Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

REALIZEI MINHA FANTASIA E FIZ UMA DP - REAL

Confesso que tive que criar coragem para escrever esse conto.



Há tempos acessava o site e sempre li as coisas com muita excitação, e agora resolvi que havia chegado a minha hora de contar uma experiência que tive.



Tenho 31 anos e sou casada há oito. Meu marido é louco por sexo. Sempre foi. Eu, quando namorávamos, também era uma tarada. Na casa dos meus pais eu o esperava de shortinho de lycra curto e ficávamos debaixo dos cobertores, nos roçando, enquanto meus pais viam TV. Várias vezes ele gozou nas minhas coxas e teve que correr para o banheiro. E eu me divertia com isso...



Esperava a mínima chance e ia para a janela do meu quarto, com o pretexto de "ver a rua" sá pra ele ficar me encoxando e enfiando os dedos por baixo do meu shorts pra sentir minha buceta molhada. Não me dava conta, mas já era uma putinha, quem diria!



Perdi a virgindade aos 15, com esse que hoje é meu marido e foi meu primeiro namorado. Nunca tive outros homens.



No começo da vida de casada eu era uma verdadeira perversa. Queria trepar todo dia, o dia todo, se deixassem. Na cama sou uma louca. Peço para ele me puxar pelos cabelos, me dar tapas na bunda, me chamar de vadia. É assim que eu me excito. Como uma devassa.



De uns tempos para cá, no entanto, tinha perdido um pouco a vontade de fazer sexo. Ele insistia e eu sempre fugia.



No entanto, o desejo voltou. E mais forte do que nunca. Minhas fantasias são cada vez mais devassas, e eu já me senti até mal por desejar essas coisas... Mas já não me culpo mais.



Minha última fantasia foi a da dupla penetração. Desde os 20 anos dou a bunda pro meu marido, ele adora e nem acredita em como eu gosto de dar o cu pra ele. Ele se impressiona como continuo apertada depois de todas essas fodas! Dou em todas as posições... No começo doía, como doía. Mas agora, antes dele voltar do trabalho, eu faço a "lição de casa" e vou metendo um vibrador delicioso (e bastante grande, aliás) que eu comprei, pra dilatar o cu e cavalgar no pau dele sem sofrimento.



Acabei comprando, dias atrás, um pênis duplo, para ver se eu conseguia me penetrar duplamente, antes de pedir isso para o meu marido. Um dos consolos é bastante grosso, pra botar na buceta, e o outro mais fino, pra bunda. Além desse, comprei um vibrador em cyberskin, que imita a pele, bem grosso, e uma cinta com um pênis acoplado, para meu marido usar, caso minhas aventuras dessem certo.



Pois bem. Comecei a treinar com esse duplo pênis. Como já estou acostumada com o sexo anal, esse pênis fininho mal fez cácegas... Então peguei o vibrador grande que eu comprei, juntamente com o outro que eu já tinha (cada um com os seus 7 cm de diâmetro) e comecei a meter em mim. Primeiro, devagar. Depois, botava tudo. E gozava! Como gozava!



Fui treinando até chegar o dia de contar pra ele a minha fantasia....



Quando estava chegando a hora dele voltar do trabalho, tomei um banho, limpei o cu com uma duchinha pra deixá-lo pronto pro "trabalho", me perfumei e coloquei uma roupa bem puta, um espartilho de vinil, com ligas pretas, salto finíssimo e alto, tanguinha fio-dental que mal dava pra ver. Coloquei um sobretudo por cima da produção. Passei um bom perfume e esperei.



Fiquei no computador (eu trabalho na minha casa) e, quando ele chegou, nem reparou no sobretudo, já que estava bastante frio. Me disse que tomaria um banho. Eu perguntei se teria carinho depois e ele, prontamente, disse que sim, claro!



Ele entrou no chuveiro e eu fui pro quarto. Esperá-lo. Tirei o sobretudo e untei meu rabinho com Ky. Ele saiu do banho e, ainda nu, me viu no quarto, como uma vadia. De liga e salto. O pau dele cresceu na hora! Cheguei perto dele e agarrei aquele caralho grosso. Comecei a bater uma gostosa, e ele me chamando de doida. Nem sabia o que o esperava!



Pedi para que sentasse na cama e comecei a chupar o caralho dele com muita vontade. Como eu estava excitada! Parecia que era minha primeira trepada. Chupei até que quase ele gozasse na minha boca. Senti o pau crescer, inchar na minha garganta e tirei a tempo. Queria a porra dele. Mas não naquele momento!



Ele me puxou com força pra cima da cama e me colocou de quatro. Disse no meu ouvido "quer ser uma puta? vou te tratar como uma puta!" e, com um braço, me puxou os cabelos com força. Com o outra mão, apertava a minha bunda. Quando passou a mão pelo meu cu e sentiu que eu havia passado o Ky, meteu o dedo e me disse "ah, tá querendo uma enrabada hoje, é? Vou te comer como uma cadela, cadela no cio que vc é. E vou comer agora". Sem dá me puxou contra o corpo dele pelos cabelos e encostou a cabeça do pau na entrada do meu cu. Eu tremia de tesão. Ele me puxou com muita força e meteu com tudo. Nunca ele tinha feito isso, sempre botava um pouco de cada vez, com medo de machucar. Naquele dia, não. Enfiou o pau todo de uma vez e eu urrei. Mas não era de dor. Era de prazer. Eu gritava que era a puta dele, que não tinha me comportado, que devia ser punida.



Ele me dizia que eu não era uma boa menina, que era uma vadia, e que ia me punir por isso. E tirava o pau da minha bunda e enfiava com toda a força, enquanto abafava a minha boca. Falava "não grita, piranha, que hoje eu vou te comer o cu que nem gente grande".



Deixei que ele desse mais umas quatro, cinco estocadas fortes, e tirei o pau dele. Ele ficou maluco, queria que eu voltasse. Eu era a puta dele, não podia deixá-lo daquele jeito!



Desci da cama e peguei a cinta que eu havia comprado. Mostrei para ele, que não entendeu num primeiro momento. Disse a ele "você vai me comer o cu, sim. Mas vai me comer a buceta ao mesmo tempo"



Quando ele entendeu, seus olhos brilhavam! Ele me dizia "você é mesmo uma piranha vadia! Quer uma dp, né? É isso que você preparou pra mim hoje? Quer uma dupla penetração?!"



Eu fiz que sim com a cabeça. Ele colocou a cinta, me colocou de quatro e, puxando pelo cabelo, sussurou no meu ouvido: "agora eu vou te punir, sua vadia".



Ele montou em mim, cuspiu na cabeça do pinto da cinta e apontou pro meu cu. Meteu sem dá. Quando a cinta já me penetrava, encostou a ponta do caralho dele na minha buceta e disse "agora vou comer tua xana de vadia e você não vai reclamar. E não grita, porque você é uma puta, uma piranha, e eu vou te comer como eu quiser".



E meteu. Fundo. Gostoso. Eu rebolava, com os dois paus dentro de mim. Me sentia mesmo uma puta! Não dava pra acreditar! Galopava e sentia os dois paus se encontrando dentro de mim. Ele me puxava pelos cabelos e batia na minha bunda. Urrava! Ficamos metendo um bom tempo! Muitas estocadas depois, sentia que íamos gozar, os dois, juntos.



Então tirei ele de dentro de mim e enfiei o pau dele na boca. Por essa ele não esperava! Eu queria a porra dele! Mas queria mamar aquela pica com gosto. Queria sentir o gosto ácido daquela porra que fazia tempo que eu não tomava. Botei o pau dele na boca e senti aquele caralho pulsar! E a cada pulsada, um jato na garganta. Fiquei grudada no pau dele até ele terminar. Ele gritava e eu engolia aquela porra gostosa pra não deixar sobrar nada.



E o deixei desfalecido na cama. Mal abria os olhos. E eu, satisfeita, estava com as pernas bambas. Sentia o cu e a buceta pulsarem ao mesmo tempo. Que loucura!



Não vejo a hora da práxima! Agora, quero ver se invento um menage com ele e uma outra menina. Sempre quis ter uma experiência com mulher e ele tem essa fantasia. Ele realizou a minha, eu realizo a dele...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto de rasgei o cu de meu irmão fazendo ele choracontos eroticos homem casado dando para o primonegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelcontos gay negrinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentereal conto cunhadocontos três travestis deixaram minha mulher bêbada e arrombaram aContos eróticos foda maravilhosa tiozoofilia coletanea das engatadas mais vistascontos erticos fudi a buceta da eguasexo gay quando eu era pequeno okinawa ufa contoscontos eroticos transformado em putacontos erotico fui fudida no banheiro do posto de gasolina pelo tarado roludovoyeur de esposa conto eroticoConto erótico filha putinhawww.conto mimha mae min torturou com vibradores na bucetacontos arrombei mãever pica bonira gozandocontos 23cm e um czino virgemRecém casadas traindo em contoscontos de comi o cuzinho da irmã na banheiracontos estuproscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos er arrombandocontos di mulheris que ralaram pela primeira vezlinha grutinha contos eróticosfalei pra ela que era um pirulito contos eroticosconto de genro que come a sogra sem camisinhacontos abusadas em grupocontos eróticos coroas lindascontoseróticos comendo a família inteira lady jane( zoofilia )contos eroticos arrombando a gordaconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitadanada da minha cunhada louca pra dara foder a policial na rua contosIncesto com meu irmao casado eu confessoconto erótico escondidosexo na irman dopada contosconto erotico briocofudendo com outro contosContos eróticos perigosa tentaçãoConto safada novinha anosConto de puta metendo com todos no posto de gasolinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos de compadre minha esposa deu muito depois de umcontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertaContos eroticos esposa sogro na frente do maridocomi veterin¨¢ria contos eroticosconfesso transando com trêscontos eroticosamigo se veste de mulher para dar o c* para o amigocontos de coroa com novinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto minha sogra nuaMinha mulher adora reparar na piroca dos machosjoice cavalo deu o cumijei no pau do amigo do meu maridozoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguaMinha vo da bucetona me retandodescubri q ela tinha um amante e chantagiei contoscontos metendo na tiacontos erotico com minha sobrinha mais novaarrancaram a roupa e batem e ela chorava e esperneava e mamava mamadeiracontos erótico sou evangelicaConto tia a massageava o pauContos eroticos mordedo seioscontos dormi de fio dental e me ferreifada do sexo morena de xorte gem apertado volume da bucetacontos eroticos eu minha esposa rabuda e meu tio na praia de nudismovoyeur de esposa conto eroticoconto o cachorro me comeu no celeiro da vovócontos de sexo bebada depiladacontos eroticos dormindo incestofoda gostosa com amigos contos conto erotico cunhada doente mentalcontos eróticospadrastoeenteadairmatezudamulher leva enrabado de cachorrocontos de sexo so da u cu cagandocontos casada da na piamãe não deixa filho fude.com ela.na.vuzinha