Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

JOGANDO COM MEU PRIMO

Estava na casa da minha tia sem nada pra fazer e ai começamos a jogar cartas eu e meu primo. Eu tinha 19 anos e meu primo 28. Ele era muito gordo, nada sexy mesmo, eu não conseguia olhar muito pra ele, mas era divertido. Já ele não tirava os olhos de mim, volta e meia eu pegava ele olhando para meus peitos, eu estava com uma camiseta branca e dava pra ver os contornos do sutiã e o contorno dos peitos. E estava com uma sainha jeans, ele não tirava os olhos das minhas coxas, por sinal minhas pernas e bunda sempre foram as partes que mais gostei em mim. Minhas coxas são grossas e minha bundinha empinada e durinha.



Eu não ficava excitada com ele me olhando mas sempre gostei de provocar. Por que com ele não? Nem estava pensando nisso... Mas uma hora encarei sem querer ele quando estava olhando pras minhas coxas. Ficou sem jeito e pediu desculpas, eu disse tudo bem. Acabou dizendo que eu era linda e tudo mais e a conversa acabou indo pra este lado. Começamos a jogar truco, que eu adoro, então tive uma idéia.



Disse que se ele ganhasse a partida de mim, eu faria alguma brincadeira, alguma surpresinha, mostrava algo pra ele. Se perdesse, tinha que fazer tarefas na casa que minha tia tinha dado pra mim enquanto eu ficava lá. Ele aceitou.



Jogamos e ele acabou ganhando. Aff... me perguntou o que ganharia.



Então eu levantei e comecei a rebolar. Fiquei de costas pra ele e mostava minha bundinha descendo até o chão. Sentei e cruzei as pernas e perguntei se gostava das minhas coxas. Me chamou de gostosa, que ficou de pau duro com a dança. Queria jogar mais, com o mesmo acordo. Aceitei... Eu queria ganhar! Mas perdi de novo.



Ele não tirava os olhos das minhas pernas, da minha sainha curta. Descruzei as pernas e comecei a abrir devagarinho. Começou a ficar ofegante e a alisar seu pau por cima do calção. Abri mais e mais até ficar com as pernas totalmente abertas e mostrando minha calcinha branquinha e pequena pra ele. Toda enfiadinha e apertada na minha bucetinha, passei as mãos nas coxas até chegar nela e ai fechei as pernas rápido e disse chega!



Ficou doido e queria jogar mais, falou que faria as tarefas e tudo que eu quisesse por um mês se perdesse, e se ganhasse eu faria algo mais ousado. Aceitei porque ele seria mesmo muito útil! Mas perdi pela terceira vez.



Levantei e rebolei mais pra ele e agora tirei a saia me abaixando e rebolando pra poder ver mais. Minha calcinha tava enfiada na minha bundinha e fiquei rebolando bem perto dele. Ai fui mais longe e tirei a blusinha e fiquei de sutiã e calcinha sá. Ele não aguentou e tirou o pau pra fora e começou a bater uma punhetinha me olhando.



Era gordo e eu achava feio também mas aquele pau.. eu adorei. Comprido e muito grosso e ele tinha bolas enormes, que saco gostoso. A cabeçona brilhava e ele batia uma punheta tão gostoso, agora eu que não conseguia parar de olhar e comecei a ficar molhadinha.



Ficou falando que não acreditava que eu gostosa, magrinha, com o corpo perfeito e uma bunda deliciosa tava quase peladinha na frente dele.



Continuei dançando e dando voltinhas e rebolando. Quando cheguei perto ele colocou a mão na minha coxa mas eu tirei. Ai ele falou que se eu deixasse ele passar a mão um pouquinho nem precisaria ganhar jogo nenhum, que ele seria meu escravo pelos práximos dias. Eu pensei e acabei deixando até porque estava molhadinha.



Segurei dos ombros dele que continuava sentado e fiquei rebolando. Uma mão continuava tocando seu pau e a outra ele meteu com força na minha bunda. Apertou muito e depois com as duas mãos, minhas pernas e bunda e depois pegou meus peitos.



