Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INICIAÇÃO COM O VIZINHO

Quando eu tinha 19 anos, estava fazendo cursinho pro vestibular, e tinha que estudar nos fins de semana. Minha família ia pra praia e pedia para uns vizinhos dar uma olhada em mim. Um casal que tinha 2 filhos entre 19 e 19 anos. Na época estava tendo muita tesão, tinha namorada mas tentava eliminar o meu desejo por homens. Tinha 1,70 e 75 quilos na época, apenas com pelos nas coxas e uma bunda bem carnuda. Num desses finais de semana, minha família foi para praia e convidaram meus vizinhos, mas como o Sérgio (nome fictício) tinha que trabalhar, ficou na cidade.

Ele era um homem de 40 anos, alto, corpo atlético, com coxas grossas, peito peludo, cabelo militar e com uma barriguinha de cerveja. Não é um homem bonito, mas o cara é charmoso e gostoso, tipo cafajeste. Quando jogavam futebol aqui no prédio, sempre cuidava as coxas dele, e o peito.

Bem, nesse final de semana, voltei da aula e ele bateu em casa, dizendo que tinha alugado umas fitas de vídeo e tinhas umas cevas geladas pra gente. Tinha encomendado uma pizza, como meu pai tinha pedido. Era uma noite quente e ele estava sá de short, chinelo e sem camisa. Sempre curti pés e braços de homens, e vidrei nos pés dele. Bebemos e comemos pizza na sala e depois ele perguntou se queria ver filme sério ou de sacanagem. Disse que ele sabia. Ele colocou um de sacanagem e começamos a ver sentado no sofá. E sempre enchendo o meu copo de cerveja, e como eu não estava acostumado a beber, já me sentia um pouco alto demais.

Dava pra ver o pau duro dele no short. E ele comentava sobre as mulheres, do peito, etc... Até que chegou numa cena que tinha sexo anal, começou a falar que a mulher dele não dava, não aguentava o pau dele, que tinha 21 cm. Eu não conseguia tirar os olhos do pau dele. E ele dizia que adorava comer um cu, e que já tinha comido muitos. Adorava ver o pau entrando e saindo. Perguntou se eu já tinha comido. Disse que não. Criei coragem e perguntei quem ele já tava comendo. Ele riu, e disse que tinha que ser segredo. Concordei. Contou que já tinha pego uma colega do serviço, uma cunhada, de vez em quando umas putas. Mas que na adolescência comia uma prima e um primo. Falou isso e olhou pra mim apertando o pau. Fiquei gelado e excitado. Sei que ele percebeu e continou com as histárias. Sentia minhas bochechas vermelhas de tanta tesão. E continou contando que comia a vizinha do 307, uma mulatona de 40 anos também, mãe de um amigo, que a mulher era uma puta na cama, chupava, dava como ninguém. Perguntou se eu conhecia o filho dela, o Daniel. Disse que sim, e ele disse fez um sinal pedindo segredo total, disse que ele dava melhor que a mãe. Que dava muito. Que ele que tinha ensinado o guri a dar. Nem prestava mais atenção no filme. Ele olha para mim e tira a rola para fora e diz, que depois que eles se mudaram, não tinha comido mais ninguém e tava louco por uma bundinha. O pau dele tava babando, bem veiudo, e grosso. Tava louco pra cair de boca e ele pegou na minha mão e disse pega um pouco, sei que ta afim, eu não conto pra ninguém, vai ser um segredo sá nosso. Conheço quando um cara quer dar, e você ta afim. Fiquei receoso, me cagando de medo. Mas a tesão foi maior, me ajoelhei e comecei a mamar aquela benga, senti pela primeira vez o gosto de um macho na minha boca. A baba salgadinha boa. Aos poucos fui me soltando e melhorando a chupada, fazendo como minha namorada fazia, lambendo tudo da cabeça ao talo, as coxas e saco. Ele dizia, isso chupa viadinho, sabia que tava louco por um macho, acha que não sabia como você me olhava no futebol, quando eu fazia churrasco. Vai mama, mama direitinho. Com o pé ele enfia o dedo no meu cu,

Me puxou e virou a minha bunda para ele, pediu para abrira a bunda para ele, nem sei como tive tanta coragem pra fazer essas coisas, mas tava com muita tesão. Ele pegava minha bunda com as duas mãos, abria, fechava, mordiscava e dava tapinhas. Até que caiu de língua, fui ao delírio. Ele passava a barba rala na minha bunda e me linguava sem parar. Depois enfiou um dedo, e mais outro, doía um pouco, mas eu estava curtindo. Me levou pro meu quarto e sentou e me mandou chupar mais um pouco, enquanto enfiava os dedos em mim. Ele dizia umas coisas, que eu seria o menino dele, que iria me comer muito ainda. Ele me botou na cama e veio por cima, deu uma cuspida no pau e no meu cu, e com o pau foi espalhando. Eu já tinha dado para um primo, mas sabia que iria ser mais difícil dar para ele. Tentou colocar, mas escapava. Aí me botou de quatro, e disse para eu ir colocando o pau para dentro, assim eu iria me acostumar, e não iria doer. Eu apertava e relaxava o meu cu, e o pau dele ia entrando, e ele me batia uma punheta para eu ir relaxando mais, tinha hora que eu parava, respirava fundo, tentava fugir, mas ele me segurava, quando vi já tava tudo dentro. Me senti realizado, vendo aquela tora toda dentro de mim. Ele passava a mão em mim, nas coxas, costas e aos poucos foi fazendo o vai e vém. Meu corpo tinha acostumado com o pau daquele homem, e sá queria que ele me socasse sem parar. Mas ele foi aos poucos, curtindo cada momento. Ele me comeu de ladinho, de quatro, e quando começou a socar mais forte, me levantou com o pau dentro dele, e me levou para o quarto dos meus pais, e ficou de frente ao espelho e me mandou olhar. Olha um macho te comendo, tu gosta né viadinho?? Olha putinho safado. Em pé ele me comia, sem parar, metendo tudo, suando sobre mim, e me fazendo olhar pro espelho. Gozei sem parar. Ele me deitar na cama, com a barriga pra cima e me comeu de frango assado mais um pouco, e gozou urrando, senti o corpo dele todo estremecer. Ficou um tempo ainda dentro de mim, e eu fui tomar banho. Depois desse dia, ele me comeu muitas vezes. E até hoje ele me come de vez em quando, quando venho visitar minha família. Ele sempre me convida pra tomar uma cerveja rsrsrsrs.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos com marido tratado me estupandopapai me viciou a dar a bundinha desde de pequenapolicial feminina contos eroticoscuzinho da mae contosarombei o cu da mulher do meu amigo contos eroticos pornoenrabada pelo meu filho especialmulher traindo o marido com entregador arvores de natalContos minha esposa e uma morema muonto bumdida tem 1: 80 70 kl e foi enrrabada en casa num currasco meu amigo dormiu encasaContos Eróticos abusada todos os dias por estranhosChaves com tesão de Chiquinhacontos eróticos arrastei peo canto e fodi com forçacontos eroticos brincando com meu cachorrinho taradocontos erótico de coroas casados trancando com novinho BA baladasminha mulher já deu pra todo mundo contosConto erotico socando até as bolas no rabo da irmã e gozandocontos eroticos eu e minha cunhada pintando o apartamentoContos eróticos uma menina virou putinhaconto gay meu amigo chupou um cacete para fumar crackmulher entrando na chapeleta do pôneivi meu afilhado peladocontos papai me arrombouMeu amigo viu o peito da minha esposa contos eroticosconto erotico casada safada estuprada e gostoufotos de relatos de fatos reais nora transando com sogro no Rio de JaneiroMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticocontos de homem que comeu a sogra e a esposacontos esposa branquinhaSou a cadelinha do meu cão contosContos de masturbação com objetos no ginecologistaContos eroticos o marido gostoso da primafui comida feito uma vadia vacabunda e chingada de puta contos eroticoscomia mae contoscontos eroticos encontrei a prima da minha mulher na academiacontos eroticos sequestrocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos eroticos de incesto de pai pasto e filhaensabuou o pauzao e enfio na gostosacontos eróticos inversão bêbadocontos eróticos comendo as Vizinhas ciareceenfiei tudo naquele cuFábio chupou o pau de Sávioconto erotico menino dormino de cuequinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos casada boquete em pintor enormemenino bateno puheta pos amigo no riosinhoa massagista negao contoscontos de iniciação no swingcontos eroticos sou casada meu sobrinho gosta de ver filmes pornocontos eu minha namorada e mais dois garotosconto uma viagem muito gostosacontos eroticos coroas camizolasContos eroticos descobri q o chefe de minha mulher levava ela pra uma surubaconto erotico viado casadoContos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)Conto erotico geova gravidacontos erticos fudi a buceta da eguafrutapornovelhaFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiagenro fica só em casa com a sogra por causa da chuva ela gostosa contos eroticoscontos comeu a amiga e o amigomalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadacontos eroticos minha mulher apanhacontos eroticosamigo se veste de mulher para dar o c* para o amigocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetrepei com a virgemdei pro meu genroconto.incesto enteadacontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalosContos minha filha de biquíniconto erotico humilhada pelo pirocudoAbusei de uma obesa bebada contocontos com priminha safadinhas de dez aninhosChaves fudeno no cuziho da chiquihacontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinha