Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU SOBRINHO ME COMEU

Sou filho mais novo de uma família de muitos filhos. Quando nasci, meu irmão mais velho tinha 19 anos. Agora tenho 24 anos e o filho desse meu irmão tem 21.

Rapaz bonito. Quando completou 19 anos já passava de mim em altura e beleza e em dote. Loiro, olhos verdes, lábios vermelhos e pele branquinha. Parecia um objeto de porcelana. Hoje aos 21 nem parece aquele menino meigo que ia dormir em minha casa para olhar minhas revistas e assistir filmes pornôs.

Voz rouca. Pelos no rosto. Anda fazendo musculação para impressionar as meninas da facul. Mas quem estava de olho nele há muito tempo é o titio aqui, e não perdia por esperar.

Semana passada, Douglas veio dormir em minha casa. Dessa vez foi para que o ajudasse num trabalho que um professor passou e para também usar meu micro, já que o dele estava quebrado. Confesso que assim que o vi, parado ali na minha frente, lembrei-me das fantasias que nunca tive coragem de pôr em prática, por ser meu sobrinho.

Sobre o trabalho, dei algumas dicas. Não tinha cabeça para trabalhos. Seu cheiro, a lembrança de seu corpo nu, quando trocava de roupa na minha frente, suas pernas cabeludas, sua bunda deliciosa e seu pau monstro ainda flácido não saiam de minha mente. Tudo era motivo para que eu o tocasse. Passei toda a noite de pau duro... não sei se percebeu.

Quando terminou, ofereci uma cerveja, já que era noite de sexta, e ele aceitou. Tomamos três assistindo o DVD de Maria Rita Segundo que tinha acabado de comprar e fomos dormir.

Juro que tentei, mas meus instintos foram mais fortes, acho que o álcool também ajudou, e avancei o sinal...

Como sempre, nos deitamos sá de cueca; eu em minha cama, ele num colchão ao lado. Passaram-se uns 19 minutos e deixei que minha mão caísse sobre seu peito cabeludo, não se mexeu. Esperei um pouco e comecei a alisá-lo.

Passei minha mão em seus pelos do peito. Em seu abdômen bem definido e cheguei até seu pau que já estava meio bomba. Tentei colocar minha mão boba por dentro de sua cueca, mas ele se virou. Esperei por uns minutos e novamente comecei minha apalpação.

Passei meus dedos em suas belas pernas, sempre sonhei com um gancho delas, meus dedos marotos percorreram suas costas e se voltaram pra aquela maravilha de bunda. Bunda sempre desejada. E a cueca branquinha, meio transparente, dessa noite, não ajudava, realçava-a ainda mais.

Toquei de leve. Senti um estremecimento, mas fui avante. Passei meu dedo indicador em seu rego e ele mais uma vez se virou, mas pude sentir em minhas mãos um pau duríssimo.

Nesse momento desci de minha cama. Tirei aquela cueca que tanto me atrapalhava e comecei a chupar o meu sobrinho gostoso. Ouvi alguns gemidos. Chupei suas bolas. Beijei sua barriga de tanquinho. Subi aos mamilos. Seu queixo. Seus lábios. Passei uns longos segundos a me deliciar com aqueles lábios vermelhos. Coloquei-o de bruços, beijei sua bunda, passei minha língua em seu cuzinho, ele deu uma empinadinha, e fiz um maravilhoso cunete, veio-me uma enorme vontade de comê-lo, mas não tive coragem, não sabia se deixava... voltei ao seu pinto chupei por mais um tempo e quando ele estava já gozando... ouvi um barulho na sala, levantei-me de supetão e fui me deitar.

Passaram-se alguns minutos e, de repente, sinto uma mão a me acariciar... meu menino queria mais. Pegou em meu pau. Sinto seus lábios percorrerem meu pescoço... sinto-os em meu peito... por todo o meu corpo... até que sua língua molhada chega em minhas bolas... sinto-a subindo até a cabeça vermelhinha de meu pau e sou chupado como nunca, quase pirei..

Depois me colocou de lado e começou a forçar a porta de meu cuzinho que já estava com sede de pica há muito tempo.

Douglas sabia como comer um cú. Não teve pena do titio. Senti todo seu pau entrar em grandes estocadas que me levaram às nuvens de prazer e dor. Pedi mais. Ele me deu muito mais.

Senti seu monstro pulsar dentro de mim e um mar de porra escorreu pelo cú e por meu lençol. Levantamo-nos. Calados, fomos ao banheiro. Nos lavamos e fomos dormir como dois anjos amantes. Em minha cama dormi feliz. Quando acordei lá pelo fim da manhã, meu menino já havia ido embora. Deixou-me um bilete:

“Obrigado, titio. Hoje novamente venho dormir aqui.”

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cache:b0LVhW2lUCMJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=22 contos o pedreiro me fez mulhertravesti gozando no próprio sutiãconto gozei nos pés pezinhocontos de sexo depilei minha bucetacontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeuconto de casada fudendo com outroele era cheirosinho conto gaynovinha deixou lamber sua xana contos heroticosconto erotico fui no pagode e comi um travestide camisola sem calcinha filho aproveita o cu dela searchcontos eroticos de cadelasGozaram na calcinha na cerca contocontos erotco tirando caboso do filhocom perdi minha virgindade com um policial contoconto erotico férias na jamaica Vcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadospornô de Juazeiro meninas gostosinhas na realidade lado da cidade de Juazeiro da Bahiaporque eles bunduda gostosaContos eroticos da esposa safada com o marido deficientecontos de mulher insatisfeita com maridocontos pai e mãe nudista fala com os filhos como e bom chupa uma rolaConto comi a familia todacomi minha irma q nei peitos tem ainda contoscontos esposa loira recatadaConto eroticos amigos comeram mamaemeu grelo est louco de tesaotirei o cabaço delehetero batendo punheta conto gay buceta carnuda comtos de sexo lesbicas meu sogro isasiavel comtocontos erotico meu pai e minha mae faz nudismoesposa querendo rola preta contoscontos gays mamando no mamilotitiatezudacontos com mamae na fazendaconto incesto mestruavaConto Chupei a buceta da virgemhistoria de mulher cazada que tranzou com seu cachorro bem grandecontos eroticos corno e amigo mesmcontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhoconto erótico incesto feminino mãe confessa que lambeu filhaContos eroticos fraguei minha esposa e sua amigacontos eroticos de pastores cadetudoComtos pai fodemdo filha e amigas delaquero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia acabando a buceta e gozandominha esposa escolheu vibradorcontos eroticos comendo a tabata mulher do amigocontos eróticos fizemos amor no carro delenao resisti a buceta da minha maea patricinha funkeira contos eróticosconto gay sozinho em casa pepinovizinha novinha da obra contogenro fica só em casa com a sogra por causa da chuva ela gostosa contos eroticosconto conheci e comidei minha buceta pra um menino de treze anosconto erótico evangélicoconto na festa aqui em casa meu primo comeu minha maecontos meu primo novinho foi dormir comigo e eu comi o cu deletesao chefecontos de putaria em familiaconto gay crackcontos eróticos o gringo roludocontos erotico de virgem estrupada por a lambida de animalcontos eróticos casais com exconto erotico comendo minha sogra minha dobrinha pegou no fragavídeo pornô com travesti travesti transando com a outra por amor todinho raiva da outracontos eroticos minha priminhacontos eróticos gay sendo putinha do meu primo bruno parte 2meu genro me enrabou ai ai ai me come conto eróticoxerequinha juvenil de perna abertacontos nininha putacontos erótico perdi a virgindade da b***** e do ku com meu patrãocontos gay puta obedienteviajei e transei no onibus marido corno assumidoConto erotico com padrasto.contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente