Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA ORGIA, LIVRE ENFIM !

Meu nome é Jeani e hoje tenho 36 anos. Sou morena clara e tenho 1, 71cm de altura, cabelos castanhos escuros compridos com um corpo agradável, cintura fina, bunda bem redonda com belas ancas e bem carnuda, seios médio com os bicos rosados escuros da cor de meus lábios. Tenho um corpo bem desejável mesmo não sendo do tipo mulherão. Meu ex-marido sempre elogiada quando eu ficava de 4 que eu tenho uma bela bunda e que de quatro sou campeã, sempre gostei que homens elogiassem meu corpo !



Cresci como qualquer outra mulher, controlando meus desejos e fantasias sexuais tanto que me casei com meu primeiro namorado, e que foi o primeiro homem que transei na vida. De nosso casamento tivemos um filho, ele é átimo Pai e apesar de tudo nosso casamento não deu certo pois ele acabou conhecendo outra pessoa com quem escolheu ficar. Sempre soube que no final era sexo, pois sabia que nunca consegui me soltar na cama com ele e a outra com que ele está até hoje deve fazer horrores com ele na cama.



A histária que vou contar aconteceu 4 meses depois de nos separarmos, estava abalada ainda com a separação e estava subindo pelas paredes com a falta de sexo que foi consequência de não estar mais casada, auto-estima meio baixa e nesta época comecei a ficar mais amiga da Claudiinha ( como todo chamavam, por falar nisso os nomes aqui são reais ). Ela era uns 4 anos mais nova que eu e era bem atraente, loira e com um belo corpo malhado e de beleza normal tb, assim como aminha mas tinha um corpo esguio e muito bem torneado e com pernas compridas e transparecía sexualidade, segura de sí, uma mulher que via que os homens olhavam cheios de desejo. Nesta época eu entrei na academia por sugestão dela e lá mesmo na academia é que começa tudo.



Na academia sempre tinha mais homen que mulher e naquele dia estávamos eu e ela a quase dois meses malhando e conhecemos alguns rapazes. Eu ao contrário que pensei por estar junto com ela não " desaparecía ", tb tinha os olhares dos homens, tanto quanto ela e descobri depois pela prápria boca de um deles que era porque tínhamos os corpos opostos. Eu mais cheia de carne e ela mais magrinha, uma loira e outra morena. Fantasias !!!



Bom, o dia era quinta-feira e estávamos conversando com um dos rapazes ( o nome deles não vou dizer ) enquanto malhávamos e ele citou que no final de semana eles ( ele + amigos ) iriam pra serra curtir um final de semana de churrasco e cahoeira. Confesso que na hora fiquei pensando um monte de fantasias, homens e eu na cachoeira e tal, isso porque estava realmente necessitada. Quando ele terminou de falar eu nem pensei, agí por impulso e falei que gostaría de ír e como sería as condições. A Claudinha me olhou meio de rado de olho e sorriu de leve e o rapaz falou que não tería problema e que o Sítio do amigo dele era grande e daría pra todos ficarem a vontade pois sá iriam com a gente 7.



Quando fomos embora da academía a Claudniha falou que eu tava na cabeça de pedir pra ir com eles? Que ela tinha outros planos e eu acabei chorando e explicando pra ela tudo da minha vida, que eu tava daquele jeito e que era muito reprimida, que achava que tinha perdido o marido por causa da cama pois não era mulher o suficiente pra fazer ele homen e que tava separada a 4 meses e desesperada pra transar e que não consegui me segurar e ela começou a rír e decidimos que aquele final de semana a gente iría aproveitar.



Na sexta-feira depois do trabalho nos reunimos na casa dela pois os rapazes iriam passar pra pegar a gente a duas quadras dali, na estação do metrô. A gente conversou e ela me mostrou um frasco pequenino de remédio e falou que era uma substância que dava um tesão irresistível e que a gente iría tomar aquilo no Sítio a hora que achasse que devería e que em 20 minutos no máximo a gente estaría louca de tudo se esfegando e o caramba em um cara lá e transaríamos a noite toda e ainda falou que não poderíamos beber ou poderíamos nos arrepender, olhamos uma pra outra e ela nem me deixou falar, foi logo dizendo :

_ Deixa de ser boba mulher, vc tem 32 anos e ainda é nova, ainda dá pra aproveitar muito, se vai se liberar, eu te ajudo, vou estar tão louca quanto você, vai ser demais, sua auto-estima de ser desejada e ser puta por um final de semana, se vai voltar de lá outra mulher, bem mais confiante e liberada, se vai voltar mais feliz ! Eu fiquei pensando naquilo até na hora que os rapazes chegaram na estação pra pegar a gente. Fomos no carro com dois deles no banco da frente e nás no banco de trás, ainda comentamos alguma coisa sobre Paulistas mas concordamos que como não nos conhecíamos ficaríamos mais a vontade.



Eles eram bem agradáveis, morenos, cabelos curtos e negros, eram irmãos. Fomos pela estrada e na viagem conhecemos todos quando paramos para comer e no meio deles tinha um que me olhava e eu tinha achado ele um gatinho na academia, comecei até a pensar que pedi pra ir por causa dele no fundo. Eu então comecei a corresponder com sorrisos discretos e dava atenção a todos sorrindo e conversando, eram 5 homens, todos da academia e tinham o aspecto físico bem legal.



Ao chegarmos no Sítio os rapazes foram logo acendendo a churrasqueira, sempre muito atenciosos e prestativos e nos mostraram a casa e os quartos e nos levaram a um quarto no final do corredor que era o meu e o da Claudinha. O quarto era grande e tinha uma bela cama de casal de madeira maciça e grande que sá de olhar pensava-se em sexo a vontade como espaço. Ao entrarmos e virmos aquela cama olhamos uma pra outra e demos um sorriso que os dois rapazes que estavam com a gente perceberam a nossa intensão na hora, já estávamos comprometidas ali eu acho pois o clima mesmo mantendo as aparências no decorrer da tarde, estava cheirando a sexo antes mesmo de começar. Os rapazes falaram que poderíamos ficar a vontade e que a casa tinha piscina e cachoeira a uns 800 metros nos fundos. Como o dia estava quente, bem quente mesmo e os rapazes estavam cuidando do churrasco, decidimos que iríamos nos trocar e pegar uma cachoeira. Quando ficamos sozinhas a Claudinha falou que ela gostou de todos e não sabía qual deles gostaría de transar, falou que iria fazer o teste do sungão, o mais cheio era dela, fiquei boba de ver mas confesso que o que ela falou me excitou bastante. Ela então pegou aquele frasco e falou pra gente beber. Eu falei que era muito cedo mas ela falou pra gente se liberar e curtír e eu falei pra gente ir com calma, ela falou então pra beber sá um pouquinho pra " esquentar " mais um pouco o clima e a gente ficar mais sensual, mais fácil.



Então bebemos um pequeno golinho do frasco, e foi esse o nosso " doce veneno " que foi o meu primeiro passo pra hoje ser a mulher que sou na cama, ter este assunto resolvido comigo mesma. Escolhemos os biquinis, eu tinha levado dois, um pequeno e um mais comportado, como ficamos conversando acho que naquele momento o efeito do negácio tinha pegado de leve e eu sentia que estava quente um coceira de leve na nuca, eu escolhi o biquini pequeno que era azul bem clarinho, ele destacava minha bunda, bem redonda e cheia de carne e seus laços destavam minha anca que eu sei que os homens adoram e a parte de cima destaca o desenho do meu seio.



A Claudinha colocou um biquini preto, disse que para loira era fatal. A bunda dela ela linda, magra, sem exageiros ou celulite, ela era tipo magra mesmo, éramos o contraste. Saímos e quando chegamos no jardim pra junto dos meninos nos deparamos com 3 deles de sunga, tomando uma cerveja e com tudo arrumado, a carne estava assando, os dois meninos que nos viram sorrindo no quarto estavam de sunga e falaram que levaríam a gente na cachoeira que a tarde geralmente a água ficava muito fria e era melhor pra tomar banho agora. Olhei para a Claudinha que estava olhando pros meninos sorrindo mas com uma nítida cara de maldade no olhar, nisso o outro amigo deles chegou, o loiro e falou que iria com a gente meio que intimando e eu simplesmente consenti, senti a maldade evidente dele me olhando pra baixo, eu olhei pros outros que estavam na churrasqueira e eles estavam me olhando tb na parte de baixo, nos viramos para irmos pra cachoeira, um deles apontou a direção vamo lá então... Quando virei senti que todos estavam olhando pra minha bunda, aquele negácio já tava fazendo efeito, e eu estava com meia latinha de cerva bebida sem nem ver, andamos um pouco e chegamos na cachoeira, no caminho olhei pra parte de baixo do meu biquini e descobri porque os meninos estavam olhando pra baixo na churrasqueira, eu estava molhadíssima, tanto que meu biquini estava molhado na minha xereca. Naquele momento olhei pra trás e ví o loiro me olhando pra bunda, olhei pra sua sunga e ví que ela estava meio cheia, o pau dele estava meio duro, como aquele golinho do frasco foi fazer aquilo comigo, estava suando fria e olhei para o loiro que viu eu olhando pro pau dele com desejo, sacou na hora e piscou pra mim, eu não resisti mexi o pescoço e sorri de leve.

Fomos pra água eu e minha amiga e os caras ficaram conversando entre eles e nos olhando eu e minha amiga ficamos dentro da agua olhando eles de frente e eu estava meio excitada e minha amiga estava animadíssima. Falou que quería beber mais e voltar no quarto e tomar mais do frasco e ficar muito louca e dar pra todos eles, fazer uma orgia todo mundo, que tava se sentindo a puta particular dos caras com um golinho, e o tesão que eu tinha emprestado pra ela mais a bebida e tanto homem masculo junto, os caras acho que estavam prestando atenção na gente e se ligaram que a gente tava cheia de maldade !



Eu estava nitidamente a vontade e aquilo tudo que ela disse me fez pensar um monte de coisas devassas com aqueles caras, eu não conhecia ninguem ali direito mal via da academia e estavam todos ali, prestes a serem atacados por duas mulheres num estado de espirito de taradas, eu estava me sentindo mesmo uma puta particular deles e eles estavam cada vez mais se ligando nisso. Os rapazes entraram na água e vieram conversar com a gente, estavam nitidamente mal intencionados eu via isso no olhar deles, nás conversávamos e como a água estava na altura de nossa cintura tínhamos de nos abaixar pra nos molhar e eu e claudinha fazíamos isso de uma forma toda sensual meio de lado, mei mostrando a bunda, meio os seios na hora de subir de novo, sempre muito perto dos corpos deles conversando e sempre muito mas muito sensual e sedutoramente, pra todos os 3 que estavam cada vez mais exitados. Nás duas olhávamos pra sunga deles de forma bem descarada e cheguei a ficar uns dois minutos olhando pro pau do loiro ficar duro dentro da sunga, a sunga ficou enorme, eu olhei pra ele sorrindo, ele me olhou com maldade e piscou. Eu olhei pra ele dei uma piscada tb ! Ele me chamou pra fora da água e falou pra voltarmos pra casa, a minha amiga estava segurando o braço de um dos morenos e ví perfeitamente quando ela olhou pra ele e apertou sua bunda, ele riu.



Chegamos com a carne na mesa pronta pra comer, os meninos realmente foram gentís demais com a gente e comemos e bebemos a musica estaava rolando e eu chamei a claudinha pra gente ir no quarto, entrando no quarto deixamos a porta aberta, pegamos o frasco e tomamos quase a metade dele. Conversamos entre nás sobre como ficaríamos e estávamos empolgadíssimas, acabamos de beber nossas latas esperando fazer o efeito aquele liquido do tesão ! Queríamos saír daquele quarto transformadas, e saímos. Voltando pra churrasqueira pegamos outra latinha de cerveja e claudinha sentou. Eu fiquei em pé de biquini e olhei pra piscina e falei pra Claudinha e um dos rapazes que iria pra piscina. Tomei um gole da latinha do cara que tava com a gente e estava decidida a declarar e mostrar pra todos pra que eu estava ali, aquele remedio me deixou muito excitada, demais da conta, eu me sentia a mair puta do mundo e era exatamente o que eu quería ser ali com eles, puta privê de 5 homens. Então falei pra Claudinha e o moreno dela ( tinham acabado de se beijar ). Será que seus amigos se importam se eu fizer um top-less ?



Ele me olhou meio sem jeto mas com cara de tarado logo depois e falou :

- Nás iríamos adorar gatinha !

Eu então olhei pros meninos do outro lado da bancada da churrasqueira, desamarrei o laço da parte de cima do meu biquini e deixei meus seios a mostra. Os rapazes todos me olharam, todos ficaram olhando e eu olhei no rosto de todos eles e falei :

- Nunca viram seios não !

Eles ficaram meio sem graça mas continuaram olhando e eu fui pra piscina. A Claudinha nessa hora já tava numa beijassão danada com o moreno dela e 3 rapazes vieram pra piscina atrás de meus seios é claro mas eles teríam algo mais, eu estava nas nuvens de tanto tesão, vários homens e eu ali no meio, num sítio em uma cidade do interior, no mato sem limites pra mim, tudo pra eu me liberar, achei aquilo demais e quando olhei pro lado os 3 já estavam dentro da água. O loiro que desde a hora da cachoeira estava me comendo com os olhos falou :

- Se liga Jeani, a gente já sabe qual é a de vocês duas. O Luiz achou na mochila de vc´s " tesão de vaca " ( ele chamou assim o liquido do frasco ) e a gente sabe que vocês estão a fim de sacanagem da braba, c´s beberam cerveja pra caramba e tão com esse negácio ai e eu sei que você deve ser é a maior putinha do seu bairro, a gente vai te comer agora, querendo ou não !



-Eu olhei pra ele e disse :

- Ai meu loiro, não fala assim que eu me arrepio toda, sô uma fêmea e o que você quería, eu e minha amiga temos fantasias e desejos e vocês foram vão ser as nossas vítimas, neste final de semana decidimos que queremos ser suas putas particulares, queremos que vocês nos façam de suas escravas sexuais nos usem e nos dominem falei mais ou menos isso e lembro que falei bem alto ! Como se me libertasse de alguma coisa.



Nisso o moreno falou :

- Então minha puta gostosa, a gente vai te fazer você e sua amiga as maiores putas que já existiram no planeta ! ( Todos riram inclusive eu ! ). O Loiro puxou a cordinha da parte de baixo do meu biquine na parte raza da piscina e ele caiu na água, eu estava totalmente nua ali. Olhei pra eles e rí : - Agora estou do jeito que vocês queríam né?

- Que nada ! respondeu Luiz, a gente quer te ver é de 4 entrando na vara pra náis 3 agora !



Eu falei :

- Primeiro quero que vocês saboreiem o meu material garanhões ! Quero muita brincadeira antes !

Eles começaram a me olhar o Luiz chegou na beirada da piscina e se sentou e com aquela sunga recheada e brilhante ao sol eu fui atraída, era agora, a partír de agora aquele " tesão de vaca " fez mostrou do que foi capaz de me fazer ser hoje. Totalmente nua fui chegando até suas pernas já abertas, seus pés na água, passava suas mãos no seu pau por debaixo da sunga e um dos morenos falou enquanto eu me aproximava da sunga do luiz que nem precisava mandar eu ir que eu iria fazer tudo sozinha, me chamou de puta safada e eu rí abraçada as coxas do luis já com a mão sobre o pau dele na sunga, os outros dois então se aproximaram e eu olhei novamente para o luiz que me chamou de vagabunda, chupa essa rola gora ! Eu sorri safadamente e respondí que com o maior prazer !



Passei a mão algumas vezes sobre o saco dele, sei que vocês homens adoram que a gente chupe o saco e naquele momento eu quería chupar os 3 gatinhos inteiros. Devagar abaixei a sunga dele até que caísse na água pra sá depois olhar pro pau dele, duro e apontando pro céu, olhei pro Sol forte sobre a pele reluzente daquela cabeça rosada, um pau grande e duro, um saco maravilhoso, muito lindo !!!! Os dois meninos que tinham chegado estavam com os seus paus pra fora e eu olhei pro pau moreno deles um médio mas roliço, cheio com cabeça pequena e um saco bem redondo, daqueles que a gente pode passar a língua com vontade e a vontade. O outro de uns 19 cm bem claro e cabeça grande, mas bem retinho, o saco pequeno mas sem pêlos, adorei tb ! Falei pra eles :

- Nossa ! Quanto piru bonito ! acho que vou querer ficar chupando eles todo o final de semana, não vou ter hora pra atacar heim rapazes !!! se preparem !!!!



Eles riram muito comentando o tanto que eu era vagabunda eu ría e falava que não adiantava elogiar, que eu era insasiável e gulosa demais, que eles não tinham porra quente o suficiente pra me alimentar num final de semana e que eles tinham um compromisso mensal comigo a partír de agora ! Eles falavam demais em como esta aí era vagabunda mesmo e eu ría e adorava, era demais pra mim cheia de tesão. Joguei água nos meninos peladona e eles tb peguei o pau do luiz sentado na beira da pscina com as duas mãos molhadas que me deu um belo gemido daqueles " me chupa agora " . Então olhei bem pro pau dele e um dos meninos pegou na minha cabeça. Chupa o pau ai sua puta ! fala menos e engole mais !



Ele empurrou a minha cabeça pro pau do Luiz que falou :

- Deixa que no meu pau eu mando nesta vadía, pegou na minha cabeça e segurou no meu queixo e me fez dar uma lambida do seu saco a sua cabeça e depois engolir ele até a metade. Bastou o pau dele entrar na minha boca e eu sentir o gosto dele melado e quente e pulsando pra eu me transformar por completa, comecei a gemer e falar alto que delícia, que pau gostoso, quero seu leite de qualquer jeito na minha boca, não esquece ! Chupava as bolas dele e passava a língua em toda a cabeça e dava aquelas olhadas pra ele com o pau dele na boca e falava delícia com o pau dele na minha boca olhando pra ele, ele gemia e me falava pra continuar chupando, puta gostosa e tal e eu ficava mais excitada ainda. Estava precisando mesmo daquilo pra me libertar, entrei no clima e estava arrasando !



Suguei o pau dele com força, chupava com vontade mesmo e derrepente me dei conta dos outros dois rapazes. Olhei para o moreno do lado e a pica dele apareceu na minha frente, bem roliça e morena, gostoso demais olhar em voltar e ver um monte de piru, é um sentimento de ser fêmea de verdade e segurança, com tanto pau assim em volta pra mim, eu me senti uma mulher protegida com muitos homens e que tinha de dar um bom trato neles pra compensar isso, me senti realmente poderosa e fui.



Comecei a chupar o moreno que em pá batía o pau dele na minha cara, na língua que colocava pra ele. Ele mandava eu chupar o saco e mandava eu chupar o pau dele enquanto batía uma punheta gostosa na minha boca, ele era lindo ! O outro moreno não posso dizer a mesma coisa mas era bem gostoso, com pêlos em volta do saco e pau, não muitos mas se tem uma coisa máscula é um homen com pêlos negros em volta do pau, é primata e selvagem, adoro mamar um pau assim !! Eu abocanhei o dele com vontade e um deles falou : Vai sua puta gulosa, esse aí vai encher a sua boca de leite, sua piranha vadia !!! ( eu delirava ).



Um deles me chamou pra fora da piscina, fomos andando até a churrasqueira e paramos na bancada pra ver minha amiga de 4 sobre a bancada, uma cena maravilhosa, ela de 4 com a bunda bem pro alto, atrás dela um dos irmãos que a estava comendo, metendo um pau enorme na buceta, ela gemendo como louca enquanto o outro irmão, sentado sobre a bancada estava com o pau pro alto enquanto ela entre um gemido e outro chupava com vontade e força, aquela mulher era linda e selvagem, ela olhava pra trás e fazia caras e bocas pro moreno que a estava estocando nela, que fêmea !!!



Ficamos os 4 ali olhando a cena até que um deles deu um tapa na minha bunda e falou. Vamos todo mundo entrar, queremos colocar vocês na sala num showzinho privê de putaría e muita sacanagem com a gente, senti 3 pirus encostando na minha bunda de tão perto. Eu respondi que claro, vc´s é que mandam !

Os meninos e a Claudinha pararam e desceram da bancada e fomos todos pra sala. No caminho eu a a Claudinha nos falamos rindo a adorando, comentando como era bom aquilo tudo, falei pra ela que estava me decobrindo antes mesmo de entrar na vara, que estava adorando, ao entrarmo dois já estavam sentados no sofá e o resto foi sentando no sofá e nas poltronas, ficamos eu e claudia ali no meio da sala com aqueles 5 homens de pau duro pro alto olhando pra gente. Um deles falou :



- Então suas putinhas, tem 5 paus aqui pra vocês se divertirem, foram vocês que vieram querendo então agora se divirtam |!!!



Eu e a Claudinha tiramos todas as coisas da mesinha de centro e ligamos o som da sala pegamos o frasco no quarto e um cd e voltamos, todos pelados na casa colocamos o cd no som e começamos eu e ela a dançar, bebemos mais um pouquinho do frasco e guardamos e continuamos a dançar. Subimos na mesinha de centro e começamos a rebolar e dançar chupando nossos dedos, os rapazes levantaram e jogaram cerveja na gente, deram um banho na gente de cerveja e nos fizeram beber tb, começamos todos peladões a dançar e eu e claudniha então começamos anos roçar nos rapazes, aqueles pirus pra todo lado eu me abaixei sentando na mesinha de centro, fechei os olhos e abri a boca, deixando a coisa acontecer. Não demorou para um dos rapazes perceber a minha intenção sentada de olhos fechados e rosto virado pra cima com a boca aberta, senti o calor na minha boca e a pele molhada, macia e lisa. Ele foi entrando e senti que o dono dele estava empurrando ele com o dedo pra ficar reto na minha boca, engoli o que pude e comecei a chupar, ouvi a claudinha dando um gemido como se alguém estivesse começando a meter e quando abri os olhos ví um dos morenos na minha frente, olhando direto nos meus olhos, quando olhei pra ele ele me falou, vou gozar na sua boca sua puta danada ! Eu sorrí e chamei ele de meu amor ! Goza sim que eu te acho lindo ! Seu leite deve ser delicioso !



Ele tirou o pau da minha boca e começou a se mastrubar, outro rapaz falou : Alá ele vai gozar na boca dela ! olhá lá mané !



O moreno lindo soltou a mão do pau e falou : bate uma e me chupa putinha !

Eu comecei a masturbar ele e coloquei a boca engolindo somente a cabecinha, com a outra mão acariciei com a ponta da unha o saco e chupei olhando pros olhos dele.

Ele sorriu e disse que ia me dar leitinho, eu sorri sem tirar da boca e empurrei ele em direção do sofá pra ele gozar sentado e outro vir logo ocupar o lugar dele e mais um outro com iniciativa me pegar por trás de 4 no chão. Comecei a empurrar ele pelo pau com a boca pra trás engatinhando de 4 e ele se ligou na intensão e falou :

- Vem, sua puta, segue o pau do papai de 4 vem, sua vadiazinha ! Sentou no sofá e deixou o pau pro alto relaxou bem gostoso enquanto eu lambia todo o pau e o saco dele, gemeia feito louco e os outros amigos foram chegando vendo minha bunda cheia de carne virada pra eles, de 4 eu sou forte ! Adoro dar o cuzinho tb !



Ele começou a dizer que ir gozar e eu senti p pau dele aumentar de volume na minha boca, pulsando antes de gozar isso acontece eu hoje sei exatamente a hora que vai gozar, isso me exita ainda mais sabe, hoje na cama definitivamente sou putona. Mas o pau dele pulsou um pouco e eu assim que senti a porra quente dele molhando meus lábios, tirei a boca e fiquei lambendo a cabeça do pau dele jorrando porra e eu olhando pra ele e dizendo : Meu príncipe gostoso pirocudo goza gostoso meu gato, vou te mamar todo, me lambuzar na sua porra quente, e ele mandou eu chupar o pau melado dele. A porra dele estava escorrendo pelo pau e chegando no saco eu vendo aquilo chupei o saco dele lambuzando meu nariz de porra do pau dele e vim lambendo do saco até a cabeça a porra que escorria do pau dele pra no final dar uma passada de língua nos lábios de " delicia " enchendo em volta da boca de porra olhando pra ele chamando de gostoso e chupei o pau dele devagar me lambuzando toda com o esperma dele esfreguei o rosto no pau dele espalhando o esperma pela minha boca e dei um sugadão com punheta bem rápidos e fortes e ele começou a gemer !



Olhei para Claudinha que gemia alto o tempo todo e naquele momento estava sentada no sofá cavalgando o loiro e o amigo do lado dando o pau pra ela chupar. Ela muito boqueteira já tá toda babada de porra de outro deles sugando com vontade mesmo. Sinto derrepente uma língua na minha buceta e o outro moreno que tava comendo a claudinha na bancada me alisa e me chama de cuzão, bunda carnuda tem de levar pirocão que nem o meu. Eu virei pra ele e falei :

- Meu amor, isso ai é pra todo mundo, os dois buraquinhos do prazer !! Mas não quer dizer que o seu pau não seja especial pra mim, desde a hora que eu ví você plantar a pica na minha amiga na bancada olho pra vc com outras intensões sabe pirocudo !



Ele na hora falou :

- Então vou te comer com carinho minha gostosa ! ( eu amei ele por isso )

Eu estava toda babada de porra e o Luis foi para o outro lado da sala dar o pau mole pra claudinha chupar. Ela olhou pra mim e abocanhou o pau dele. Parou e falou

: Aproveita menina ! vai dar muito hoje !

Rimos, e o outro moreno veio conferir o meu boquete, pelo menos foi o que ele falou. Falei pra ele que ele era muito gostoso e que quería o pau dele na minha boca. O pau do moreno caralhudo começou a entrar na minha boceta e eu gemi de prazer. Nisso abocanhei o outro em pé, fiquei assim de 4, chupando um e enrabada por outro. Enquanto chupava o moreno a minha frente ele segurava no meu cabelo me forçando a chupá-lo. Me chamava de safada o tempo todo, eu tb ouvía a minha amiga falando pra gozar na boca dela pedindo, implorando, e chamei eles pra perto pra podermos surubar direito, todos nos juntamos no meio da sala eu e minha amiga uma de cada lado da mesa de centro de 4 sendo comidas e vários pirus em volta de nás pra gente chupar, eu e ela nos olhávamos chupando, ríamos, brincávamos cada um com o pau da outra sempre estimuladas pelos rapazes que não paravam de nos fazer elogios de como éramos putas e gostosas. Os dois morenos pararam na minha frente e ficaram balançando o piru deles na minha boca, o mais velho mandou eu chupar o saco enquanto eu batía uma punheta pro irmão dele. A Claudinha ficava falando pra eu chupar, vai sua puta junto com os rapazes e eu ría e fazía caras e bocas, isso me exitava cada vez mais eu me sentindo puta demais e adorando cada minuto daquilo. Então um deles me pegou de 4 e começou a passar um creme no meu cu e no pau dizendo que ía meter, nessa hora foi uma agitação danada entre eles pois queríam me ensanduichar a claudinha que estava tomando sendo comida do meu lado falou que eu era louca se aceitasse que ia doer e eu beijei ela na boca e falei que gostava, a rapaziada ficou toda oriçada e um deles veio por baixo de mim e começou a meter a pica na minha buceta, eu gemi de prazer mas quando o outro mexeu o pau já dentro do meu rabinho carnudo eu senti arder, pedi pra ir devagar mas os rapazes riram e começaram a meter alternados com vontade. O de que estava em cima e atrás de mim falou no meu ouvido, eu não te disse que a gente ia te comer sem dá nem piedade, agora aguenta sua puta, se nunca vai esquecer este final de semana !!



Eles começaram a meter alternados e eu gemia a Claudinha falou, mas que vagabunda ! Alguém por favor bota um pau na boca dela ! Um dos rapazes veio na minha direção mas os outros também, então eu fiquei sentindo as picas me rasgando e olhando praqueles paus todos vindo em minha direção ! Fiquei uma fera, eu comecei a chamar eles pra vir logo, que quería todo mundo me comendo, os 5, vem fodões, meus comedores, meus machos me pões pra foder de verdade, mostra pra esta fêmea como se fode, como se domina uma mulher ! Os caras foram botando o pau na minha boca, batendo punheta, e esfregando o saco na minha boca e no rosto, um deles colocou o pau na minha boca e deu um jato de porra que me fez jorrar pelos lados da boca e escorrer e eu comecei a falar alto que gostoso, que leitada, e gritei :

- gente eu sou uma puta louca, que delícia ser fêmea assim ! E eles riram a me chamaram de vagabunda sim, vai entrar na vara e eles me comendo naquele chão sujo da sala do sítio, sendo invadida por todos os lados, cheios de homens me desejando e nisso veio minha amiga falando, vai mulher, se revela !!!



Eles ficaram colocando o pau na minha boca, o tempo todo, mais um veio e gozou na minha boca me melando e eu olhei pra ele e falei que ele era um deus grego de gostoso, pedi ele a última gota e pra colocar o pau na minha boca até ficar lisinho de limpo. Ele me deu um tapinha no rosto e eu engoli o pau dele todo, botei pra fora e comecei e esfregar ele no meu rosto, veio outro e começou a esfregar o pau na minha bochecha e eu voei com a boca nele. Então o cara que tava no meu cú começou a gemer e dizer que is gozar, eu me arrepiei toda e coloquei a bunda o mais pro alto que dava o cara que tava na minha buceta começou a falar que quería gozar tb, eu que já tinha gozado umas 4 vezes falei pra eles pra gozarem dentro de mim, mas um de cada vez que era mais gostoso. O que tava embaixo saiu e o que tava em cima falou:

- Agora sim ! e começou a me estocar com vontade, confesso que gosto mais assim, um sá na minha buceta gulosa, ele então começou a segurar a minha bunda com força e o cara do cu ficou ali do lado batendo uma punheta de leve a falando pra mim que ia me gozar dentro com vontade, dava tapas na minha bunda e mandava o outro atrás de mim mandar ver, ficamos assim e claudinha estava com outros 3 em volta dela e pagando um boquete, nossa como eles gostavam de boquete, eu acho que naquele final de semana bebi um litro de esperma mas com vontade, voltei outra !



Quando o cara começou a gozar na minha buceta ele segurou minhas ancas com força e estocou fundo, senti a porra quente dele entrando dentro de mim e beijei o pau do outro que esperava, disse pra ele chupando a cabecinha do pau dele, vai lá, manda vê que eu quero seu leite tb mas na minha bunda que nem vc estava antes gatinho!



Ele mirou bem e foi e entrou que foi uma beleza, eu procurei a mesinha de centro e então ele me deu um xá de vara no rabo, mandou eu rebolar, bateu na minha bunda e o outro veio e sentou na mesinha pra eu mamar o pau dele alí naquele final de semana é que pude sentir o prazer de chupar um pau, como foram vários e o clima estava quente de sexo, me senti uma verdadeira femea e percebi que no boquete quem manda é a gente que estamos no pau deles chupando e eles amam isso então aproveitei ainda o sábado e domingo nisso. O gostoso tb gozou forte no meu rabinho que escorreu tudo depois, ficamos olhando a Claudinha traçar os 3 outros com a boca, teve uma hora que eu me juntei a ela e ficamos os 7 náis duas ajoelhadas e eles dando o pau pra gente chupar, nossa, confesso que nasci pra isso, adoro um monte de piru na minha frente pra me comer, quando penso nos churrascos que tem por ai e como eu podería aproveitar com outros isso, estranhos que eu não conheço !ah.



Naquele final de semana a gente ainda transou muito, bebímos do frasco até acabar e um pouquinho de cada dia mais a cerveja estávamos sempre a fim, foi demais. Falamos sobre coisas que vimos na internet e que gostaríamos de fazer como maratona de boquete na beira da piscina, escolhíamos dois homens cada uma e sentávamos na cadeira a beira da piscina com o pau dos dois na altura de nosso rosto, com eles em fila, cheguei a tirar umas fotos com minha máquina digital e tudo, eu ganhei duas vezes o jogo e um dos rapazes ficava de juiz, e mandava começar e a gente tinha que fazer o nosso pau gozar mais rápido pra ganhar sá com a boca. Foi demais. O churrasco rolava direto e a gente ficava peladona e eles ficavam passando a mão na gente o dia todo. A gente conforme o dia passava abaixava pra chupar um, dava em pé na bancada pra outro, os caras iam se servindo a vontade da gente, como queríam, por exemplo, teve uma hora que eu fui na cozinha pegar uma cerva e um dos morenos tava lá e no que eu me abaixei maliciosamente pra pegar uma cerva na última prateleira da geladeira ele me pegou no rabinho e começou a me comer ali mesmo e o luiz apareceu zoando a gente e eu rí chamando ele pra festa e ele colocou o pau na minha boca pra eu chupar. É disso que eu tava falando do boquete pois nessa hora que a gente tava fodendo na cozinha os dois pediram pra eu ir no sofá pois tava rolando jogo de futebol e eles estavam vendo e enquanto eles assistiam o jogo eu fiquei ajoelhada de frente pro sifá e pra eles, chupei um primeiro, o luiz que gozava mais quantidade e eu gostava de me lambuzar com aquele safado, enquanto eu chupava eles a gente conversava e eu bebia da cerva deles chupava um deles um pouco e conversávamos rindo, eu chupava um deles e eles brnicaram até de lance do jogo, quando o lance era bom pra um time eu chupava um e quando o lance era bom pro outro time eu chupava outro, o moreno nem sabía o meu nome sá me chamava de " essa putniha aí, a morena " . E chupei ele demais, ele era o mais safado. Teve uma hora que eu tava chupando ele na varanda que na hora de gozar ele me fez descer no jardim da churrasqueira e mandou eu ajoelhar na frente de todo mundo pra chupar ele eu adorei o estilão dele mandão a sacana de humilhar, eu chupei ele na frente de todo mundo que veio pra perto e ficaram empurrando a minha cabeça pro pau dele e quando ele gozou a Claudinha ajoelhou comigo e chupamos o pau melado dele de porra os meninos andavam pelados pra todo lado pois pedi a eles falei que nos exitava e nos fazia pensar em sexo o tempo todo, era piru pra todo lado e a gente se satisfez de todo jeito. dei no banheiro, na cachoeira, dei pra 5 pra dois pra um pra 3 chupei um monte naquele final de semana. Fomos embora mas um final de semana por mês marcávamos e íamos pro churrasco da sacanagem com eles. Hoje sou realizada e resolvida, amar é uma coisa mas na cama a gente tem de ser puta mesmo. O problema mesmo é que eu acostumei e somente gosto de sexo assim com no mínimo dois homens, um piru sá não atende mais então fica mais complicado, tenho a minha patota, e vivo de boa, continuo malhando na mesma academia, conversando com os rapazes e sempre quando um deles tem a chance eu dou pra eles, vivo feliz assim desse jeito sem comprimisso a não ser com o meu prazer.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulher gritando pulando no pau grande pedindo maisminha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façochupando o pau e.lambendo o cinema caraDei meu cu pro meu tio pra ele se alegrarcontos eroticos minha mulher virou puta de um velho asquerosoconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elaMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contoo que sua esposa achou do menage femininoconto erotico homens castradoscontos eroticos meu sogro me comeu feito puta e chingada de vadianaturista contoshomem de pau duro pra outro no cfc contocontos eroticos maes e filhas straponcontos eroticos as amigas da minha filhamorena elisangela dando o cuzinho gostoso de cabo frioContos o doido metev na mendiga na ruacontos eróticos coroa amiga de minha mãe muito gostosa da buceta grandepeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nela18oras.pornConto Erótico Real - Casada Infelizcontoseróticos transei com garoto de programacontos eroticos filha novinha da empregadacontos eoroticos sobre enfermeiras de montes claros mgchegou em casa e irma tava pelada na casaprimeiro adulto contos eróticoscache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 adoro dar para o nosso cachorro contos eróticoscontos sexo estorando cu de velhacasado chupa travesti contocontos eróticos com mais de 5Contos o cu do gayscontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anosfilmou o semen saindo da xoxotacontos abobrinha na bucetaconto gay pirocudo da academiavelha de 60 contos eróticocontos aprendendo o que e uma buçeta com a mamaeoai fudendi a noivaeu e minha mulher fudemos com nosso caseiro e suas filhas juntos contosOlha so pai como ta minha bucetinhanoiva orgia contosRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negrosContos eroticos eu minha esposa e minha cunhada no churrasquinho em casasua amiga eu vou pegar de tras pra frenreSexo contos visinhos virgindadesocando a mao no cu do namorado tinsconto erotico fui corno ingenuocomi minha cunhadinha contos eroticoscontos eroticos de farmaciacontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinorelatos minha esposa dando a bundinha eu chupando a x****** Contos eroticosComeram minha esposa e goram dentro delacontos eróticos vi ele com pau inchado falou que tinha machucado contos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosminha primeira traiçãonovinha que queira trocar msg e gozar muitoContos de mulheres, fudendo com seu avôcaso eróticos meu sogro estrupava minha mulherconto ela apostou o cuzinho e perdeucomo supa a boceta ligada tonadoeu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?Contos eroticos mamae gulosa mamando no pau de seus cinco filhos bem dotados em orgia no sitiocontos eroticos arrombando a gordaconto estrangeiro picudoporno idoido na purberdadeconto de casada fudendo com outroCercada por varios contos eroticosContos erotico sobrinha aninhosContos eróticos da minha sogracontos eroticos arrombando a gordamulher entrando na chapeleta do pôneicontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanocontos eroticos Araguaina Tocoroa grita tica doida pauSimone chupando pau de joelhos e levando gozada na bocaContos papai tezaoZoolofia cominha cadela ler istoriaConto papai mg fudeu de jeitox vidio comtos eroticos flaguei mamãe