Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PADRASTO AUTORITARIO FINAL

Oi,

meu nome é Carla,este é o final de uma serie que relatei minha iniciação sexual pelo meu padrasto,para entender leia os anteriores,beijos.



Acordamos no dia seguinte e logo comessamos a trepada,sá que agora com a participação da minha mãe,eu estava meio tonta,minha bucetinha doia, tinha muita porra nos lençois,porem aquele clima de sacanagem acabou me envolvendo,deixei de ser encarada como uma adolecente,meu padrasto gritou logo quando acordou que apartir daquele momento eu seria sua putinha,e que dormiria na cama deles,trepamos direto, dia e noite por quatro dias seguidos,eu estava exausta,então meu padrasto disse que iria para São Paulo a trabalho e que em sete dias estaria de volta, e que faria uma surpresa para mim,minha mãe pediu para ir com ele pois ela precisaria fazer algumas compras e então eles resolveram que me deixariam aos cuidados de Sr. José o capataz.Então o chamaram colocaram algumas calcinhas em uma sacolinha e disseram para o capataz que cuidasse de mim,não era para dar mole,pois eu estava de castigo por ter repetido de ano,mais para não deixar os peoes me comerem.Fui para casa de Sr. Jose,que fica a uns mil metros da nossa,fui caminhado vestida apenas com minha minuscula calcinha, mostrando meus seios para todos,chegando la sr. José me acomodou em um quarto pequeno e disse que não era para eu me preocupar que ninguem me faria mal, passou a chave na porta e saiu para trabalhar,justificou que era para a minha proteção,então fiquei em casa vendo tv e as vezes ouvinha sussurros do lado de fora e notei que os peoes ficavam na janela se masturbando me olhando e assim foi por toda a semana,por incrivel que pareça de tanto trepar acabei ficando viciada e durante todos aqueles dias SENTI MUITO TESÃO, Sr José me respeitou muito pois eu andava quase nua pela casa dele, porem ele é muito obediente ao meu padrasto,todos estes dias que passei com ele apenas chupei uma vez o cassete grande e negro dele como forma de agradecimento pelo respeito que ele me tinha no sétimo dia como combinado meu padrasto chegou com minha mãe por volta das duas da tarde porem somente mandaram me buscar as 6 pois disseram que estavam preparando minha surpresa,as 6 horas minha mãe entrou na casa que eu estava e me deu uma calcinha de renda preta com uma cinta liga,e um tamanquinho alto, perguntei para que era aquilo e ela disse que fazia parte da surpresa e me condusiu até a sede da fazendacom os olhos vendados,a noite estava um pouco fria e meus seios descobertos ficaram duinhos que doia,fui escutando uma musica tocando que foi aumentando conforme eu fui chegando em casa,subi as escadas com o apoi de minha mãe, ainda não podia ver nada mais escutei muitas vozes,fiquei com medo,deu um grande frio na barriga e minha mãe falou baixinho no meu ouvido para que eu ficasse calma que eu teria a maior noite de prazer da minha vida,pois quem estava ali sá queria trepar.Me colocaram em sima da mesa de jantar,em pé,ainda de olhos vendados e comessaram a cantar um parabens pra voce bem alto, eu não entendi nada pois meu aniversário ja havia passado,fiquei imável,e quando pararam tiraram minha venda e então quase desmaio de vergonha,a sala estava cheia com aproximadamente dez pessoas todos homens,dentre elas estava o pai do meu padrasto um Sr. gordo e baixinho,dois irmãos do meu padrasto,e para meu desespero estava lá o sobrinho do meu padrasto comemorando o aniversário de 19 anos que levou com ele varios amigos,que vergonha,eu seria o presente daquele garoto feio e idiáta que sempre implicava comigo e pior levou seus amigos que eu conhecia e estudavam na mesma escola que eu!!! agora todos sberiam que me tornei uma puta!!!quase caio, então meu padrasto me pegou no colo,coisa facil para ele que era grande e gordo e eu com meus humildes 1.50 de altura,e falou no meu ouvido"eu queria seu cabaço agora que ja tirei quero que todos disfrutem desta maravilha de bucetinha",ameacei chorar e então ele me levou para o quarto e me deu um tapa no rosto e disse que acabaria comigo se eu estragasse a festa do seu sobrinho,pois ele ainda era virgem e sempre teve tesão por mim,e para eu não ser mal criada ele disse que ficaria no quarto enquanto seu sobrinho perderia o cabaço,foi até a sala e o trouxe, o moleque é muito feio, grandalhão desengonsado,com cabelos encaracolados e aparelho nos dentes,tive que dançar para ele tirando minha calcinha, depois me deitei na cama e ele ficou uma meia hora enfiando os dedos na minha bucetinha,depois que ele tirou a calça descobri porque que os amigos o chamavam de tripé,o garoto tinha um cassete enorme que mal ficava duro,chupei por quase uma hora ai ele colocou uma camisinha e me penetrou com tanta força que quase me arrebenta toda, para minha sorte de tanto nervoso ele gosou rapidinho.Então meu padrasto me pegou pelo braço e me levou ainda nua até a sala e todos comessaram a aplaudir o tripé pois acabara de se tornar hominho,meu padrasto então falou bem alto que apartir daquele momento a putinha era para todos,então foi uma loucura,todos tiraram o pau para fora e queriam me comer ao mesmo tempo,minha mãe tambem ficou nua e disse que me ajudaria,então enquanto chupavamos uns outros colocavam em nossas bucetas,comeram meu cú varias veses,se revesavam,quando eu parava para descançar meu padrasto me dava um tapa na bunda e gritava "acabou os machos!!!"ai então comessavam tudo novamente, la pelas tantas da madrugada minha mãe com um copo foi derramando toda a porra que estava nas camisinhas espalhadas pela casa e quase encheu o copo e então me deitaram e derramaram toda aquela porra no meu rosto,meu padrasto segurou meu nariz e abrindo minha boca quase engoli tudo,sai correndo para o quarto vomitar e eles ficaram batendo palmas na sala e rindo muito.Durante toda a minhas ferias fiquei de calcinha como me ordenaram, meu padrasto sempre levava seus amigos do trabalho para me comer.

Não voltei mais para a cidade por dois anos com vergonha,fiz um supletivo e agora estou noiva de um medico,porem toda aquela esperiencia me deixou muto tarada,minha vida sexual é muito intença e breve contarei as orgias que faço com meu noivo,



BEIJOS!!!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos bunda cu bebadavelha cavala virando olhocontos esposa branquinhaQuando ensinei a minha priminha a pegar no meu Pau contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu Primo Me Decabaçou Sou Gaycontos de maes flagando fihos punheteiroscontos eroticos fudendo as filhinhas da minha namoradacontos de corno acampandocontos de cú de coroacontos eroticos arrombando a gordatenns gemeno e gritanoconto erotico vendo minha filha e meu genro gozei sozinhacontos eróticos gay meu primo cumeu meu cu no sofacontos eroticoscalcinha algodaonunca falei eu falei contos eróticosconto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2bêbada deitada de bruços eu comi contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordaContos de crentes sendo aronbadasMinha filha queria que eu dese a buceta pro na moradinho novo dela pra ela ver se eu aguentava 23 cm de rolacontos comendo o cu da namoradacontoseroticosnamoradavirgemcontos eroticos diretora violentadacontos exoticos no.cinemaContos eroticos minha amiga me contoueu comi mimha empregada rru confessocontos de sexo de professoracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto vesti as roupas da minha madrasta e ela me fagroucontoseróticos perdendo as pregas do cu e xanamulhe mostrando sua boceta lindadcvideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubaConto gay dei meu cu primeira vez depois da farraconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico eu estava tao bebada que nem sei quem me comeu me encheu meu utero de porramulher casada crente da o cu para o travesti ,contoscontos eroticos esposas na praiatirei a zorba vesti uma calcinha fui bater uma punheta olhando minha bundacontos eróticos com fotos de menininhas safadascontos eroticos encontrei a prima da minha mulher na academiacontos eroticos sentada no colo do.velhocontos erotecos fiz uma cabine pra minha mulherEu sou o irmão mais velho do meu irmao travesti ele mora sozinho na sua casa eu fui sozinho na casa do meu irmao travesti ele ja tava com silicone nos seus peitos ele tava com um bundao eu disse pra ele voce ta um lindo travesti eu e ele fomos pro seu quarto eu beijei sua boca eu chupei seu peito ele começou a chupar meu pau ele disse seu pau e gostoso de chupar ele ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu conto eroticoVidio porno brexa pai pua gigante no buracacontos eroticos o meu padrasto virou dono da minhaconto erótico viadinho que adora apanhar e ser humilhadocontos eroticos gays no futebolcom fotosconto casada quarentona transando com desconhecidoconto amiga cabacinho da minha irmacontos ele tinha um pau grande e grosso me fudeu eu era novinho O que fazer pra comer minha mae conto incestocobradora mostrando o fundinho da calcinhacontos entalei ela no meu pauconto comi minha eguavoyeur de esposa conto eroticoLóira safada narra conto metendo na coberturavideo de sexo sogra provoca o genro do lado da mulher.e se da malconto erotico minha namorada me enganoucontos eróticos no busaoconto eu e minha esposa nua na piscinacontos incesto mãe fofinhacontos porno meu marido me obrigou a dar o cu pro amigoporno meu primo e um jegue minha mulher adorouvideo gay meu irmao me estuproucontos eróticos curtos de gay dando pro cachorroCONTO INCESTO NA MADRUGADA COM A SENHORAcontos eroticos meu pai me pegou na siriricacontos eroticos a mulher do meu cunhado crentemulheres adoram ficar peladas cheio de manteiga no cucomenho a vinsinhA e gozando drntro de la