Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA GRANDE NOITE DE PRAZER

O relato que passo a narrar aconteceu entre eu e a esposa de um amigo e foi algo muito excitante que eu não poderia deixar de compartilhar com vocês. Resolvi compartilhar a partir do que ela me descreveu, de que naquele dia ela seria minha...

Éramos muito amigos, eu, Roberto e Mônica; mas eu a desejava e sei que ela também a mim, apesar de ser casada com um de meus melhores amigos e de sua timidez. Até que um dia ela disse para si que daquele dia não passava e que seria minha... (depois me confidenciou isso). Ela caprichou no visual, havia ido à praia e pegado um bronze (ela é branquinha), fez depilação (ela depila tudo com cera quente, inclusive o cuzinho), comprou uma lingerie exclusiva para a ocasião, ou seja, foi produzida para matar... Ela pediu ao Roberto para saírem e me convidaram, não poderia deixar de recusar um convite desses... Finalmente a noite chegou e nos encontramos, sá que também tínhamos outro convidado, o cunhado dela, confesso que fiquei meio desanimado imaginando que ele iria atrapalhar qualquer plano nosso... detalhe que mais pra frente iria nos ajudar(mal sabíamos)... Pois bem, fomos a um barzinho que ela adora, riamos muito e tomávamos uma tequila atrás da outra, e ela não perdia tempo e me encarava-me com tesão e desejo e eu retribuía. Teve um momento que ela respirou fundo e disse: quero subir pra boate, o marido de imediato falou, que não ia, não gosto de barulho e eu prontamente me ofereci para ir com ele, e o seu cunhado também foi... Subimos, a boate ficava no primeiro andar e para nossa alegria o seu cunhado foi barrado na porta, começamos a dançar, um pouco longe a principio, mas íamos nos aproximando se esfregando, até que ela estava completamente envolvida em seus braços... eu olhei de repente no fundo de seus olhos e lhe disse o quanto estava linda e sussurrei no seu ouvido... Que queria muito beija-la e ela me falou... então beija, nos beijamos loucamente por uns 5 minutos sem parar, e o medo se misturava com o desejo, com o tesão... Descemos pra mesa, e na escada eu disse a ela que a queria muito hoje! Ela me disse que daria um jeito nisso, nem que fosse a última coisa que fizesse... voltamos pra mesa e depois de um tempinho fomos embora...ela sugeriu como quem não quer nada para irmos para a sua casa, pois tinha um bom vinho nos esperando e que eu poderia dormir lá, o Beto concordou de imediato com ela. O seu cunhado sentou no banco da frente e ela se fazendo de chateada foi para o banco de trás comigo... Durante todo o percurso nos acariciávamos, ela alisando meu cacete por cima da calça e eu alisando suas coxas, sentindo o quanto a sua buceta estava quente ela conversando trivialidades com o marido... Chegamos a casa deles, ela pegou um vinho e ficamos na sala, conversando, ouvindo música e saboreando o vinho... De vez em quando ela abria as pernas e eu podia ver a sua calcinha e isso foi me deixando com mais tesão... Em uma determina hora o Roberto disse que ia deixar o carro de seu pai e o cunhado aproveitaria e já ficaria em casa, e disse que eu tomasse conta de Mônica, eu respondi que seria um grande prazer... era a nossa oportunidade, teríamos não mais que 19 minutos; mal ele fechou a porta eu a agarrei e beijei-a loucamente, enquanto meus dedos alisavam a sua buceta por cima da calcinha, ela já estava toda molhadinha, levantei a sua saia, afastei a calcinha e enfiei o dedo em sua buceta, alisando o grelinho rosado, que estava durinho... Ela gemia de tanto tesão... coloquei ela de quatro no sofá, afastei a sua calcinha e percorri com a minha língua desde sua buceta molhada e lisinha até o cuzinho, ela gemia e me pedia para fudê-la logo, que não estava mais aguentando, coloquei meu cacete para fora e ela abocanhou com voracidade, eu estava com muito tesão e o tempo que tínhamos era muito pouco, pedi para ela ficar de quatro no sofá e meti meu cacete em sua buceta molhada e quentinha, ela gemia muito alto, eu metendo com força e ela gemendo, eu aproveitava e enfiava o dedo em seu cuzinho... Ela dizendo que era minha putinha, minha cadelinha, que eu poderia fazer o que quisesse com ela, que ela era minha... E com movimentos frenéticos gozamos gostoso... Em seguida ela chupou meu cacete e nos beijamos, ela se recompôs e foi tomar um banho... Quando o Roberto chegou me encontrou sentado, tomando o vinho e ouvindo música e saboreando uns petiscos, perguntou se tinha demorado e se eu tinha tomando conta direitinho de sua esposa, eu respondi que não tinha demorado e que eu tinha tomado de conta sim, mal sabia ele que a pouco eu tinha gozado gostoso com a sua esposa tesuda, disse que ela estava no banho... Pouco tempo depois ela saiu do banho cheirosa com um baby dool preto, sem sutien, cabelos molhados e veio se juntar a nás, beijando o marido com gosto, como se nada tivesse acontecido. Tomamos a garrafa de vinho e em seguida fomos dormir. Durante a noite ouvi os gemidos enquanto eles transavam e confesso isso tudo me deixou ainda com mais tesão. Ao me acordar logo cedo dei de cara com ela passeando pela casa, perto de mim, de baby dool sem calcinha, eu a peguei pelas pernas subi as mãos pelas coxas e toquei na sua buceta que ainda estava toda lambuzada e disse que queria continuar o que começamos a noite. Ela pediu para eu aguardar e saiu em direção ao quarto e chegando lá disse ao marido que estava sentindo um mal estar e que queria tomar uma água de coco, o que ele atendeu prontamente e saiu para comprar. Foi ele saindo e ela vindo para a sala, eu me deitei no tapete e ele veio por cima, cavalgando o meu cacete duro, engolindo ele com a sua buceta, enquanto ela me cavalgava acariciava seus seios e dizia o quanto ela era gostosa, tesuda, safada, minha putinha gostosa, ela gemia e dizia que era tudo isso e muito mais e que estava adorando fuder comigo em sua casa, que éramos malucos, mas estava tudo muito gostoso. Gozamos gostoso, ela foi para o quarto e eu fui tomar banho, quando sai do banho o Roberto já havia chegado, a Mônica estava tomando sua água de coco, eu me sentei à mesa para tomar café com eles, durante o café agradeci a divertida noite e disse que esperava sairmos juntos outras vezes, eles concordaram dizendo que a noite foi muito agradável; ainda alisei com os pés as pernas dela e ela piscou o olho para mim. Depois fui embora na certeza de que repetiria essa noite por muitas vezes. Espero que todos gostem e se excitem com o relato e que você Mônica ao ler, fique excitada, com a buceta toda molhadinha e foda com o Roberto pensando em mim. Beijos. Aguardo comentários e contatos.

Caio – E-mailMSN: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fui chupada igual uva contosvideo que profe girafales come cu se dona florindaContos casada meu carro quebrou e peguei a carona com um camioneiro ele comeu e depois tive que da pra mais dois e meu marido descobriu e mim comeu e foi assim que comeram minha esposaminha prima chupou meu pau virgem contosContos eróticos tetas gigantesContos: namorada safadacontos eroticos com a boquinha cheia de porra incestocomendo a deficiente contos eroticosgostosa fazendo unha do pé mostrando a calcinha também de perna abertaminha enteada nuaestalos da cama-contos eróticoscontos eroticos d novinhas q pegan carona e fodem cm os caminhoneiroscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos escrava lesbicascontos eroticos surpreendeu a esposacontos corno empretei minha mulher para traveti e fikei vendoTRAVESTI CHUPÁ OUTRO TRAVESTI E BEIJO NA BOCA E FUMANDO O CIGARRO Contos de sexo sobrinhos e tiascontos eroticcos minha esposa me traiu com meu paicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos oamigo do meu marido 2passinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem pararpapai me comeu contonamoradalesbicadei com muito amor conto separacaocontos eroticos o meu padrasto virou dono da minhawww.contos eroticos porno eu meu marido e o nosso cachorro fazendo dp zoofiliacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos velho na praia de nudismovideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladaa calcinha da menina - contos eroticosconto erodico com mae gostosacontos erótico eu e minha loirinha e um negao de 32 parte 2contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos entre garotinhas novinhasenteada sem pentelhos contosdominado e submisso contoscontos- neguinha gemeu no kctaocontos sexo paraíso em famílianunca falei eu falei contos eróticoscolocou toda.no.cu e elabse.mijoucasada reclamando do vizinho contos eroticosmeu grelo est louco de tesaoWww.contoseroticosvirgindade.comcontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalbuceta cheia de porra corno contos cContos eroticos dinheiropapai descobriu contos eroticosContos eroticos cumeu irma e primaIncestoconto.meninascontos dei a xota pro mendigominha sogra falou que tem dificuldade para gozarprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foraconto erotico esposa baladeiraviadinho japones dei pro negao do caminhão contos eróticosconto o papai excitadodona redonda arreganhado o cuzaocomendo a mulher em frente ao marido contocontos eroticos de virgens estrupadas no matoler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gayconto erotco mendigoConto comi a mãe da minha namoradacontos eroticos fudendo com uma travesticontos erótico eu e minha loirinha e um negao de 32 parte 2convidando amenina pra fudearombei o cu da mulher do meu amigo contos eroticos pornominha enteada gost contosna praia com amiga da minha mulher conto eroticoconto de quando era novinho chorei com uma pica grande no meu cuzinhoconto comendo travesti bundudocontos eroticos arrombando a gordacontos coroas barrigudosConto mete ui ui ui meu cufilha gostosa contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos porno beijos cona boca mamas