Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ASSALTO VIROU SURUBA

Era uma semana de feriado prolongado que ia pegar a quinta até domingo. Eu a Cintia minha namorada

e mais um casal de amigos resolvemos ir para Maresias na casa de praia desse meu amigo o Carlos.

Ele tinha uma casa bem legal lá. Pegamos estrada na quarta a noite para aproveitarmos bem desde

o começo do feriado. Chegamos todos meio cansados e mal chegamos cada casal foi para um quarto

e fomos dormir. De manhã fomos para praia. Cintia já apareceu com um de seus biquinis fio dental,

Carlos sá deu uma olhada discreta. Ela realmente estava um tesão com aquele biquini, aqueles cabelos

loiros caindo nas costas, aqueles seios grandes aparecendo, um par de coxas deliciosas e uma bunda

redonda deixava qualquer um louco. Sandra a namorada de Carlos já era mais normal, magrinha, seios

bem pequenos, perna magrinha e pouca bunda, mas era bonita. Eu e o Carlos ficamos do lado das duas

conversando enquanto elas torravam no sol. Eu já imaginava a marquinha de biquini que Cintia ia ficar.

Depois de muito sol, cerveja e conversa jogada fora voltamos para casa ficamos um tempo lá e a noite

saímos para comer e curtir um pouco. Sá que na volta para casa quando estávamos chegando sem percebermos

dois caras bem mal encarados nos abordaram armados e fizeram a gente entrar. Ficamos os quatro sentados

nos sofás da sala. Cintia um uma poltrona, Sandra em um sofá de dois lugares ao lado dessa poltrona,

eu e o Carlos num outro sofá que ficava de frente para a poltrona em que Cintia estava. Um dos ladrões

ficou apontando a arma pra gente enquanto o outro foi revistar a casa. enquanto isso esse que ficou

olhando a gente começou a fitar a Cintia e a Sandra. Sandra tinha cabelos negros lisos, já estava bem

morena do sol. Estava com um vestido curtinho acima do joelho com decote e uma alça finiha que dava para

ver a marquinha da alça do biquini. Cintia estava de minisaia que dava para ver bem suas coxas queimadas

do sol e seus pelinhos loiros e um top bem justo que deixavam a mostra o volume dos seios.

E o ladrão falava:

- Que mulherada gostosa essa hein.

Elas ficaram com medo, aí ele se aproximou da Sandra e passou a mão na perna dela. Ela começou a chorar.

Aí eu e o Carlos falamos para levar as coisas e não fazer nada para elas. O cara se voltou meio bravo e

apontou o revolver pra gente e mandou calar a boca.

Depois ele voltou a olhar a Cintia e tbém passou a mão nas pernas dela.

- Que loira boa vc é, delícia.

Logo voltou o outro com uma TV na mão, deixou no chão e voltou rapidamente com um DVD.

Aí o outro que estava olhando a gente começou a falar das nossas namoradas para o outro. Eles começaram

a olhar bem para elas medindo. Falavam que estavam a fim de fazer uma festa com elas.

A duas choravam caladas, via-se a lágrima escorrendo pelos olhos.

Até que o cara que revistou a casa pediu para o outro amarrar eu e o Carlos com a nossa camiseta e que era pra gente

ficar quietinho senão todo mundo morria.

O moreno que era o que revistou a casa era bem esquisito com cara de pedreiro e meio barbudo e o outro

era claro com cara de nordestino bem estranho.

O moreno chegou perto da Cintia e começou a cheirar o pescoço dela, começou a passar a mão pelo seu corpo todo.

enquanto o nordestino ficava fitando a gente com o revolver na mão.

O moreno beijando o pescoço da Cintia e falando pra ela que ela era gostosa e cheirosa que ele ia comer ela

bem gostoso que ele não ia machucar ela se ela fosse boazinha com ele. Sua mão passava dentro do top de Cintia

apertando seus seios, depois ele descia a mão e ficava acariciando suas coxas, descia sua mão para bunda dela.

Ele se levantou e tirou o pinto pra fora ainda mole. chegou perto da Cintia e pediu para ela chupar.

Ela olhava pra mim asustada, e ele puxou ela pelo cabelo e colocou a boca dela de encontro com seu pinto.

Cintia começou a chupar o pau do moreno. Ele pedia para ela deixar o pau dele bem duro.

Enquanto isso todos olhando para a cena do oral feito pela Cintia que parecia estar pegando gosto pela coisa,

ela começou a chupar o moreno com uma vontade alucinante.

Moreno:

- Tá gostando da minha rola né vagabunda.

Cintia chupava sem responder nada, ora punhetando com as duas mãos e chupando o restante, ora engolindo o pau dele,

que babava tanto que quando ela tirava da boca de vez enquando fazia fios que escorriam pelo queixo.

O nordestino vendo tudo aquilo pediu para Sandra tirar a roupa, ela já parecia estar excitada e tirou a roupa sem

pestanejar. Ele mesmo tirou sua calcinha, chupou um pouco seus peitinhos pequenos e logo desceu e começou a chupar

sua buceta. Sandra tinha uma buceta inchadinha de lábios grandes e era bem arrombada que nem a Cintia.

Sandra começou a gemer com as chupadas do nordestino.

O moreno tirou o pau da boca da Cintia, tirou o top dela e começou a chupar seus seios grandes. Depois pediu

para ela tirar a mini saia e calcinha. Ele se deparou com uma buceta enorme e toda melada de tesão. Até o Carlos

ficou de boca aberta ao ver aquilo.

Moreno:

- Tá com tesão danado hein loira safada.

Cintia:

- Estou, que que vc acha. Me come logo, enfia essa tora na minha buceta.

Aí o moreno perguntou de quem que ela era namorada. Eu falei que era minha. Ele me chamou de corno e falou

que ela era uma puta vadia gostosa. Falou para eu ficar olhando ele comer ela.

O moreno abriu as pernas de Cintia e começou a enfiar o pau nela, eu via seu pau entrando e sua buceta sendo arreganhada

até que engoliu o pau dele todo.

O nordestino depois de chupar a buceta da Sandra já tinha começado a meter rola nela também. Aquele bucetão enorme da Sandra

via-se que entrava apertado o pau do nordestino fazendo Sandra gemer alto. Ele comia ela de quatro começando devagar e depois

dando estocadas fortes na buceta dela.

O moreno chamou Carlos para perto deles, ele desamarrou o Carlos e falou para ele dar o pau para Cintia chupar, prontamente Carlos

obedeceu tirando a bermuda e oferecendo o pau já duro para a Cintia chupar. Ela com cara de safada já começou a abocanhar o pau dele

chupando que nem uma louca.

O nordestino teve a mesma ideia e pediu para eu dar meu pau para Sandra chupar. Nossa que chupeta gostosa Sandra me fez.

Lambia ele todo, enfiava na boca depois, chupava passando a língua por fora, batia a cabeça do meu pau até a garganta na tentativa de engolir meu

pau todo. Que tesão.

Aquele assalto tinha virado uma putaria sá, Sandra chupando meu pau loucamente enquanto um nordestino comia sua buceta.

E minha namorada chupando o pau de Carlos e dando a buceta para outro cara.

E uma coisa eu tinha que assumir, apesar de minha namorada (Cintia) ser mais bonita e gostosa que Sandra, o

boquete de Sandra era coisa de louco, era incomparável. Foi a melhor chupeta que eu já ganhei na minha vida.

Apesar de estarem arrombando a minha linda namorada na minha frente, naquele momento eu estava achando bom demais ganhar aquele boquete

maravilhoso eu não queria mais nada a não ser ficar muito tempo sendo chupado por Sandra.

Foi quando eu comecei a gemer alto e a falar para aquela safada chupar meu pau bem gostoso que eu estava adorando aquilo.

Cintia vendo aquilo começou a dar com mais vontade ainda. Parou de chupar o pau de Carlos, pediu para o moreno se deitar no chão,

segurou o seu pau e começou a enfiar novamente na sua buceta e começou a cavalga-lo e a esfregar os peitões na cara dele e gritava

que aquilo estava muito bom, que a rola dele era muito boa. Depois Cintia abrindo a bunda pediu para o Carlos enfiar o pau

no cú dela. Ela pedia para enfiar logo. Carlos não pensou duas vezes e começou a enfiar seu pau babado por ela. Enfiou até o final

fazendo uma dupla penetração completa. Os dois ficaram no vai e vem por um bom tempo fazendo Cintia delirar de tesão, ela gozava que nem

uma louca por diversas vezes.

E eu que não trocava a chupeta de Sandra por nada naquele momento já estava com um tesão danado de tanto ver putaria e ser chupado.

Não aguentei e comecei a gozar na boca dela, dei várias esporradas dentro da boca e fora, sujei a cara dela todinha com minha porra.

O nordestino tbém não se aguentando mais de comer a buceta dela tirou o pau pra fora e começou a gozar no meio das pernas de Sandra.

Logo Carlos tirava o pau do cú de Cíntia e ela saiu de cima do moreno. Os dois se posicionaram na frente dela, ela chupando os dois

pintos com eles batendo uma punheta na cara dela começaram a gozar sem parar quase afogando ela com tanta porra. Cintia tomava esquichada

de porra por todos os lados, encheram o rosto dela de porra e quando pararam de gozar ficaram colocando os pintos na sua boca.

Cintia dava rápidas chupadas no pau deles, passando ora um ora outro. Escorria gozo do seu queixo caindo nos seios. O moreno ainda

mais abusado chegou a limpar o pinto com o cabelo da Cintia, juntando um punhado em sua mão e ficou esfregando o pau.

Depois dessa putaria toda os dois ladrões acabaram levando sá o dinheiro que tinhamos nas carteiras e foram embora correndo.

Nás trancamos a casa e ficamos caídos na sala cochilando. Sá acordei depois de um tempo que eu ouvi uns barulhos perto de mim.

eram os 3 transando. Carlos deitado no chão, a Sandra agachada com a buceta aberta na sua boca e a Cintia de quantro chupando o pau dele.

Continuei deitado na mesma posição em que eu estava sá olhando aquela suruba. Depois resolvi participar, pois já estava ficando excitado

com aquela visão toda. Levantei e dei meu pau para Sandra chupar. Ela começou a chupar bem gostoso babando nele todo.

Cintia depois de dar uma bela de uma chupada no pau de Carlos começou a cavalgar no pau dele. Eu puxei Sandra para o sofá e comecei

a comer sua buceta abrindo bem as suas pernas. Fodi ela forte, com vontade. Aquela bucetona enorme e melada envolvia meu pau todo

com a maior facilidade sem oferecer resistência alguma. Depois virei ela de quatro enfiando com força e dando vários tapas na sua bunda.

Sandra gritava de tesão.

Enquanto isso Carlos comia a Cintia num frango assado, comendo ela bem rápido fazendo ela gemer que nem uma louca.

As duas gemiam demais.

Eu de repente tirei meu pau da buceta de Sandra e me posicionei na sua frente batendo uma punheta gostosa, Sandra vendo que eu ia gozar

abriu a boca com a língua pra fora para receber meu jatos de porra. Comecei a gozar em todo seu rosto e dentro da sua boca.

Carlos tirou o pau de dentro de Cíntia e se juntou a mim jorrando mais porra no rosto da Sandra, agora Sandra recebia porra de dois cacetes.

Sujamos o rosto dela todinho.

Posso dizer que esse final de semana foi uma suruba incrível. Repetimos essas seções de sexo até o último dia em que fomos embora.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos outro pou de presente para minha mulherComto fragante depiladora LerbicoCONTOS EROTICOS pivetes safadosEnchi a buceta da sogra de.porra contochortinho q deixa as magrasgostosassexo gay okinawa ufa papaicontos eroticos no terreno com a donacontos recentes incestos encoxados segredos flagradoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepaguei para fuder minha tia contoscontos quando eu era criansinha meu pai e mh mae me obrigava a eu dar a mh xaninhadando bobeira de baby doll em dentro de casacontos eroticos bebadosconto arebentei cu meu patraoConto mete tudo papaiCasada narra conto dando o cucontos erotico meu padrinho estava com shorte de,jogador ai eu so de sainha passei esfregando a bunda na frente deleConto erótico Sempre fui mas ele descobriucontos eroticos gay cheiro de rolacontos de corno com pedreiros negros hiper dotados e jumentoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentewww meucontoerotico.br delisiosossexo porno safada do sitiotudo no cucontos erótico de casada bi certinhanamorada chupando a b***** da namorada tá ficando Cala a boca deleContos eroticos meu pai tirou minha virgindadeChantageei amiga lesbica da minha mae bdsm contocontos garoto comeu minha mãecontos eroticos traindo meu marido com meu filhoconto gay pirocudo da academiaconto lesbica humilhadatranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbacontos eroticos vou te enseminarcontos eroticos de incesto selvagemContos eroticos chantagiei minha irman casadacdzinha esposa corno contoVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jegueprima safadinha querendo me dar escondido da minha tiacontos eroticos me ferrei no chat tive de dar a forçacontos eroticos assaltookinawa-ufa.ru chantageadaTitio me prostituiu pos amigos contos eroticosrelatos de esposas de cornos mansoscontos eróticos priminha sapecaa primeira f*** com travesticonto gay era pequenocontos eroticos arrombando a gordaporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaocontos eroticos de meninoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de rabudasContos de loiras com mais de 70 anos dando cu para negros dotadoscontos eroticos de bala hallsTio come sobrinha a força contos eroyicospau pulsou na bocavesti as roupas da minha mulher por curiosidade fui flagrado pelo vizinho e virei sua putinha gayBabando no pau do papai contoseroticosmarido enfias as duasmao no cu da esposacriando o sobrinho banho contoconto erotico vi mae cagar na picacontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos cinemaconto erotico velha no cio dando buceta pro cachorrocache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php fiel ao primo e a amigopeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticovideoo porno da bundona de chorte de burmiapremira vez da fenandinhacontos titia do cuzinho gostosocontos eroticos nudismo mae e filhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico calcinha neguinhocontos esfrega buc gozada corninhocontos eroticos amigas ci pegandocolocando a prizilha na buceta