Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MULHERZINHA

A Mulherzinha



Faz pouco tempo que comecei a ter experiências gay. As primeiras vezes foram por coincidência, maio na marra, mas numa boa. Depois fui gostando. Fiz algumas descobertas, como gozar com meu pau mole, rebolando e apertando o cuzinho. O prazer venceu o medo que tinha antes. Treinei sozinho no meu quarto tocando uma punheta diferente, mexendo, rebolando, empurrando pra frente e pra trás, imaginado um cacetão gostoso, gozando pelo cuzinho sem mexer no pau. Os ensaios para contrair e pressionar, fiz com uma cenoura fina, a fim de aprender a apertar bem forte. Já gozei deitando de lado, mexendo, rebolando, contraindo e me contorcendo todo.



Calcinha e roupinhas de mulher também me incendeiam todo. Fico sensual e os homens gostam, elogiam e metem como loucos. De vez em quando tiro todos os pelos e fico lisinho, lisinho. Daí, sinto-me mulherzinha, “louca pra ser enrabada” por um macho determinado.



Devidamente preparado, com uma calcinha enterradinha no rabo, fui a um bar famoso de minha cidade tomar um shopp, conversar, admirar a beleza das pessoas, mulheres, homens e afins. Um cara alto, boa aparência, parou na minha frente, posso sentar? Pode, à vontade. Ele pediu um refri e eu o segundo copo de shopp. Não sei por quê, mas percebi que você está a fim de um homem, falou assim na lata, cinco minutos depois de sentar. Tudo depende, respondi. Será que 20cm bem grosso resolve?, surpreendendo-me novamente.



Cerca de vinte minutos depois já estávamos no apartamento dele, a três ou quatro quadras do bar. Desculpe, sou rápido no gatilho, ficou logo sá de cueca, mostrando um volume considerável. Sente, convidou e ordenou ele. Fique à vontade, já volto. Tomou um rapidíssimo banho e voltou nu, meio molhado, pau meio duro. Não era grosso como falou, mas tinha mais de 20cm de comprimento. Chacoalhou e disse, ele está querendo uma boquinha gostosa. Apertei, acariciei de cima abaixo, para sentir bem as medias e vitalidade. Gostei!



Abocanhei a cabeça. Passei a língua e fui saboreando, sentindo, apertando com a língua, sugando, sugando até onde podia. Ele urrava de prazer. Como é bom dominar e ser dominado por um macho, usando a boca como fonte de prazer. Puxa, gatinha, nunca uma mulher me chapou assim. Delícia! Engulia, beijava, passeava da cabeça à base. Ele pegou minha cabeça, enterrava e tirava. Gozou urrando. Gozei também.



Cerca de 20m depois, ele tirou minha camisa e chupou meus peitinhos normais, de homem. Senti leve arrepio. Desabotoou minha cinta, soltou minha calça e levou um susto. Nossa cara, você ta de calcinha, porque não falou. Adoro, adoro, adoro, cara, disse. Mordeu meu pau mole por cima da minha calcinha. Me virou, abriu a calcinha enfiou a língua no meu cuzinho. Rebolei, mexi, chupe o meu cuzihho, chupe, que deliciiaaaaaaaaaaaciaaaaaaaaaaaa. Empurrava a bunda contra a cabeça dele, me contorcnedo.



Molhou bem, e disse: fique de 4 gatinha, vou comer esse cuzinho. Coma, como gatão, quero dar gostoso pra você. Abri bem. Ele colocou na entrada, rebole na cabeça, rebole, sinta gatinha, dê pro teu macho. Sem introduzir ficou simulando uma foda, me puxando pelo pescoço, forçava meus quadris, talvez para ensaiar o ritmo e me deixar mais louco. Eu mexia rebolava, bem putinha. Enfia todinho agora, enfia, minha bundinha procurando o cacetação. Peça mais, peça. Coloque tudo,experimente o meu reguinho que ta piscando, coloca, foda, fida a tua mulherzinha, foda.



Atendeu o meu pedido. Abriu minhas nádegas, colocou cabeça e enfiou tudo de uma sá vez. Dei um grito aiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiai, enterrou tudo, aquelo pau comprido provocou uma pressão na minha boca. Estava lá no fundo. Dei uma mexidinha e me encaixei melhor. Rebolei, empurrei pra trás, ele empurrava firme pra frente, vai e vai delicioso. Asssssssssssimmmmmm, putinha, assimmmmmmmm, que cuzinho gostoso. Fode meu macho, fode. Mexi mais. Ele tirava e colocava novamente. Aiiiiaiaiaiiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiai, sentia até o talo. Enfiou bem lá no fundo. Apertei bem e comecei a sugar aquele pau compridão. Ele delirava. Eu rebolava mais, mexia e recebia o pauzão no cuzinho. Goze, goze, goze na tua putinha. Acelerou a metida e gozou. Apertei mais, o cuzinho contraiu, contraiu, aiiiiiiiiiaiaiaiaiiaaiiaiaiaiaiaiai, que delíciiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa e gozei.































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Relatos eroticos dê estupros em oficinas de carrosconto porno crente coroa casadatravesti gozando no próprio sutiãContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistacontos de sexo com velhos babõescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos tia dando o cu pro sobrinhofilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmocontos eróticos apanhado chorei muito e fiqueicom a buceta toda vermelhacontos eroticos de padrasto de rola grande e grossamae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornocontos exitantes fudi amadrinha da minha primacontos eroticos gay bebendo com meu padrinhoconto erotico arrastaram minha namorada na festaprimeira vez que fui chupada por um homem casado eu virgemContos eroticos minha esposa e o estrangeiroconto casada quarentona transando com desconhecidocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentebebada conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha enteada minha amantecontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimContos eroticos peitudacontos o boquete no novinho no onibusContos gosaram no cuzinho virgem da minha filha seduzido contoscontos eroticos confissões fAmiliaresdei pro cara da vendinha contos eróticosminha cunhada r***** vou descer a pica nelame fez de puta e me estrupkiniciando um viadinho contocontos eroticos metende devagar na buceta chupando os seios mordendo os bicis cavalgando gememdomete seu molequi safado cotoscontos erotico praia cornoconto lesbica humilhadaContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paicontos eróticos​, praia de nudismocontos eroticos abusando do garoto da ruacontos eroticospais e filhas novinhassexo gay okinawa ufa papaiconto cu frouxocontos de coroa com novinhocontos noiva no churrascocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos e rosevelho obrigou a casada a xupar seu pau grossovoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos de primos q ficaram com primascontos punheta com a maeenteadinha putinha contosconto erótico vestir roupa de menina sair na ruaconto erótico comendo o c****** da cunhadaContos eroticos com cavalosuma dupla penetração com vibrador contoscontos de mulheres dando a bocetacontos esposa safadas e putinhastravestis da general carneiro sorocabaconto erotico na orgia com sogroconto erotico arrastaram minha namorada na festacontoseroticos nora fio dental dcoroa raspadinha gozando contoseu sentada na sofá sem calcinhas com pernas abertas pra o papa-contoporno mulhres usano chortes Cavadãotoco siririca na madruga contos de casadascontos eroticos de incesto selvagemcolo do velho. contocasa dos contos eroticos de coroasmensagemquentesContoa eroticos a vizinha feiafodida junto com o marido contos eróticoscontos eróticos safadezas entre famíliaComi minha mãe no meu colo contos eróticosdei parA aluno novinho conto eroticocontos eroticos gays excitantesconto sexo uma família especial contos de incestos posando na sograContos eroticos enteadasContos eroticos saia rodada e fio dentalcontos eroticos de sequestro