Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A INICIAÇÃO DE UMA LINDA MENINA II

Essa é mais uma historia real que aconteceu comigo, a primeira foi A INICIAÇÃO DE UMA LINDA MENINA I.

Hoje lendo alguns relatos, me deu vontade de contar mais esse para vocês, ele é extenso, mais é para vocês sentirem todo o prazer que senti com o desenrolar dos fatos e com um final feliz e eletrizante.

Eu tenho 40 anos, desde cedo, me conscientizei que não era bonito, mas tinha um corpo que as mulheres babavam principalmente as pernas que elas tanto falavam, desde cedo me especializei aprendi a usar esta vantagem para seduzir as meninas, me especializei em dar o Maximo de prazer a elas e sempre com muito carinho. Assim pude aproveitar o melhor da vida, mas mesmo assim não entendia porque fazia tanto sucesso com as mulheres, até que uma delas me contou, disse que, alem de ter belas pernas e físico, era muito divertido e sabia guardar segredos.

Vamos ao que interessa, estava em casa sábado a tarde quando o telefone toca era a minha menina pedindo para conversar comigo na casa dela. Lá chegando ela me recebeu com um delicioso beijo, sentamos, ai ela me disse estar preocupada com uma amiga, pois havia se separado a seis meses (casou com 19 quase 19 e o ex com 23) e nunca disse a ninguém o motivo, mas quando tocava no assunto ela chorava muito. Pedi então para ela chamar a amiga para ir conosco a praia de Porto de Galinhas no domingo, pedido feito pedido aceito.

Minha menina nos apresentou, e saímos as 9:30h para aproveitar bem o dia, no caminho conversamos amenidades demos muitas risadas enfim o clima estava normal, estávamos nos acomodamos nas cadeiras quando vi a amiga sem a canga, era uma menina mulher sensacional, 19 anos cabelos castanhos claros peitinho no tamanho certo tipo pêra, coxas roliças grossas, uma testa de vulva eletrizante e dona de uma bundinha redonda lisinha com penugem bem ralas e claras, minha menina como vocês já sabem não fica por baixo.

Tomamos umas cervejas o papo ficou alegre descontraído, então minha menina tocou no assunto, ela encheu os olhos de lagrimas, pedi a minha menina que me deixasse conversar um pouco a sos com ela, então com muito jeito eu entrei no assunto, ela disse que o ex era muito bonito cultuava muito o corpo tanto o dele quanto o dela e todas as vezes que eles transavam faziam quase tudo, mais ela nunca se sentia completamente relaxada e quando ele pedia a bundinha ela sempre negava, ele ficava com raiva e dizia que ela não sabia o que era bom. Eu disse que eles poderiam se entender que eu poderia ajudar conversando, foi nessa hora que ela me interrompeu dizendo, “espera o pior ainda não contei”. Ela chorando criou coragem e disse, que um dia ao chegar em casa mais cedo da visita aos seus pais, flagrou o marido de quatro na cama sendo enrabado por um amigo dele, disse que ele gemia urrava mandava o amigo empurrar com mais força, quando o amigo gozou, ele foi chupar o pau dele, quando se virou a viu em pe na porta. Ela disse que não a procurasse mais e que queria o divorcio e se ele não desse contaria pra todo mundo.

Ela viu que o amigo estava de camisinha, mas desde a separação ela faz exames periádicos de HIV mas não acusou nada.

Ela disse que sabia que todos os homens babavam pelo seu bumbum, talvez fosse culpada por não ter dado a bundinha para ele.

Então tomei as rédeas da conversa e disse que ela não tinha culpa nenhuma, que com a abertura sexual, muitos adolescentes perderam a noção do que é ser homem e procuram prazeres diferentes, ai viram homossexuais ou bissexuais e muitas vezes casam para dar satisfação a sociedade. Ela então ficou mais resignada, brinquei um pouco e disse que quem perdeu foi ele, que com aquele traseiro poderia ter o homem que quisesse, rimos bastante, ela levantou-se da cadeira e deu uma rebolada de costas para mim como se fosse a dança do ventre, foi o suficiente para o pau subir na hora. Chamei minha menina ela se juntou a nos, perguntou se estava tudo bem e a amiga respondeu que estava tudo átimo, que agora já tinha a resposta para suas duvidas e que deveria ter aceitado a mais tempo o convite dela para me conhecer.

Tomamos mais algumas cervejas, já eram três da tarde, rumamos para Recife, no caminho minha menina com o maior tesão perguntou se depois de deixar a amiga poderíamos ir a um motel, ouvindo isso a amiga perguntou se não poderia ir e prometeu que não atrapalharia, então fomos.

Chegando lá pedi um AP com hidro, na subida das escadas elas sem as cangas foram subindo, na frente minha menina atrás a amiga e eu por ultimo vendo aquele rabo maravilhoso, ela olha para traz da um riso e eu pergunto posso? Ela balança com a cabeça afirmativamente e da uma parada estratégica, eu então passo a mão naquele bumbum, beijo e chupo as bandinhas, ela se arrepiou toda.

Mais uma cervejas, conversas, tesão aflorando, quando a hidro encheu fomos para dentro rindo e brincando, minha menina tirou o biquíni e logo foi acompanhada pela amiga, o fato de estar ali com duas adolescentes de tirar o fôlego de qualquer homem eu me sentia um felizardo, elas então tirarão o meu calção, sentei na borda da banheira e as duas vieram me chupar, me concentrava para não gozar, era linda a situação, chupavam cada vez mais forte ate que gozei na boca da minha nova amiguinha e pedi para dividir com minha menina, se beijaram depois saímos para cama, como a amiga estava sem sexo fazia tempo minha menina disse para ficar com ela primeiro, comecei chupando os peitinhos lindos descendo para xota que tinha sido pouco usada, soube depois, fizemos um 69 sob os olhares de minha menina, então a chamei e mandei que ela chupasse e enfiasse um dedo no cuzinho da amiga que já estava indo a loucura com o 69, ela mordia o meu pau apertava minha bunda e quando gozou tirou meu pau da boca gemeu, urrou como se tivesse sido o primeiro orgasmo da sua vida, não deixei ela se recuperar, deitei ela de barriga para cima e foi para um papai e mamãe, estava difícil de entrar, estava muito apertada, mas fui forçando ela foi se abrindo e me pediu para colocar o resto, e foi o que fiz de uma estocada sá, não sabia o que estava acontecendo com ela, parecia estar em transe, ela se tremia toda a cada entra e sai, eu chupava a língua dela ela a minha cada vez mais forte, ela ia gozar novamente, minha menina começou a chupar os peitinhos da amiga, ai foi a gota dÂ’água, ela fincou as unhas nas minhas costas e gozou, gozou,gozou e ficou quase que desmaiada mole entregue.

Não perdi tempo, fui beijar a minha menina que estava se masturbando freneticamente junto da gente, fui mamando os peitinhos e dei o meu pau para ela chupar enquanto a masturbava, ela explodiu num gozo bem gostoso, quando terminou enfiei tudo em sua xoxotinha, indo e vindo com movimentos cadenciados e firmes onde ela novamente estava gozando e gozando ate ficar molinha também, virei ela de bruços coloquei um travesseiro sob a sua barriga e comecei a beijar e chupar aquela bundinha linda, nisso a amiga já melhor do transe olhava com atenção, fui buscar os lubrificantes passei em toda extenção da minha pica e na bundinha dela e fui penetrando bem devagar ela foi relaxando e fui fazendo vai e vem cada vez mais ritmado e firme, foi quando ela agarrou-se na cama e disse que ia gozar, aumentei a velocidade e gozamos juntinhos, ficamos exaustos.

Fui pegar uma cerveja quando volto vejo aquela linda bunda com marquinha, era a da minha nova amiguinha, beijo e vou brincando com ela, mas sem muita esperança de comê-la pois já disse que nunca tinha dado, mesmo com a insistência do seu ex. recomeço a beijar e lamber ela empina um pouco e se arrepia toda, pego os apetrechos que uso para comer um cuzinho, quando abro a bundinha o que vi não dava para acreditar, era um cuzinho realmente pequeno, quase desisti de comer, apesar de ter um pau relativamente grande e grosso o seu formato anatômico favorece a penetração anal, começo a introduzir um dedo, ela reclama, peguei então um apetrecho de lubrificação que sempre carrego quando saio com minha menina e lubrifico bem aquele cuzinho com uma mistura que faço e que nunca falha, ela estava pronta lubrifiquei o meu pau, nessa hora minha menina veio presenciar e ajudar, ela guiou o pau ate aquele buraquinho e fui forçando, era muito apertado doía a cabeça do pau, pressionei mais e a cabeça entrou, ela soltou um gemido, empurrei mais um pouco, ele trincava os dentes apertava a cama, comecei movimentos de vai e vem ela foi relaxando, mais faltava ainda metade, ela colocou a mão para ver e disse “empurra o resto de uma vez, quero sentir que um macho ta tirando a virgindade da minha bunda, eu acertei em nunca ter dado para aquele boiola, vai empurra, fode essa bunda que todos os homens tanto quer, mais sá você vai comer”, isso foi como musica para mim, empurrei o resto sem piedade, ela quase gritou mais foi impedida por um beijo da minha menina, eu parecia que estava dando a primeira da minha vida, tamanho era o tesão que estava sentindo, bombava cada vez mais forte e ela empinava sua bunda e sentia meus pentelhos roçando seu bumbum, ela anunciou o gozo, empurrei mais que pude ela empinou mais que pode e gozamos juntos, senti como se eu estivesse me derramando dentro dela junto com meu esperma, arriei meu corpo em cima dela esperei meu pau amolecer e sai, minha menina me deu um beijo bem molhado, perguntou se tava tudo bem se eu a amava, claro que amo aquela menina, descansamos um pouco jantamos e fomos embora, mais ate hoje estamos juntos os tres.

Fiquei feliz pelo prazer que tive, pelo que dei e por ter ajudado a mais uma menina a se encontrar e ser feliz.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto de puta presa e estuprada diariamente por muitos machoscontos eróticos caminhoneiro seduziucontos eroticos com fotos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualrelatos de meninas que quando viu ja engatou com seu dogConto ertico maridoconto menage masculinocontos de fetiches mamaeContos eroticos da mamae quer ajudar filho a semastubarpornô grátis boa f***.com só contos sogra comendo genrocontos eroticos arrombando a gordacontos transex mobiletravesti dotadu no rnconto coroa chupando piroquinhaeu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpaconto primeira peitinhocontoseróticossobrinha menininhamendigo contos eroticoscontos eroticos domia ele cospi nu meu cuconto erotico trepei com meu primo engravideicontos eróticos minha mãe deixou que meu padrasto cuidasse de mimcontos erodicos toma no cu tomaContos eróticos de incesto filinha mimada do papaiconto sacanagem com a.primaTransando com cunhado na carrinha e meu marido nem percebeuirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delacontos porno casadas o negrinho safadoconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrocontos de insesto fatos.comreaisDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOScontos pagando aposta com um boqueteContos fudendo a bucetinha apertadaconto erotico tia rita taradacontos erotico o dia que comi a minha sogra sem camisinhaamiga da avo conto eroticobuceta grandes na pica dormindo contostravesti pito duroConto de putinha objeto de prazer para todos os machosvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gayclassificados evangélica procurando cornoCasada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticoscrossdressing miudinhaconto na praia com filho nucontos eroticos na rocaswing tio com sobrinhas flagrante historiasnovinha falou que ia pozcontos eroticos de mulheres que aprotaram dos seus caseirostia sobrinho conto eróticocontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntasConto prima nunca viu pauxerequinha juvenil de perna abertacontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cuanão transando com jamaiscontos de heteros branco comendo bunda negraboafoda foi dormi com colega tomo ferobisexual contosContos eroticos fraguei minha esposa e sua amigacontos eroticos estava fudendo a empregada e meu pai pegoudeu a buceta no presidio contoscontos eroticos mãe dançandocontos esposa estuprada e arrombadacontos sogra infiel metidaúltimo contos anal de sobrinhaContos eróticos Gay de comi o amigo do meu filhoContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadoeu mae e filha contos de sexoSem a minha permissao contos eroticoscontos eroticos de garotinha sentada no colomulher se esfregandono travesseiro contoconto erotico nudismo com a sogrameu lobo gostosomão amiga trêm metrô onibus show contos eróticostravestis arombadores de cu contoContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delaele veio com o pau na minha bunda no tremtransei com a cunhadaContos eroticos levei de um activo negro contos eroticos,ai ai mete fode