Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA EX CUNHADA

Quando eu tinha 28 anos, meu cunhado casou-se com uma mulher chamada Márcia que sempre me deixou louco de tesão, mesmo sem querer. Nunca comentei nada com ninguém, mas sempre que a via, ficava imaginando como seria te-la na cama. O tempo passou, mudei-me de cidade, nos afastamos, e, apos 25 anos, voltamos a residir na mesma cidade. Ela estava separada já, mas, como é madrinha de um dos meus filhos, a reaproximação aconteceu de maneira natural. Fomos morar no mesmo bairro que ela mora, suas filhas frequentam minha casa normalmente, e ela também. Ela continua sendo uma mulher que mexe com a cabeça dos homens, do tipo mignon, pequena, mas bem proporcionada. Seios medianos, uma bundinha empinadinha, umas coxas na medida certa, daquelas mulheres que, mesmo maduras, chamam a atenção. Um dia, tendo discutido com minha esposa, saí de casa para espairecer, fui caminhando, e quando notei, estava em frente à casa da Márcia. Parei, e resolvi entrar para conversar um pouco. Ao entrar pela porta dos fundos, chamei-a, e ela mandou entrar, que estava tomando banho, e sairia logo. Fui até a porta do banheiro, e notei que a porta estava entreaberta. Empurrei, a porta abriu-se toda, ela estava dentro do box, com o chuveiro ligado, continuei conversando. Perguntei se ela não queria ajuda para esfregar as costas, ela deu uma risada. quando ela abriu o box, deu de cara comigo ali na porta do banheiro, levou um susto. Desculpei-me, virei de costas, ela enrolou-se na toalha, mas eu tinha dado uma olhada naquele corpo lindo que eu tanto desejava. Fui saindo da porta, ela disse-me que eu não precisava sair, se eu não quisesse, quem sabe eu queria ajudá-la a secar-se. Imediatamente, fui em sua direção, peguei-a no colo, e levei-a em direção ao quarto dela. Deitei-a na sua cama, e comecei a percorrer aquele corpinho com a boca, e com as mãos, enquanto beijava seus mamilos, minha mão já descia em busca de sua bucetinha, linda, com poucos pêlos, rosada, uma delicia. Alisei um pouco aquela gruta, e comecei a enfiar um dedo nela, enquanto continuava a beijar e sugar seus seios, e notei que ela já dava sinais de que gozaria logo. Intensifiquei a penetração do dedo, e logo ela começou a gemer, contorcer-se, agarrou-se em mim, e gozou. Não dei-lhe tempo, e desci com a boca até aquela buceta linda, e comecei a lamber e sugar e ela começou a contorcer-se novamente, e apos alguns instantes, ela gozou novamente. Disse-me então, para eu tirar minha roupa, e que era a vez dela me proporcionar algum prazer. Dirigiu sua boca em direção ao meu pau, que estava duro, e começou um boquete fenomenal, engolindo-o todo, lambendo-o da cabeça até o saco, levando-me ao delírio. Quando ela notou que eu iria gozar, deu um tempo, pois disse-me que não queria terminar logo com nossa festinha. Virou-se então, levantou aquela bundinha linda, e pediu-me para penetrar em sua bucetinha por trás, que ela queria sentir-se preenchida novamente, que fazia já algum tempo que ela não sentia um homem dentro dela. Não me fiz de rogado, e prontamente atendi o seu pedido, penetrando-a com muita calma, sem pressa, sentindo cada centímetro daquela penetração, não acreditando que aquilo estava de fato ocorrendo. Comecei o movimento de vai-vem cadenciado, e logo notei que ela iria novamente gozar. Acelerei o movimento, e gozei junto com ela. Foi um momento único, maravilhoso. Na conversa que se segui, ela disse-me que por diversas vezes, ela havia sonhado que estava comigo, que havíamos feito sexo, mas que a realidade havia superado suas expectativas. Disse-lhe eu que da mesma maneira, eu sonhava com ela desde que ela casou. Continuamos ali deitados, e meu pau começou a dar sinais de vida novamente. Ela prontamente, colocou-o na boca e começou a sugar, para deixá-lo novamente duro. Quando conseguiu, disse-me que queria ser penetrada por trás, que iria fazer uma coisa que tinha feito poucas vezes, mas que iria fazer comigo aquele dia, pois não sabia se teria outra chance. Ficou de quatro encima da cama, e pediu-me para penetrar em seu cuzinho. Não me fiz de rogado, e comecei a penetrar aquele orifício. Encostei a cabeça de meu par em seu cú e fui empurrando devagarzinho. Como estava apertadinho, e doeu, ela pediu-me para esperar um pouco, pegou um creme que ela tinha por ali, passou em seu rego, e pediu-me para ir novamente. Dessa