Foi tirar meu sutiã e eu deixei... ai fiquei doida com ele pegando meus peitos inteiros nas mãos dele. O pau dele continuava duro e empinado e acabei pegando ele e agora eu que tocava pra ele.



Começou a gemer e colocou a mão na minha bucetinha por cima da calcinha. Ai pegou ela e comecou a tirar, quem gemeu agora eu fui, sentindo a mão dele no meu corpo e a calcinha desatolando da minha bundinha e descendo.



Sentei na perna dele e continuei a tocar o pau dele e agora ele não tirava os dedos da minha bucetinha e a outra mão passeava por todo meu corpo com muita vontade.



Com tanta vontade que agora já nem pensava se eu ia mandar parar ou algo assim, até que colocou a boca nos meus peitos. Ai é isso que me deixa mais doidinha.



Parti pra cima dele e agora sentada de frente fui atolando a pica dele na minha bucetinha apertada. Foi entrando aos pouquinhos... comecei a subir e descer até que entrou tudo. Ai que delicia... fiquei rebolando e subindo e descendo muito tempo. Até que senti ele gozando, ele gritou alto. Mas continuei com o pau dentro de mim e de tanto tesão que ele tava nem precisou. Logo comecei a rebolar e fuder de novo.



Isso me deixou doida, quanto tesão! Tinha gozado também na vara grossa dele e queria é fuder mais!



Levantei e sentei de costas pra ele e metendo mais. As mãos dele ficaram nos meus peitos e na minha bucetinha. Depois me segurou pela cintura e ai gozei de novo. Me abraçou por trás e fiquei com meu corpinho todo em cima daquele grandalhão e com a pica dele dentro de mim. Foi muito gostoso isso.



Ai ele disse que ia gozar de novo, eu levantei e botei a boca chupando gostoso. Até que ele gozou dentro na minha boca. Encheu de porra, não acabava mais. Eu engoli parte e o resto cuspi.



Fiquei lambando o pau e as bolas grandes por um bom tempo até cansar. Mas não consegui cansar até que ficou duro de novo e ai não parei mais, chupei e chupei até ele gozar de novo enquanto não parava de apertar meus peitos.



Chamei ele de gostoso, fui pegar outras roupas e fui tomar banho. Meia hora depois minha tia voltou, eu sai do banho e fingimos não ter acontecido nada.



Quando chegou a noite eu estava na cama do quarto de háspedes tentando dormir quando ele bateu e abriu a porta. Estava descoberta e me viu sá de camisola, era curtinha dava pra ver a ponta da minha calcinha até. Tentei abaixar um pouco. Ele veio pra cima de mim com uma cara de tarado.



Eu disse que o que tinha acontecido foi por acaso e foi gostoso mas não sabia se queria mais. Então ele disse que queria sim, que eu era uma putinha e que estava com pau duro querendo meter mais em mim, estava doido. Nisso meteu a mão no meio das minhas pernas e começou a me beijar toda. Me chamando daquele jeito e com aquela vontade de me comer eu fiquei morrendo de tesão de novo, toda molhadinha.



Agora comecei a tratar ele como se fosse meu homem mesmo, meu namorado gostoso. Comecei a beijar na boca e agarrar ele, que adorou. Peguei o pau dele que estava latejando já, todo duro. Ai ele me pegou e me pôs de quatro, arrancou minha calcinha rosa e começou a meter tudo uma vez.



Nesta hora eu vi como ele podia meter gostoso, sentindo aquela barriga bater nas minhas gostas, suas bolas na minha buceta quando ele metia o pau todo. Ai... eu nunca tinha gozado tanto numa vara, tive que me controlar pra não gritar muito e minha tia escutar.



Depois desta metida eu não conseguia mais resistir a ele. Fiquei seis dias lá e todo dia dava pra ele. Além de dar a buceta tinha que chupar aquele pau pelo menos duas vezes por dia. Tomamos banho juntos, dei pra ele no quarto dele, no quarto da minha tia durante a tarde. Toda hora que ele queria namorar eu ia doidinha pros braços dele e era toda dele.



