Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MINHA PRIMEIRA VEZ SENDO SADOMIZADA

Meu nome é Vitoria, tenho 27 anos, solteira e muito liberal, gosto muito de fazer sexo, sou morena tenho 1,65, 55kg, cabelos longos pretos, seios medios, bunda media e arrebitada. Eu já fiz quase tudo em materia de sexo, mais eu tinha uma tara de ser sadomisada mais tinha um pouco de medo devido as fotos e videos que via na net. foi o que fiz procurei aqui ali até achar um mestre na net, depois de varias conversas e entendimentos resolvi aceitar a proposta de me encontrar com ele em um lugar publico, que aconteceu em shopping na minha cidade, como era um primeiro encontro para acertamos a sessão não houve nenhuma exigencia so uma roupa para ele me indentificar na praça de alimetação, fui de mini-saia e blusa, como tenho as perna relativamente grossas resolvi valorizar um pouco. Ele logo me indentificou sentei na mesa junto a ele e começamos a tratar do nosso encontro que aconteceria no final de semana, ele me pediu para ir apenas de calcinha fio dental preta, sinta liga, sandalias altas e um vestido na altura media bem decotado valorizando bem os meus seios na altura das coxas e sem sutien, me perguntou se eu estava depilada totoalmente se caso não tivesse me depila-se ficando bem lisinha em outras palavras uma verdadeira puta. Iriamos para um sitio de propriedade dele que é na verdade uma masmorra de sadomasoquismo, nos acertamos que ao chegarmos ao sitio eu seria sua escrava e faria tudo que ele me mandasse. chegarmos por volta das 10:00 horas quando ele parou o carro disse a brincadeira começa agora. Sai do carro e ao sair entramos na casa e ele me colocou uma coleira que é de prache me levou para o quarto me puxando pela coleira, quabndo entrei no quarto gelei todos os tipos de apretechos de tortura sexual, como passaria o final de semana com ele acertamos de em caso de tortura com chicote so em nas partes que não ficasse expostas pois teria que trabalha na segunda então ele so me bateria nos seios e na buceta, me arrependi amargamente, ele me despiu e fique so de sinta liga os seios e buceta expostos então ele veio por traz de mim e pediu para colocar as mãos para traz para serem amrradas, ele me amarrou na altura dos cotovelos e nos punhos bem apertado, passou uma corda em volta de meus seios deixando-os bem apertados que doia bastante, passou uma corda por baixo de meus braços a altura dos seios e amarrou em uma argola na estrutura me deixando bem esticada em seguida colocou uma presilia nos meus seios nos mamilos, isto ja estava me deixando excitada, no chão havia duas argolas presas no bem distantes uma da outra ele então amarrou meu tornozelo em uma argola e o aoutra na outra argola me deixando bem aberta a primeira tortura seria nos seios e na buceta mas eu teria que ficar totalmente imovel e com abunda arrebitada para ser chicoteada até o presente momento eui so estava sendo amarrada e estava gostando e ficando exitada so os seios começavam a ficar meio doloridos por conta de estarem amarrados e os meus estarem com presilhas então ele abriu um armario e pude ver varios apetreços entre eles ele veio com uma especie de cancho com uma argola na ponta e uma esfera na outra bem pequena e uma mordaça do tipo bola que com um certo tempo de colocada faz voce babar então já sabia que estava por vir seria amordaçada para não gritar durante o espacamento nos seios e na buceta, então ele me fez lamber a esfera do gancho e sem dá nem piedade enfiou de uma sá vez no meu cú eu que estava ate agora sem emitir nemhum ruido dei um grito e logo em seguida levei uma bofetada no rosto que me aqueceu a face disse que eu teria de ficar quieta com o gancho no meu cú ele amarrou uma corda na argola do gancho e amarrou puchando bem para cima me deixando com a buceta bem arrebitada sem poder me mexer pois se o fizesse o gancho me rasgaria o cú teria de aguentar as chibatadas sem me mexer ou me mexer o menos possivel agora viria a parte final da preparação a mordaça na boca, mas antes de me amordaçar ele me perguntou um ou dois escolha? eu sem saber escolhi o dois que seria a quntidade de chibatadas que levaria um era 25 dois era 50 então eu seria sadomisada 50 vezes agora seria necessario a ordem da sodomia mais uma vez eu escolheria a ordem do castigo seria 25 chibatas nos seios e vinte e cinco na buceta então o castigo começou a primeira chibatada nos meus seios arrancou as presilhas foram duas dores a primeira da chibatada e a segunda das presilha se desprendendo do meus seios gemi de dor me enclinei para traz o gancho na meu rabo me empediu pois estava muito apertado a amarra no teto quando eu ia para traz me doia o rabo fiquei pensando teria mais vinte e quatro chibatadas o castigo foi muito dolorido meus seios ia ficando cada vez mais doloridos a cada chibatada e muito vermelhos as dores estavam insurportaveis sem poder gritar com a boca amordaçada o castigo começou na minha buceta eu já estava muito cansada e muito dolorida eu já estava amarrada a quase duas hora toda dormente os pulsos doloridos o anus ardendo muito por conta do gancho a buceta muito inchada de tanto apanhar então acabou a sessão fui levada para um quarto onde fiquei amarrada para descançar da tortura e so eram 12:00 horas eu ainda seria torturada por toda tarde fui deitada de bunda para cima as minhas pernas foram colocadas juntas e dobradas para traz minhas pernas foram amarradas aos meus braços, mais antes de amarrar minhas perans aos meus braços uma corda passou pelo meio da minha buceta por dentro do meu clitoris duendo muito pedi para ele apfouchar um pouco gemendo atraves da mordaça então ele apertou mais e me disse que iria me deixar ali e mais tarde voltaria para me ver e me alimentar - Continua

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


esposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadoconto erotico quando era pequenacontos eróticos forçada a fudderconto virei cdzinhacontos recentes incestuosas encoxada segredos flagradosvarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiacontos incestos dividindo o filhoEu, minha sogra e meu marido-contos-incestoconto erotico seduzindo irmaoo militar tirou minha virgidade contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos comendo minha alunacontos eroticos minha priminhacontos titia do cuzinho gostosoconto de mulher casada crente com filhocontos eroticos meu irmao e meu amante incestorelatos de ninfetas q foram arrombadas no carnavalcontos minha irmã cuzudameus dois professores contos eróticoscontos eroticos de travestis sem camisinhacontos meus amigos estupraram a minha maemasagista se marturbando no meio do espediente porconto erotico arrombei o travesti do baile funknovinha falou que ia pozconto eróticos de troca de filhamenininha e novinha sendo e******** contos eróticosTenho uma tara incrível em ver mulheres lutando e foi com muito custo que consegui convencer minha então noiva a se atracar com mulheres semi nua, e em algumas lutas completamente nua, para o meu prazer. às vezes fico com peso na consciência pois oex cunhada safada casada com presidiáriocontos eroticos fui bem comida feito puta e chingada feito vadiacontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos de fetiches mamaecontos primeiro analvirei puto do vovo conto gayEnrabei a sobrinha da minha esposa contoscrossdressing miudinhaela pediu pra parar mas continuei empurrando na putadei para os amigos do meu filho contoseu e minha cunhada apos a festa conto eroticoconto erotico dopei minha esposa pra ser cornocontos eroticos arrombando a gordaConto Erótico Amiga PEITUDAfui passear nas férias e trai meu corninhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecumadre veia greludaa calcinha da menina - contos eroticoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem docontos/ morena com rabo fogososexo contos eriticos o amigo do meu marido me pasando bronseadorencoxadas nos blocos do carnaval contosminha irmã cavala chora no meu pau. contos.esposa tomou um susto quando tirou a venda comtossobrinha peladinha contosconto erotico titia coroaContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposatrepo com a enteada dormindocontoseroticos/pauzudocasadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos assaltoContos eróticos:meu querido professormadame currada no mato contobuceta babadinha contos eróticoso tempo em que ele para e diz"essa buceta é minha"xvidio.esfregando o pau so no short vermelinhoconto gay metemos.o dia todobobadinho condo o priminho gaycontos quis dar pra um travesticontos de relatos de nora transando com sogro em Santa Catarinacorno safada do Pará corto eróticosConto porno com escravo bem dotadoviajei e transei no onibus marido corno assumidocontos de calcinhas sujasno assalto meu pai fudeu minha esposa na minha frente conto eroticoseios da esposasaindo fora da blusa no sexocontos/como descabacei minhas filhaseu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodlecontos sexo minha esposa e sua familia especialmulher com uma bu dando nda inmenca zoofilia com gozadas e enguatesconto cutuquei pai na bundia delaDesvirginando a irmazinhacontos eróticos comi minha vizinha