não sentaria por muito tempo, ele acariciava a minhas costas e dizia que delícia que eu era.rnrnNão pude repetir essa experiência pois da outra vez que ele veio a SP era aniversário da minha filha. Depois ele se mudou para Brasília a trabalho, me convidou para visitá-lo mas depois de um tempo acabamos perdendo o contato. rnrnSe você tem o perfil deste amigo delicioso, quem sabe não iniciamos uma bela amizade ?rnrnContato: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos dominado pela sogramulhe se matrupado com amiga pono doidoConto de viciados em travestiscontos eroticos meu pai me seguiu ate o baile funkcontos deduas safadinhascontos de sexo entre conhados gaycontos eroticos o cachorro me fudeeu dentro do canilContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos eroticos cadtigando o cuinseseto commforcaconto erotico -comi minha namorada e sua irmã dporno de tia cabelo cachaedo loira meia idade peluda com sobrinhoContos meninas d doze anos x negros dotadosporno finho brexa tia tocado de rupaContos eroticos estuprada na favelacontos eroticos arrombando a gordaComtos empregados fodemdo a mulher do patraoprimeira vez que ela deu o cuzinho contosvirei menininha na mão do meu titio gaycontos eróticos de amigos com mts mamadascontos eroticos sou casada minha irma deixou meu sobrinho em casacontos eroticos arrombando a gordaArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contoscontos eroticos traindo marido na cadeiaporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao aromboucomtos eroticos mania bem novinha pelada contos veridico de priminhacontos eroticos arrombando a gordaconto minha mulher aronbadameu padrasto foi n meu quarto conosConto erótico esposa q gosta de apanhar na bundacontos de coroa com novinhofui errabada pelo meu avoler contos eroticos fortesarrombando o c* de modeladascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos gay pai castigocontos eroticos o meu padrasto virou dono da minhacontos eróticos putas da ruamulher entrando na chapeleta do pôneiSexu.com.busetas.de.7anusconto erotico incesto sonifero filhacontos enrrabadaContos no clube todos mus meu pai e seus amigos me fodemcontos eroticos meu amigo e minha mãeAluna colegial Fernanda dando a buceta pro diretorcontos transex fudendo com entregador de pizzaconto cutuquei pai na bundia delasexo contos eriticos o amigo do meu marido me pasando bronseadorContos eróticos mãe apavoradacontos eroticos dupla penetraçãoCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadatrabalho quero a cona da tua mulher contosMal casadas boas a levar no cúfui no galinheiro que perdi o cabaço contoscontos/esposa tarada por dotadosO que e aclauzaliga contos de loirinhacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos eroticos incesto com titias e crentestrepei com a virgemcontos eroticos de incesto veridicocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico padrinhonossa primeira suruba o.segredo..de aline.conto.eroticoxvidio tinho berbado asubrinha fica taradacache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 Contos eroticos cdzinha casal da minha tia mecontos sobrinho moreno loiraencoxada brincando relatocomigo a mulher do meu irmão transando sexo prima irmã titicontos eroticos de casadas com instaladorestoda noite de madrugada ele me bulinava conto eróticosMulher quadril fino buçeta arreganhada