Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A ENFERMEIRA SAFADA I

A enfermeira safada

Meu nome é Laís e sou enfermeira, trabalho no turno da noite. E certa noite como de costume cheguei no hospital e fui fazer a ronda pra ver se todos pacientes estavam dormindo e se estavam todos bem.

Faltava apenas um quarto e devagarzinho abrir a porta pra não acordar ninguém, mas sá havia um paciente lá e pra minha surpresa notei um volume muito grande por baixo do lençol, mim aproximei e lentamente fui puxando até ver que o paciente estava sem calças e com o pinto ereto, estremecei na hora era muito grande e quando tirei o lençol de cima ficou todo em pezinho como uma vara de duro, olhei pra ele que parecia dormir profundamente e passei a mão puxando até deixar aquela cabeçona vermelha pra fora não resistir e chupei-a bem gostoso, esfreguei contra meus lábios e já imaginava aquele cacete entrando no meu cuzinho, mas fiquei com medo afinal estava em um hospital, dei mais uma chupada até sentir um gostinho de porra saindo, mas o cobri novamente e sai dali, fui para o banheiro e bati uma siririca até gozar daí passei os dedos e levei a boca imaginando o sabor da porra do paciente.

No outro dia de manha voltei ao quarto do paciente cacetudo e ele já estava acordado e agiu naturalmente sem demonstrar que percebeu o que eu havia feito com ele, mas mesmo assim fiquei na duvida se estava fingindo que estava dormindo. Perguntei se estava tudo bem e ele disse que sim, eu preparava para lhe servir seu café da manha e fiquei de costa, propositadamente deixei uma colher cair e mim abaixei pra pegar levantando bem a bunda que ficou quase a mostra, ele ficou de olho e quando fui lhe servir ele pediu para que antes trocasse a roupa de cama que estava muito molhada de suor disse que havia feito muito calor durante a noite ele então se levantou e pude perceber que estava usando um pijama um pouco transparente que evidenciava que estava sem cueca e principalmente com o pau no mesmo estado da outra noite, puxei os lençáis que ao eiveis de estarem suados estavam todos esporrados, dei uma risadinha e de costa pra ele sentir uma vara dura, quentinha, estremecer por baixo da minha saia e como eu havia melado minha calcinha quando chupava seu pau a noite já estava sem ela e pude sentir sua temperatura no meio da minha raxa. Ele falou que todos os dias mim observava, o tamanho dos meus seios, minha bundinha empinada meus lábios carnudos e rosados e tentava imaginar como eu era sem roupas, que ficava doido de tesão quando eu pegava na sua bunda pra lhe dar injeção. Eu so ouvia ardendo em chamas loucapra sentir de novo sua rola na minha boca, não demorou muito e mim jogou na cama e meteu a língua na minha xana que pingava porra de tanto desejo, ele sugou tudo, chupava com muito gosto como se estivesse saboriando uma fruta muito gostosa.

Mim colocou em uma posição ginecolágica meteu sua rola no meio na minha raxa massageando meu critoris, meus lábios que já estavam todos inchados de prazer,segurei no seu pinto e bati uma punheta bem frenética ele gosou ali mesmo espirrando porra no meio das minhas pernas abertas, desci da cama e meti aquela rola escomunal pra dentro da minha boca chupei ate senti-la dura novamente parecia maior ainda e pra minha surpresa ele mim jogou de quatro no carpete e posicionou sua pica e mim disse: agora seu medico vai lhe dar uma injeçãozinha bem gostosa, pra você ficar dodái e mandou com tudo a vara no meu buraquinho que se ragou de dor gemi sem poder gritar, mas quando tirou e enfiou novamente já não sentia dor e sim uma vontade louca de ser fudida e foi o que ele fez meteu num vai e vem muito bom, sentir que íamos gozar então ele meteu com mais força podia sentir suas bolas batem na minha buceta melada, gosamos muito então fizemos um 69 e chumamos nossas porras até ficar limpinhos, chupei o saco dele que estava melada de bater na minha buceta e sentir meu caldo.

Perdemos a noção do mundo e de repente a porta se abre e agente ali trepados como nois animais no cio e para minha surpresa era o enfermeiro do dia ele ficou sem ação vendo tudo aquilo na hora seu pau subiu e sem delongas chaviou a porta e pondo a rola pra fora que também era um espetáculo, veio em nossa direção já dizendo que também queria brincar, eu já exausta tive que bater uma pra ele que parecia que ia jorrar uma cascata de porra pra fora, meio atordoada ainda com tudo aquilo pude notar que o paciente também se masturbava olhando para o enfermeiro com aquela pica enorme que lhe olhou e deu um sorrisinho de consentimento já mim afastando e dando a sua bundinha já de fora para o paciente enrabar fiquei so olhando vendo aquela sena excitadíssima e entrei por baixo do enfermeiro chupando sua rola que rebolava com os movimentos de vai e vem da pica no paciente no seu cuzão. Os dois gemiam como se o mundo fosse acabar então sentir um leite quentinho saindo da pica do enfermeiro era muito gostoso mamei tudo, e depois puxei o paciente pelo saco e devorei sua rola também melada de porra, os dois se olaram deram uma risadinha marota e se masturbaram um ao outro ate suas picas ficarem duras novamente se beijaram esfregando suas línguas freneticamente o que mim deixou louca, so então saquei o que iria mim acontecer o enfermeiro mandou que eu cavalgasse na sua rola dura e foi o que eu fiz rebolava gostoso naquele cacetao grande e grosso, então sentir que o outro já abria minha bunda procurando minhas pregas, tive medo mas empinei a bunda pois ele massageava com os dedos, chupava, enfiou um dedo, e mais um e mais e quando percebi meteu a mão senti que ia ser rasgada, mas quando ele tirou e meteu a rola fui ao delírio sendo enrabada e fundida ao mesmo tempo por duas rolas muito grossas eles alternavam os movimentos enquando eu gemia e via estrelas, mim chamavam de enfermeira putinha rabo de cadela e era o que sentia que era uma cadela no cio dando o a buceta eo cu pra dois cachorros, quando sentiram que iam gosar me fizeram ajoelhar e meteram sua picas na minha boca sentir que ia morrer engasgada com tanta porra, foi porra pra todo lado, escoria da minha boca, e eles mim chupava toda a buceta, os seios mim jogava para um lado e pro outro mim devorando viva, sentia suas mordidas no seio, no grelho uma sensação de dor e esgotamento, mas foi muito bom ser comida pelo enfermeiro e o paciente, os dois ainda trocaram mais umas chupadas de rola que já estavam todas esfoladas de tanta suruba, meteram o dedo no cu um do outro e chuparam e se prometeram treparem mais vezes. Nos vertimos e saímos do quarto o enfermeiro ainda no vestiário mim deu mais umas enrabadas dizendo que adorava comer um cuzinho, mas sentir que ele gostava mesmo era de cu de macho pois puxava minha xana comose estivesse puxando um saco escrotal, mas foi muito bom e sempre que tínhamos outras chances nos nos fudiamos numa transa surreal.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto dado para minha familia a xoxotacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestibuceta babadinha contos eróticosinfância;contos eróticos;enrabadoPica de jumento com veiasContos eroticos fui a putinha desde pequeninhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos fábrica dos prazeresmeu avo aquele tarado comeu eu e amigas no riachocontos comi um vizinho novinhoconto eróticos mulher pedindo pra meter com outro machocontos de sexo com casada coroaConto de sexo com animalfilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorconto fui chantageadavideos porno com mulher com o cuzinho todo arrombado tentando cagar sem sentir dorcrente viciada em engolircache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos eróticos minha tia virou p*** do seu sobrinhofilha apaixonada pelo pai contos eroticisContos Eróticos De o Amigo Do Meu Filho Comeu Minha Bundacontos eroticos coroas camizolascontos eroticos minha cadelinha manhosavidios novinhas dos mamilps diros pontudoscontos eroticos padrasto e enteadacontos eróticos a f*** decontos veridicos de japa com negao de pau giganteContos eroticos de pai engravidou a filha peitudao home infinando a rola na bumda da molecontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinhano cu nunca mais contoscontos olhando meu pau24 gay passivo volta redondacontos de sexo com animais rasgando com forçacontos levei uma rolada do meu filhocomendo a deficiente contos eroticoscontos eroticos casada e o farmaceitico negaocontos eróticos meu pai ta cursando minha irmãcontos eroticos arrombando a gordaporno almentadode penis caseirovoyeur de esposa conto eroticocontos a mulher do meu amigo queria um pau grandecontos eróticos traindo com meu sobrinhocontos de coroa com novinhowww.conto eu vi o pedreiro mijandovideo de travesti tirando a virgindade e fazendo elas gozorcontos eroticos gay medicocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos do tio malvadoa gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaocontos esposa olhos vendados fudendocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosConto fudi com travesti na frente do corno putinhoshestorias porno a fantazia do meu marido e c cornovideoo porno da bundona de chorte de burmiContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.deixei temperei site logo vou chegar no DPcontos eroticos pai mae e maeconto de sexo com casada com eletricistaconto eroticos.chupContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposadepois de dar pro ricardao dei pro meu marido contocontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher já deu pra todo mundo contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos espiandocontos eroticos apanhando p abrircontos eroticos brecheicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadortraveco dominando e excitando macho em banheiro, contos com fotosContos tia de saia curtacontos porno de zoofilia minha buceta cabeluda engoliu o pintao do cachorropapai me come porfavor contos eroticospai emfia pica filha morroDei meu cuzinho para o papai contos