Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O DIA QUE CONHECI MONICA COM PAULO

Olá meu nome é Rita num conto anterior relatei como conheci Paulo que é meu amante hoje apesar de ser um homem mais novo, casado eu também sou casada e não sou nenhuma musa e nem um modelo de mulher perfeita, mas descobri muita coisa com meu amante que nunca havei sentido antes com meu marido e uma de nossas fantasias é sair com outro casal que o Paulo está se comunicando atualmente, mas o relato hoje é de uma mulher que conhecemos em uma viagem, tudo começou em um sábado que Paulo me convidou para irmos passar o final de semana em Monte verde e eu aceitei e dizendo para meu marido que iria num congresso a trabalho e voltaria no final para o começo da noite e como o combinado Paulo me pegou 6:30 da manhã e fomos e conversando e acariciando Paulo fui tocando e chupando, o Paulo até lá, chegando lá fomos passear e tomar chocolate quente, pois ainda era cedo e sempre faço coisas com Paulo que meu marido não suporta ver roupa andar olhando vitrines e tudo que um homem gentil faz e tomando. Chocolate quente acabou conhecendo uma mulher e conversamos por aquele momento e ela disse que a cidade era gostosa para namorar achou que era casada com Paulo acabamos ali e voltamos para nosso passeio que por final terminou em uma trilha que daria em um pico para ver a cidade lá de cima e iniciamos a subida era meio ruim muito obstáculo e depois de 19 minutos encontramos Mônica a mulher do chocolate quente e fomos conversando e trocando idéias e Paulo sempre por perto me ajudando com os obstáculos ao contrario do marido da Mônica, mas como Paulo é gentil foi ajudando a ela uma mulher elegante de 44 anos três filhos uma mulher normal para a idade, mas bem conservada em um determinado ponto o marido da Mônica querendo chegar rápido pediu para ela ser mais rápido, pois ela disse não sou atleta não tenho tanto fôlego assim e o Paulo disse vamos devagar e a Mônica disse se está com presa suba vou a trás ele foi subindo com os meninos e foi ai que surgiu nosso papo ela disse seu marido. Rita é bem calmo e educado e eu disse a ela não é meu marido meu amante olhou assustada e eu a disse meu marido é como seu sem paciência, nervoso, egoísta, afoito ela disse é tem sorte de ter alguém assim e em uma ajuda e outra eu estava adorando Paulo de pau duro ajudando a Mônica e eu, me fazendo passar na frente dele encostando seu pau na minha bunda e a Mônica estava vendo aqui me excitava e em um lugar fiz a Mônica ir à frente e ele fez o mesmo ela meio sem graça disse meu marido pode pegar isso e eu disse para ela aproveite enquanto ele não vê e passado à mão no pau do Paulo disse olha sá o que macho de verdade ela fixa olhando eu acariciar o Paulo vê quando ela ficou excitada o bico dos seios duros e se virou e continuou andando depois de subir mais encontramos dois pedras enormes que faziam um banco e disse que estava cansada e sente pra descansar e ela ao meu lado e o Paulo em pé na minha frente eu comecei a aparar o pau do Paulo e tirei para fora e comecei a chupar ela. Assustada disse nossa não faz isso e olhando fixo Paulo gemia baixo foi ai que eu ofereci a ela quer provar Mônica ele deixa não Rita obrigado e continuando a chupar ela olhando puxei o Paulo pelo pau práximo a ela suando e com a boca meio aberta eu perguntei a ela não é bonito e ela respondeu nossa é verdade Rita é lindo mesmo, mas nunca trai meu marido é mais que do meu marido e eu disse me ajude a chupar e levando ao encontro da boca dela ela segurando meu braço tentando resistir, mas acabou cedendo e colocando a boca disse nossa sempre quis provar algo diferente e acabamos os dois chupando o pau do Paulo fazendo ele gozar e tomei a porra e ela limpou o pau dele todo dizendo que nunca tinha feito isso, mas que tinha adorado o pau do Paulo,

Depois disso continuamos a subir e falei para ela que poderíamos sair nos três juntos confiava no Paulo e ela disse vamos sim e trocamos tel.



Sou a Mônica depois que trocamos tel. Voltamos para SP pensei muito em desistir de tudo, mas aquele pau tinha me deixado louco não parava de pesar em chupar e sentir ele me aflorando, sei também pela Rita as fantasias e que ele estão tentando iniciar um casal que o Paulo conheceu pela net depois de alguns dias morreu um sobrinho da Rita e pensei vou desistir agora, mas depois de alguns dias e meu marido sá com o trivial e eu louca para descobrir minha curiosidade acabei ligando e marcando para uma sexta feira à tarde marcamos de nos encontra em um mercado me arrumei e coloquei um belo lingerie bonito e um vestido tido de praia um belo decote e toda cheirosa e quando olhei a Rita de calça social em justa marcando e com uma camisa branca o Paulo todo social parecia está sem cueca o volume da calça e entramos no carro me deixou ficar na frente com o Paulo dirigindo ele acariciando minha pernas por baixo do vestido e chegando no motel já no quarto eles começaram a me judiar o Paulo. Levantou meu vestido e subiu minha calcinha e colocando ela de lado me chupando apertando minhas pernas e minha bunda dando palmadas e a Rita livrou meus seios do decote e começou a me chupar eu ia tirando a roupa da Rita e gemendo o Paulo não parava de chupar e acariciar meu cozinho minha perna minha bunda até que não aguente e gozei loucamente a Rita quase nua ele me tirou a calcinha e de vestido me fez deitar e colocou a Rita pelada de pé e chupando a Rita e a Rita me chupando até que a Rita gozou e me chupando e gemendo ela dizia isso meu macho agora quero esse pau no meu rabo olhei para o Paulo aquele pau ela iria aguentar eu já tentei, mas dois vezes e doeu muito e ele a colocou para fazer 69 comigo e passava o pau na minha boca e colocava na boceta dela eu chupando ela e ele de tabela e via de perto aquele belo pau entrando e saindo foi quando ele tirou o pau todo molhado e deu uma palmada na bunda de e disse agora é seu macho e apontou no rabinho dela e senti-a enfiar a boca. Em. Mim e quando ia entrada ela enfiava a língua em mim eu chupando e vendo aquele pau entrando eu gozei novamente na boca da Rita e ela gemendo eu continuando a chupar ela e o Paulo num vai e vem ela gemendo e urrando segurando nas minhas pernas gozou pelo cu dando o rabo nossa fiquei louco de vontade desejo, mas com medo agora eu chupava ela e o Paulo ia me fazer sentir o pau dele entrando na minha boceta e quando ele foi invadindo eu sentia a cabeça do pau me alargando preenchendo ele ficou sá com a cabecinha aquilo me deixando louca e chupava e sentia o que o homem sente quando chupam uma mulher eu não ia aguentar muito tempo, pois ele controlava o gozo, mas eu ia gozar logo estava louca e foi quando ele foi enfiando tudo e senti ele todo dentro de mim e ai pude ver e sentir as estocadas fundas ele estocava e segurava ele todo dentro e ai tirando bem devagar gemendo e falando coisas que nunca disse assim meu macho que delicia de pau não aguente e gozei logo depois ele gemendo ia gozar. Tirou e me fez tomar aquela porra quente com gosto acido de cândida, mas logo que gozou me deu um beijo gostoso de língua perdi logo o nojo e adorei depois de um tempo fomos para o banho e a Rita disse a Mônica tem um rabo gostoso quero ver você comer e mais que depressa disse minha bunda não eu já tentei e dái muito e não vou aguentar o Paulo ela riu e disse eu também achava, mas ele é bom em comer cu e tomando banho os 2 me chupando o Paulo minha bunda e ela minha boceta ele levantou e começou e esfregar o pau no meu rego e dizer coisas deliciosas e morder minha nuca minha orelha e dizia fala aposto que quer sentir fala eu me segurando falava machuca dái, mas empinava a bunda para sentir o pau ele dizia vou fazer com carinho depois de me deixar excitada e com vontade disse que queria, mas se doer eu paro ele falou vou passar sabonete nefro liquido e começar com dedo e a Rita adorando chupava eu e ele começou com um dedo depois dois e me deixou um pouco mais acessada foi quando ele. Apontou a cabeça e brincando ele me fez empurrar meu cu ao pau e quando a cabeça entrou senti meu cu quente estava peando fogo, mas não doía que delicia e assim ele ficou brincando até entra a metade eu rebolava e imprima o ritmo até que comecei a sentir algo diferente e gozei gemendo gritando minha perna bamba quase desmaiou nunca havia sentido algo assim e sentada no banheiro a Rita levantou empinou a bunda e disse termina de comer o meu cozinho e assistindo aquele pau cravando no rabinho dela ela gemendo urrando até que ele o gozou sentou ao meu lado e juntos começamos a chupar ela e fizemos ela gozar na nossa boca e assim ficamos ali eu deitada de um lado do peito dele e a Rita do outro uma tarde maravilhosa. As pessoas que quiser entra em contato com nos pois somos cúmplice e amantes escreva para paulã[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha esposa a raspadinha contoTramsar comtoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordacontos di mulheris que ralaram pela primeira vezcontos eróticos devemos dividir o mesmo quarto com um casal de amigofodida junto com o marido contos eróticosembebedei minha irma e a comi conto eroticoconto arebentei cu meu patraopassando a mao no grelhoconto espiando transa do tiozoofilia gay extraordinárias bizarroscontos enrrabadacontos eroticos com a velha vizinha cabeludacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiMeu amigo comeu minha mãe contocontos gays com gémeoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetravesti dotadu no rnconto erotico: meu desejoconto dptomando leite de peito conto eroticoscontos eróticos de negros em carnavalPau na xana da prima conto eroticocontos porno obrigada engolir porra com muito nojodrixando a mulher do corno arregassadinhacontos eroticos de sexo oralbaixinha de 1m 60 porno boa fodacontos de travestis comendo os patroesconto+fui+arebentada+negro+meu+maido+adorouconto erotico sobrinhadesvirginando.a.irmanzinha.homen bulinando o penis no chortminha dani me fodeu me quando dormiincesto realidade fantasias contoconto erotico trasnformei minha mulher minha escrava sexoalestrupador gozamdo em cima da bunda da novinha pegando bronze na praiacontos eroticos gozando no cu da coroalesbica conto professora fisicausando uma calcinha pequena e morrendo de tesaiconto casada quarentona transando com desconhecidorelatos nossa que cdzinhalindacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos dominada por mulequinhoscontos mijou na minha bocacontos eroticos estuproscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos zoo viciada na picona do doogcontos comi a amante do meu paiPorno conto a sindica olhando minha picaconto coroa chupando piroquinhacontos erotico de fantasia de esposasadomasoquismo relatos comidavivacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos heterossexualTitio me prostituiu pos amigos contos eroticoscontos eroticos com a tiasogro engoxada no honibus condos erotigoscontos eroticos Araguaina ToContos com cuzinhos rosadoscontos eróticos arrastei peo canto e fodi com forçacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto de sexo com rabuda asquerosocontos minha filha enrroscada na minha picaBucetas virgemdas das adolecentes doidocontos eroticos que saudade da lingua dela na minha bpuzeram esposa dar pra todoscontos erotico comi o hetero parte 19Chaves metendo o pau no priquito de dona florindacontos erotico liberei minha esposa para sair com outro machocontos eróticos comedor a família todacontos realizei o sonho do corno engravidei de outro