Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMOR DE PICA, QUANDO BATE FICA

Mulher quando quer uma rola e Homem quando quer uma buceta, nada segura.rnrnOla meu nome e' Monica, morena, corpao mignon, labios carnudos.rnUm dia desses fomos, eu e 3 amigas fazer um trabalho do nosso curso, na casa de uma outra amiga, a Debi.rnEu usava um jeans justo e uma blusa fina, ja na casa onde faziamos o trabalho, meu celular tocou, sai na sacada pra atender e nao atrapalhar o grupo, distraida fui surpreendida pelo marido da Debi, ele me deu uma juntada e encheu a mao na minha buceta e me falou ao pe de ouvido, que bucetao e esse morena! e me largou.rnFiquei desconcertada com aquilo, voltei pra sala, minutos depois o celular toca, de novo saio na sacada pra atender e mais uma vez fui surpreendida pelo cara, ele me catou, me juntou contra a parede, encheu a mao na minha buceta, massageou com forca, me tascou um beijo na boca e falou ao meu ouvido, quero meter a boca e a rola nesse seu bucetao, gelei e me arrepiei com tudo isso, voltei pra sala ainda mais desconcertada .rnFazia o trabalho com as amigas e pensava no amaco que o marido da Debi me deu.rnUma coisa nao posso negar, o cara tem uma pegada forte que faz arrepiar, minha buceta tava quente, parecia querer aquele homem nela.rnO almoco ficou proto, ele quem fez, almocamos todos, tava deliciosa a comida que ele fez pra gente.rnDescansavamos do almoco, eu andava pelas areas da casa falando ao celular com meu namorado, quando o avistei, instintivamente caminhei ate ele, que me agarrou,me enfiou dentro de uma porta, era o banheiro da area de lazer.rnEncheu a mao na minha buceta, me juntou contra a parede, me tascou um beijo na boca, quando senti ele soutar meu cinto e abrir o ziper de minha calca, nao demorou e ele ja estava com minhas calcas no joelho, se abaixou e abocanhou minha buceta por cima da calcinha, era maluco e perigoso aquilo naquele momento, entao ele puxou minha calcinha de lado e chupou gostoso minha buceta, meu tesao foi tanto que gozei na hora em sua boca, ouvi uma voz chamar meu nome, me recompus e voltei pra sala, ainda mais desconcertada, fazia o trabalho, e naquela altura eu queria sentir aquele homem me possuindo.rnDepois de alguns minutos fazendo o trabalho e lembrando daquela boca gostosa chupando minha buceta, nao deu outra, senti ela melar, e tinha que ir ao banheiro.rnPra nao dar bandeira fui no da sala, tava ocupado, entao fui no que ele havia me chupado.rnTirei minha calca e calcinha e me sentei no vaso, de repente a porta se abre, tomei um susto, ele entrou e tirou da bermuda uma rola, grande, grossa e dura, sem falar nada, ja foi apontando em minha boca, nao fiz de rogada abocanhei e chupei gostoso, nao demorou e ele gozou tudo em minha boca, ele me pegou, me botou de quatro apoiando no vaso e segurando em minhas ancas, meteu aquela rola todinha na minha buceta, ele me comia com tanta forca que nao demou, gozei no pau dele, em seguida senti ele gozar dentro de mim.rnQue gozada foi essa, me extremeci toda no pau dele, depois que ele tirou sua rola pingando porra da minha buceta, sentei no vaso pra deixar a porra escorrer de minha buceta, ele segurou com uma das maos aquela rola e apontou em minha boca, e me fez abocanhar, mamei gostoso.rnQue rola era aquela, nao amolecia, ele me botou de quatro, meteu a cara no meio do meu rabo e lambeu gostoso a minha buceta e aos poucos foi tocando a ponta da lingua no meu cuzinho, nossa aquilo me arrepiava toda, ai ele se posicionou atras de mim e enterrou sua rola na minha buceta, foi tao gostoso que logo gozei no pau dele de novo. ele entao segurando firme em minhas ancas, metia forte e compassadamente, ate o talo.rnEu com a gozada gostosa, relaxei o corpo deliciando daquele pau, entao senti ele tirar aquele pau durissimo da minha buceta e nao tive tempo de reagir ao que ele fez.rnPois foi muito rapido, como ele segurava com as duas maos as minhas ancas, apontou a cabeca de sua rola toda melada de porra no meu cuzinho e atochou de uma so vez, gemi abafado que quase perdi o ar, mais nao podia gritar ali, aquilo entrou rasgando minhas pregas, pois era virgem de rabo. ele deu uma parada pra eu nao gritar e voutou a meter forte no meu rabo.rnMinha cabeca rodou,, pois lembrei das meninas fazendo o trabalho enquanto o marido da debi, metia rola no meu rabo.rnEle me fez rebolar no seu caceteate que ele gosou, me enchendo o cu de porra, foi muito gostoso, ele tirou aquela rola pingando do meu cu, extasiada, lembrei ele do meu trabalho, nos limpamos e voltei pra sala, perguntarao-me, o que houve?rnAleguei dor de barriga, mais era dor de rola.rnA debi, foi a comida que te deixou assim?rnRespondi, foi a comida do seu marido, so que ela nem imaginava de qual comida eu me referia.rnAcabamos o trabalho, eu e as meninas fomos pegar o onibus, cheguei em casa, fui tomar um banho, e logo comecei a pensar no acontecido do dia, minha buceta esquentou e melou, bati uma siririca, mais nao resolveu, meu namorado ligou pra gente sair, aleguei cansaco e fui dormir.rnO polco que dormi, sonhei com ele me fudendo com aquela rola deliciosa, acordei com a buceta e calcinha toda melada, quando amanheceu nao parava de pensar no acontecido e me veio um tesao quase incontrolavel, precisava de uma rola, e tinha que ser a do marido da Debi.rnNao sabia como fazer pra falar com ele, nao podia dar a bandeira de ligar no celular da Debi, entao me veio uma ideia, me arrumei, coloquei uma micro calcinha branca, uma saia branca acima do joelho, um top preto, e uma blusinha aberta de cor branca, com um salto 15, e resolvi arrisca e ir na casa dele, se a Debi estiver la, inventaria que tava passeando e reslvi passar la.rnNossa, eu tava me sentido muito gostosa naquela roupa.rnEntrei no condominio dele, todos ficaram me olhando passar, chamei na frente pela Debi, ele sai na sacada, me olhou e rapidamente abriu o portao, subi as escadas e ele ja foi me catando e me beijando, com a atitude dele a Debi so poderia nao estar em casa.rnEle parecia muito voras e me beijava sem falar nada, aquilo foi me dando um calor, era mao em tudo que era lugar, bunda, buceta, rola, peitos, um frenesi so.rnEle arrancou minha blusinha, fez meus peitos saltar pra for a do top, e comessou a aperta-los com as maos, chupava e mordiscava gostoso.rnEra delicioso tudo aquilo, nao demorou e ele arrancou tambem meu top, se deliciando com meus peitos, enquanto eu alizava e apertava sua rola, entao enquanto ele mordia e chupava os bicos dos meus peitos, foi tambem subindo minha saia bem devagar, senti ele abrir o fecho e o ziper da minha saia, se abaixou em minha frente, ficou vidrado com os olhos arregalados em minha buceta e arrancou tambem a minha saia, me deixando so de calcinha e salto.rnEle entao deu uma linguada na minha buceta por cima da calcinha que quaze me fez gozar.rnEle se sentou no sofa e me mandou subir em pe, encaixando a buceta em sua boca, ele agarrou em minha bunda com as duas maos e lambeu gostoso toda a extencao de minha buceta, nossa aquilo era delicioso, com uma das maos afastou minha calcinha pro ladoe chupava e lambia deliciosamente, nao aguentei e gozei muito na boca dele.rnEle me levou pra cama se deitou de rola pra cima e me puchou pra cima dele na posicao 69, encaixei a buceta em sua boca, e comescei a chupar gostoso a sua rola, era tao delicioso aquilo que nao demorou e gozei de novo na boca dele, e continuava chupando aquele pausao ate que ele gemeu e comessou a soutar jatos de porra em minha garganta, engoli tudinho, virei de frente pra ele e fui sentando minha buceta naquela rola dura e latejante, pulei e cavalguei gostoso e depois de uns minutos meu corpo extremesseu e gozamos juntos, nossa que tezao era aquele. me joguei em cima dele e ficamos ali grudado nos beijando por um bom tempo.rnExtaziados de tanto gozar, nos recompomos e fomos comer algo pra repor as forcas, comemos e coxilamos um pouco.rnAcordamos daquele coxilo gostoso, olhei no relogio ja era quase 3 horas, olhei pra ele e falei, e ne! tenho que ir, pois a Debi pode chegar a quer hora.rndei um gostoso beijo nele, me levantei e comescei a arrumar minha roupa, ele se levantou, me agarrou me beijando, e logo ele levantou minha saia embolado na minha sintura.rnMe mandou ajoelhar e ficar de quatro no chao, mandou afastar bem os joelhos e em seguida mandou eu encostar a cara no chao e empinar bem o meu rabo, ele encheu a mao na minha buceta e mais uma vez falou, que bucetao e esse morena.rnEle se ajoelhou atraz de mim e lambeu minha buceta sobre a calcinha, mordia e lambia gostoso, eu ja quase gozando pedi a ele, tira minha calcinha e me chupa, ele falou, calma, eu querro assim.rnAcabei gozando e melando minha calcinha, e ele continuava lambendo indo ate a portinha do meu cuzinho, me arrepiando toda, ele entao se levantou afastou so um pouquinho o ponto sobre o meu cuzinho e segurando sua rola com uma das maos, apontou bem no meu cuzunho, e dessa vez foi enfiando bem devagar, eu chemia e vibrava meu corpo, sentindo cada centimetro daquele pau, ate que entrou tudinho, foi aqui que delirei, pois ele passou a meter bem forte e eu gemia e urrava naquela rola.rnEu ja tinha gozado e senti ele gozar urrando no meu rabo. relaxou e tirou aquilo de meu cuzinho e me mandou continuar naquela posicao.rnEle se ajoelhou de novo atraz de mim, lambeu e mordeu a minha buceta, e finalmente afastou e chupou gostoso, gozei no ato, ai ele se levantou de novo e meteu gostoso aquela rola na minha bucetarn.rnNossa, que gostoso era aquilo, tava me sentindo uma cadela no cio, submissa ao extremo naquela posicao, enquanto ele metia com muita vontade e forca, ate que gozamos, nao aguentei mais, com as pernas mole de tanto gozar, dezabei no chao, e caimos extaziados de tanto gozar.rnDepois de uns minutos, nos levantamos, tomamos um banho, vesti minha roupa sem a calcinha, ele quiz ela pra ele de recordacao, ai eu perguntei, gostou do bucetao da morena?rnEle respondeu, adorei, agora e meu. falei, quem disse?rnEle respondeu, sua buceta falou pra minha rola.rnSorri safadamente e disse, sem essa pica eu nao fico mais, mais agora tenho mesmo que ir, nos despedimos aos beijos e fui.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto festinha gayconto erotico com velho caralhudo okinawan gélico pornôcontos eroticos gay papai e euver filme porno com massagista se assusta com o tamanho da piroca do clientes e pede para tocar uma pueta e pede para ela bater um pueta ele goza na boca de delaContos eroticos... Uma rapidinha com a cunhada de vestidominha mulher grávida quiz realizar seu desejo de levar rola no cu e na buceta e tomar gizada na boca verídicocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosrelatos comendo o cu da crente na marracontos eróticosgaysmeu primo de menorcontos eroticos bundaconto erotico dopei minha espos e comi ela de todo geitocontos eróticos mulher casada que mora com seus pais chegar mais a capoeiraporno cunada goza nu cacete du cunadopornô grátis cunhada de calcinha fio-dental para vocalcontos eroticos travesti ativa camioneiraContos o doido metev na mendiga na ruaContos de mijadas no rostocontos eroticos com mae e filho e pai assistindoenrabado dormindo acordei gosteicache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 contos eroticos brincando pique escondecontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carrocomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandeconto foda com cachorrofudendo por um jumento contosseparada e depilada contosx vidio comtos eroticos mães inocenteDona florinda abrido cu e a chiquinhadei o cu p meu genro contosContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacontos eroticos de novinhos madrinhas"limpa o pau do seu macho"contos eroticos arrombando a gordacontos d zoof minha sobrinha c um cachorrobate papo gay em Santarém Parávidio porno mulher coloca vibrador de 53 cemtimetro todinho dentro da bucetacontos gay comendo o muleke do orfanatocontos picantes desejo de marido e negaoJoão e chupando piru mesmo tempoComo ter pernas grossas e quadril largo em 1 mêscontos eroticos de incesto: manha mae me ensino a Transar 2 festa junina conto eróticocontos eróticos tiosafadocontos eróticos sendo filmadaContos eróticos picantes pecadoscontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosconto erotico meu marido ficou bebado e aproveitei a festacontos eróticos vendedor externocontos eróticos gay e casais rjmeu tio me dava a mamadeiraContos meninos comecaran sexo gaycontos centadas no colo do titio no incestocomedo tudo que e tipo de putinhas e putinhosvideos de porno sogro cardando a moracontos adoro. tomar no cuzaocontos sadomasoquismo castigocontos gay treinadorcontos eroticos dei a buceta para meu pai veridicocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto erotico de meu cunhado me comeu no carro enquanto meu marido dirigiameu padrasto meu donocontos erticos fudi a buceta da eguaConto erotico pintor comeu filha de sua patroachantajiei minha irma peituda para tranzarelatos eroticos minha descobri que era corno foi arrombadaContos eroticos cumeu irma e primacontos eroticos de pastores cadetudoeu via de pertinho ela chupando corno contosloirinha casada irma contos eroticoskiko masturbando a chiquinhaContos eroticos princesa estuprada na favelaxvidio cabeçudo com bodudasgozei na buceta da maninha engravidouContos reais de mulher com cachorro