vez, o pau deslizou com mais facilidade. Logo a cabeça estava dentro daquela bundinha linda, e continuei a empurrar, até sentir meu saco bater em sua bucetinha. Ela gemia, e pedia para eu não parar. Quando comecei a socar para dentro e para fora, ela começou a falar obscenidades, pedindo-me para fode-la sem dá, para eu chama-la de puta, de vadia... Fiz sua vontade, e enquanto eu comia seu cuzinho, fiquei chamando-a de puta, galinha, vagabunda, que o que ela gostava mesmo era de sentir um pau em seu cu e em sua buceta. Enquanto eu socava em sua bunda, ela passava uma mão em sua buceta. Logo ela deu mostras de que iria gozar, e eu, como já havia gozado uma vez, não conseguiria a segunda muito rapidamente, pois já estou meio passado para isso (55 anos) mas, assim, consegui dar mais tempo de prazer aquela mulher que durante 27 anos povoou meus sonhos. Depois dessa tarde, já tivemos mais umas chances de nos encontrarmos sozinhos, e sempre que conseguimos, é uma festa para nás dois, mas isso é assunto para práxima vez.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrominha mulher me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecavalo enchendo a bucetadeporrasentando na rola do meu pai contos. eróticoscontos de cornosConto arredou a calcnha pro lado e enterrou tudo numa vezbundinha com calcinha sensual da virgem VirgemRelatos de sexo tirando com o paicontos eróticos comendo o pivete muito novinhoconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eróticos esposa de bebado não tem donorelato erótico real- a visitacontos adoro. tomar no cuzaocontos eroticos dominada por mulequinhosContos de mijadas no rostomeu pai comeu meu cuzinho dedo do carrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico humilhada pelo pirocudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenovinha falou que ia pozver relato picantes da professora transando com a aluna sexoContos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)contoseróticos/negropauzudosapata velha greluda e ninfetatrai meu marido e ele arrombou meu cuContos eroticos de solteiras rabudasmulatas do bundao e pitos caido gostosa.Negras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetaquero tua jeba rasgando meu cucontos eróticos convenci meu marido a comer sua filha  Quando tinha 22 anos, adorava comer lekes mais novos. Uma das minhas aventuras mais excitantes foi quando descobri que meu primo Tiago , que morava na mesma rua , esta liberando geral nas brinacediras de pique-escondi da rua.Até então já havia tra  contos eroticos de travesti no cine irisconto erotico humilhada pelo pirocudoconto de sexo com sogra na praia de nudismocontos eroticos amiga seduz sua amigacontos eroticos meu pai me pegou na siriricacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteveio ate meu quarto pelada e me agsrroutia gozou no meu pau ao lado do primo contoencarei 30cm contoscontos porno rasguei o cu da mamae com ajuda do papaicontos eroticos arrombando a gordaconto eu e minha irma somos safadas meu cunhado leva chifre diretocontos eroticos no terreno com a dona€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritoscontos erotico com minha familiageladinho queria tar na pica no meu pai conto eróticocontos treinador gay da escolinhavoyeur de esposa conto eroticoela e surpreendida quando esta lendo e seu namorado fode com ela boafadapuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestocontos eroticos de sequestroenrabada pelo chefe contoscolo do velho. contocontos eroticos gays romance primoComtos casadas fodidas pelo filho e amigoscache:5VPX7vrg4AEJ:okinawa-ufa.ru/conto_1951_colocando-so-a-cabecinha.html Eu e minha Mãe Cabaço contoscontos eroticos de incesto em roçarelatos arrombei a amiga da minha irmaContos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhocoroa se***** cagou no pau de Natáliaconto de não aguentei a pica grande no meu cuzinhono colo contos eróticoscontos eroticos de esposa safadasesposa depilando no banho contosFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiaesposa liberando para amigos no acampamento contoMulheres se jutao para fazer xexo contosconto porno crente coroa casadacontos gay meu pai me pegou no flagraconto gay titio gayconto obriguei minha esposa a da o cuzinho na boateconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegadoQuero o pau do meu filho no meu cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente