Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRO NO CLUBE

Tudo aconteceu num domingo à tarde.

Estava sol e eu tinha ido para o clube me refrescar um pouco.

Sempre fui muito discreto e liberal com relação ao sexo. Curto garotas, mas o que eu gosto mesmo é de sentir um pauzão bem grande dentro do meu cuzinho. Voltando, devia ser mais ou menos umas 15hs. Havia ido sozinho ao clube pra tomar um banho de piscina. Fiquei lá um bom tempo... claro que, mesmo com muita discreção, eu não deixava de reparar na rola dos carinhas que passavam. Foi quando meus olhos viram uma rola imensa. Mesmo por baixo da sunga, era algo fora do normal. Fiquei tão espantado (e excitado) que dei bandeira. Quando me dei conta, percebi que ele tinha me visto olhando pro seu membro. Desviei o olhar, disfarcei e fiquei na minha. Percebi que ele estava com um grupo de amigos, mas evitei ficar olhando.

Por volta das 17hs a piscina do clube fechou. Peguei minha toalha e fui em direção à lanchonete. O clube fechava às 19:00 e eu não estava a fim de ir pra casa ainda. Pedi um lanche e um refrigerante e fiquei por ali mesmo, vendo TV. O cara foi até a lanchonete com os amigos dele e ficamos por ali um tempo. Procurei ficar na minha pra não dar mais bandeira.

O clube, aos poucos, foi esvaziando. Mais ou menos umas 18:40, resolvi que era hora de tomar banho. Fui ao vestiário, peguei minhas coisas e fui tomar meu banho. O vestiário estava vazio aquela hora. Foi então que percebi que uma galera havia entrado no vestiário também. Eles pareciam esta procurando alguém, até que um deles foi até o chuveiro, me viu e gritou:

"Achei! O viadinho tá aqui!"

Gelei! Meu coração quase parou! Eles eram em seis e eu já estava imaginando a surra que eu iria levar. Em poucos segundos eles chegaram. Fiquei estático, sem dizer uma sá palavra. Então, o cara que tinha me visto primeiro, pegou uma toalha, enrolou no meu pescoço e começou a me arrastar pelo vestiário, me levando para onde ficam os bancos onde o pessoal se troca. Então, ele amarrou meus braços pra trás com a mesma toalha e, virando-se pros outros, disse:

"Quem quer ser o primeiro?"

Tentei sair dali, ameacei gritar, mas um dos caras, o mais forte deles, deu um tapa no meu rosto e disse:

"Não agita, não, viadinho! A gente vai arrombar esse seu cuzinho de mulherzinha e vc não vai falar nada! Se não a gente te enche de porrada!"

Fiquei quieto. Um a um eles começaram a me enrabar. Eles pareciam uns animais! Me fodiam com força, não se importando em me machucar. Na verdade, eles pareciam querer isso mesmo! Eles metiam no meu cuzinho como se estivessem metendo em uma dessas bonecas infláveis e, toda vez que eu tentava gritar de dor, um deles vinha e enfiava a rola inteira na minha boca, me fazendo, por muitas vezes, engasgar e até vomitar, tamanha a violência com que faziam.

Fiquei ali não sei por quanto tempo. Então, aconteceu o pior... dois deles (o cara que eu tinha fitado e o grandalhão que bateu em mim) se posicionaram estratégicamente atrás de mim e começaram a meter ambas as rolas no meu cuzinho. Tentei me mexer, sair dali, mas repreendido com outra bofetada, dessa vez mais forte.

"Fica quieto! Quer levar porrada, é?! Fica quieto enquanto a gente rasga esse seu cuzinho pra vc aprender!"

Então, eles começaram a socar no meu rabo. Eles começaram alternando o vai-vem e, depois de um tempo, começaram a me puxar pelo quadril, me fazendo sentar nas duas rolas. Tentei usar as pernas pra me apoiar, mas um dos caras veio e puxou meus dois pés, me fazendo sentar de uma vez nos dois cacetes! Aquilo os excitava ainda mais! Enquanto os dois me fodiam no cu, o restante revezava-se na minha boca, dando tapas na minha cara, me xingando e me humilhando. Quando resolveram gozar, dois deles me fizeram beber toda sua porra, enquanto o restante preferiu gozar na minha cara e no meu cuzinho. Depois disso, pegaram seus celulares e começaram a tirar várias fotos de mim todo gozado.

"Agora, vai funcionar assim, seu viado do caralho! A gente vai foder com vc sempre que a gente te ver por aqui! Se vc deixar de vir pra cá, a gente põe essas fotos na net, se vc vir a gente e tentar sair fora, a gente põe as fotos na net, se vc falar pra alguém que a gente te estuprou, a gente põe as fotos na net! Fui claro?"

Respondi apenas com um aceno de cabeça.

"Ótimo!"

Depois disso, eles amarraram meus braços e pernas na cadeira do vestiário. Socaram um vidro grosso de shampoo no meu cuzinho e me deixaram lá enquanto tomavam banho. Quando me desamarraram, caí no chão, com o cuzinho escorrendo porra e sangue... mal conseguia ficar em pé, enquanto eles saíam rindo e se vangloriando por terem me arregaçado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticoscontos esposa branquinhamasagista se marturbando no meio do espediente pordei o cu p meu genro contoscontos eroticos arrombando a gordacontos fui banha no rio e minha tia foi atrazcontos crente gostosa coroapapai poi teu caralho na minh conaconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casavi o pauzao do pedreiro e fiquei doidinhaconto minha tia me chamou no banhocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos eu minha esposazoofilia cavalo violentos o dedãocontos eroticos delegadoporno putinha magrinha i e minha sobrinhacarlão socando ate as bolas no cu da vadianovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadacontos dando no banheiroidoza caseta toda gozadaconto erotico foda com a viuvinhavidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziatrai meu marido na hora do futebol dos contosrelatos minha esposa dando a bundinha eu chupando a x******contos a maluca punheteirafodida no onibus por coroa contoslésbicas esfregando pernas de rã veridicoEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticoconto erotico carona com o sobrinhoconto comi a filhinha da empregadacontos empurrando no rabo tia martacontos eróticos afim do papai humilhado travesti contoscontos eroticos aventura em resendeMe Faz um Cafuné conto gaytia peruca gosta de chupar pau e a buceta sai muita gozacontos bolinadas no parqueContos eróticos da minha sogracasada funk relatos eroticosdescasados do litoral bundudaContos erotico travesti na cadeiaconto eroticos fui obrigado a fuder minha irma num estupromulheres casadas morenas claras 45 a 55 anos traindo com negaocomeram meu cuzinho conto gaycontos erotico a minha nutricionistaContos eroticos minha esposa e o estrangeiroContos eroticos da esposa safada com o marido deficientecontos minha mae liberalSou negra e dei gostoso contos eroticoscontos eróticos cdzinhavídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandoflagrei minha mulher rapariga.contos eroticoscasada recebe proposta indecente contosa coroa me mamou e me fez gozarRelatos eróticos novinhasvi minha esposa dando mole contoscontos eróticos gay irmãos machos se esfregandocontos eroticos assaltocasa do conto chantagem para esposacontos eroticos da infância incestocontos currada pelo netominha filha mamando no meu pau contos eróticoscasada recebe proposta indecente contosminhas sobrinhas conto eroticopapai e seu amigo comeu meu cuzinhopai corno contoscaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhodesenho pornos dos flinstones cornocontos sexo a esposa amamentandocasa dos contos virei vadia do meu filho e estou amando ele adcontos eróticospadrastoeenteadaContos eróticos genromulher vemdedora de avon cuconto lesbica humilhadacontos eróticos da secretária cadela de coleira do patrãoo cu rosinha de minha neta de 9 aninhos