Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

URSO NA SAUNA GAY

Oi, sou um URSO em Porto Alegre, tenho 32 anos, 1,82m e 110 kg, com olhos verdes e uso barba desenhada e tenho pêlos no peito e pernas. Esta é uma histária real que aconteceu há uns cinco anos, no auge da minha solteirice e quando frequentava as saunas da cidade em busca de diversão. Uma tarde resolvi que precisava dar uma bela gozada, pois há um bom tempo estava envolvido somente com o trabalho e não ficava com ninguém. Resolvi ir a uma sauna no centro da cidade, meio pobre, mas com uma boa frequência de ursos e caras "normais", pois não curto sarados, bombados e aqueles que se acham grande coisa. Chegando lá vejo que o movimento está bom, com um bom número de visitantes.

Como não costumo entrar na sauna propriamente dita, fiquei na área dos vídeos e quando chego, aproveito a sala que estava passando um filme com ursos e acabei me deliciando com a visão de um gordinho, mais ou menos uns 19 anos que já socava uma punheta com o pau para fora. Não era grande, mas me chamou a atenção que ele era bem gostosinho e parecia não ter vergonha do que estava fazendo. Sentei ao seu lado no sofá e na excitação que estava, coloquei meu pau para fora e comecei a uma punheta lenta, olhando bem no rosto dele, que não me deu a menor bola...

Enquanto isso, vários caras entravam e saiam da sala, que era a entrada para a sauna também e como estávamos a vontade tocando nossas punhetas, começou a juntar alguns caras pela sala. Uns sentaram-se nos sofás ao lado e ficaram olhando nossa punheta, uns sá de toalha, outros vestidos e com o pau para fora. Não me fiz de rogado e acabei baixando minhas calças até o chão, mostrando minhas pernas grossas e peludas e liberando meu pau para que todos vissem. O guri ao lado continuava a punheta olhando o vídeo, como que hipnotizado pelas cenas. Nisso um negro de uns 30 anos, baixinho, entroncado e enrolado em uma toalha sentou-se ao meu lado, e com a boca aberta ficou olhando para o meu pau, que não é grande, mas grosso e todos gostam. Continuei minha punheta e olhando na cara do negro ofereci meu pau... ele sem pensar sentou-se ao meu lado, pedindo para o guri deixar mais espaço para ele, que pegou no meu pau e começou uma punheta leve... nisso pego em sua nuca e forço sua cabeça até meu pau... ele mostrou resistência, mas sá por alguns segundos, pois depois colocou tudo na boca e me fez uma chupeta digna de uma puta, pois lambia a cabeça, chupava todo o pau e ainda linguava as bolas, deixando tudo melado com sua saliva... Não deixei por menos e enquanto ele me chupava, comecei a acariciar o seu cuzão por debaixo da toalha e ele sá gemia... Foi nesse momento que me dei conta que na sala devia ter uns 19 caras, todos em volta da gente, olhando e tocando suas punhetas...

Como eu estava envolvido na putaria, resolvi ser mais hard... comecei a bater na bunda do safado que me chupava e a meter os dedos no seu rabo... Aproveitei para tirar a minha camisa que já estava ensopada de suor e puxei o negro para cima de mim, e colocando a camisinha, vi meu pau sumir naquele cu preto e arrombado... Como sou muito branco, o contraste das cores ficava muito excitante... Enquanto ele cavalgava no meu pau, que estava duro como um pedaço de madeira, ele gemia alto, deixando mais excitada a nossa platéia, que já tinha uns 19 caras... Uns se beijavam, trocavam punhetas e eu sá ouvia gemidos e tapas nas bundas... O clima estava muito quente e apesar dos ventiladores de teto, todo mundo suava muito, pois era pleno mês de fevereiro...

O negro continuou cavalgando o meu pau e aquela cena envolvendo todo mundo foi me deixando mais e mais doido, até que gozei num urro que chamou a atenção de todos... O negro também gozou com uma punheta no seu pau enorme e até molhou de porra quem estava na frente... A partir dali ouvi pelo menos uns três caras urrando também, gozando feito loucos... Tirei a camisinha e com a toalha do meu parceiro de putaria, limpei meu pau e levantei minhas calças e coloquei a camisa... O povo começou a dispersar e fui no bar tomar alguma coisa, levando comigo o negro gostoso que me fez gozar como nunca naquela bela tarde de verão...

Quando passávamos pelo corredor se formou um verdadeiro "corredor polonês" e senti várias mãos em minha mala, minha bunda e teve até um mais atrevido que me pegou e lascou um beijo de língua. Vontade não faltou em ficar naquele lugar que cheirava a sexo por mais um tempo, mas eu precisava voltar para casa, pois estava anoitecendo... No bar, troquei beijos com o meu parceiro de gozada e prometemos nos ver outras vezes por ali, mas confesso que nunca mais o vi e nem lembro o seu nome... Mas foi uma tarde interessante, das muitas que já passei por lá, inclusive há poucos dias estive lá novamente e encontrei um ursão que fez o melhor boquete que já recebi até hj... mas dessa vez foi sem platéia, sá nás dois em uma sala reservada... Qualquer hora dessas volto na Sauna Coruja.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porn contos eroticos enteada gangbangcontos eroticos velha e dotadoConsolado pela sobrinhas contos eróticosboa f*** mulher leva travesti para comer o maridoconto erotico com comadre pintelhudacontos eróticos de amigos com mts mamadasContos minha mulher chupa meu pau 3vezes ao diameninha rebolanocache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 contos. chupou pela primeira vez um machoduas mulher do Jordão baixo chupando b*****Conto erotico revistando bundudacontos eróticos o gringo roludocontos cunhadaspornocom as bolas cheia de porra pra minha mulher contos eroticoscontos eroticos minha tia de saiacontos.erostico.comendo.minha.cunhada.beba.esposa.dela.estava.viajandopai fode fia a forsa contosmulher faz strip antes de comecar zofiliacontos eróticos genrosobrinha de calcinha na piscina contosComtos casadas fodidas pelos empregados do maridomeu padrasto e meu.irmao me comeuMeu primo me convenceu a mostra meu pau para elecontos eróticos passei o pau na bunda da minha tia dormindowww.contos eroticos policiais.com.brcontos mostrou duas picas pra minha esposacontos eroticos com cunhadadividi minha mulher com outro comto eroticocontos prima novinha dando cuzinho de surpresacontos de sexo depilei minha bucetacontos eróticos de deficientesmeti o pau todo sem ela aguenta mas entrou parte1contos eroticos porno de pirralhas inocentescontos eroticos com irmãsminha cunhada mim chamo pra trnzarcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestia minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos zoofilia a loira burra eo cachorro taradoContos comi mae bebadaminha mãe adora bater punheta para o meu irmãoimagens de rabo gostoso inclinado de calcinha transparenteembaixada angolana contos eroticosfiz o cu rosa da minha mae de buceta com ela dormindocontoseroticos encochando minha irma onobiscontos eroticos entregadorcontos gay favelapeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhacomo faxersexooralfotosesposas de cornos bucetas cheias de porracasa do conto pagando pra fazer sexo com a cunhadacdzinha passiva. viciada em sexo contocomi minha cunhada, contosminha mae com a buceta peluda contocontos eroticos com sogro e sograconto erotico sou empregada e viuvacontos eroticos esposa danadinhaconto erotico traindo marido com o patrao delevirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gayconto minha tia pelada no quintalconto erotico velho praia nudismodesvirginando.a.irmanzinha.Contos eróticos /estrupandomeu filho tem um pausao contos"contos eroticos" duas cunhadascontos minha mulher com um dotado mi fez chupa elecontos o cheiro da rola do papaicontos eroticos goza no cucontos eroticos que e isso tiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontis eroticos comendo meu amigo bebadoxvideo zoofilia mulher da a bucetinha apoiada no cavaleteconto de dei o cu para uma pica grande do meu patrão que me rasgoucontos comiminha prima