Mas eu ia embora e ia ficar difícil a gente se ver tão cedo, íamos ficar de coversa na net talvez. Então no úlitmo dia ele estava mais tarado que nunca e eu também fiquei doidinha. Foi ai que ele disse que queria comer minha bundinha também e eu doida me entreguei toda pra ele.



Ele rasgou meu vestido curto e fininho com força e arrancou minha calcinha preta pequeninha. Meteu as mãos na minha bunda, me agarrou com força e foi metendo um dedinho no meu cuzinho. Fiquei de quatro e mandei ele me fuder como quisesse.



Ai ele venho com vontade pra cima de mim e ouvindo isso nem pensou em nada, começou a meter a cabeçona na entradinha do meu cuzinho e quando ela entrou meteu o resto todo de uma vez. Era de tarde e eu podia fazer mais escãndalo e foi o q fiz, dei um grito. Ai ele começou a meter gostoso como sá ele sabe e ai sá consegui gemer de prazer por muito tempo até ele gozar e encher meu cuzinho de porra.



Aquela foi a nossa última trepada. Fiquei conversando com ele pelo msn durante algum tempo, mas depois paramos, isso já faz algum tempo. Mas daqui um mês vou voltar a ver ele e não sei... mas acho que vou querer de novo aquela rola gostosa, afinal sempre bato uma siririca lembrando daquilo...







[email protected]







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos homem casado dando para o primoconto erotico gay colo tiocontos eróticos com mulheres da ccborgia entre cdzinhas contos eroticoscontos eróticos maputotorando a coroa de bundão e cinturinha e bucetão carnudometeu no cu dela a força mas entrou parte1contos irma mais velhaa piriquita da theulma moreninhaporno amador em festinhasparticularesmulher entrando na chapeleta do pôneicontos de mecânicos casadosconto clube de amamentacao de adultoscontos eroticos em familiacontos eróticos fizemos amor no carro delecobradora mostrando o fundinho da calcinhacontos ajudando a sogracontos eroticosmeu irmao gêmeo conto erotico bolinada na infanciaSexu.com.busetas.de.7anusBianca trabalho conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepapai poi teu caralho na minh conasenta e trava nesa porra desebdo de perna a bertasexo gay titio okinawa ufa contosputa irmão contoconto erotico esvazieiele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadecontos sexo minhas duas tias me espiando meu pausaocontos eroticos fui bem comida feito cadela e chingada de vadiacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntas analver conto veridico minha baba abusado por minha babacontos eroticosnegaocadelabocetudaminha namorada se mostrando para outros contoEsfreegando a pica na maninha inocenti contos eroticcoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos encesto na praia de nudismocontis eroticosadoro cupar o cuzinho da minha enteadaContos reais de marido corno arependido em deixar esposa trepar.Contos eroticos9aninhoscotos erotocos piscina casadaconto gay sai da urgia acabadaconto erotico o sogrogostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentedormindo ao lado conto eróticoContos er papai pintudodei a bunda contospegando hetero casado conto gayMinha mulher pedio pra mim errabar ela contosconto erotico comendo crente fielbuceta esticada aberta gozandocontos de casada rabuda fiel e fogosa cantadaminha vizinha transex safada contos eroticostravestis comeu o cu virgem da evangelica,contos eroticoscontos eróticos coloquei um shortinho para provocar meu paicontos eroticos menininhas dormindo na rolaconto erótico chupada do nada escondida mel sugar babarokinawa.ufa.ru conto orgíasContos erótico Lara a experientecomo e que aimha vagina abre na hora do sexo?esposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fui enrabada dormindoContos meu prefeito me comeu com fotosver contos erótico mãe gordinha concebido gostosa s*****Contos fulerastranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbadei p meu genro contocontos rabuda mulher do meu cunhadoEncoxada no trem contos eróticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente